Filho Único http://filhounico.com Música 2011 Filho Único http://filhounico.com/images/logo.jpg Filho Único - Novidades http://filhounico.com/rss pt-pt Fri,15 Dec 2017 NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Lilocox, DJ Firmeza, DJ Nigga Fox, Firma do Txiga no Musicbox, Sábado, 16 de Dezembro, 00h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-lilocox-nigga-fox-firmeza-txiga-16-dezembro

PosterPrincipeDezembro2017.jpg

“Dezembro ou seca as fontes ou levanta as pontes.”

DJ Lilocox - https://soundcloud.com/deejay-lilocox

DJ Firmeza - https://soundcloud.com/dj-firmeza

DJ Nigga Fox - https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke

Firma do Txiga - https://soundcloud.com/firma-do-txiga

Poster por Márcio Matos.

Qua, 13 Dezembro 2017
10 Anos da Filho Único na SFUCO (Sociedade Filarmónica União e Capricho Olivalense), Sábado, 9 de Dezembro, 18h - 1h, 6€ http://filhounico.com/novidades/10-anos-da-filho-unico-9-dezembro-sfuco

Poster10Anos.jpg

Uma celebração com

BAR TARDE (18h – 20h30):

Primeira Dama
Vitor da Discolecção - DJ Set pela noite dentro
CHURRASCO À PALA

SALÃO NOITE (21h – 01h):

Panda Bear
Tropa Macaca + Vaiapraia
Ibrahima Galissa + Gabriel Ferrandini
Éme + Maria + Lourenço Crespo + Sallim + Moxila + B Fachada
Gala Drop + Lula Pena + Maio Coopé + Niagara + Norberto Lobo + Tó Trips

Poster por Márcio Matos

Bilhetes a 6€ em pré-venda na loja Flur e no Polo Cultural Gaivotas Boavista e disponíveis na noite no local

SFUCO (SOCIEDADE FILARMÓNICA UNIÃO E CAPRICHO OLIVALENSE)
R. Alferes Santos Sasso 26, 1800-009 Lisboa

AUTOCARROS : 731, 744, 783, 759, 708
METRO : Encarnação (10mn a pé) ou Olivais (15mn a pé)

Seg, 20 Novembro 2017
Putas Bêbadas apresentam “Orgulho de Ex-Buds” + 1ª parte combate de muay thai Francisco Ferraz vs José Carneiro, no Clube Atlético Campolide, Sábado, 18 de Novembro, 21h30, 5€ http://filhounico.com/novidades/putas-bebadas-apresentam-orgulho-de-ex-buds-18-novembro

Putas2017WEB.jpg
CapaOrgulhoPutasWEB.jpg
CartazPutasWEB.jpg

Quatro anos após o opus Jovem Excelso Happy (anunciado como clássico instantâneo por sommeliers certificados como Julian Cope, Doug Mosurock ou Brian Turner), concertos escassos mas intensos e azares de estúdio, os portadores da tocha que alumia e desvenda o caminho do novo rock estão de volta. Gravado em Lisboa ao longo de três anos, "Orgulho de Ex-Buds" explode em tons de vontade, glória e proficiência, e apresenta aos ouvintes uma imagem clara das forças necessárias para corrigir os erros dos anos 00 e empurrando-as para a frente, ofuscando, como um temível clarão que estoura na bruma nocturna.
Embora haja uma sensação de familiaridade ao longo do disco, esse perpassa-a através dum instinto pynchonesco. Passando de Chrome para Crom e acelerando pelos Sightings e Brainbombs ao mesmo tempo que canta melodias que poderiam igualmente ser tiradas do cancioneiro punk / hardcore português ou mixtapes de Trap de Atlanta (sem esquecer o lirismo arquetípico Cafetra Records), com uma entrega assente na frescura excêntrica que da banda se conhece. Coros de auto-tune desbravando um mato feroz de insanidade tarola-pratos, guitarras construindo paredes para as derrubar e linhas de baixo que sabem exatamente o caminho a seguir. Tudo isso, mantendo a tradição do álbum anterior em narrar o diário doce, ébrio e azedo, às vezes esperançoso, às vezes sem esperança, do ser mais subversivo a habitar numa qualquer mente.
A voz ocupa agora um papel mais central; a cada tema a letra mede o ritmo orgânico e retorcido da mistura. Enquanto à superfície os temas e maneirismos podem lembrar as tradições de Råberg, Lifeless ou até Putnam, “Orgulho de Ex-Buds” está mais próximo dos pilares literários da língua em que cantam, erguidos por Luiz Pacheco ou Alberto Pimenta; expressam uma generosa dose de controlo confiante, sagazmente derramada na lascívia menos oportuna, com um fundo humanista.
Todo o álbum é cheio de ação, rápido e libertador, com destaque para todas as músicas: O LP abre escaldante com a "Geme" definindo o tom; o conto anabolizante e cerebral não-pc, mas dançante da "Proteina"; a gratificante estrutura temporal da "Gorduchinha"; O hino "Fada deste lar" com uma das introduções mais catchy deste lado da interseção de ruído x rock ("cona e cu aberto / é corrente de ar / tira a cuequinha / deixa a peida a refrescar"); o ladrão de jóias perdido em cantos de amor na "Jóia"; ode aos oásis perdidos e encontrados de Lisboa em "Cruzeiro de Velhos"; o existencialismo ginecológico hipnotizante de "Cona da Mãe"; e o final, onde a unicidade etílica e os enigmas e sortes do universo se encontram, "Camões". Fundamental.
Cafetra Records, 2017

Poster por Maria Reis.

"Orgulho de Ex-Buds" (2017, Cafetra Records/8mm, LP/Digital) - https://cafetrarecords.bandcamp.com/album/orgulho-de-ex-buds

Qui, 9 Novembro 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Doum + Sanitary (t)issues + G Fema + Telma, 8 de Novembro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/doum-sanitary-tissues-g-fema-telma-8-novembro-lounge

Doum2017SITE.jpg

SanitaryissiuesSITE.jpg

GFemaSITE.jpg

TelmaSITE.jpg

Na Noite de Novembro abrimos com o regresso de Doum, que nos traz material novo e à frente, na senda do seu código rastafari PALOP > CUF. Relembramos, Doum é Mohamed Paquete, do Barreiro, talentoso orquestrador de software dancehall caseiro e comprimido que interpreta de uma forma tão colorida que já é reconhecido à distância após algum convívio com a sua música di locks.
Seguir-se-á Sanitary (t)issues, Norueguesa via Londres via Amsterdão, agora a viver em Lisboa, com a sua música onda minimal e benzodiazepinada, entediada pela normalização da vigilância no nosso quotidiano actual e sem respostas pra como reduzir as pegadas de informação que deixamos pra colecta pelos gigantes da tecnologia, que soa bem certa ao fumador moderno.
Os concertos terminam com G Fema, doce e feroz rapper da Zona M, Chelas, activa no rap street tuga rimando em criolo sampadjudo há mais de uma década. Prima de Beto di Ghetto que a apoiou e orientou nos primeiros passos, tem mostrado a sua música ao longo dos anos essencialmente no Youtube, da mixtape já longínqua “Reviravolta” a vários vídeos realizados. Versa sobre a realidade do bairro, da violência doméstica entre quatro paredes às rusgas policias no espaço público, com sentimento, garra e carisma, como vimos no último Zona Não Vigiada, só precisa é de produtores há sua altura.
Telma pega no assunto Dj dali em diante, até ao Lounge fechar, no bater das 4.

Doum bandcamp - https://doum1.bandcamp.com

Sanitary (t)issues soundcloud - https://soundcloud.com/sanitary-t

Telma Surf n’ Turf #6 na Rádio Quântica - https://www.mixcloud.com/quanticaonline/surf-n-turf-6-by-telma-21-09-2017

Qua, 25 Outubro 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Tiago Félix + Cachupa Mob + Xwindows95X vs DJ BreaKeven, 11 de Outubro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/tiago-felix-cachupa-mob-xwindows95x-breakeven-11-outubro

PosterLoungeOutubro2017.jpg

A abrir a noite, Tiago Félix, novo valor da canção artesanal em Português. De Alcobaça, com aquela estranheza familiar dos confessionais crípticos, tem dois discos editados no seu bandcamp, sendo o mais recente produzido com Leonardo Bindilatti. Os seus temas de baixa fidelidade e alta sensibilidade poética, essencialmente em voz e teclas arranjado, fascinam forte e feio, é só a hora de o ver ao vivo.
Também no programa temos música com mais gente com micros com a Cachupa Mob, um colectivo desta e doutra margem que reune criativos à volta da Cachupa Records (“Gravamos aquilo que mais ninguém quis gravar” atiram). Tão embalados a trabalharem no legado que lhes chegou e sai natural - DIY das culturas punk, hip hop, skate - de cabeça no nosso presente turbulento e desmaterializado com ganas, insolência, tédio e frescura pra prestar atenção. Gilson x Lobo x Mean Will x Genes no Lounge, tipo XXL Freshmen cypher, Outono 2017.
Djs do resto do serão serão - kkk - a espanhola Aix/Glitch Girl ao desafio com o nosso Sar, ou seja, Xwindows95X vs DJ BreaKeven.

Poster por Pedro Lourenço.

Tiago Félix - https://tiagofelix.bandcamp.com

Cachupa Records - https://www.youtube.com/channel/UC3Gon9hLbwSMXjsO9i_mbcQ

Genes - https://genesadn.bandcamp.com/album/pessoas

Mean Will - https://www.youtube.com/channel/UCGf0nrd8V8tN4XCyhOKJY6g

Lobo - https://twitter.com/lobo23OG

Gilson - https://youtu.be/B7Z8NbtiS2U

Qua, 11 Outubro 2017
OUT.FEST 2017, 4 a 7 de Outubro, Barreiro http://filhounico.com/novidades/outfest-2017-4-a-7-de-outubro-barreiro

PosterOUTFEST2017WEB.jpg

Poster por João Alves Marrucho

Site oficial do festival http://www.outfest.pt

Qua, 4 Outubro 2017
Festival Zona Não Vigiada c/ Equiknoxx, God Colony + Flohio, B Fachada, Tomasa del Real, DJ Nigga Fox, na Zona J, Chelas, Sábado 16 de Setembro, 16h > 21h, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/festival-zona-nao-vigiada-2017

posterznv.gif

Poster e gif por João Marrucho

Ter, 29 Agosto 2017
Noites de Verão no Jardim dos Coruchéus (Julho) e no Jardim das Esculturas do MNAC (Agosto), Sextas-feiras, 19h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/noites-de-verao-no-jardim-dos-corucheus-julho-e-no-jardim-das-esculturas-do-mnac-agosto-sextas-feiras-19h30-entrada-livre

PosterNoitesVerao2017SITE.jpg

Seg, 26 Junho 2017
NOITE PRÍNCIPE c/ Firma do Txiga e Nídia, no Musicbox, Sábado, 24 de Junho, 01h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-txiga-nidia-musicbox-24-junho

PosterNoitePríncipeJunho2017.jpg

Noite Príncipe de Junho totalmente dedicada a autores de discos novos na editora portuguesa: a Firma do Txiga e a Nídia.

Poster por Márcio Matos.

Príncipe - https://principediscos.bandcamp.com

Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira

Dj NinOo - https://soundcloud.com/jos-pereira-6

K30 - https://soundcloud.com/joe-dom-k-correia

Dj Wayne - https://soundcloud.com/firma-do-txiga

Nídia - https://soundcloud.com/nidiasukulbembe

Sex, 23 Junho 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Lourenço Crespo + GYUR + Tsuri, Quarta-feira, 21 de Junho, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/-fu-no-lounge-lourenco-crespo-gyur-tsuri-21-junho

LourencoSITEnove.jpg
GYURweb.jpg
TSURIweb.jpg

Temos o prazer de receber Lourenço Crespo novamente na nossa mensalidade no Lounge. O autor e intérprete de Lisboa dedicou nos últimos meses boa parte do seu tempo à realização de “Domingo à tarde”, o novo álbum de Éme, como membro da banda que o eleva, para além do trabalho continuado com os Iguanas que divide com Leonardo Bindilatti e a sua agenda de concertos a solo pelo país. Fez em Abril um ano a edição de “Nove Canções”, documento debutante em nome próprio da sua liberdade de expressão artística. Será que vão haver novidades?
Gyur é, tal como BLEID, parte da CRATERA, um grupo de criadores de ‘conteúdos digitais’ com epicentro na difusa Grande Lisboa. Através do bandcamp do colectivo editou em Fevereiro último o primeiro disco, “Garble”, produzido, misturado, masterizado e com artwork pelo autor. Temas cascantes, de ataques rítmicos cyber punk levedantes, com um sentido narrativo cognitivamente desafiante.
Tsuri será o DJ da ocasião, mas não de ocasião, tamanha a recomendação que lhe precede cá na casa. Vinil pela noite dentro, para dançar até às 04h.

Bandcamp https://lourencocrespo.bandcamp.com

Gyur ‘Garble’ https://cratera.bandcamp.com/album/garble

Gyur soundcloud https://soundcloud.com/gyurbhi

Tsuri Soundcloud https://soundcloud.com/tsri

Tsuri Mixcloud https://www.mixcloud.com/tsri

Qua, 14 Junho 2017
Arraial de lançamento de “Casa de Cima” c/ Pega Monstro + Pato Bravo + DJ Tempos Livres, no Jardim do Palácio do Machadinho, Segunda-feira, 12 de Junho, 18h, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/arraial-lancamento-casa-de-cima-pega-monstro-12-junho

PosterPEGAcasadecima.jpg
PegaCasadeCimaWEB.jpg

A Filho Único e a Cafetra têm o prazer de vos convidar para o arraial de lançamento do novo disco das Pega Monstro, quando o final da tarde do dia 12 de Junho encontrar a noite de Santo António, no Jardim do Palácio do Machadinho, na Madragoa. A partir das 18h e com entrada livre, teremos a selecção musical a cargo de DJ Tempos Livres antes, entre e depois dos concertos. Contem com sardinhas, bifanas e veggie burgers na grelha, e bares com vinho e cerveja a rolar do arranque até ao recolher do convívio lá pela Meia-noite.
A música ao vivo terá início pelas 20h com um concerto de Pato Bravo, a identidade reservada de B Fachada para a sua música de síntese electrónica de direcção singular, seguindo-se pelas 21h as Pega para nos apresentarem as canções de “Casa de Cima”, o seu maravilhoso terceiro longa-duração, uma edição conjunta Upset The Rhythm e Cafetra Records.

Poster por Júlia Reis. Foto por Sara Rafael.

Com o apoio da Divisão de Ação Cultural da Câmara Municipal de Lisboa.

Sex, 26 Maio 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Vasco Alves + Veenho + Ciberpapi, Quarta-feira, 24 de Maio, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/vasco-alves-veenho-ciberpapi-24-maio-lounge

VASCOALVESweb.jpg
VEENHOweb.jpg
CiberPapiWEB.jpg

Vasco Alves iniciou a sua actividade artística em Londres, em 2007, vivendo e trabalhando em Lisboa desde 2014. O seu trabalho, segundo o próprio, "baseia-se na exploração de plataformas electro-acústicas instáveis, através do uso de rádios, objectos/instrumentos personalizados e/ou danificados, e de diversas formas de amplificação. Estes processos tendem a ser de natureza bastante volátil pelo que na sua apresentação estão sujeitos a rigorosos métodos de intervenção.” Tem também editado discos e organizado eventos através da PORTA (com nomes como Helm, Calhau!, Lee Gamble) e é um terço do trio VA AA LR.
Veenho é uma banda de rock de garagem tuga cujo nome surgiu aos seus perpetres “da união de conceitos como a vizinhança e a bebida sacra, que é da mesma homofonia”. Os Belenenses António (na guitarra e na voz), Martim (na bateria), Tó Bea, entretanto substituído por Valera (na guitarra), e Xixo (no baixo) remontam a formação do grupo a 2009, mas é a partir do Verão de 2015 que a banda começa a ensaiar com regularidade e consistência. Gravaram ao vivo e em directo, com o incontornável Filipe Sambado, um EP de 5 temas cuja edição em cassete no início deste ano teve o selo Xitra Records.
Dj set da noite será por Ciberpapi. Néh brincadeira.

Vasco Alves - http://vascoalves.info


Vasco Alves "Volume 1 (excerpt)” (2013, Single sided cassete, Wasted Capital Since 2013)


Vasco Alves "Volume 2 (Pt.2)” (2016, CD, We Can Elude Control)

Bandcamp Veenho - https://veenho.bandcamp.com/releases


Vídeo Veenho “Saideira”

Ter, 9 Maio 2017
Beau Wanzer + DJ Problemas + Pudeur + Stasera + Sar na Galeria Zé dos Bois, Sábado, 6 de Maio, 22h, 6€ http://filhounico.com/novidades/beau-wanzer-problemas-pudeur-stasera-sar-zdb-6-maio

BeauWanzerSITE.jpg
DJ-ProblemasSITE17.jpg
PudeurSITE.jpg
StaseraSITE.jpg
SARsite.jpg

Beau Wanzer é um produtor e DJ que tem vindo a afirmar-se com talento e persistência na paisagem clubística dos dias que correm mais aberta a ideias e práticas de marginais que quando putos cresceram - gregária ou na imaginação do quarto deles - em culturas juvenis e musicais extremadas. Sob o signo de toneladas de CDs do gótico e industrial já generoso nos 90s, mudou-se para Chicago no início dos 00’s ao tempo do baque da reedição do debute homónimo dos Liaisons Dangereuses e gospel da Bunker e Crème Organization dos 00’s, aprimorando o seu estúdio caseiro, estilado DIY pelo seu ritmo impetuoso de gravação bruto e directo pra fita. O também cientista em biologia molecular leva 12’’s editados na L.I.E.S, Rush Hour e Nation (de Traxx, o berdadeiro, e seu parceiro nos Mutant Beat Dance), e acaba de ser anunciado novo disco colaborativo De-Bons-en-Pierre na Dark Entries, mas tem sido a ambiciosa série sem título em vinil que tem lançado em edição de autor que mais nos convenceu a convida-lo para vir cá estrear-se num set ao vivo com o seu criterioso arsenal hardware.
DJ Problemas vem apresentar novo live, após actuações au point recentes numa Noite Príncipe (Tekno-kud em difusão) e no Lounge (Tekno-trás-os-montes entre o GAC e Julius Eastman). Afonso Mota, o jovem por detrás do nome de guerra, é também realizador de cinema (Sala Vazia, O Sul) e tem realizado videoclips para músicos cuja conduta e trabalho lhe são próximos (Lourenço Crespo, Éme, Polido), tendo lançado a sua estreia "Fúria de Viver” enquanto Troubles em cassette no Verão passado.
Pudeur, com particular afecto pelo escuro sensualista e boogie subterrâneo dos anos 80 e houses desalinhados do presente como das comarcas Mood Hut ou Future Times, é uma dos Djs da noite, assim como Stasera (também conhecido como DJ Crazy Man) que tem 12’’ impecável de estreia a sair na Interzona13 por esta altura, e DJ Breakeven, fresco de “uma série de iniciativas”.

Uma parceria da Filho Único com a Galeria Zé dos Bois

Beau Wanzer site http://www.beauwanzer.com
Beau Wanzer soundcloud https://soundcloud.com/bwanz

DJ Problemas soundcloud https://soundcloud.com/djproblemas
DJ Problemas bandcamp https://djproblemas.bandcamp.com/releases

Stasera soundcloud https://soundcloud.com/staseraaa/sets/12-interzona-2017

Bilhetes disponíveis na Flur, Tabacaria Martins e ZDB (quarta a sábado das 19h às 02h)

Sb, 6 Maio 2017
NOITE PRÍNCIPE c/ Allas G, DJ Lag, DJ Firmeza no Musicbox, Sexta-feira, 5 de Maio, 1h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-c/-allas-g-dj-lag-dj-firmeza-no-musicbox-sexta-feira-5-de-maio-1h

5maioNET.jpg

Príncipe de Maio contará com o convidado da África do Sul, DJ Lag, um dos produtores nucleares que tem vindo a dar forma ao Gqom, o estilo minimal e escurecido oriundo de Durban deferente do House sul-africano. Baixo e bateria são os protagonistas, com densidade sub-grave uma constante enigmática e claridade de cordas sintéticas a espaços certeiros, numa música hipnótica e prima da nutrida por cá por produtores como o carismático DJ Firmeza, também no programa da festa, e o caçula Allas G.
Poster por Márcio Matos.

Príncipe https://principediscos.bandcamp.com

Allas G https://soundcloud.com/theeallaasg

DJ Lag https://soundcloud.com/djlaggqomking

DJ Firmeza https://soundcloud.com/dj-firmeza

Qui, 4 Maio 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Foodman + Odete + Novo Major, Quarta-feira, 26 de Abril, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/foodman-odete-novo-major-26-abril

FoodmanSITEv.jpg
ODETEsite.jpg
NovoMajorSITE.jpg

“食品まつり a.k.a Foodman a.k.a Takahide Higuci é um produtor de música e artista visual vindo de Tokyo. A sua abordagem renascentista à música é possívelmente o toque mais desconcertante do seu trabalho, lidando ativamente com varias formulações sonóras e generos como o techno, house, pop, footwork, musica concreta, percussão eletrónica crua e uma interpretação criativa e selvática da melodia, harmonia e do timbre.” OUT.FEST 2016
“Odete trabalha entre os mediums da escrita, do djaying, das artes performativas e das artes visuais - o seu trabalho é um trabalho explicitamente autobiográfico, tornando claras ligações entre o pessoal e o político - neste momento pesquisa sobre sensações/noções de pertença e despertença, narrativas trans e formas de tornar visível a tristeza, a fragilidade e a "falha" enquanto potências políticas.” Odete
Novo Major é o nome de Dj de Zé Moura, um dos capitães dos destinos da loja de discos Flur e da editora de discos Príncipe. “Na Selva”.

Foodman Soundcloud - https://soundcloud.com/shokuhin-maturi

Odete - http://cargocollective.com/odete
Odete Dj set no 49ZDB - https://soundcloud.com/queriastarmorta/zdb_24_07_17

Novo Major “Na Selva #18” (Rádio Quântica, Março 2017) - https://www.mixcloud.com/quanticaonline/na-selva-18-by-novo-major-09032017

Dom, 9 Abril 2017
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Maboku, DJ Lycox, DJ Nigga Fox, DJ Poco no Musicbox, Sexta-feira, 7 de Abril, 1h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-maboku-lycox-niggafox-poco-musicbox-7-abril

PosterPrincipeAbril2017.jpg

DJ Maboku - https://soundcloud.com/dj-maboku-claudio
DJ Lycox - https://soundcloud.com/dlycox
DJ Nigga Fox - https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke
DJ Poco - https://soundcloud.com/deejaypocolouco

Poster por Márcio Matos

Mais informação em http://www.musicboxlisboa.com

Seg, 27 Maro 2017
Filho Único Apresenta no Lounge GAM / Coletivo Vandalismo + Peter Gabriel Duo + Dj Bubas, Quarta-feira, 22 de Março, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/gam-peter-gabriel-duo-dj-bubas-22-marco

GAMsite.jpg
FerrandiniSousaSITE.jpg
BubasSite.jpg

Os GAM / Colectivo Vandalismo estreiam-se nesta noite ao vivo na capital. Pedro Abrantes e Valdemar Pereira lançaram no final do ano passado a nortada carismática “Untitled” na Eye For An Eye Recordings, selo do produtor e DJ, Lake Haze. Música minimal, agressivamente fresca e subtil, num equilíbrio aprimorado entre o cru e a sofisticação nos processos e resultados claramente vencedor. Evocativa das Waves europeias mais escuras e frias dos anos 80, transcende o fetiche fácil de compilação underground em cassete da época - até na tuga a “Coma” já no início da década de 90 deu fogo à peça - justapondo códices tecnados desde então tornados música. Contem também com o regresso de Pedro Sousa e Gabriel Ferrandini à nossa residência no Lounge após aquele furacão em Outubro de 2010 que a tantos abanou. Entretanto rebaptizados Peter Gabriel Duo, é público e sobejamente conhecido o seu caminho sustentado, valoroso e inspirador que têm trilhado a partir da nossa cidade, e, por força inerente das suas convicções, talento e persistência, a favor de Lisboa. Trem final por Dj Bubas, do Pendão, Queluz, com o seu estilo de batida pós-CDM pesado e directo que convenceu das vezes que tocou na Noite Príncipe.

GAM / Coletivo Vandalismo “Untitled” (2016, Eye For An Eye) - https://eyeforaneyerecordings.bandcamp.com/album/untitled-2

Dj Bubas “Mix Balanço Fresco 2017" - https://soundcloud.com/bubas-produtor/bubas-producoes-mix-balanco-fresco-2017

Qua, 1 Maro 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Scenes From Salad + DJ Problemas + Lieben, Quarta-feira, 15 de Fevereiro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/lounge-scenes-from-salad-dj-problemas-lieben-15-fevereiro

SCENESFROMSALAD01site.jpg
DJ-ProblemasSITE17.jpg
LiebenSITE17.jpg

Em Fevereiro visita-nos Scenes From Salad, ou seja, Jean Charles Delarue, um artista "part time” sediado em Paris, também promotor dos serões French deposit e Midnight Coach / Broken Plates, uma lança em África no actual tecido artístico underground dos anéis parisienses gentrif cray cray. Pensa e faz uma música que cifrou de New Lounge Musique (NLM); aberta, múltipla, de investimento físico e performativo, desenvolvida pelo seu termostato emocional bizarro e parafernália electroacústica caseira. Chama-lhe uma “povera trip” influenciada por Eric Serra, Morton Subotnick, The Pastels ou Bogdan Kaczynski. JC alimenta também um canal online de vídeos filmados nas suas viagens pela Europa deste e do outro lado do arco-íris da NATO, estilo ‘no comments’ da Euronews modo psicogeografia da ansiedade dos nossos dias, com uma candura demencial que marca pontos pela liberdade de roteiro de vida.
Encontro perfeito para mais um live de DJ Problemas na cidade, fresca ainda na memória a actuação na Noite Príncipe passada com brilho e determinação. Tekno-kud, poderoso porque aparece sempre em transição, lançou a sua estreia "Fúria de Viver" em cassette no Verão passado. Afonso Mota, o jovem por detrás do nome de guerra, é também realizador de cinema (Sala Vazia, O Sul) e tem realizado videoclips para músicos cuja conduta e trabalho lhe são próximos (Lourenço Crespo, Éme, Polido).
Dj set até às 04h ao cuidado de Lieben, produtor, deejay e co-fundador da Extended Records, selo que editará o seu primeiro EP este ano. Uma vez n’A Capela estava a encher a cara dos presentes de Ghetto House, forte. A ver o que dançamos com ele dia 15.

Soundcloud - https://soundcloud.com/scenesfromsalad

Soundcloud - https://soundcloud.com/djproblemas
Bandcamp - https://djproblemas.bandcamp.com/releases

Mixcloud - https://www.mixcloud.com/sebastianlieben/
Soundcloud - https://soundcloud.com/s_lieben

Seg, 30 Janeiro 2017
Filho Único Apresenta no Lounge Jejuno + Niagara + DJ Khabal, Quinta-feira, 19 de Janeiro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/jejuno-niagara-khabal-lounge-19-janeiro

JejunoSITE17.jpg

NiagaraWEB17.jpg

DJKHABALsite17.jpg

Jejuno é Sara Rafael, também fotógrafa, no seu caminho musical por conta própria. Faz uma música artesanal, processualmente arquitectada a partir de loops, com uma respiração narrativa e revelações em "êxodo permanente do eu fechado em si mesmo para a sua libertação no dom de si".
Niagara vêm presentear-nos com a estreia de um novo set, tocado ao vivo. Há uns meses editaram na Príncipe o seu mais recente EP “São João Baptista”, e espera-se novo 12’’ no seu próprio selo editorial Ascender em breve. Mais uma chance privilegiada de apanhar a sua música de dança biótica e de fibra emocional luminosa, e os seus mais recentes desenvolvimentos e realizações.
O Dj da noite é DJ Khabal; co-fundador da Golden Mist Records, promotor das noites Reitoria no DAMAS, tem mostrado argumentos de peso Jah sério, grooves PALOP-tronics e houses e technos e hip hops saturnianos, atlânticos e atlântidos, o que equivale a dizer que tem um gosto imaginativo, fora da caixa e excitante para desafiar a nossa pista de dança.

Jejuno soundcloud - https://soundcloud.com/jejuno
"Jejuno" cassette (2016, Urubu Tapes) - https://urubutapes.bandcamp.com/album/jejuno

Niagara soundcloud - https://soundcloud.com/niagara-1
“São João Baptista” EP (2016, Príncipe) - https://principediscos.bandcamp.com/album/s-o-jo-o-baptista-ep

DJ Khabal soundcloud - https://soundcloud.com/dj-khabal

Ter, 3 Janeiro 2017
2017 Ano Bom - Espírito Santo n'A Lontra http://filhounico.com/novidades/2017-ano-bom-espirito-santo-na-lontra

PosterEspiritoSanto2017AnoBomMAILZ.jpg

Espírito Santo é uma festa pela Filho Único, de carácter itinerante e sem frequência determinada, na cidade de Lisboa. A escala não é importante, só a convicção de tentar fazer a melhor festa possível a partir da nossa experiência e com as pessoas que connosco a quiserem partilhar e ajudar a construí-la.
A Passagem de Ano é na Discoteca A Lontra, com um alinhamento surpresa para ser descoberto só lá.
Poster por Joana da Conceição.

Pré-venda a 15€ disponíveis na Ticketline em http://ticketline.sapo.pt/evento/2017-ano-bom-espirito-santo-e-na-lontra-16237

Na noite na porta a 20€. Tragam dinheiro. Não há Multibanco.

Sex, 30 Dezembro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Éme + DJ Tabako, Quarta-feira, 28 de Dezembro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/eme-dj-tabako-lounge-28-dezembro

EMEtopSITEchiado.jpg

DJTabakoSITE.jpg

Depois de uma recente série de datas (ou 'rally tascas’ *Xavier Almeida) por alguns bairros de Lisboa, Éme vem à residência mensal da Filho Único no Lounge partilhar as canções que pensa gravar em breve para compor o seu aguardado 3º album de originais. Acústico, à flor da pele e ao sabor do ambiente, e com a companhia de Moxila e Lourenço Crespo, que integram a sua banda e que prometem também tocar canções da autoria de cada um, antevê-se um serão delicioso pleno de cumplicidades.
A seguir, Rudi, 1/2 dos Yong Yong expat em Glasgow, pega ao serviço enquanto DJ Tabako para o balanço rijo Euro PALOP e Brexit Caribenho na pista pela noite dentro.

Bandcamp - http://oeme.bandcamp.com

Éme, Jewels e Mer "Ou Sim Ou Sopas” - https://cafetrarecords.bandcamp.com/album/ou-sim-ou-sopas-me-jewels-e-mer

Sb, 10 Dezembro 2016
NOITE PRÍNCIPE c/ Afrokillerz, Puto Márcio, DJ Famifox & MC Wilson B, DJ Maboku no Musicbox, Sexta-feira, 9 de Dezembro, 1h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-afrokillerz-marcio-famifox-wilson-maboku-musicbox-9-dezembro

PosterPrincipeDezembro2016.jpg

Última Noite Príncipe de 2016 abre com o grupo Afrokillerz formado por Safari, Lands e Vieira, para uma actuação híbrida Dj set com percussão ao vivo. Continuamos com Puto Mário, sempre nobre e leal timoneiro da Tia Maria Produções, com particular memória de causa e conhecimento da história da produção de Kuduro por cá. Depois Famifox dos Alto Nível Produções chegará acompanhado do talentoso MC Wilson B, vai ser pesado. DJ Maboku, o verdadeiro e único, mostra-nos as novidades até final, privilégio.
Poster por Márcio Matos.

Príncipe https://soundcloud.com/principepromos

Afrokillerz https://soundcloud.com/afrokillerz

Puto Márcio https://soundcloud.com/putomarcio

DJ Famifox https://soundcloud.com/dj_famifox

DJ Maboku https://soundcloud.com/dj-maboku-claudio

Mais informações em http://musicboxlisboa.com

Qua, 30 Novembro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Vaiapraia + Pudeur + Varela, Quarta-feira, 16 de Novembro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/lounge-vaiapraia-pudeur-varela-16-novembro

VaiapraiaSITEx.jpg

PudeurSITE.jpg

VARELA3site.jpg

Vaiapraia e as Rainhas do Baile acabam de lançar novo disco “1755" em cassette pela Spring Toast Records. A banda é pontificada por Rodrigo Soromenho Marques, também edificador da MATERNIDADE, justamente proposta como uma "comunidade de produção e promoção artística”. Um gang alinhado diacronica e sincronicamente com a 'pop underground internacional', Ró apresentar-se-á desta feita essencialmente a solo, mas a contar com um associado ou outro para arranjos pontuais no concerto. Pudeur, com particular afecto pela pureza funk e boogie subterrâneo dos anos 80 e houses desalinhados do presente como das comarcas Mood Hut ou Future Times, é uma dos Djs da noite. O outro será Varela, e citando o Lux Frágil que ofereceu no limão “Ele tem um bocadinho de tudo: piada, humanidade, espírito crítico - e uma sensibilidade incomparável para escolher e tocar música."

Bandcamp - https://vaiapraia.bandcamp.com

Em Jejum Com o Varela na Rádio Quântica - https://www.mixcloud.com/quanticaonline/em-jejum-com-o-varela-12-w-guest-jo%C3%A3o-viegas-25102016

Seg, 14 Novembro 2016
ESPÍRITO SANTO com Jamal Moss (Hieroglyphic Being) na Discoteca A Lontra, Sábado, 12 de Novembro, a partir das 23h59 http://filhounico.com/novidades/espirito-santo-com-jamal-moss-hieroglyphic-being-na-discoteca-a-lontra-sabado-12-de-novembro-a-partir-das-23h59

ESJAMALMOSSFINALweb.jpg

https://mathematicsofficial.bandcamp.com/merch

Poster por Joana da Conceição

Bilhetes em pré-venda a 5€ disponíveis nas lojas Flur e KOLOVRAT79, na Filho Único no número 8 da Rua das Gaivotas e via RP Sar - sar@filhounico.com

Bilhetes na noite n'A Lontra a 10€

Qui, 3 Novembro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Kerox + Miguel Mira + F.Ú. dj set, Quinta-feira, 20 de Outubro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/kerox-miguel-mira-lounge-20-outubro

KeroxSITE.jpg

MiguelMiraSITE.jpg

"Metade dos Ørtos, metade das Migas e baixista virtuoso de outros projectos da Xita Records, editora que fundou, António Queiroz é também o principal experimentalista desta família.” Kerox topou vir à edição de Outubro no Lounge da Filho Único mostrar as suas produções caseiras de música que tem vindo a despontar no seu soundcloud, depois de ao vivos elogiados na Feira Morta ou mensalidade da Xita no Sabotage, ao longo deste ano.
Miguel Mira, um admirável professor e aluno pela vida fora, foi jogador de rugby e judoca de nomeada, é arquitecto e pintor, mas a comunidade musical do presente reconhece-o principalmente como o mago sensível e sensacional do violoncelo no Motion Trio de Rodrigo Amado. Com uma apetência pela experimentação frutuosa, transformou este cordofone convencionado em afinação em quintas ao afiná-lo em quartas como um contrabaixo, e será um prazer fruir todo o sentido que encontrou com os erros e conquistas na sua música em concerto solista nesta ocasião.
DJ set nesta noite fica a cargo da equipa da casa.

Kerox soundcloud - https://soundcloud.com/kerox-214330305

Qua, 12 Outubro 2016
OUT.FEST 2016, 6 a 9 de Outubro, Barreiro http://filhounico.com/novidades/outfest-2016-6-a-9-de-outubro-barreiro

CartazOUTFEST2016WEB.jpg

Dom, 2 Outubro 2016
F.Ú. Apresenta no Lounge Far Warmth + Doum + Arrogance Arrogance dj set, Quinta-feira, 29 de Setembro, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/far-warmth-doum-arrogance-arrogance-29-setembro

FARWARMTHweb.jpg
DOUMweb.jpg
ARROGANCEARROGANCEweb.jpg

Far Warmth é Afonso Ferreira, de Lisboa, produtor de uma música electrónica romântica, exposta às possibilidades plásticas da busca do sublime fugaz. Na sua imobilidade ascensional, os seus temas revelam-se não apenas no horizonte do que é em dado momento, mas na potência do que, a qualquer momento, pode vir a ser.
Doum é Mohamed Paquete, do Barreiro, talentoso orquestrador de software dancehall que interpreta de uma forma tão colorida que já é reconhecido à distância após algum convívio com a sua música di locks. “Like reggae is a vision. Reggae is the word that hits at the heartstrings the mind can’t control.” Ras Michael
DJ set fica nas mãos de Arrogance Arrogance, afamado cabecilha da organização ÁCIDA em operações no Porto há já um tempo relevante para ir topando o impacto do antes e depois da sua promotoria de e por festas para quem tem gosto pela aventura, alguns chamam-lhe 'ilegais'.

Soundcloud https://soundcloud.com/farwarmth
Bandcamp https://farwarmth.bandcamp.com

Ter, 20 Setembro 2016
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ TL, BLEID, Puto Anderson b2b Puto Márcio e DJ Nervoso, no Musicbox, Sexta-feira, 9 de Setembro, 01h00 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-9-setembro-musicbox

9-setembro_netZ.jpg

DJ TL - https://soundcloud.com/tonilson-figueiredo

BLEID - https://soundcloud.com/bleiddwnnn

Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira

Puto Márcio - https://soundcloud.com/putomarcio

DJ Nervoso - https://soundcloud.com/dj-nervoso

Poster por Márcio Matos

Mais informações http://musicboxlisboa.com

Ter, 30 Agosto 2016
Mike Cooper nas Noites de Verão no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Sexta-feira, 26 de Agosto, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/mike-cooper-nas-noites-de-verao-no-museu-nacional-de-arte-contemporanea-do-chiado-sexta-feira-26-de-agosto-19h30-entrada-livre

MikeCooperSITE.jpg

Uma lenda viva e lúcida por direito próprio, o guitarrista britânico Mike Cooper tem vindo a desenvolver um legado nobre vai para cerca de 50 anos, cujo trabalho continua a ser indevidamente desmerecido. Os Rolling Stones convidaram-no para se juntar à banda no início da década de 60 (história verídica; Brian Jones ficou com o lugar), preferindo a imersão nas cenas de folk e blues do Reino Unido - andou em digressão com Michael Chapman e serandou nos mesmos círculos de Bert Jansch, Wizz Jones e Davey Graham, entre outros. Pela década de 70 progrediu de uma escrita de canções parametrizada por uma leitura pessoal do free jazz, para territórios informes de improvisação livre e, ainda mais tarde, experimentação nos campos da composição electrónica e instalação audio-cénica. O seu percurso caracterizou-se por uma elusividade e pontuação por sucessivas partidas e chegadas, resultando em diversas transformações sonoras. Possuidor de um conhecimento denso da música do Pacífico, tem levado a cabo desde a década de 80 um estudo apaixonado dos limites da exotica, produzindo música e vídeo, consumido positivamente pelas suas viagens. Nos últimos tempos alguns dos seus títulos descatalogados foram alvo de reedição, de “Places I Know/The Machine Gun Co With Mike Cooper” e “Trout Steel” na Paradise of Bachelors a “New Kiribati” na Discrepant, e lançou um novo original e elogiado duplo LP "White Shadows In The South Seas" no início deste ano, voltando a transpor a sua síntese da história do blues e da guitarra slide avant para um espaço mental distante e onírico adornado por ritmos tropicais e gravações de campo.

Dom, 21 Agosto 2016
Evan Parker nas Noites de Verão no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Sexta-feira, 12 de Agosto, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/evan-parker-nas-noites-de-verao-no-museu-nacional-de-arte-contemporanea-do-chiado-sexta-feira-12-de-agosto-19h30-entrada-livre

Evan_Parker_SITE.jpg

Evan Parker é, desde há praticamente 50 anos, um dos grandes saxofonistas e músicos em actividade. Nascido em Bristol em 1944, foi ao assistir a um concerto do quarteto de John Coltrane em 1962, momento que determinou - como diz - a sua “escolha de tudo”, que começou a ser para ele mais clara a área estética onde viria a investir. Ajudou de forma crucial a desenhar um jazz britânico, mas também europeu, que com os anos vem chamando de livre improvisação, termo e prática que passou a partilhar com uma pequena comunidade de contemporâneos seus nos anos 1960, e que entretanto se expandiu ao mundo inteiro. Olhar para a discografia de Parker é quase como ler a história desta herança e metodologia musicais que não cessam de se desenvolver e reconfigurar. Desde o seu arranque no Spontaneous Music Ensemble com John Stevens, à Music Improvisation Company, até à criação das editoras Incus (com Derek Bailey e Tony Oxley) em 1970 e Psi (agora sozinho, em 2001), Parker permanece um cidadão e artista ávido de uma exploração brava, obsessivamente coerente, feita sempre num impressionante ritmo de trabalho. Por entre mais de 200 registos discográficos e milhares de actuações, formações que mantém há quatro décadas e outras ad hoc, o solo permanece um dos veículos de expressão que lhe é mais querido. O supremo domínio que tem do som e do instrumento, de onde sobressai a sua conhecida técnica de respiração circular, da qual é absoluto virtuoso, permite-lhe trabalhar em extensas formas contínuas no saxofone. Dos raros históricos que permanece tão vital e inquisitivo hoje como na sua juventude, para uma actuação, como sempre quando se trata de Evan Parker, irredutível.

Sex, 5 Agosto 2016
Norberto Lobo nas Noites de Verão no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Sexta-feira, 5 de Agosto, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/norberto-lobo-nas-noites-de-verao-no-museu-nacional-de-arte-contemporanea-do-chiado-sexta-feira-5-de-agosto-19h30-entrada-livre

NorbertoSITE2016x.jpg

Norberto Lobo é uma das figuras principais da música portuguesa contemporânea, um artista independente e empírico, que não ironiza sobre o futuro ou o destino, antes age, opera e materializa, e assim no curso da sua carreira vai transformando o seu mundo e o de quem o ouve e acompanha. Contando já 5 álbuns na sua discografia a título individual, sabe-se que depois do Verão poderemos contar com um novo trabalho. Sucederá a ‘Fornalha’ de 2014, a última vez que voltamos a realizar que a probabilidade de não existir mais território para as suas composições à guitarra é justamente desarmada pelo espaço prodigioso que a sua música continua a abrir e a oferecer-nos. Norberto continua a impulsionar a inovação no seu trabalho com uma subtileza tal que o parece revestir de uma espécie de liberdade fantástica, qualidade também presente nos Oba Loba, o sexteto de música criativa expandido a partir da parceria nuclear estabelecida com o baterista João Lobo, e que tem mantido uma preenchida agenda ao vivo pelo continente europeu nos últimos tempos.

Seg, 1 Agosto 2016
Katuta Branka nas Noites de Verão no Palácio Pombal, Sexta-feira, 29 de Julho, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/katuta-branka-nas-noites-de-verao-no-palacio-pombal-sexta-feira-29-de-julho-19h30-entrada-livre

KatutaBrankaSITE.jpg

Katuta Branca é um dos nomes mais importantes da história do Funaná, uma música que teve a sua origem com a chegada do acordeão a Cabo Verde no início do século XX, numa calculada mas algo falhada manobra de aculturação colonialista portuguesa. O que sucedeu, conta a tradição oral, foi que o camponês do interior de Santiago apropriou-se deste instrumento para cantar a sua alma e a sua vivência típica; com muita pobreza, revolta e contestação escondidas, motivos que levaram a que essa música fosse proibida em lugares públicos, durante a época colonial. Katuta é natural da ilha de Santiago, a viver na Damaia, Grande Lisboa, desde 1994, tendo mantido um trajecto sólido em festivais internacionais e no circuito europeu da diáspora cabo-verdeana ao longo dos anos. Os concertos de Katuta são descritos como uma festa que se gera sem pedir licença, pela força de character exuberante da música. Traz a cultura de Funaná consigo numa genuidade à flor da pele, “com aquele sentimento de liberdade eufórica que nos tempos coloniais apenas se podia sentir ao fim do dia, e fugindo aos ouvidos da Polícia. O Funaná nasceu e permaneceu como desafio à autoridade, à submissão.”, como qualificaram Celeste/Mariposa numa apresentação sua de Katuta.

Sex, 29 Julho 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Y Basics + Ninaz + NV dj set, Quarta-feira, 27 de Julho, 22h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/y-basics-ninaz-nv-dj-lounge-25-julho-

YBasicsSITE.jpg
NinazSITE.jpg
NVsite.jpg

Ninaz são uma banda de rock de Lisboa formada por Lucía Vives na bateria, Margarida Lalanje na guitarra, Beatriz Peres no baixo e Joana Peres na voz. Surgiram no ano passado, na brisa da frescura da Xita Records, editora e promotora fundada na amizade que une os jovens músicos que a habitam. Por enquanto, para além de concertos promissores no Cinema Mundial ou Manpower Festival, há o tema “Primavera" no “Um EP Xita Records” para ouvir, e a cativante usurpação no vídeo “Cara d’Anjo” de Luís Severo para tocar.
Y Basics é o nome que José Bica usa para creditar as suas produções de música tecnóide sensorial. Baseado no Barreiro, apresenta-se como um interessado no estudo e experimentação nos campos da psicoacústica e composição de música ambiental em computador. Tem vindo a realizar projectos em colaboração com criativos de outras práticas artísticas como a dança, teatro, escultura ou vídeo, e mostrado-se ao vivo em concerto com o seu sócio André Neves enquanto Grooveyard Junkies.
O DJ para esta noite é NV, ou seja, Lucian Lupu, um Romeno estabelecido em Lisboa há já uma beca, e os seus sets são tai, de UK Garage pra frente, conversando entre Grime e Dubstep selecções dos últimos 15 anos que lhe tocaram pra vida, num estilo próximo de DJ como Plastician, mas com mais vitamina D.

Ninaz - https://xitarecords.bandcamp.com/track/primavera-ninaz

Y Basics - https://soundcloud.com/ybasics

NV - https://soundcloud.com/nvnexting

Seg, 25 Julho 2016
Luís Severo nas Noites de Verão no Palácio Pombal, Sexta-feira, 22 de Julho, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/luis-severo-nas-noites-de-verao-no-palacio-pombal-sexta-feira-22-de-julho-19h30-entrada-livre

LuisSeveroSITE.jpg

No final do ano passado Luís Severo lançou o seu quarto longa-duração “Cara D’Anjo” na editora Gentle Records, o primeiro depois de ter deixado cair o anterior nome artístico O Cão da Morte, escolhido ainda na adolescência. Disco de uma sofisticada confiança, o seu charme e brilho que a tantos tocou parece resultar de o seu autor ter encontrado o equilíbrio optimizado entre talento e técnica que procurava para o seu ofício da escrita de canções, dado que persistência nunca lhe faltou. Já bebia (da) e convivia com a nova guarda - B Fachada, Samuel Úria, Pega Monstro -, e nos últimos anos conduzido pela sua sede de (se) conhecer, teve aulas de canto, continuou a comprar equipamento de estúdio, e mergulhou na história do fado, com particular paixão por Argentina Santos, descobrindo novas, clássicas, formas de trabalhar a língua, dicção e métrica. Reuniu uma banda, para o disco, e para tocar ao vivo o mais possível, e continuou a dar fogo à peça nos Flamingos, duo com o seu parceiro a Norte, Coelho Radioactivo. A voracidade da ideia musical com apetite pelo registo imediato deu lugar à sua noção de tempo na escolha assertiva de melodias e arranjos, com a consistência pela experimentação patente nos discos até aqui a dar lugar a um patamar interessante de aprimoramento que importa continuar a seguir.

Ter, 19 Julho 2016
Pega Monstro nas Noites de Verão no Palácio Pombal, Sexta-feira, 15 de Julho, 19h30, Entrada LIVRE http://filhounico.com/novidades/pega-monstro-nas-noites-de-verao-no-palacio-pombal-sexta-feira-15-de-julho-19h30-entrada-livre

PegaMonstro2016SITE.jpg

Banda de rock de Lisboa formada pelas irmãs Maria (voz e guitarra) e Júlia Reis (bateria e voz), afiliado à Cafetra Records que ajudaram a criar e desenvolver desde 2008. Lançaram há 4 anos o já clássico homónimo longa-duração de estreia, produzido por B Fachada. O seu segundo álbum intitulado "Alfarroba" foi lançado no Verão do ano passado pela editora londrina Upset The Rhythm. "Alfarroba" continua a ser, da raiz da sua intenção, imaginação e materialização, um álbum magnífico e raro. Directo, simples e comovente porque subtil, complexo e excitante. Das obras, seja em que campo das artes se quiser considerar, com uma perspectiva no feminino mais forte e emocionalmente inteligível sobre maturação individual e artística na sociedade portuguesa nos dias de hoje. No final de 2015 foi-lhe atribuído o prémio 'Disco do Ano' pela revista Time Out. Depois de um ano intenso de concertos em Portugal e no resto da Europa, sendo exemplo mais próximo na memória as datas em França e Espanha a abrir para os Animal Collective, as Pega aprestam-se a entrar em estúdio este Verão para gravação do terceiro álbum.

Seg, 11 Julho 2016
ESPÍRITO SANTO c/ Anthony Naples e Novo Major, na Discoteca A Lontra, Quinta-feira, 7 de Julho, 23h59 http://filhounico.com/novidades/espirito-santo-anthony-naples-novo-major-discoteca-a-lontra-7-julho

PosterEspiritoSantoNaplesNovoMajorWEB.jpg

Novo Major é o nome de Dj de Zé Moura, um dos capitães dos destinos da loja de discos Flur e da editora de discos Príncipe, ambas em Lisboa. “Na Selva”.
Anthony Naples é um produtor, Dj e editor - na sua Proibito Records - norte-americano. “It's kind of whacky, but it comes from the heart.”

Poster por Joana da Conceição.

NOVO MAJOR - https://www.mixcloud.com/oneeyedjackslabel/oej-mixtape-xx-novo-major
ANTHONY NAPLES - http://anthonynaples.biz

Pré-venda de bilhetes a 5€ nas lojas Flur e KOLOVRAT79

Venda de bilhetes n'A Lontra na noite da festa: 7€ até à 01h ; 10€ após a 01h

Ter, 5 Julho 2016
SARAU LONGO no Ateneu da Madredeus, Sábado 2 de Julho, 16h http://filhounico.com/novidades/sarau-longo-no-ateneu-da-madredeus-sabado-2-de-julho-16h

PosterSarauLongo1WEB.jpg

Recuperamos o nome ‘Sarau’ dos tempos dos que promovíamos no Museu do Chiado, e o espírito de gregária dialética dos tempos da ‘AVENIDA', para reunir ao longo de uma tarde e uma noite diversos músicos que têm vindo a abordar certezas comuns através da denúncia, da parábola, do paradoxo, do sonho, do excesso no seu trabalho. A verdade não está num sonho, mas em muitos sonhos.

“You make the work for yourself first and the next line is the people you trust, and you know that they're going to tell you what they feel. They let you know if you're dishing bullshit or if it's real.” Robert Longo

Poster por Sara Graça

À tarde, no pátio:

16h - Hipster Pimba
16h30 - Vaiapraia & As Rainhas do Baile
17h - Julinho da Concertina
18h15 - Rodrigo Amado Motion Trio
19h-20h - Roundhouse Kick

À noite, lá dentro:

Salão R/C:

21h30 - Lourenço Crespo
22h10 - Rafael Toral : Space Duo
23h20 - Banda Leguelá
00h10 - Putas Bêbadas
1h00 - Hashman Deejay
3h30 - Celeste/Mariposa
6h00 - BLEID
7h00 - Miguel Sá

Sala 1º andar:

21h30 - Norberto Lobo + Nuno Mourão + YAW
22h20 - Trash CAN
23h00 - RAMZi
23h40 - John T. Gast
00h20 - Primeira Dama
1h00 - BLASTAH
3h00 - Lieben
5h00 - Dj NinOo & Puto Anderson

Bilhetes disponíveis em pré-venda a 8€ na loja Flur e no Polo Cultural Gaivotas l Boavista

Bilhetes disponíveis no dia no local a 10€

Seg, 20 Junho 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Duquesa + DJ Problemas + Deejay Ary, Quarta-feira, 15 de Junho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/filho-unico-lounge-duquesa-problemas-ary-15-junho

DuquesaSITE.jpg
PROBLEMASsite.jpg
Deejay-ArySITE.jpg

Faz por agora quase dois anos que Nuno Rodrigues, vocalista dos Glockenwise, lançou na NOS Discos o EP homónimo de estreia de Duquesa. Seis canções pop 'do easy', entre o Ray Davies e Macca do panteão, certeiras na sua leveza e airosas na sua concretização, que tem levado ao vivo pelo país fora com a sua banda. Nesta noite no Lounge apresenta-se a solo, em guitarra, voz e carisma.
DJ Problemas pega ao serviço em dj set a seguir, ele que andou “a mostrar à plebe do Porto que os mouros também sabem curtir”. Tem inclinação por som cru e primal nas suas produções, mas nesta ocasião vem tocar o que sente que da música dos outros lhe inspira confiança e ânimo para dançar.
Deejay Ary chega depois, cadete do grupo Mãn Juh que impressionou na Noite Príncipe de Janeiro pela ordem e progresso que exibiu na sua actuação. No mês passado contribuiu com uma mix impressionante para o programa mensal ‘Príncipe Sou Eu’ na RBMA Radio, mostrando a vitalidade da MJ produtora.

Duquesa - http://nosdiscos.pt/discos/artistoptimusdiscos/duquesa

DJ Problemas - https://soundcloud.com/djproblemas

Deejay Ary - https://soundcloud.com/edi-cerelake/principe-sou-eu-deejay-ary-redbull-music-academy-radio-mix

Seg, 6 Junho 2016
Programa Filho Único no Manpower Festival, Sexta-feira, 3 de Junho, 19h, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/filho-unico-manpower-festival-3-junho

Manpower2016WEB.jpg

A Filho Único contribui com um programa de música ao vivo para o Manpower - Festival Internacional de Artes, que decorrerá a 3 de Junho na Rua Poço dos Negros e Rua das Gaivotas.

A partir das 19h, no número 15 da Rua Poço dos Negros:

Sallim - https://sallim.bandcamp.com
Ninaz - https://xitarecords.bandcamp.com/track/primavera-ninaz
Yan-Gant Y-Tan - https://yngntytn.bandcamp.com
Kimi Djabaté - https://kimidjabate.bandcamp.com
Tropa Macaca - https://soundcloud.com/the-trilogy-tapes/sets/tropa-macaca-vida
Primeira Dama - https://xitarecords.bandcamp.com/album/hist-rias-por-contar
Scorpions - https://youtu.be/tcIVuPlTo0Q
BLEID - https://soundcloud.com/bleiddwnnn
Iguanas - https://cafetrarecords.bandcamp.com/album/doce

Mais informações em http://www.manpowerfestival.com

Seg, 30 Maio 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Zé Maldito + Cobra Preta + Niagara, Sexta-feira, 27 de Maio, 22h30 http://filhounico.com/novidades/filho-unico-apresenta-no-lounge-ze-maldito-+-cobra-preta-+-niagara-sexta-feira-27-de-maio-22h30

ZeMalditoWEB.jpg
CobraPretaWEB.jpg
NiagaraWEBoutfest2015.jpg

Zé Maldito é o nome de guerra de Zé Sousa, pirata em estudos na ESAD das Caldas da Rainha, empenhado em começar a magicar a sua música de formas brutas com arestas povoada por vozes. Estreou-se ao vivo em Lisboa na Feira Morta na Z há umas semanas, munido de walkman, pc e outras fontes sonoras para máximo impacto da sua psicogeografia em concerto.
Cobra Preta é um herói marginal incontornável na cultura hip hop e do rap crioulo na tuga, na movida há mais de 8 anos, com a sua editora Atitudi Productions e crew G.U.N.S. (Gz Unidos Na Street). Foi lançando online várias mixtapes, 'Cobralogia' a 'Nigatividade', e colaborou com pares como Jay-O ou NGA, quedando na memória a firmeza em palco numa noite Waterfalls na Primavera de há dois anos.
Depois de dois discos na Príncipe - o estreia "Ouro Oeste" em 2013, e "Ímpar" em 2105 - e o duas caras "Falcão / Mustor" na londrina From The Depths, os Niagara criaram no final do ano passado o seu próprio selo editorial, de nome Ascender, para realizarem a sua liberdade de colocar o seu produto no mercado ao ritmo que bem entendem. Regressam ao Lounge para um DJ set que a cada oportunidade que os apanhamos, está cada vez mais troço do além. Sexta-feira à noite, Lounge, entrada livre.

Zé Maldito - https://soundcloud.com/z-maldito

Cobra Preta "Nigatividade" mixtape (2015) - http://www.mediafire.com/download/ecyg7d10vr8bltd/Cobra+Preta+-Nigatividade+Mixtape.rar
Cobra Preta "Asvezes" - https://youtu.be/_875vaWBM9Q
Cobra Preta "100 Barras" - https://youtu.be/7NR5oTjN3Bo

Niagara - https://soundcloud.com/niagara-1
Canal Youtube - https://www.youtube.com/user/NiagaraHouse
Juno podcast - https://soundcloud.com/junoplus/juno-plus-podcast-114-niagara

Qua, 18 Maio 2016
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Poco, Puto Márcio, DJ Nk e Blacksea Não Maya, Sexta-feira, 13 de Maio, 00h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-poco-puto-marcio-nk-blacksea-nao-maya-13-maio

13-MAIO_NET.jpg

DJ Poco - https://soundcloud.com/deejaypocolouco

Puto Márcio - https://soundcloud.com/putomarcio

DJ Nk - https://soundcloud.com/djnk

Blacksea Não Maya - https://soundcloud.com/black-ea-n-o-maya

Poster por Márcio Matos.

Mais informações em http://musicboxlisboa.com

Qua, 11 Maio 2016
ESPÍRITO SANTO c/ DJ Sotofett, na Discoteca A Lontra , Sexta-feira, 6 de Maio, 23h59 http://filhounico.com/novidades/espirito-santo-sotofett-discoteca-a-lontra-6-maio

PosterEspiritoSantoSotofettWEB.jpg

DJ SOTOFETT all night set

Poster por Joana da Conceição

Dom, 1 Maio 2016
Lourenço Crespo - lançamento de "Nove Canções" + Kridinhux, Grupo Desportivo da Mouraria, Sexta-feira, 29 de Abril, 21h30, 5€ http://filhounico.com/novidades/lourenco-crespo-nove-cancoes-mouraria-29-abril

PosterLourencoWEB.jpg

"E eis que, ainda na primeira metade de 2016, a Cafetra tem o prazer de apresentar a estreia em nome próprio de Lourenço Crespo: Nove Canções - tornando cada vez mais óbvio o compromisso de levar para a frente o universo das canções de autor individual mas com espírito colectivo.

Lourenço Crespo tem pouco de estreante – conhecemo-lo pela voz e pelo baixo que galgavam caminho sempre a abrir nos (mais importantes que conhecidos) Kimo Ameba, pelas tão rebeldes e livres canções dos 100 Leio e, mais recentemente, conhecemos o inventivo teclista do Éme e o carismático vocalista dos Iguanas que têm posto toda a malta a dançar de um quarto até à pista do Lux. Desta vez está sozinho mas traz na bagagem todas estas qualidades e muitas mais.

Basta carregar no play que o Lourenço faz tudo o resto por nós, logo a partir do primeiro acorde da Só aparece: teclado a duas mãos para começar a dança, métrica livre mas concreta, batida simples e justa com a real lírica romântica de contradição na mira (“tá toda apaixonada e eu sem vida paga”). Nove Canções abre desta forma e, a partir daí, mostra com uma clareza sem precedentes as imagens todas de um tempo e espaço que ainda estava por cantar. É tudo tridimensional e para isso basta uma bela melodia com as imagens certas: as farturas do Carlitos e o chunga de t-shirt ao ombro na Fantasma, os cães da rua a quem conta o dia e a companhia dos pombos na Novo Par (para não falar do característico “Ai que máximo!” no refrão) ou as “betas a caminho do Santo António” na inesperada versão acapella de Alvalade. Só não vê quem não quer.

Diz-se “panhonha” e “sonso” (Brincar aos cafés), mas o Lourenço só aprumou a rebeldia dos 100 Leio (não fosse logo a seguir, na mesma Brincar aos Cafés, “partir esta merda”). Aprendeu com o Fachada com quem já tantas vezes trabalhou, aprendeu com as colegas Pega Monstro ou com o Éme (a quem ofereceu as linhas de teclado que arquitectam a maior parte do “Último Siso”) e, em Nove Canções tudo parece fácil para ele. Na verdade parece ser um disco sem cânones, construído na primeira pessoa através das virtudes e vícios dos seus pares, conseguindo levar a arte das canções a um patamar de naturalidade nunca antes visto na música de autor portuguesa, coisa que só parece ser possível com humildade e empatia, ou seja, o indivíduo a tirar proveito do colectivo. Nove Canções é uma vida transformada em arte e vice-versa e é por isso que também não lhe falta ambição; “se eu quisesse era quem quisesse/ se eu quisesse era o Kanye West/ vou ser só eu/ o mais difícil é ser quem sou” ouve-se no fim, com a Penantes: vê-se que é verdade. E quem diz o Kanye West diz o Drake ou qualquer outra estrela de R&B, todas as Nove Canções são potenciais hinos comerciais possíveis de contar com uma dança à Hotline Bling mas o Lourenço decidiu mostrar como se faz isso com mais canção do que produção.

Rapidamente chegam ao fim estas Nove Canções mas dá para a viagem ficar completa. O universo do Lourenço está fundado e pronto para quem quiser entrar. É só dele mas, por sorte, decidiu partilhar com todos nós. Não faltou nada e já chega a hora de repetir a viagem. É uma estreia que nada deixa a desejar a não ser a sequela para a qual sabemos que aponta. Seja bem vindo!" Cafetra Records 2016

Poster por Cláudia Lancaster

Lourenço Crespo "Só Aparece" - https://cafetrarecords.bandcamp.com/album/nove-can-es

Kridinhux - https://soundcloud.com/cafetrarecords/kridinhux-a-pensar-em-ti

Bilhetes disponíveis na noite no local

Seg, 18 Abril 2016
ESPÍRITO SANTO c/ DJ Problemas, Niagara, DJ Nervoso e Márcio Matos, no antigo Cinema Mundial, Sexta-feira, 15 de Abril, 23h59, 5€ http://filhounico.com/novidades/espirito-santo-cinema-mundial-15-abril

ES2MundialWEB.jpg

Sex, 8 Abril 2016
Filho Único Apresenta no Lounge HHY + ppueblo + Shaka Lion dj set, Quinta-feira, 7 de Abril, 22h30 http://filhounico.com/novidades/hhy-ppueblo-shaka-lion-7-abril

HHYsitez.jpg
PpuebloSITE.jpg
ShakaLionSITE.jpg

HHY é a cifra usada por Jonathan Saldanha para, honrando as palavras do próprio, representar as "Skull-Cave-Dub strategies" que orientam a sua mistura dub e manipulação de ficheiros sonoros, excertos e gravações geradas, em tempo real, na narrativa processual de uma sessão ao vivo. Sediado no Porto onde fundou a Soopa em 1999, uma plataforma internacional de pensadores e artistas que tem vindo a pesquisar e produzir um multifacetado e multimedial corpo de trabalho, integrou ao longo dos anos grupos como Mécanosphère, Fujako ou Faca Monstro, e tem realizado em tempos recentes obra em composição, desde peças musicais e cénicas a música para filmes experimentais. Vem cumprimentar o sound system do Lounge com os seus fluxos sinestésicos que constrói a partir das suas ferramentas sónicas de eleição - coro, percussão, electrónicas, vibrações em profundidade e sopros, metais.
Ppueblo é um produtor de Lisboa que a avaliar pelo seu soundcloud é mais um jovem criativo para quem o techno, mais que uma música, é uma forma de se revelar perante a vida, e vice versa. Os seus sons trazem-nos a atmosfera, pressão e volumes de Detroit, segundo a história e iconografia filtrada, desanuviada e adensada ao longo do tempo, da "longínqua" Tresor à "recente" Modern Love, entre outras casas e escolas, e apresentam já a centelha de querer golfar terreno sonoro nas estradas menos percorridas e zonas não vigiadas.
Resto da noite e selecção musical entregue a Shaka Lion, exxcelentchi dj de origem brasileira residente no Barreiro, por onde é mais fácil apanhá-lo a tocar, oferecendo viagens onde partindo de rootsy psicodélicos da África Ocidental e do Brasil a rocksteady Jamaicano chega às novas formas miscigenadas de Funk das favelas cariocas com Trap de Atlanta, tal como magicado pelo visionista Sangó.

Site - http://soopa.org/home/work/hhy

HHY & The Macumbas "Legba in Dub" (HHY Dub Version, The Wire Tapper 25, 2011) - https://soundcloud.com/the-soopa-spectrum/hhy-the-macumbas-legba-in-dub

Solar Skeletons "Lies & Heresy" (skull version by HHY) - https://soundcloud.com/the-soopa-spectrum/solar-skeletons-lies-heresy

ppueblo - https://soundcloud.com/sad-pablo

Shaka Lion - https://soundcloud.com/shaka-lion

Sb, 26 Maro 2016
NOITE PRÍNCIPE c/ K30, DJ Safari e DJ Marfox, Sexta-feira, 25 de Março, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-k30-safari-marfox-25-marco-musicbox

25marcoWEB.jpg

No próximo dia 15 de Abril é publicado pela Príncipe o novo EP de DJ Marfox, intitulado "Chapa Quente", disco ao qual a Noite Príncipe de Março serve de antecâmara de celebração à nobre ocasião.
Marfox e a Príncipe têm percorrido um feliz e transformador caminho desde o lançamento do seu EP de debute, e da editora, "Eu Sei Quem Sou", em finais de 2011. O seu som outrora fundamentalmente cru e minimal progrediu para uma rede complexa e rica de influências e realizações, reflexo da sua vida que informa a sua música, leal às suas raízes, mas ciente de onde está e para onde quer ir.
Antes tocam K30, bravo e talentoso tropa da Firma do Txiga que nos vem mostrar os mais recentes desenvolvimentos da sua música, e DJ Safari, distinto esteta de um afro-house lisbonense que merece a nossa mais dedicada atenção.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos
K30 - https://soundcloud.com/joe-dom-k-correia
DJ Safari - https://soundcloud.com/dj-safari
DJ Marfox -https://soundcloud.com/dj-marfox

Poster por Márcio Matos

Mais informações em http://musicboxlisboa.com

Seg, 21 Maro 2016
Sallim - lançamento de "Isula" na Galeria Monumental, Sábado, 19 de Março, 21h30 http://filhounico.com/novidades/sallim-lancamento-isula-galeria-monumental-19-marco

Sallim2016SITEx.jpg

"Em Março de 2016, mês em que celebra 22 anos de vida, Sallim, compositora e intérprete das suas próprias canções, lança Isula, aquele que é o seu primeiro álbum gravado em estúdio, editado pela editora independente lisboeta Cafetra Records. Isula chega às nossas mãos precisamente na transição da estação fria para a Primavera, momento perfeito para escutarmos a nova música de Francisca Salema. Nascida em Lisboa, Francisca vive entre a Cruz Quebrada e a Faculdade de Letras, onde estuda, e as suas músicas evocam essas travessias de comboio à beira-rio. Mas Sallim não é só música: para além da Universidade, desenvolve também o seu trabalho artístico nas áreas do desenho e da colagem.
Isula é uma obra una e circular de canções cuidadas das quais se fica cúmplice num ápice. Sendo o seu primeiro álbum de estúdio, não é o primeiro conjunto de músicas que lança: sallim tem um bandcamp onde periodicamente presenteia os fãs com as canções e EP's que escreve e grava no seu quarto, desde 2013. Nestas sessões, a voz é acompanhada apenas pela guitarra eléctrica e por sons de objectos quotidianos, como por exemplo uma caneta a percutir na mesa.
Quanto a Isula, gravado e produzido nas Olaias por Leonardo Bindilatti – signatário da Cafetra e responsável pela gravação de outros discos da editora, como é o caso de “Alfarroba”, das Pega Monstro – contou também com a participação de Yan-Gant Y-Tan – nome com o qual Zé Pedro Duarte assina o seu perfil musical e sob o qual tem vindo a dar a conhecer as suas composições baseadas na improvisação. Esta participação descobre-se assim nas segundas guitarras que surgem em algumas das canções de Isula, criando texturas que se sobrepõem e se propagam em delays, como em Canção para dizer; acrescentando consistência e preenchendo com uma melodiosa linha de baixo canções como Deserto; ou envolvendo a composição num “mergulho-mistério” como acontece nas minhas gavetas. Para além destes arranjos, foram também acrescentadas, pela própria Sallim (que, em formato concerto, recorre apenas à guitarra eléctrica e à voz) linhas de teclado que, apesar da sua simplicidade, enriquecem e adoçam os refrões de canções como Nada igual ou Grão a grão; e alguns apontamentos rítmicos, como o xilofone em Não queres entrar e uma rã de madeira em Para o outro lado.
Com a voz límpida e vigorosa, Sallim partilha a sua procura constante de um lugar certo no mundo, entre letras tenras de vivências e angústias suas. A atenção da artista aos pormenores é notável e daí nascem as composições com várias vozes da própria, de harmonias e ecos num espaço tridimensional. As imagens sonoras do álbum desembrulham paisagens lunáticas da intimidade da artista, como se ouve em Uma laranja no bolso, canção mais pequena do disco, ou em Mulher lebre. Isula é um disco que reúne imagens sonoras de cores torradas pelo sol num final de tarde à deriva pela cidade de Lisboa. E quando o sol se põe é também a vida em voo nocturno e a memória de um lugar na lua às tantas da madrugada onde Sallim olha para dentro de si própria." Margarida Bak Gordon

Bandcamp https://sallim.bandcamp.com

Tumblr http://sallime.tumblr.com

Bilhetes disponíveis na noite do concerto no local

Ter, 8 Maro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Flamingos + Alan Courtis + Sonic Boom dj set + F.Ú. dj set, Quinta-feira, 3 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/lounge-flamingos-alan-courtis-3-marco

FlamingosSITE.jpg
AnlaCourtisSITE.jpg
SonicBoom3bystevenPerilloux.jpg

"Os Flamingos são uma banda pop formada pelos escritores de canções João Sarnadas (Coelho Radioactivo) e Luís Severo (ex-O Cão da Morte). Há muito que a amizade entre os dois se traduz em colaborações nos seus projetos individuais." Pelos próprios, sem gorduras. Desde há dois anos têm-se mostrado com uma série de singles publicados na editora online Gentle-Records, casa portuense também de Moxila, entre outros estetas de suites de cumplicidades. 'Souvenir', canção editada no ano passado tomou montra em sério airplay na Antena 3 e independentes nacionais, apoiada por um vídeo que fixou para a posteridade o carismático já finado Picadilly no Porto. Ao vivo desenharam um espectáculo assente em "electrónicas dançantes e sintetizadores" que levaram a clubes e festivais, mas na edição de Fevereiro da 'F.Ú. Apresenta no Lounge' estreiam na capital o novo formato para guitarras e voz, e um catálogo a dois por onde escolher pegar.
Aproveitando o facto da visita ao Barreiro a convite da OUT.RA para um workshop realizado em parceria com a NÓS - Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente, Anla Courtis - ou desta feita Alan Courtis - regressa a Lisboa para tocar ao vivo, uma década depois das honras de primeira parte para os Animal Collective no Ginjal. O músico experimental argentino, feito homem com guitarra eléctrica em bandas do underground punk de Buenos Aires a partir do final dos anos 80, é membro fundador da banda / coletivo Reynols, grupo que se notabilizou não apenas por incluir nas suas fileiras um percussionista portador de síndrome de Down, como sobretudo pelos mais de 100 lançamentos editoriais em selos americanos, europeus, japoneses e neo-zelandeses de música contemporânea independente; com este grupo, e a solo, Courtis apresenta um currículo colaborativo notável, tendo trabalhado com artistas como Pauline Oliveros, Lee Ranaldo, Jim O'Rourke, Eddie Prévost ou Merzbow.
Dj sets entregues a um mano da F.Ú. e ao convidado especial Sonic Boom, nome de guerra do músico britânico Pete Kember, co-fundador e líder dos Spacemen 3 e autor de discos notáveis enquanto Spectrum e Experimental Audio Research (E.A.R.) a partir da década de 90 em diante. Lisboa já não lhe é estranha - envolveu-se de cabeça e coração na co-produção dos dois últimos discos a solo de Panda Bear -, assim como o Lounge, onde já deliciou fiéis e incautos com a sua colecção de 7''s inefável em anterior passagem.

Flamingos bandcamp - https://osflamingos.bandcamp.com

Entrevista Bodyspace - http://bodyspace.net/entrevistas/623-flamingos

Discogs - https://www.discogs.com/artist/218800-Anla-Courtis

Sonic Boom site oficial - http://www.sonic-boom.info

Sex, 19 Fevereiro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge Primeira Dama + Dragão Inkomodo + Sr Guimarães & F.Ú. dj set, Quinta-feira, 18 de Fevereiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/primeira-dama-dragao-inkomodo-becas-18-fevereiro-lounge

PrimeiraDamaWEB.jpg
DragaoInkomodoWEB.jpg
BecasWEB.jpg

Em Fevereiro recebemos a Primeira Dama, um compositor e intérprete de canções prestes a passear-se da intimidade do estúdio do elegante Filipe Sambado ao fruir público em concertos, sendo também um dos associados da emergente Xita Records, que em Lisboa se empenha com o vigor e disponibilidade dos jovens. Ao ouvirmos o óptimo "Não Olhes" e a demo de "Xita Lenta" percebemos o quão afortunados temos sido em viver nestes tempos com artistas do calibre de B Fachada, Pega Monstro ou Éme, referências de uma cultura que entende que para te conheceres precisas de conhecer o passado e para saber para onde vais tens de perceber onde tiveste, enquanto criador, intérprete, cidadão, nativo, e como esta correia de transmissão, lá atrás interrompida e este século recuperada e actualizada, ainda vai no adro. "Produtor benjamim com uma discografia imensa, Dragão Inkomodo consegue com facilidade viajar entre universos, pintar quadros do seu imaginário a partir dos sons e sampling. Dinâmico e imprevisível, nunca se sabe ao certo o repertório que o sonhador lisboeta trará consigo para o palco." Pelo próprio, lúcido e confiante. O nome, não menos importante, é uma delícia. O dj set ficará a cargo da Filho Único e do nosso amigo Sr Guimarães, o Becas, do Aniki-Bobó, do Passos Manuel, do Porto, de Portugal. Honra enorme, como há muito Lisboa não via visita para estes propósitos, onde a música que passa transmite “mais emoções e ideias do que estilos”.

"Não Olhes" em "Um EP Xita Records" https://xitarecords.bandcamp.com/track/n-o-olhes-primeira-dama
"Xita Lenta (demo)" https://primeiradama.bandcamp.com/releases

Bandcamp http://dragaoinkomodo.bandcamp.com

Qui, 28 Janeiro 2016
Filho Único Apresenta no Lounge DJ Hipster Pimba + Yan-Gant Y-Tan + Clube da Nova Manhã + DJ Sar & DJ Music, Quinta-feira, 21 de Janeiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/lounge-hipster-pimba-yan-gant-clube-nova-manha-sar-dj-music

HipsterPimbaSITE.jpg
YanGantSITE.jpg
ClubeNovaManhaSITE.jpg
DJMusicSarSITE.jpg

A primeira sessão da Filho Único no Lounge de 2016 arranca bonita com Yan-Gant Y-Tan, guitarrista artesão de uma música ambiental percolante e de potencial translúcido ainda em franco desenvolvimento, toda ela a cheirar ao mar de Carcavelos onde mora. Seguir-se-á Hipster Pimba, o nome escolhido por Chico Correia (Smiley Face, Cafetra Records) para a sua paixão operativa de preservar e promover a colecção de cassetes "pimba" que o seu pai foi comprando e coleccionando ao longo do tempo. Será a sua segunda actuação ao vivo, formato dj set, após o impecável debute e mestria sala de estar musical que ofereceu na tarde da 5ª Noite Fetra & Amigos. Depois será a vez de um concerto dos Clube da Nova Manhã, colectivo de formação variável conduzido pelos criativos multidisciplinares dinamarqueses Holger and Asger Hartvig, que por esta altura estarão numa residência artística temporária do outro lado do Tejo, no Barreiro. Os próprios, com pergaminhos generosos no underground do norte da Europa, CV incluindo trabalho de escrita para produções de ópera, peças para rádio e colaborações com pares como a trupe Yoyooyoy, Goodiepal ou Dean Blunt, definem o Clube Nova Manhã como 'um estudo temporário e centro de produção no campo da nova música'. O resto da noite fica entregue a DJ Music & Sar, que para quem os viu e dançou ao seu dj set naquela festa na Caixa Económica Operária, pode atestar que de encadeamento de bangers percebem eles.

Hipster Pimba - https://www.mixcloud.com/SmileyChico/

Yan-Gant Y-Tan - https://soundcloud.com/yngntytn

Seg, 4 Janeiro 2016
2016 Ano Bom - Espírito Santo na Madredeus, Passagem de Ano http://filhounico.com/novidades/2016-ano-bom-espirito-santo-madredeus-passagem-de-ano

PosterEspiritoSantoAnoBom2016web.jpg

Espírito Santo é uma festa pela Filho Único, de carácter itinerante e sem frequência determinada, na cidade de Lisboa. A escala não é importante, só a convicção de tentar fazer a melhor festa possível a partir da nossa experiência e com as pessoas que connosco a quiserem partilhar e ajudar a construí-la. A primeira acontece no Ateneu da Madredeus, na Passagem de Ano, e sem hora certa para acabar.

Salão de Baile:

DJ Cooper
DJ Nigga Fox
Nuno Bernardino
DJ Firmeza
André Abel

Sala de Convívio:

Rita Só
Ondness
Black
Márcio Matos
DJ Sar

Bilhetes disponíveis em pré-venda na Ticketline e locais habituais

Dom, 27 Dezembro 2015
NOITE FETRA & AMIGOS V, na Caixa Económica Operária, Sábado, 26 de Dezembro, 16h http://filhounico.com/novidades/noite-fetra-caixa-economica-operaria-26-dezembro

PosterNoiteFetraVweb.jpg

Mais uma vez a Filho Único tem todo o orgulho e compromisso em se associar à NOITE FETRA & AMIGOS, evento anual de música ao vivo e feira de edições independentes promovido pela Cafetra Records. Um dia de celebração de música e amizade para o colectivo extensível à Lisboa que habitam, com a sua 5ª edição a acontecer novamente na Caixa Económica Operária, um dia depois do Natal.

"romaria da desbunda
toca rock e funana
põe mais fruta no cenário
tá ligado?
tá ligado?"

à TARDE, a partir das 16h:
Rabu Mazda & Van Ayres - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/cinza
Smiley Face - https://cafetrarecords.bandcamp.com/album/desgarradas-damor
Yan Gant Y Tan & 666MFras - https://youtu.be/Xl3VjGStNbs
Calhau! - http://www.einsteinvoncalhau.com
Afonso Simões & Manuel Mota - https://youtu.be/HkjUu8Bg5cI

DJ Hipster Pimba (entre os concertos) - https://www.mixcloud.com/SmileyChico

à NOITE, a partir das 21h30:
Éme - https://oeme.bandcamp.com
Lourenço Crespo
Putas Bêbadas - http://putasbebadas.bandcamp.com/releases
Pega Monstro - https://pegamonstro.bandcamp.com/album/alfarroba
B Fachada - https://bfachada.bandcamp.com
CAVEIRA
Bleiddwn - https://soundcloud.com/bleiddwnnn

DJ MUSIC + DJ BREAK EVEN (Fetra DJs)

Decoração: Joana da Conceição - http://www.joanadaconceicao.com

Bancas da Feira Morta - https://www.facebook.com/feiramorta

Bilhetes a 5€ em Pré-venda na Flur, Vinil Experience e R.P. Sar (916 480 554 / sar@filhounico.com) + no próprio dia na Caixa Económica Operária a 8€

Sb, 12 Dezembro 2015
Lê Quan Ninh, Sexta-feira, 11 de Dezembro, 22h, Culturgest Porto http://filhounico.com/novidades/le-quan-ninh-sexta-feira-11-de-dezembro-22h-culturgest-porto

LeNinhSITE.jpg

Lê Quan Ninh (Paris, 1961) é um fenomenal percussionista activo no plano da música clássica contemporânea, no sentido do amplo campo das formas modernas e pós-modernas que o avant-garde do século passado proposicionou, bem como um agente dinâmico no da livre improvisação, em que se estabeleceu como um aclamado solista e reputado colaborador em formações variáveis. Ninh começou a aprender piano aos 5 anos, tendo iniciado os estudos em percussão na adolescência. Aos 16 ingressou no Conservatoire de Versailles, graduando-se com distinção volvidos quatro anos, tendo desenvolvido um interesse paralelo em improvisação, cultivado em profícuos concertos em Paris e nos seus subúrbios. Depois do conservatório foi professor, actuou com diversas companhias de artes do palco e grupos de música contemporânea, perseverando na sua pesquisa ontológica de técnicas exploratórias, no contexto da música não escrita, para instrumentos de percussão. Em 1986 forma os Quatuor Hêlios, um ensemble de percussão que até à sua extinção em 2012 estreiou e levou a cena trabalhos multimediais fusionando percussão, teatro e novas tecnologias, interpretando e gravando, entre outros compositores, as peças para percussão de John Cage. Na década de 90 um convite para um novo trabalho com música desenvolvida em computador leva-o a adensar o potencial interativo deste sistema, resultando em instalações como “18h22”, em colaboração com o matemático Philippe Besse, baseada na peça “Vexations” de Erik Satie. Como improvisador tem participado ao longo dos anos em inúmeros encontros na Europa e América do Norte e toca regularmente em formações que integram a música improvisada acústica e electroacústica, com outras disciplinas como a arte performativa, a dança, a poesia, o cinema experimental, a fotografia e o vídeo. Tem uma vasta discografia em CD publicada em diversas editoras e possui ainda um título bibliográfico lançado no ano passado, “Improviser Librement. Abécédaire d’une experience”, também traduzido para inglês.

Site oficial http://www.lequanninh.net

Mais informações em http://www.culturgest.pt/arquivo/2015/12/le_quan_ninh.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Sb, 5 Dezembro 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Älforjs + Lift Aym + FÚ dj set, Quinta-feira, 26 de Novembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/lounge-alforjs-lift-aym-26-novembro

AlforjsSITE.jpg

LiftaymWEB.jpg

Älforjs tocam na mensalidade FÚ no Lounge após um concerto muito elogiado no OUT.FEST deste ano, onde mostraram o seu cada vez mais onerado estilo de rock xamanista. Já é público que se afiliaram no OUT.FEST 2014, onde Raphael Soares (bateria, também Sunflare) e Bernardo Álvares (contrabaixo) começaram a tocar juntos por ocasião do workshop realizado por Carla Bozulich, tendo pouco tempo depois decidido desenvolver o seu trabalho conjunto, passando para trio com a inclusão de Mestre André (electrónicas). Para breve está prevista a edição do seu álbum de estreia "Jengi". No desenrolar da noite acolhemos um live de Lift Aym, jovem da Margem Sul sobre o qual pouco se sabe mas que do que se ouve no seu Soundcloud vem inspirado pelos desígnios do Techno, assim como pavimentado na Europa pela Chain Reaction nos anos 90 e demais caminhos rizomados da Crème Organization à Sex Tags Mania.

Älforjs - https://soundcloud.com/alforjs

Lift Aym - https://soundcloud.com/lift-aym

Qua, 25 Novembro 2015
B Fachada + Pega Monstro, Quinta-feira, 19 de Novembro, 21h30, no Maxime Sur Mer http://filhounico.com/novidades/b-fachada-pega-monstro-19-novembro-maxime

Pega_TioB2011_Polaroid_Crédito_EduardoVinhasSITE.jpg

"Civilidade

não tussa madame
reprima a tosse

não espirre madame
reprima o espirro

não soluce madame
reprima o soluço

não cante madame
reprima o canto

não arrote madame
reprima o arroto

não cague madame
reprima a merda

e quando estourar
que seja devagarinho
e sem incomodar, ok madame?

ok, monsieur."

Alberto Pimenta
in "Ascensão de dez gostos à boca" (1977)

B Fachada - https://bfachada.bandcamp.com

Pega Monstro - https://pegamonstro.bandcamp.com

Bilhetes à venda na Ticketline e locais habituais

Dom, 1 Novembro 2015
Vashti Bunyan, Sábado, 31 de Outubro, 22h, Culturgest Porto http://filhounico.com/novidades/vashti-bunyan-sabado-31-de-outubro-22h-culturgest-porto

VashitSITE2015.jpg

Artista preciosa na história da canção britânica, Vashti Bunyan tem um percurso tão particular quanto a sua música, das coisas mais delicadas do mundo. O seu primeiro single, “Some Things Just Stick To Your Mind”, editado quando tinha 20 anos em meados da década de 60, foi escrito por Mick Jagger e Keith Richards, em consequência de ter sido descoberta pelo manager dos Stones, Andrew Loog Oldham, após Vashti ter abandonado as Belas Artes para se dedicar à Música. Á fama repentina sucedeu-se a desilusão com a indústria musical de Londres e, depois de um período a viver debaixo de telas nos arbustos por detrás da Ravensbourne College of Art, decide comprar um cavalo e uma carroça e partir em 1968 com o seu namorado rumo a uma pretensa colónia criativa que o cantautor folk Donovan teria iniciado na escocesa Isle of Skye. Levou-lhes quase dois anos a chegar lá, para nada encontrar afinal, mas toda a experiência da viagem formou as canções do magistral “Just Another Diamond Day”. O álbum que a tornou um mito, editado em 1970, contou com a produção virtuosa de Joe Boyd, num disco pejado de pérolas e com vários contributos de membros dos Fairport Convention e da Incredible String Band. Nos primeiros anos já deste século, após décadas em que se tinha dedicado à vida no campo com o seu marido e família, descobriu que Devendra Banhart andara a falar dela a meio mundo, e que este também se apaixonara de igual maneira pelo seu trabalho e voz. Seguiram-se colaborações com Devendra, o EP “Prospect Hummer” com os Animal Collective, e um aclamado álbum de regresso, “Lookaftering”. A pureza da sua música terá sido das influências determinantes para tantos dos que marcaram a canção dessa década. Que mantenha todas as suas qualidades hoje é um pequeno grande milagre, como comprova o novo LP “Heartleap” lançado no ano passado, e que urge testemunhar na encantatória nave da Culturgest Porto.

Site oficial http://www.anotherday.co.uk

Mais informações em http://www.culturgest.pt/arquivo/2015/10/vashti_bunyan.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Seg, 12 Outubro 2015
OUT.FEST 2015, 8 a 11 de Outubro, Barreiro http://filhounico.com/novidades/outfest-2015-8-a-11-de-outubro-barreiro

PosterOutFest2015WEB.jpg

Poster por Barbara says...

Seg, 28 Setembro 2015
Poster por João Alves Marrucho http://filhounico.com/novidades/poster-por-joao-alves-marrucho

PosterZNVweb.jpg

http://www.joaoalvesmarrucho.com

Seg, 21 Setembro 2015
NOITE PRÍNCIPE c/ Puto Anderson + DJ NinOo, Traxman e DJ Maboku, Sábado, 19 de Setembro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-puto-anderson-ninoo-traxman-maboku-19-setembro

NoitePrincipeTraxmanSET2015.jpg

Noite Príncipe de Setembro assume-se como a 2ª até hoje a contar com um convidado internacional, Traxman, um dos pioneiros do Footwork a par de, entre outros, o malogrado DJ Rashad e o seu sócio DJ Spinn, que nos ofereceram uma noite de antologia há 2 anos. Finalmente, é desta que o homem vem cá tocar, depois de um cancelamento no ano passado de última hora, e é com redobrado prazer que ambas as partes abraçaram esta nova ocasião.
A abrir a noite, Anderson e NinOo, dois dos membros da Firma do Txiga, uma das crews mais jovens e pujantes que tem vindo a crescer a olhos vistos na residência mensal da Príncipe no Musicbox, que inclui também K30 e Wayne. Anderson vive no Bairro dos Fetais, NinOo no Bairro do Polimo, sendo 2 produtores talentosos e determinados assim como já também DJs realizados, que conhecem o arsenal que têm e entendem sem hesitações como o partilhar com uma pista de dança. Com disco de estreia da Txiga na agenda da Príncipe, no entretanto Anderson já viu editada a remistura para o tema "Black Mamba" da Capicua no disco "Medusa" da rapper portuense, e ambos viram o Tarraxo produzido a meias, "Gravidez", no volume 2 da compilação Cargaa na Warp Records lançado em Maio.
Oriundo do West Side de Chicago, Cornelius Ferguson, a.k.a. Traxman, chega no meio para nos mostrar porque é reconhecido como tendo uma das carreiras mais longas e profícuas ao serviço do continuum House associado à cidade. Com discos editados ainda no período dourado do Ghetto House nos selos Dance Mania na década de 90, o produtor e DJ é um dos co-fundadores da crew Geto DJz activa há cerca de duas décadas assim como da mais jovem e globalmente notória Teklife. No ano passado viu editado na Planet Mu o segundo volume de 'Da Mind Of Traxman', que ajudou a disseminar ainda mais a perspectiva que possui um estilo único, consistente e consciente do passado Soul, Funk e House de Chicago, algo natural para alguém afiançado como tendo uma das mais reputadas colecções de discos da cidade, meticulosa e enciclopedicamente organizada.
A completar o elenco da festa teremos DJ Maboku, uma das caras metade da C.D.M. (Casa da Mãe Produções), que divide com DJ Lilocox, seminal equipa de produção a Norte de Lisboa de música de dança electrónica vibrante e inovadora e que tem vindo, para além das influências que a informam, a ser identificada como específica da área da Grande Lisboa. Ainda com o EP "Malucos de Raiz" lançado este ano fresco na memória, esta é mais uma oportunidade de dançarmos ao estilo inconfundível C.D.M. conduzidos pelo seu irrepreensível timoneiro ao vivo mor.

Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira

DJ NinOo - https://soundcloud.com/jos-pereira-6

Traxman - https://soundcloud.com/traxman-2

DJ Maboku - https://soundcloud.com/dj-maboku-claudio

Poster por Márcio Matos

Mais informações em http://www.musicboxlisboa.com/noite-principe-com-puto-anderson-dj-ninoo-traxman-dj-maboku

Qui, 10 Setembro 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Trash Kit + DJ Cooper + DJ Music, 9 de Setembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/trash-kit-dj-cooper-dj-music-9-de-setembro-lounge

TrashKit2WEB.jpg

DJ_CooperSITE.jpg

DJ Cooper abre a noite de Setembro com a sua música de danceteria Lounge elegante, entre os houses mais recentes entorpecidos por quem tem a pestana bem aberta e a sua mixtape "Check Yo Self" de há uns meses atrás que nos chamou a atenção, evocativa dos tempos de experimentação hip-hop dos anos 90 do circuito de cassetes, com o charme lo-fi entre o cru e o futurista original sublinhado pela recontextualização actual conferida. Seguem-se as Trash Kit, rainhas do underground rock DIY londrino, power trio clássico composto por Rachel Aggs, Rachel Horwood e Gill Partington, desde a sua formação em 2009 associadas à editora Upset The Rhythm. Nos seus discos de estúdio e nos seus concertos ao vivo é notório a sua espontaneidade e desprendimento de processos, complementado por um rigor de composição e arranjos inventivos acima da média. Exploram com sagacidade o potencial estético pós-punkiano iniciado por bandas como as Raincoats ou Au Pairs, revelando particular afecto pela poliritmia e estilos de proficiência à guitarra da África ocidental processados à sua maneira, resultando numa música folk urbana que é inteiramente sua e da comunidade que representam, local, mas de alcance universal. A selecção musical para dançar no resto da noite fica a cargo de DJ Music. Toda a gente sabe quem ele é.


DJ Cooper "Check Yo Self" Mixtape

DJ Cooper soundcloud - https://soundcloud.com/dj-coopermane

Blog - http://trashkitrules.blogspot.pt

Editora - http://upsettherhythm.co.uk/trashkit.shtml

Seg, 7 Setembro 2015
Bill Kouligas, Quinta-feira, 3 de Setembro, 22h, Culturgest Porto; Sexta-feira, 4 de Setembro, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/bill-kouligas-3-setembro-culturgest-porto-4-setembro-noites-verao-museu-chiado

BillKouligasSITe.jpg

Bill Kouligas é um músico, designer e DJ natural de Atenas a operar actualmente entre Nova Iorque e Berlim. A partir de 2006 iniciou actividade pública usando o nome Family Battle Snake, tendo lançado acima da vintena de edições em vinil, cassette e cdr, incluindo projectos colaborativos com outros músicos da há altura virtuosa comunidade subterrânea de noise experimental em diálogo entre os dois lados do Atlântico, território aliás que palmilhou generosamente a tocar ao vivo. Fundador e editor do selo PAN, teve um papel crucial, a par da consolidação da influência de revistas online como a Fact, da distribuidora Boomkat e do circuito europeu emergente de festivais de músicas electrónicas conceptualmente engajadas, na reconfiguração recente das percepções do que são os campos da teoria e prática do avant-garde e da música electrónica de dança. Com uma visão obstinada e coalescida das músicas psicadélica, composição electroacústica, industrial, ambient, house, techno, foi paulatinamente construindo um catálogo que tem vindo a cartografar as renovadas avenidas lexicais de expressão sonora imbuídas de arrojo e desafio propostas por artistas novos e não tão novos de idade e currículo, a quem foi proporcionando uma infraestrutura, nalguns casos pela primeira vez, oferecendo uma assertiva perspectiva curatorial no processo. Depois de muitos anos a produzir e apresentar ao vivo música experimental sob diferentes pseudónimos, entra agora numa nova etapa criativa em que irá apresentar um novo concerto de electrónica manipulada ao vivo, indubitavelmente consubstanciado pelo seu aguardado primeiro longa duração em nome próprio a ser lançado no Outono.

PAN http://p-a-n.org

Entrevista - http://theberlinagenda.com/2014/11/21/the-berlin-agenda-interview-bill-kouligas

Mais informações em http://www.culturgest.pt/arquivo/2015/09/bill_kouligas.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Seg, 31 Agosto 2015
David Maranha & Helena Espvall, Sexta-feira, 28 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/david-maranha-helena-espvall-28-agosto-noites-verao-museu-chiado

DavidMaranhaHelenaEspvall.jpg

David Maranha e Helena Espvall têm vindo a colaborar com frequência desde que Helena participou em “Marches of the New World”, albúm marcante na discografia de David editado em 2007, sendo evidente que a parceria conheceu novos desenvolvimentos a partir do momento que Helena escolheu Lisboa para viver há cerca de um par de anos. Na vida do recentemente extinto espaço alternativo na Cave do nº 211 da Avenida da Liberdade, David promoveu inúmeros encontros entre músicos da cidade e outros em trânsito temporário para, em formações variáveis, ajudar a definir uma comunidade de performers e público interessados na busca actual de novas formas de expressão na música improvisada, sendo Helena uma das figuras centrais desta dinâmica, e com certeza contribuído para a produção de “Sombras Incendiadas”, o inspirado disco em duo lançado este ano no selo suíço three:four records. Helena é uma violoncelista sueca que operou durante largos anos na Costa Este dos Estados Unidos, tendo-se notabilizado como uma das vozes dos Espers, apostados há altura numa reactualização das formas folk anglo-saxónicas. Reconhecida como uma improvisadora altamente melódica, numa procura incessante pelas possibilidades da frase num âmbito pós-clássico e telúrico, entre trabalhos a solo regulares destacam-se dois discos em duo com o mítico Masaki Batoh, líder dos Ghost (ambos pela Drag City), e há ainda a ter em conta o seu contributo regular para artistas e bandas em digressão como foram os casos de Vashti Bunyan, Damon and Naomi ou Marissa Nadler. David Maranha é um explorador intrépido das potencialidades do som contínuo, do silêncio, do volume, do espaço, da acústica e da arquitectura sonora, quer nos Osso Exótico quer no seu percurso a solo, apresentado-se regularmente ao vivo com outros músicos que convida para o ajudarem a concretizar as suas composições abertas. Para além de músico, especialmente versado em orgão elétrico e violino amplificado, activo desde o final da década de 80 e com uma discografia profícua, tem nos últimos anos exposto em galerias comerciais e espaços independentes o seu trabalho em artes visuais, sobretudo através de objectos escultóricos e instalações.

Soundcloud https://soundcloud.com/three-four-records/sets/david-maranha-helena-espvall

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Ter, 25 Agosto 2015
Julinho da Concertina, Sexta-feira, 21 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/julinho-da-concertina-sexta-feira-21-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

JulinhodaConcertinaSITE.jpg

Julinho da Concertina nasceu em Piloncan, concelho da Calheta de São Miguel, ilha de Santiago, Cabo Verde, há quase 60 anos, e desde cedo descobriu a paixão pela música e pela concertina, instrumento que escolheu e afinou a seu jeito para, ao longo destas décadas, se fazer acompanhar em palco a tocar as mornas, coladeras e especialmente o funaná da sua terra natal. Emigrou para Portugal um ano antes da Revolução de Abril e vive actualmente no bairro da Quinta da Lage, na Falagueira, onde ainda hoje ocupa uma boa parte do seu tempo a trabalhar numa horta urbana, depois de uma vida passada entre as jornas de sol a sol nas alfaias agrícolas, e o fole e os teclados da sua concertina. “Vivi, quase sempre, da música. Mas os cachets foram rareando. Toquei ao lado de muitos músicos afamados. Participei em concursos com bons resultados. Mas esta horta é uma grande ajuda para a família", dizia ao jornal diário online cabo-verdiano A Semana, aquando de uma visita para uma peça sobre si há cerca de 3 anos. Com um vasto reportório, com peças da sua autoria e temas de outros compositores, diz guardar a mágoa de não ter sido convidado para tocar para o grande público em Cabo Verde, até porque, afiançava à mesma entrevista, antes dos Ferro e Gaita e outros grupos cuja carreira atingiu patamares de reconhecimento e sucesso notáveis, era ele e outros da sua geração que impulsionavam a disseminação do funaná na sua terra e na diáspora cabo-verdiana. Nesta ocasião feliz nas Noites de Verão no MNAC, Julinho da Concertina far-se-á acompanhar de Nirr Paris na bateria e António Tavares no ferrinho e voz.

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Dom, 16 Agosto 2015
Lorenzo Senni, Sexta-feira, 14 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/lorenzo-senni-sexta-feira-14-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

LorenzoSenniSITE.jpg

Lorenzo Senni é um músico e produtor italiano que se tem afirmado nos últimos anos como um investigador dos mecanismos e das peças da engrenagem que compõe o género da música de dança electrónica, apresentado resultados em música original que traduzem as suas ideias e proposições sobre o assunto, principalmente depois do lançamento do seu disco “Quantum Jelly” na Editions Mego em 2012. Cunhando o termo “Pointillistic Trance” para descrever a sua perspectiva e abordagem no referido álbum, a música de Senni é uma aposta na desconstrução da cultura e estética rave vivida a partir do dealbar da década de 90 na Europa e Reino Unido, com vista a uma apropriação e a uma recontextualização alicerçada nos critérios conceptuais de ‘isolamento’ e ‘repetição’ de certos elementos narrativos da música que estava no centro e, durante alguns anos, em espantosa progressão estética livre, deste movimento cultural de juventude. Com o sucessor “Superimpositions”, lançado no ano passado na Boomkat Editions, a fórmula ganhou ainda maior afinação e as suas vinhetas taxidérmicas dos crescendos eufóricos isolados das faixas de dança originais maturaram para peças panorâmicas e aurais de proporções e volumes funcionais. Senni é também gestor do selo editorial Presto!? Records, tendo no seu catálogo discos de artistas como Florian Hecker, Carsten Holler, DJ Stingray, EVOL ou Marcus Schmickler, entre outros, e tem composto música para cinema e teatro, destacando-se a sua banda-sonora para o premiado filme "Da Vinci" de Yuri Ancarani, mostrado na 55ª Bienal de Veneza.

Soundcloud https://soundcloud.com/sennilorenzo

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Sex, 7 Agosto 2015
Éme, Sexta-feira, 7 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/eme-sexta-feira-7-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

EMEtopSITEchiado.jpg

Éme editou “Último Siso” no final do Verão do ano passado, recebido com um reconhecimento crítico e público directamente proporcional e ajustado à maturação autoral patenteada. Dedicou-se nos meses que se foram sucedendo em levar o disco aos portugueses, interessados e incautos pelo país fora, numa vida de estrada nutrida por um entusiasmo e uma generosidade pela experiência da viagem e descoberta que é não só reflexo do cidadão jovem da capital naturalmente curioso que é, mas também do compositor e intérprete que quer perceber qual o país em que canta, e para quem canta, descartando mediações enviesadas e privileginado o contacto directo com as pessoas. Éme, como Mário Lopes na sua recensão crítica ao disco no Público tão precisamente qualificou, “tem o dom de saber identificar, trabalhar e adornar com precisão uma melodia”, e com a consolidação de uma banda irrepreensível para o coadjuvar ao vivo, tendo sido a mesma que com ele ensaiou e gravou as canções no estúdio de Walter Bnjamin no Alvito, com B Fachada ao leme da produção, afigura-se um futuro ainda mais auspicioso para ele e para quem o começou a ouvir depois de convencido do seu real valor. Regressa, portanto, ao Jardim das Esculturas depois da actuação há um par de anos, agora acompanhado de Júlia Reis (Pega Monstro) na bateria, Lourenço Crespo (Iguanas) nos teclados e Miguel Abras (Putas Bêbadas) no baixo.

Bandcamp https://oeme.bandcamp.com

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Sb, 1 Agosto 2015
Yong Yong, Sexta-feira, 31 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/yong-yong-sexta-feira-31-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

YongYongSITEchiado15.jpg

Yong Yong é o nome sob o qual os dois parceiros Rodolfo Brito e Francisco Silva que se conheceram na ESAD das Caldas da Rainha, agora sediados em Glasgow depois de uma tempora em Lisboa, fazem música e concretizam formas revigoradas de imaginação de a complementar, e comunicar, em apresentações públicas e na expressão online. Estrearam-se ao vivo na mensalidade Filho Único há cerca de quatro anos, onde tocaram escondidos debaixo de uma mesa revestida a cortiça trazida pelos próprios, imagem alegórica especulativa para o poder de absorção luso de influências exteriores com perspectivas de as transformar, mais do que a costela insular do ‘orgulhosamente sós’ atávico. Voltaram a mostrar novo espectáculo no OUT.FEST 2012, nas vésperas da merecida atenção que o notável longa-duração “Love” receberia, editado em cassette e vinil na londrina Night School, na linha do mundo singular de colisão e desdobramento da genealogia de música urbana electrónica que têm vindo a construir, com distintiva sedução e densidade emocional como poucos. Seguiram-se a fita “Yong Yong Meet Lord Prince ‘I’ Infinito” na Goaty Tapes e o magnífico “Greatest It's” novamente na Night School no ano passado. Realiza(v)am a sua música manipulando demais tecnologia subterrânea/subterfugiada - pedais, voz, laptop, microfonia carismática, etc. A compleição do duo no espaço, constante motivo de reflexão por parte dos artistas, é sempre nova a cada ocasião; não se surpreendam se se surpreenderem, desta feita no adequadíssimo jardim do Museu Nacional de Arte Contemporânea.

Soundcloud https://soundcloud.com/rodolfo-brito

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Seg, 27 Julho 2015
Golden Teacher + N' Dara Sumanó + Gala Drop dj set + General Ludd dj set na Galeria Zé dos Bois, Sábado 25 de Julho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/golden-teacher-n-dara-sumano-gala-drop-general-ludd-zdb-25-julho

GTweb.jpg
NDaraSumanoWEB.jpg
GalaDropDJsSITE.jpg
GLweb.jpg

Admirável bando de camónes de Glasgow devotos de festa e celebração, de pulsar rocksteady alienígena a excursões techno hibridizadas com percussões ao vivo a transbordar de alma, os Golden Teacher resistem com charme a categorizações estilísticas que pouco importam, mesmo ao bem intencionado "psicadélico" só porque escolheram para si um nome de uma espécie de cogumelos mágicos. Considerando como ponto de partida a Glasgow Art School aonde todos chegaram para estudar, e depois tomado forma no contexto do influente Green Door Studios que possibilitava aulas de produção musical e acesso a diversas técnicas e equipamento de estúdio, o sexteto encompassa 2 vocalistas, a nativa Cassie Oji (experiência: infância passada a cantar em coros gaélicos) e o parisiense Charles Lavenac, e os multi-instrumentistas Richard McMaster, de New Jersey, o nova-iorquino Sam Bellacosa e os ingleses Laurie e Ollie Pitt de York. Tocaram extensivamente na sua cidade gerando um culto fervoroso, lançaram 2 entusiasmante EPs na Optimo Records e avançaram no resto da ilha a tocar em Londres ou Sheffield (relatos de nudez integral no público abundam) e algumas incursões na eurolândia continental. “Sometimes the best parties are the weirdest ones” disse McMaster numa entrevista, e isso é reflexo da própria praxis da banda, que ensaia o que grava e grava o que ensaia, pensando nos resultados que gostariam de obter e, ao falharem, atingirem novos campos de acção sónica inegavelmente prontos para vivência gregária ao vivo, o seu estilo de "party music", no encalço em espírito de outras trupes rebeldes como os Sly & The Family Stone ou Happy Mondays.
Na primeira parte teremos N'Dara Sumanó, representante garbosa da cultura mandinga em Lisboa. N' Dara nasceu em Gabú, Guiné-bissau em 1963, no seio de uma família de várias gerações de músicos. Tem colaborado com muitos artistas internacionais, entre os quais Madou Diabaté, célebre compositor e virtuoso guitarrista da Guiné-Conakri, com quem gravou o seu primeiro CD em Janeiro de 2009.
A seguir aos concertos a noite adensa-se no aquário-tornado-pista-de-dança da Z com dj sets de Gala Drop (Nelson Gomes e Afonso Simões) e General Ludd (alter ego de McMaster c/ Dam Mantle quando nos decks, mas nesta noite sozinho).

Soundcloud - https://soundcloud.com/goldenteacher

Entrevista - http://www.theskinny.co.uk/clubs/interviews/lost-in-music-golden-teacher-interviewed

Thump MIXED BY General Ludd - https://soundcloud.com/thump/mixed-by-general-ludd

Gala Drop b2b Golf Channel Mix - https://i-d.vice.com/en_us/article/golf-channel-b2b-gala-drop-music-to-glide-to

Uma parceria da Filho Único com a Galeria Zé dos Bois

Bilhetes disponíveis na Tabacaria Martins, Flur e ZDB (em noites de concerto)

Sb, 25 Julho 2015
Barry Guy, Sexta-feira, 24 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/barry-guy-sexta-feira-24-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

BarryGuySITE.jpg

Fundamental figura do jazz britânico, da improvisação europeia, da composição contemporânea, celebrado intérprete de várias outras músicas mais e menos seculares, editor, e tantos outros ofícios que foi criando por necessidade e visão. Parte da primeira geração de aprendizes da figura seminal da improvisação europeia, o músico britânico John Stevens, Barry Guy foi e tem sido, ao lado de outras figuras históricas como Derek Bailey ou Evan Parker, dos grandes e mais conscientes exploradores do que se pode fazer nos territórios novos, que todos os dias se abrem, nos interstícios e para lá das convenções no que concerne à composição e à improvisação. Criou a London Jazz Composers Orchestra no arranque da década de 1970, instituição que ainda hoje se mantém viva e vibrante. Mantém a Barry Guy New Orchestra, que tão notável trabalho tem realizado editorialmente e em palco. Faz há décadas parte de um dos mais importantes trios do jazz contemporâneo, com o supramencionado Parker e Paul Lytton, que permanece incrivelmente vivo e intrépido (cada vez mais, aliás). Contudo, e no que diz respeito mais a esta ocasião em concreto, trata-se de um dos grandes contrabaixistas vivos. O seu trabalho é de enormes riquezas melódicas, harmónicas, rítmicas, tímbricas, texturas e solistas, e ninguém questionará o território que abriu para o instrumento no campo das músicas contemporâneas. Nele, ouve-se tanto do muitíssimo que viveu e aprendeu, ao longo de um percurso que arrancou sério no princípio da adolescência, num bar proletário, onde foi aprendendo tudo o que podia com Champion Jack Dupree ou Sonny Boy Williamson, e outros lendários que por lá passavam. Uma história sem fim em música, que teima em não parar de se escrever, mais rica a cada dia que passa, deste enorme cidadão da música.

Site oficial http://www.mayarecordings.com

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Seg, 20 Julho 2015
Djumbai Djazz, Sexta-feira, 17 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/djumbai-djazz-sexta-feira-17-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

DjumbaiDjazzsxite.jpg

Maio Coopé fundou o seu Djumbai Jazz corria o ano de 1999, em Lisboa, como um projecto de pesquisa intencionado a revisitar os ritmos sonâmbulizados na sua história pessoal com a sua Guiné-Bissau natal. Maio cresceu imergido na rica e diversa cultura do país, etnicamente diferenciada e com tradições populares milenares, tais como músicas cerimoniais usada em funerais, iniciações e outros rituais, originadas e preservadas especialmente pelas comunidades Balanta e Mandinga, e a comunidade insular animista que ainda resiste no Arquipélago dos Bijagós. Habituado em criança às reuniões nocturnas junto dos mais velhos, ao redor da fogueira, para ouvir histórias a serem contadas e canções cantadas, reavaliou mais tarde em idade e consciência adulta aquele poder telúrico ancestral. Djumbai Djazz centrou-se assim desde a sua incepção em estilos tradicionais guineenses como o Ngumbé, Brocxa e Djambadon, mas o repertório da banda denota a influência de outras sonoridades da África Ocidental, revelador da vontade do seu líder em oferecer uma proposta consequente com a perspectiva de Maio sobre o que lhe interessa ser a expressão de um músico imigrante africano lusófono em Lisboa na actualidade, tendo em conta a diversidade do público para o qual toca regularmente. A verdade é que estamos, felizmente, muito bem habituados a ver os Djumbai Djazz a tocar em associações culturais e recreativas contemporâneas fundamentais no ecossistema cultural da capital, como o B.Leza ou a ZDB, e nesta ocasião teremos o prazer de ver a formação composta por Maio Coopé, em voz, cabaça e percussão, Braima Galissá, na kora, e Sadjo Cassamá, na guitarra e voz, pela primeira vez no Jardim das Esculturas do MNAC.

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Qua, 15 Julho 2015
Pega Monstro - lançamento de Alfarroba http://filhounico.com/novidades/pega-monstro-alfarroba-ateneu-madredeus

UTR072_300dpi.jpg
PegaAteneuMAILZ.jpg

Poster por Maria Reis

Pega Monstro é o duo de rock lisboeta das irmãs Maria (voz e guitarra) e Júlia Reis (bateria), afiliado à Cafetra Records que ajudaram a criar e desenvolver desde 2008. O aguardado segundo álbum da banda chama-se "Alfarroba" e sairá a 6 de Julho pela editora londrina Upset The Rhythm (John Maus, Deerhoof, No Age, entre outros) em CD, vinil LP e Digital, com distribuição em Portugal pela Flur. Gravado no estúdio Golden Pony no ano passado, teve como single de avanço o tema "Braço de Ferro" que já roda em várias rádios independentes e universitárias nacionais, sendo que a estreia online do tema foi apalavrada por Panda Bear no seu takeover recente do blog Gorilla vs Bear.

"Alfarroba" é, da raiz da sua intenção, imaginação e materialização, um álbum magnífico e raro. Directo, simples e comovente porque subtil, complexo e excitante. Das obras, seja em que campo das artes se quiser considerar, com uma perspectiva no feminino mais forte e emocionalmente inteligível sobre maturação individual e artística na sociedade portuguesa nos dias de hoje. Como disse o Iggy Pop em 1971 "mass recognition isn’t important to me. What’s important is individual recognition. It’s not how many people recognize you, it’s what those who do recognize you recognize you for."

O novo disco sucederá ao igualmente celebrado e vilipendiado homónimo longa-duração de estreia de 2012; assim costuma ser com os bravos do pelotão. Ao vivo têm tocado o mais possível por todo o país, desde primeiras partes para os Ariel Pink Haunted Graffiti ou para os Jon Spencer Blues Explosion em Lisboa, a concertos em festivais como o Barreiro Rocks ou Milhões de Festa, destacando-se a generosa tour ibérica esta Primavera com os Iguanas e Éme.

A festa oficial de lançamento do disco acontecerá no Ateneu da Madredeus, em Lisboa, a 11 de Julho, numa produção da Filho Único que se inicia pelas 18h da tarde no amplo pátio panorâmico sobre o Tejo do chalé que alberga esta instituição cultural, recreativa e desportiva que, há mais de seis décadas, tem estado ao serviço da população da freguesia do Beato. Com grelha a funcionar para deleite omnívoro, vegetariano e vegan, e música ambiente ao vivo pela dupla soberba Rabu Mazda & Van Ayres, quem nos visitar será convidado a partir das 22h a entrar no salão nobre do Ateneu, onde subirá ao palco João Dória, guitarrista nos Passos Em Volta e Putas Bêbadas, para interpretação solista das suas mágicas correntes para a velha 6 cordas, seguindo-se o concerto das Pega Monstro. Após, será tempo de DJ sets de Niagara e Marquez para dançar pela noite dentro.

18h00, assada e música ambiente ao vivo por Rabu Mazda & Van Ayres
22h00, concertos de João Dória + Pega Monstro
Pós-concertos, Niagara dj set + Marquez dj set

Bilhetes disponíveis no local ou através do RP Pedro Saraiva (916 480 554 / petesar@gmail.com)

Sb, 11 Julho 2015
Joe Morris, Sexta-feira, 10 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/joe-morris-sexta-feira-10-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

JoeMorrisSITEchiado.jpg

Joe Morris é um dos mais importantes guitarristas do jazz e da música improvisada, facto que se tem tornado cada vez mais unânime ao longo da última década, mais de trinta anos depois do início da sua actividade pública. É dele uma linguagem profundamente informada por toda a história destas músicas, que o próprio interpreta e trabalha diariamente enquanto instrumentista e professor, sendo um muito celebrado docente já há duas décadas, e autor com obra publicada na matéria, com ‘Perpetual Frontier - the Properties of Free Improvisation’, livro da sua autoria publicado em 2013, tendo recebido óptimas críticas por colegas, jornalistas e público. Das suas colaborações regulares ao longo dos anos, destaque para o seu recentemente reemergido quarteto, com quem editou clássicos como ‘Cloud of Black Birds’ ou ‘Age of Everything’, com Mat Maneri no violino; várias colaborações ao vivo e em estúdio em trio com William Parker e Hamid Drake, ou ainda o quádruplo álbum editado conjuntamente com Anthony Braxton, figura também ela central no percurso de Morris, como de tantos outros que continuam a levar o jazz para o futuro com lucidez e engenho. O seu trabalho está particularmente cristalino, nítido e exposto na circunstância do solo, prática que manteve ao longo de todos estes anos, mas a que recentemente tem dado mais primazia. Depois de um hiato discográfico de 14 anos desde o seu ‘Singularity’, sozinho com o seu instrumento, regressa agora com ‘Joe Morris Solos Bimhuis’, gravado integralmente numa das grandes catedrais do jazz mundial, a titular BIMhuis de Amsterdão.

Site oficial http://www.joe-morris.com

Site oficial do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado http://www.museuartecontemporanea.pt

Sb, 11 Julho 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Chalo Correia Trio + Hp76 dj set, 9 de Julho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/chalo-correia-trio-hp76-dj-set-9-julho-lounge

ChaloCorreiaSITE.jpg
HP76site.jpg

Para a última sessão mensal no Lounge antes da habitual pausa em Agosto temos o prazer de receber Chalo Correia, um cantor e compositor Angolano a viver em Portugal desde o início da década de 90, e que nos dias que correm, já quase dispensa apresentações na capital dada a força incorruptível do passa palavra do público que vai crescendo proporcionalmente à regularidade dos seus concertos. Chalo é dos mais reais embaixadores dos ritmos tradicionais Semba, Rebita e Merengue Angolano, que desde a adolescência no seu país natal se prestou a aprender e a recriar em instrumentos improvisados, tendo só este ano editado o seu primeiro disco, pela a assertiva Celeste/Mariposa Discos. Atribuem-lhe "influências fortes de lendas Angolanas como Urbano de Castro ou David Zé, mas tem a audácia de ir muito além da tradição". O irrepreensível trio é composto por Chalo (voz, guitarra semi-acústica e harmónica), João Mouro (guitarra elétrica) e Nir Paris (percussão).
Hp76 é um DJ e colecionador de discos em vinil Brasileiro sediado em Berlim. Apresenta-se como um apaixonado pesquisador e divulgador da música do Brasil tradicional, Pop e caminhos convergentes e divergentes a ambas, trazendo na bagagem clássicos e raridades dos anos 60, 70 e 80 para nosso deleite privilegiado.

Hp76 DJ Set no Fusion Festival 2014 https://www.mixcloud.com/jazzsambahiphopbosssanova2/fusion-2014-hp-sauce-dj-set-karl-kutter-brazilian-vibes

Página no facebook https://pt-br.facebook.com/pages/Cooking-Brazilian-Beats/617102245012147

Seg, 29 Junho 2015
NOITE PRÍNCIPE NO MUSICBOX x BOILER ROOM, Sexta-feira, 26 de Junho, 01h00 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-no-musicbox-x-boiler-room-sexta-feira-26-de-junho-01h00

PosterNoitePrincipeJunho2015.jpg

Noite Príncipe de Junho no Musicbox, com um alinhamento de antologia e transmissão em directo Boiler Room.

"Music has a beautiful way of flowering distinct movements out of social and economical squalor. We’ve seen it happen time and time again - from the embryonic flirtations of jazz and blues, and further down the timeline through hip-hop, house and grime. Something about any harsh environment breeds an untouchable level of innovation and endeavour, and long may that be the case. Later on this month, we’re heading back to Lisbon where one of the finest purveyors of Portuguese electronica work their magic Príncipe. The imprint's Facebook page states that they’re "dedicated to releasing 100% real contemporary dance music coming out of this city, its suburbs, projects and slums". But there's no simple way of putting a finger on the Príncipe DNA. Kuduro, a style of Angolan music and dance that began in the early '90s and became widely popular in Portugal, is an integral component, but Príncipe's style also includes kizomba, funaná, house, afro house and batida, genres mostly (but not exclusively) rooted in Angola, Cape Verde and São Tomé E Príncipe. Waving the Príncipe flag with pride are the likes of Nigga Fox, DJ Firmeza and Maboku, some of whom are getting a well-deserved amount of global attention. We’ll be welcoming some of the lesser-known (yet, in no way dimmer) lights at the heart of the movement to our screens. Famifox & Nunex, better known as Alto Nível Produções, rep one of the most promising younger crews to peep. Nidia Minaj's brash ghetto funk is refreshingly unlike anything else. Puto Anderson & NinOo are two of the brightest fireflies from the Firma do Txiga collective; suitably placed on the tracklist of the recent Lisbon-focused CARGAA 2 release on Warp. On top of that, Blacksea Não Maya - a DJ trio consisting of Kolt, Noronha and Perigoso - will be running their hands on wax before their heavily-anticipated 12'' rears its head on Príncipe later in 2015. Then there's the Michael and Vito Corleone of the Príncipe dynasty, Marfox and Nervoso, churning out wonders B2B as they’ve been doing for yonks. If you're intrigued by the wondrous ways of this burgeoning micro-scene (or any micro-scene for that matter), scribble this into your diary pronto." em http://boilerroom.tv/session/noite-principe-at-musicbox

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos
Famifox & Nunex (Alto Nível Produções) - https://soundcloud.com/altonivel2007
Blacksea Não Maya - https://soundcloud.com/black-ea-n-o-maya
Nídia Minaj - https://soundcloud.com/nidia-minaj
DJ Maboku - https://soundcloud.com/deejay-lilocox
DJ Marfox - https://soundcloud.com/dj-marfox
DJ Nervoso - https://soundcloud.com/dj-nervoso
Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira
DJ NinOo - https://soundcloud.com/dj-nino-7

Sex, 26 Junho 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Bleiddwn + Polido + Dealy dj set, 24 de Junho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/bleiddwn-polido-dealy-24-junho-lounge

bleiddwnWEb.jpg
PolidoWEB.jpg
DealyWEB.jpg

Noite de actuações ao vivo no Lounge entregue a esperanças nacionais sub-21 no campo da música arquitectada em electrónica em contexto caseiro, com a lisboeta Bleiddwn e o portuense Polido, chegando também o mais maduro Dealy do Porto para ser o dj encarregue do resto do serão.
Segundo a própria, Bleiddwn "é um projecto musical sediado num computador. Activo desde 2014, ocasionalmente ele vai a sítios tocar para as pessoas, mas a verdade é que a sua música é mais para consumo próprio." No soundcloud da artista encontramos uma amostra copiosa dos caminhos que explora, da gravidade breakbeat com afecto pelo corte e queda footworkiano da chi-town a trap leigo introspectivo, intuindo-se uma personalidade autoral em construção a partir da (de)trituração estilística da música processada em software.
João Polido Gomes lançou no seu bandcamp "Side A" em 2013 e no ano passado "Plethora", já com o apoio do colectivo e editora Monster Jinx. Produziu o disco no dormitório da universidade onde fez Erasmus, em Tallinn, sendo um manifesto generoso de uma perspectiva criativa que opta por recontextualizar matéria das mais diversas fontes sonoras da nossa cultura para novas significações, edificando a partir de fumo & espelhos composições elegantes e lenitivas, no condão de transmissão que vão do mestre Madlib ao benjamim Knxwledge.
Dealy é Carlos Milhazes, colaborador da Matéria Prima e o homem por detrás da editora e noites de discotecagem LAMA na Invicta - em breve o primeiro disco do selo estará no mercado - sendo também um DJ realizado como teremos o prazer de ouvir.

Soundcloud Bleiddwn - https://soundcloud.com/bleiddwnnn

Bandcamp Polido - http://polido.bandcamp.com

Dealy - https://www.facebook.com/pages/LAMA/768402999876610

Sb, 13 Junho 2015
Jack Name + Iguanas, Casa Independente, 11 de Junho, 22h http://filhounico.com/novidades/jack-name-iguanas-casa-independente-11-junho-22h

JACKNAMEweb2015.jpg
Iguanas2015Web.jpg

Jack Name é uma figura incontornável do underground musical mais pujante de Los Angeles da última década e pouco. Culto, exótico e misterioso, descrito por Tim Presley (dos White Fence nos quais Jack militou) como um “génio teimoso”, o compositor, intérprete e produtor colaborou ao longo dos anos com pares ilustres como Ariel Pink, Nora Keyes, Cass McCombs, Don Bolles (dos Germs) e muitos outros. Conhecemo-lo ao vivo e a cores na mensalidade da F.Ú. no Lounge em 2013, tendo vindo mostrar a sua música glamorosa e decadente que nos tinha chegado aos ouvidos no álbum “Light Show”, editado na GOD? Records de Ty Segall. No início deste ano saiu o novo álbum de estúdio “Weird Moons”, na Castle Face de John Dwyer (Thee Oh Sees), que o sentenciou na mucha como “eminentemente agradável ao ouvido mas intrinsicamente estranho para um disco pop, é como nada que se possa ter ouvido saído hoje em dia”. De facto há uma inteligibilidade vivída no âmago da sua música, coisa que fascina e perdura, e seduz a voltar a fruir, mesmo que a lírica que compõe o produto seja matéria do além, ao serviço das narrativas heteronímicas que Jack entretém no curso dos seus álbuns. Regresso então a Lisboa numa formação constituída por um baterista e o próprio a tratar de toda a restante instrumentação - guitarra, baixo e sintetizadores - para um recital desta música urbana não regimentada mas totalmente afinada com o nosso tempo.
Na primeira parte teremos o privilégio de acolher um novo concerto dos Iguanas, unidade manetrónica de Leonardo Bindilatti e Lourenço Crespo, provavelmente a equação de ritmos & blues mais desprendida, potente e vital em cima de um palco hoje em dia em Lisboa. A sua estética abstracta confere-lhes um senso de estilo único e irredutível, com uma atitude "não passa nada" completamente no limão.

"Running After Ganymede" - https://soundcloud.com/castle-face-1/03-running-after-ganymede
"Watcher Talk" - https://soundcloud.com/castle-face-1/06-watcher-talk

Iguanas Bandcamp - https://iguanasss.bandcamp.com

Bilhetes disponíveis no local na noite do espectáculo

Seg, 1 Junho 2015
Idris Ackamoor & The Pyramids + F.Ú. dj set, Casa Independente, 31 de Maio, 22h http://filhounico.com/novidades/the-pyramids-casa-independente-31-maio

Pyramids1SITE.jpg
Pyramids1SITE.jpg

Até recentemente, The Pyramids eram uma pérola de fama secretista do underground artístico afro-americano da década de 70. Tendo começado como um bando de discípulos da lenda do free jazz Cecil Taylor na Antioch Collegue de Ohio, usaram uma bolsa académica para escapar dos EUA para a Europa e depois viajar um pouco por toda a África a partir de 1972, procurando tocar e gravar com músicos locais sempre que as circunstâncias o abençoavam. De volta aos Estados Unidos, o saxofonista Idris Ackamoor, a flautista Margo Simmons, o baixista Kimathi Asante, e o baterista Donald Robinson, integraram a experiência Africana na sua visão espiritual e cosmológica da música, tendo combinado de uma forma inovadora o universo pan-Africano de ritmos e melodias que absorveram de forma directa e empírica com o jazz modal psicadélico que entusiasmava na América na altura. Lançaram três albuns em edição de autor de tiragens franciscanas e cujos exemplares originais são items colecionáveis muito procurados desde há largos anos, e apresentaram-se ao vivo em espectáculos marcantes pela sua transdisciplinariedade em palco, integrando figurinação, cenografia e dança de uma forma vibrante. Em 2007 proporcionou-se uma reunião da formação, e uma extensa digressão europeia tomou lugar em finais de 2010 – depois da reedição dos seus velhos álbuns no selo japonês EM Records – que se revelou um triunfo monumental de crítica e público. No regresso ao Velho Continente no Verão do ano seguinte gravaram um novo álbum, o primeiro desde 1977, no estúdio de outros pioneiros da música urbana ocidental, os germânicos Faust. “Otherwordly”, de seu nome, foi lançado na Disko B em 2012, e é um volume entusiasmante de acréscimo ao catálogo fonográfico desta trupe de expressão criativa tão renovável em espírito e generosidade humana quanto a imaginação que os guia.


'Indigo' (Lalibela LP, 1973)


'Nsorama' (King of Kings LP, 1974)


'Aomawa' (Birth/Speed/Merging LP, 1976)


Ao vivo na KQED, em 1975

Entrevista RBMA Radio - http://www.rbmaradio.com/shows/the-pyramids-fireside-chat

Bilhetes disponíveis na Ticketline e locais habituais

Qua, 27 Maio 2015
Charles Gayle, Escola de Música do Conservatório Nacional e Culturgest Porto, 24 e 25 de Maio, 22h http://filhounico.com/novidades/charles-gayle-escola-de-musica-do-conservatorio-nacional-e-culturgest-porto-24-e-25-de-maio-22h

GayleCharlesSITE.jpg
GayleCharlesSITE2.jpg

Charles Gayle (n. 1939, Buffalo, EUA) é um icónico saxofonista e pianista reconhecido pelo seu expressionismo livre intenso e irreverente, revelado internacionalmente no dealbar dos anos 90 depois de décadas como uma figura marginal. Músico de uma assinatura tonal volumosa, próxima do tutelar Albert Ayler, emprega a distorção tímbrica como uma das dimensões basilares do seu trabalho. As suas improvisações caracterizam-se por melodias evocativas dos espirituais negros afro-americanos, velozes saltos intersectuais, berrantes multifonias, e uma densidade de fraseado evidenciadora do impressionante domínio da amplitude de registo do saxofone tenor. Gayle começou a tocar música aos 9 anos, e aparte algumas lições de piano, foi um auto-didata. Leccionou um curso universitário de jazz em Buffalo e ao longo de ’73 integrou o grupo do baterista Rashied Ali, após a mudança para Nova Iorque onde se imiscuiu na regimentada comunidade free-jazz, mas uma bruma imensa paira sobre este período da sua vida. Admitiu em entrevistas ter-se tornado um sem-abrigo ao longo de cerca de 20 anos, escolhendo tocar na rua e no metro, disponível à generosidade dos transeuntes, justificando-se que a premissa inicial foi a de se querer recusar a tocar em salas minúsculas convencionais e angariar biscates para pagar a renda. Em 1988 grava um trio de álbuns para a editora sueca Silkheart, seguindo-se para a germânica FMP o clássico absoluto “Touchin’ on Trane”, com William Parker e Rashied Ali, que o lança como personalidade incontornável no jazz contemporâneo, com edições subsequentes na Knitting Factory, Black Saint, Blast First, e na portuguesa Clean Feed já na década passada.
O músico irá apresentar-se na Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa, para um solo de piano e de saxofone e na Culturgest Porto para um solo de saxofone.

Entrevista Village Voice - http://blogs.villagevoice.com/music/2012/02/charles_gayle_interview_streets_the_clown.php


Entrevista vídeo Jazz Foundation of America

Charles Gayle busking - http://www.thewire.co.uk/video/watch-a-video-of-charles-gayle-busking

'Softly As In A Morning Sunrise' (Jazz Solo Piano, 2000)

Bilhetes disponíveis para os concertos na Ticketline (Lisboa e Porto) e nos locais habituais

Sex, 22 Maio 2015
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Nigga Fox, DJ Lilocox & DJ Maboku, DJ Marfox e DJ Firmeza no Lux Frágil, Quinta-feira, 21 de Maio, 01h00 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-nigga-fox-lilocox-maboku-marfox-firmeza-lux-fragil-21-maio

PosterNoitePrincipeLuxMaioSITE.jpg

Poster por Márcio Matos.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

DJ Nigga Fox - https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke

DJ Lilocox & DJ Maboku - https://soundcloud.com/deejay-lilocox

DJ Marfox - https://soundcloud.com/dj-marfox

DJ Firmeza - https://soundcloud.com/dj-firmeza

Mais informações em http://www.luxfragil.com

Sex, 15 Maio 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Banda Leguelá + Puto Anderson & DJ NinOo dj set, 13 de Maio, 22h30 http://filhounico.com/novidades/banda-leguela-puto-anderson-ninoo-13-maio-22h30-lounge

BandaLeguelaSITE.jpg
Puto_Anderson_and_DJ_NinoO_SITE.jpg

Banda Leguelá é o grupo recém-formado por Leonildo Barros, guitarrista extraordinaire dos África Negra, e o único membro da formação original que reside em Portugal há largos anos. Leonildo recrutou para a banda mais um guitarrista, um baixista, um baterista, um percussionista e dois vocalistas, numa tipologia de formação clássica análoga aos reis mor da rumba são-tomense, aos quais vão beber a principal influência musical e conduta prática. Para já a Banda Leguelá (significa “Alegria”) tem tocado apenas no impecável Bar do Rock, na Cova da Moura, sendo este o primeiro concerto no centro de Lisboa o que muito nos honra terem aceite o convite. O DJ set da noite de Maio fica entregue a Puto Anderson (Bairro dos Fetais) e DJ NinOo (Bairro de Polima), da Firma do Txiga, um colectivo de produtores e DJs da Grande Lisboa que reúne ainda K30 (Quinta do Mocho) e Wayne (Queluz).

Banda Leguelá - https://www.facebook.com/pages/Banda-Leguelá/436686396506313?fref=ts

Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira

DJ NinOo - https://soundcloud.com/jos-pereira-6

Firma do Txiga - https://soundcloud.com/firma-do-txiga

Dom, 10 Maio 2015
Rabu Mazda no 16º Aniversário do Lounge, Sábado, 9 de Maio, 21h00 http://filhounico.com/novidades/rabu-mazda-no-aniversario-lounge-sabado-9-maio

RabuMazdaSITE.jpg

Toda a gente sabe que Rabu Mazda é Leonardo Bindilatti, músico - baterista nos Putas Bêbadas, electrónica e voz nos Iguanas, Kridinhux e Go Suck a Fuck, e mais recente a parceria com Van Ayres - e mago de estúdio - gravou o novo 'Alfarroba' de Pega Monstro prestes a sair, tem créditos nas misturas e/ou masterização em vários outros discos do catálogo da Cafetra. Nesta sua estreia ao vivo a solo esperem um alinhamento forte e coeso do seu espólio pessoal made naj Olaias, Proxeneta & Live stylee.

Soundcloud - https://soundcloud.com/rabumazda

Mais informações em https://www.facebook.com/events/1571573036441054

Dom, 3 Maio 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Izzy Bunny + Oliveira Trio + Nuno Riviera & Pedro Tenreiro dj set, 30 de Abril, 22h30 http://filhounico.com/novidades/izzy-bunny-oliveira-trio-nuno-riviera-pedro-tenreiro-dj-set-30-abril-lounge

IzzyBunnySITE.jpg

OliveiraTrioSITE.jpg

Discos Dinamite! é uma nova editora de sete polegadas do Porto, que arrancou com o disco de estreia do Oliveira Trio em Janeiro deste ano. Dois temas inspirados no R&B instrumental clássico conduzido a orgão eléctrico dos anos 60, gravados em 4 pistas para cassete e produzidos por Nuno Riviera, bastaram para rapidamente esgotar as 300 cópias prensadas. Nuno é também o baterista do trio, que se completa com Manuel Oliveira no baixo e Marco Oliveira no orgão. O lado A "é uma versão do clássico tittyshaker de Bill Doggett, 'The worm', em que o escaldante e selvagem Eko Tiger de Marco Oliveira toma o lugar do Hammond do original" segundo os próprios, e no lado B encontramos o "delirante inédito de sabor library 'Caso de uma noite só'". Após a actuação do trio ao vivo seguir-se-á um DJ set de Nuno Riviera & Pedro Tenreiro, 2/3 do patronato do selo e distintos coleccionadores de singles 7'' do universo soul jazz, r&b e rock 'n' roll de meados do século passado, que têm a generosidade e engenho de partilhar em sets vibrantes de paixão por esta música.
A abrir a noite recebemos Izzy Bunny, Isabelle Coelho, jovem cantautora independente das Caldas da Rainha, na nobre linhagem de Ana da Silva e Mariana Ricardo, que com poucos anos de actividade pública tem já percorrido o país em concertos alternativos ao gosto e estruturas dominantes, contando com edições online no seu bandcamp e na portuense Gentle Records.


Oliveira Trio 'The Worm'


Oliveira Trio 'Caso de uma noite só'

Entrevista i http://www.ionline.pt/artigos/mais-musica/oliveira-trio-tem-primeiro-dos-discos-dinamite

Izzy Bunny Bandcamp http://izzybunny.bandcamp.com

Izzy Bunny 'Beijinhos na Boca dos Mestres' (2014, Gentle Records) http://www.gentle-records.com/releases/beijinhos-na-boca-dos-mestres


Izzy Bunny ao vivo na LX Factory

Dom, 26 Abril 2015
NOITE PRÍNCIPE c/ Dotorado, Blacksea Não Maya e DJ Safari, Sexta-feira, 24 de Abril, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-dotorado-blacksea-nao-maya-safari-24-abril-01h30

PosterNoitePrincipeAbril2015.jpg

Poster por Márcio Matos.

Noite Príncipe de Abril conta com 2 DJs convidados em estreia na festa mensal da editora no Musicbox, Dotorado e DJ Safari, para além do regresso do trio Blacksea Não Maya.
Dotorado é um rapaz prodigioso de 17 anos de Setúbal, que se fez apresentar com estrondo através do seu hit 'African Scream' partilhado no ano passado, altamente rodado por cá e lá fora em mil quartos urbanos e suburbanos, na escola e festas na rua e em clubes. 'Maluku' foi o mais recente lançamento online oferecido no início de Março, onde mostra o seu engenho particular em manipular samples vocais para os integrar na sua visão exuberante de Batida de Lisboa.
Blacksea Não Maya, ou seja Kolt, Noronha e Perigoso, fabuloso colectivo de produtores e DJs da Cucena, Margem Sul, regressam para um set a meio da festa para nos dar pistas do que esperar do primeiro EP em nome próprio a editar na Príncipe até ao final do ano.
DJ Safari, da Apelação, Loures, é um nome bem conhecido dos mais atentos ao desenvolvimento desta música na Grande Lisboa na última década. Com um percurso reputado sobretudo enquanto DJ, Safari é um produtor que privilegia uma dimensão mais deep e suavemente panorâmica inspirada pelo afro-house angolano, e é com ele no comando que a festa chegará a porto seguro pelo término nas 06h, tempo então para não escaparmos aos 41 anos que vão já desde "o dia inicial inteiro e limpo".

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

Dotorado - https://soundcloud.com/dotorado-pro

Blacksea Não Maya - https://soundcloud.com/black-ea-n-o-maya

DJ Safari - https://soundcloud.com/dj-safari

Ter, 7 Abril 2015
NOITE PRÍNCIPE c/ Nídia Minaj, DJ Lilocox & DJ Maboku, DJ Nigga Fox, Sexta-feira, 27 de Março, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-nidia-minaj-lilocox-maboku-nigga-fox-27-marco

PRINCIPE27MARCONETweb.jpg

Noite Príncipe dedicada aos novos lançamentos da editora, Lilocox & Maboku com o seu "Malucos de Raiz" e Nídia Minaj com o seu "Danger", ambos lançados a 24 de Fevereiro, e Nigga Fox com o seu "Noite e Dia", lançado na passada terça-feira 24 de Março.

Poster por Márcio Matos.

Príncipe https://soundcloud.com/principepromos

Nídia Minaj https://soundcloud.com/nidia-minaj

DJ Lilocox & DJ Maboku (C.D.M.) https://soundcloud.com/deejay-lilocox

DJ Nigga Fox https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke

Sex, 27 Maro 2015
Nate Wooley, Culturgest Porto, 26 de Março, 22h http://filhounico.com/novidades/nate-wooley-culturgest-porto-26-de-marco-22h

NateWooleySITE2015.jpg

Nate Wooley (Clatskanie, Oregon, 1974) é um trompetista sediado em Nova Iorque há mais de uma década, a partir de onde se tornou um dos mais requisitados músicos nas comunidades de jazz, improvisada e contemporânea, tendo vindo a tocar de forma regular com ícones como John Zorn, Anthony Braxton, Evan Parker ou Yoshi Wada, e contando-se já acima de uma centena os registos fonográficos com o seu nome creditado. O seu estilo original tem sido comendado como parte de uma pujante revolução global motivada para a transformação da expressividade do trompete, a par de nomes como Peter Evans ou Axel Dorner. As suas composições lidam com noções de manipulação de embocadura matizadas pela linguística e empregam o trompete como controlador de feedback amplificado, revelando um domínio técnico extraordinário do instrumento e uma vontade clara em redefinir as suas capacidades e a forma como é ainda encarado pelo público à luz do seu contexto histórico no campo do jazz clássico interpretativo. Nesta singular ocasião na Culturgest Porto, Wooley interpretará uma nova peça da sua lavra da série Syllables, e 'OCCAM X', da autoria de Eliane Radigue, a ilustre compositora francesa octogenária reconhecida mundialmente pelo seu trabalho pioneiro no campo da música eletrónica minimalista, nomeadamente com o sintetizador ARP. Esta peça é parte de um conjunto substancial de novas obras para instrumentos acústicos que Radigue se desafiou a escrever para um lote exclusivo de músicos do panorama atual, no qual Wooley se integra, e foi estreada mundialmente no Issue Project Room, em Nova Iorque, em outubro último.

Site oficial - http://natewooley.com

'OCCAM OCEAN' por Eliane Radigue - http://sonami.net/works/occam-ix-radigue/

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2015/03/natewooley.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Qui, 26 Maro 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Raw Forest + Círculo de 3 Pontas + Famifox & Nunex dj set, 25 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/raw-forest-circulo-tres-pontas-alto-nivel-producoes-lounge-25-marco

Raw-ForestSITE.jpg

YawTembeSITE.jpg

ANPsite.jpg

Raw Forest é a alteridade criativa de Margarida Magalhães que se informa da sua vida e experiência online, e que nesta noite nos irá presentear com a sua interpretação do que pode ser hoje música ambiental para os nossos sentidos, evocativa da bravura estética obstinada de Delia Derbyshire e espíritos rebeldes do fluxo new age, como o nosso místico dos (psico)trópicos preferido Spencer Clark (Monopoly Child Star Searchers).
Círculo de 3 Pontas é o projecto musical de Yaw Tembe iniciado em 2010 para operacionalizar a sua visão e intenção de experimentar o que aproxima, repele e reúne as formas da improvisação e composição, integrando a sua personalizada cultura empírica dos campos do jazz e da música electro-acústica. Primordialmente um trompetista talentoso e assertivo, mune-se também de outros instrumentos de sopro, percussão e objectos-instrumentos criados para os seus concertos.
Aos Alto Nível Produções fica entregue o dj set da noite, alguns meses depois da estreia ao vivo no Cais do Sodré em Outubro último na Noite Príncipe no Musicbox. Parceria de Famifox & Nunex, os ANP são oriundos da Quinta do Mocho e vêm generosamente mostrar o que os distingue na extensa comunidade de produtores de quarto de música electrónica de dança da Grande Lisboa.

Raw Forest - http://rawforest.net

Círculo de 3 Pontas - http://cargocollective.com/yawtembe/circulo-de3-pontas

Alto Nível Produções (Famifox & Nunex) - https://soundcloud.com/altonivel2007

Seg, 16 Maro 2015
Ryan Sambol na Casa Independente, 13 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/ryan-sambol-na-casa-independente-13-de-marco-22h30

RyanSITE2015.jpg

Ryan Sambol foi o líder e voz dos extintos Strange Boys, banda de Austin, Texas, que no seu tempo de vida (2007 - 2012) lançaram o revigorante ‘The Strange Boys and Girls Club’ na In the Red, vogando depois para a Rough Trade para os subsequentes ‘Be Brave’ e ‘Live Music’ para superior fogosidade do rock dos últimos anos, graças à proposta elegante de insolência do novo de idade e estudioso dos mestres da canção norte-americana. Nos entretantos Ryan procurou-se em viagens, desejando felicidade para os outros e paz e solitude para ele, encontrou-se perdendo-se pelo Norte de África ou milhas adentro pela fronteira Mexicana, e está de volta à Europa para uma digressão a solo sustentada a canções que já gravou em dois discos distintos prometidos à In the Red - um ao piano a solo, outro com uma banda recrutada para o acompanhar - que aguardam edição. O rapaz que é hoje um homem transparece ter várias ideias em que está a trabalhar, é só uma questão de lhes pedir emprestado o tempo de as perseguir, como a intimidade partilhada na Casa Independente nos permitirá saborear.

Dom, 1 Maro 2015
NOITE PRÍNCIPE 3º ANIVERSÁRIO, Sexta-feira, 27 de Fevereiro, 00h00 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-3-aniversario-27-fevereiro-00h00

PosterPrincipe3AniversarioWEB.jpg

Qui, 26 Fevereiro 2015
Filho Único Apresenta no Lounge Atentado Bombista + Lourenço Crespo + F.Ú. dj set, 25 de Fevereiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/filho-unico-apresenta-no-lounge-atentado-bombista-+-lourenco-crespo-+-fu-dj-set-25-de-fevereiro-22h30

AtentadoBombistaSITE.jpg
LourencoCrespoSITE.jpg

Rodrigo Cotrim escolheu a máscara Atentado Bombista para a sua apresentação ao vivo no nosso serão de Fevereiro no nº 1 da Rua da Moeda. O mistério do nome poderá materializar-se numa transfiguração instalativa, se tomarmos como exemplo a última vez que tocou no Lounge - levou quase a casa inteira, desde vídeos a fotografias, pinturas e tarte de amêndoa - estando também presente na nossa memória o seu disco "Gorgomilos" que inaugurou os lançamentos da Noisendo em 2013, um marco recente de electrónica DIY nacional que viu o que ainda não se via.
Conhecemos Lourenço Crespo da sua vida nos Wham! da LisaFetra, os Iguanas, dos 100 Leio com Maria Reis, e do seu posto de organista em estúdio e ao vivo na banda do Éme de "Último Siso", prova firme de técnica e invenção de arranjos. Começou entretanto há poucos meses a tocar ao vivo a solo - adorável concerto surpresa na Exílio do Minho de Outubro, diz quem viu - e que já conquistou boa gente com a sua prática iconoclasta suave de canções em teclas e voz.

"Gorgomilos" na Noisendo https://soundcloud.com/noisendo/sets/noisendo001-gorgomilos-cdr

Iguanas http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/doce
100 Leio http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/gang-tar

Sex, 30 Janeiro 2015
Filho Único Apresenta no Lounge The Present + Jewels + F.Ú. dj set, 28 de Janeiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/lounge-the-present-jewels-28-janeiro

ThePresent_2013site.jpg
JEWELSsite.jpg

1ª 'Filho Único Apresenta no Lounge' de 2015 com The Present, duo nova-iorquino de Rusty Santos e Mina, e Jewels, signo de cantautora de Júlia Reis, a baterista das Pega Monstro. The Present escolheram este nome para si porque acreditam que o seu propósito é criar música que eles julgam ser de 'agora'. Fazem malhas de r&b e dança imunes a ortodoxias estilísticas e com um grau de eficiência apreciável, o que não causa surpresa tendo em conta o currículo de Rusty (créditos como produtor, misturador ou masterizador em clássicos como 'Sung Tungs' dos Animal Collective, 'Person Pitch' de Panda Bear ou 'House Arrest' de Ariel Pink), e contam com uma colaboração num tema com o malogrado DJ Rashad, produzido em 2013, e que continua disponível no soundcloud do par. Têm o disco de debute 'FSG' pronto a sair por esta altura na Group Tightener, o que a visita a Lisboa não poderia calhar melhor e mais especial.
Jewels lançou há cerca de 2 anos por esta altura no abençoado bandcamp da Cafetra o EP de estreia 'Só no Fim', económico em canções mas generoso em identidade autoral escutada. As canções folk artesanais da Júlia, estas e as novas que foi apresentando em algumas apresentações ao vivo desde então, vão-nos agraciar no início desta noite que contará, como de costume, com dj set da F.Ú. após os concertos até às 04h00.

The Present Soundcloud https://soundcloud.com/thepresent
Entrevista The Fader http://www.thefader.com/2008/9/18/freeload-q-a-rusty-santos-talks-about-the-present-get-weird

Jewels 'Só no Fim' EP http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/s-no-fim-ep
Entrevista Stress.fm http://stress.fm/post/99600913864/pega-monstro

Seg, 26 Janeiro 2015
NOITE PRÍNCIPE c/ K30 & NinoO, DJ Maboku e DJ Marfox, Sexta-feira, 23 de Janeiro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-k30-ninoo-maboku-marfox-23-janeiro

PosterNoitePrincipeJaneiro2015.jpg

Primeira Noite Príncipe de 2015, com mais dois parceiros da Firma do Txiga - e estreia de K30 no palco do Musicbox -, Maboku - com o 12'' de estreia de CDM aí ao virar da esquina - e Marfox - num regresso do mestre no arranque do novo ano.
Poster por Márcio Matos.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos/

Firma do Txiga - https://soundcloud.com/firma-do-txiga

C.D.M. (Lilocox & Maboku) - https://soundcloud.com/deejay-lilocox

DJ Marfox - https://soundcloud.com/dj-marfox

Mais informação em http://www.musicboxlisboa.com

Dom, 18 Janeiro 2015
Norberto Lobo, Culturgest Porto, 16 de Janeiro, 22h http://filhounico.com/novidades/norberto-lobo-culturgest-porto-16-janeiro

NorbertoSITE2015.jpg

Norberto Lobo (Lisboa, 1982) é uma das figuras principais da música portuguesa contemporânea, um artista independente e empírico, que não ironiza sobre o futuro ou o destino, antes age, opera e materializa, e assim no curso da sua carreira vai transformando o seu mundo e o de quem o ouve e acompanha. Estreando-se com ‘Mudar de Bina’ na portuense Bor Land em 2007, conta já 5 álbuns na sua discografia a título individual, tendo o anterior ‘Mel Azul’ conquistado o prémio de disco do ano da revista Time Out Lisboa e sido nomeado para melhor álbum europeu independente, depois da revista BLITZ ter atribuído a ‘Fala Mansa’ a distinção de disco nacional em 2011, ambos com edição e distribuição Mbari. Norberto tem viajado por Portugal e o mundo durante a última década, de múltiplas digressões pela Europa a uma jornada no Canadá, de uma residência artística em Cabo Verde às visitas em duas ocasiões ao Japão. Encontros luminosos com outros pares também se vão sucedendo, desde a consolidada parceria com o baterista João Lobo, até a colaborações ao vivo com músicos como Naná Vasconcelos, Devendra Banhart ou Rhys Chatham. No seu novo disco, ‘Fornalha’, lançado na suíça three:four records e nesta noite em apresentação na Culturgest Porto, voltamos a realizar que a probabilidade de não existir mais território para as suas composições à guitarra é justamente desarmada pelo espaço prodigioso que a sua música continua a abrir e a oferecer-nos. Da ficção violoncelista do tema de abertura homónimo à poesia do deserto magrebe em voga sideral de ‘Maryam’, da precisão delicodoce de ‘Fran’ ao chorinho folk recitado de ‘Pen Ward’, Norberto continua a impulsionar a inovação no seu trabalho com uma subtileza tal que o parece revestir de uma espécie de liberdade fantástica.

'Fornalha' em stream - https://soundcloud.com/three-four-records/sets/norberto-lobo-fornalha

'The Outdoor' na Pitchfork - http://pitchfork.com/features/the-out-door/9545-sonic-rebirth/4/

New York Times - http://www.nytimes.com/2014/12/23/arts/music/albums-from-jesse-stacken-and-norberto-lobo.html?_r=2

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2015/01/norbertolobo.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Seg, 29 Dezembro 2014
NOITE FETRA & AMIGOS IV, Caixa Económica Operária, Sábado, 27 de Dezembro http://filhounico.com/novidades/noite-fetra-amigos-caixa-economica-operaria-27-dezembro

cigstsfeterozneonSITE.jpg

Poster por Rudolfo Brito.

Mais uma vez a Filho Único tem todo o orgulho e compromisso em se associar à NOITE FETRA & AMIGOS, evento anual de música ao vivo e feira de edições independentes promovido pela Cafetra, com a sua 4ª edição a acontecer no próximo 27 de Dezembro, na Caixa Económica Operária, em Lisboa.

"Esta festa começou com um objectivo muito particular - angariar dinheiro para fazer a nossa primeira edição em CD (Os Passos em Volta - 'Até Morrer', em 2011). Parece-me que ao fim destes quatro anos a festa tem outro papel: dar a Lisboa e às pessoas que habitam esta cidade um dia de celebração de música e amizade. Dá-me muita felicidade ver as pessoas que mais respeito do meu lado, com força e motivados. A Cafetra é composta por indivíduos que têm vindo a crescer e a afirmar-se. Somos muito distintos uns dos outros e bastante determinados. Não somos "uma coisa só" e ainda bem. A amizade que temos uns pelos outros é a responsável pelo facto de continuarmos juntos. A Noite Fetra & Amigos é o resultado." Maria Reis, Cafetra Records, Novembro de 2014

Tarde:

16h30 - Sallim - http://sallim.bandcamp.com
17h00 - Lourenço Crespo
17h30 - Éme - http://oeme.bandcamp.com/album/ltimo-siso
18h00 - Smiley Face - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/desgarradas-damor
18h30 - Go Suck A Fuck + Van Ayres - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/trippy-daze-ep || http://ulli.bandcamp.com/album/green-shirt

Noite:

21h30 - Jejuno - http://youtu.be/zNJTgZBmR2Y
22h15 - Afonso Simões (bateria) + Miguel Mira (violoncelo) + Pedro Sousa (saxofone) - http://youtu.be/GP-uXzCnScY
23h00 - Pega Monstro - http://pegamonstro.bandcamp.com
23h45 - Putas Bêbadas - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/jovem-excelso-happy
00h30 - Tropa Macaca - http://youtu.be/J22WOzJTkqs

DJs:

1h15 - 2h : Marquez
2h - 4h : Black - http://interzona13.com/album/black-12-sold-out

À tarde a ENTRADA é LIVRE

À noite, 5 €. Bilhetes disponíves nas lojas Carbono, Flur e Louie Louie.

Haverá bancas com edições independentes de música, fanzines de ilustração e bd, entre outros, à venda no espaço.

Sex, 19 Dezembro 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ Puto Márcio, DJ Firmeza e DJ Nigga Fox, Sexta-feira, 26 de Dezembro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-puto-marcio-firmeza-nigga-fox-26-dezembro

Principe26dezembroWEB.jpg

Última Noite Príncipe de 2014. Abre com Puto Márcio, da Tia Maria Produções, que lançou este ano o 12'' 'Tá Tipo Já Não Vamos Morrer' na Príncipe. Segue-se DJ Firmeza, que vai ter o seu disco de estreia em nome próprio lançado em 2015. Último trem com DJ Nigga Fox, recentemente galardoado com o Prémio Time Out Lisboa 2014 na categoria 'DJ do Ano'.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

Puto Márcio - https://soundcloud.com/putomarcio

DJ Firmeza - https://soundcloud.com/dj-firmeza

DJ Nigga Fox - https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke

Poster por Márcio Matos

Mais informação em https://www.musicboxlisboa.com

Sex, 19 Dezembro 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Scorpions + Djumbai Djazz + F.Ú. dj set, 18 de Dezembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/scorpions-djumbai-djazz-18-dezembro-22h30-lounge

ScorpionsSITE.jpg
DjumbaiSITE.jpg

Scorpions rising, Jaime Norberto no saxophone tenor e Vítor Lopes na bateria. Estrearam-se a tocar ao vivo em público num original 'Giro Acústico' ao longo de um único dia, há uns Sábados atrás, com seis apresentações em alguns dos seus locais - de um coreto à praia fluvial - e tascos favoritos do seu Barreiro. Espera-se música de fogo de homens de tarimba e labuta (e arte e engenho) sem remorsos.

Maio Coopé fundou o seu Djumbai Jazz circa 1999, em Lisboa, como um projecto de pesquisa intencionado a revisitar os ritmos sonâmbulizados na história da Guiné-Bissau. Centrado em sonoridades tradicionais guineenses como o Ngumbé, Brocxa e Djambadon, o repertório da banda vai beber também a outras sonoridades da África Ocidental como o Bembeya Jazz ou o ritmo Toure Cunda.

Dom, 7 Dezembro 2014
Rafael Toral - Space Quartet, Culturgest Porto, 5 de Dezembro, 22h http://filhounico.com/novidades/rafael-toral-space-quartet-culturgest-porto-5-dezembro

Toral2014SITE.jpg

Rafael Toral é um músico português com trabalho incontornável no panorama mundial da música electrónica. Cedo se destacou na comunidade da música independente que agitava o país a partir da segunda metade da década de 80, tendo integrado os Pop Dell’Arte do marcante primeiro album ‘Free Pop’. Ao longo dos anos subsequentes gravou discos aclamados internacionalmente como ‘Wave Field’ de 1994 ou ‘Violence of Discovery and Calm of Acceptance’ de 2000, mostrando uma música ambiental e contínua primordialmente estruturada a partir da guitarra eléctrica. Escolheu revolucionar completamente a sua abordagem à música lançando o Space Program em 2004 com uso de instrumentos electrónicos experimentais, à qual oferece uma técnica e um léxico, capaz de operar em circunstâncias de composição em tempo real com a liberdade e preocupações de densidade, timbre e fraseado do jazz. Daí tem resultado uma música futurista, que apresenta fascinantes possibilidades de afinação, dinâmica e métricas. No seu percurso, a colaboração com outros músicos tem sido um factor decisivo de aprendizagem e desenvolvimento, em especial a ligação de longa data a Sei Miguel, sendo que a lista inclui nomes como Jim O'Rourke, Evan Parker, Alvin Lucier, John Zorn, Sonic Youth e muitos outros. Este Space Quartet é uma formação semi-informal, sem score, não sendo tanto uma banda quanto um conceito de trabalho. Para a ocasião deste concerto, para além do colaborador próximo Ricardo Webbens, contará também com os convidados portuenses Henrique Fernandes e João Filipe.

Site oficial - http://rafaeltoral.net

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/12/rafael-toral.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Seg, 24 Novembro 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourencol-novembro-2014

PosterLoungeNov2014WEB.jpg

Seg, 17 Novembro 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Sallim + João Dória + F.Ú. dj set, 20 de Novembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/filho-unico-lounge-sallim-joao-doria-20-novembro

SallimWEB.jpg
JoaoDoriaWEB.jpg

João Dória é o esfíngico guitarrista nas bandas Passos Em Volta e Putas Bêbadas, onde empresta ao colectivo o seu asserto prismático de incandescência rock e lisura jazz que o destacam com um dos mais fascinantes jovens adultos nos dias de hoje a seguir caminho com a velha 6 cordas. De recitais solistas no passado na Galeria Zé dos Bois ou a abrir para B Fachada na sua antológica noite d'O Fim' no B.Leza, lembramos o fluxo escorreito de música cantada do Vazio para a Matéria e a atitude suave a chegar e o aceno de 'está entregue' no final.
Sallim, uma das compositoras e intérpretes nacionais mais promissoras da actualidade, clara e discernida na primeira pessoa: "Quando comecei a fazer canções, já fazia outras coisas. Já escrevia, já tocava e já cantava. Mas só há pouco mais de um ano surgiu algo meu dessa junção. Foi um processo muito natural, e, especialmente com as primeiras canções, a gravação foi feita quase simultaneamente à composição e a maior parte do material que tenho no bandcamp, aliás, tem essa sonoridade completamente low-fi de 'canções gravadas no quarto'. É algo que assumo e que gosto, embora esteja já a tratar de gravar canções novas que vão ser diferentes nesse aspecto, e a aceitar alguma ajuda de quem percebe disso muito melhor do que eu. A ideia é que saia um disco, com edição física também. Apesar de tudo, estas coisas levam tempo e a verdade é que o meu tempo não vai todo para a música. Para além de estudar, tenho também um trabalho gráfico e plástico bastante regular, independente dos estudos, que é, para mim, tão importante como a música e com a qual existe também uma ligação, quase como duas linguagens de um mesmo universo."

Putas Bêbadas 'Jovem Excelso Happy' - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/jovem-excelso-happy
Os Passos Em Volta 'Até Morrer' - http://cafetrarecords.bandcamp.com/album/at-morrer

Bandcamp - http://sallim.bandcamp.com
Site - http://cargocollective.com/sallim
Tumblr - http://sallime.tumblr.com

Seg, 10 Novembro 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ NinoO, DJ Maboku e Blacksea Não Maya, Sexta-feira, 7 de Novembro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-ninoo-maboku-blacksea-nao-maya-7-novembro-01h30

7NOVEMBROweb.jpg

DJ NinOo da Firma do Txiga faz a sua estreia no cartaz da mensalidade e no palco do Musicbox, depois de Puto Anderson ter sido o primeiro tropa do colectivo a provar ser um valor irrepreensível.
DJ Maboku vem de seguida tranquilo fazer o que sabe fazer certo e firme, 'maluco de raiz'.
Blacksea Não Maya ou seja DJ Kolt, DJ Noronha e DJ Perigoso, pegam no assunto até ao término da Noite, sangue do bom.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

Firma do Txiga - https://soundcloud.com/firma-do-txiga

DJ Maboku - https://soundcloud.com/deejay-lilocox

Blacksea Não Maya - https://soundcloud.com/black-ea-n-o-maya

Sex, 7 Novembro 2014
Poster por Joana da Conceição http://filhounico.com/novidades/poster-por-joana-da-conceicao-gala-drop

PosterGalaDropCocleaWEB.jpg

Qua, 5 Novembro 2014
Gala Drop - lançamento de 'II' + Coclea, B.Leza, 6 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/gala-drop---lancamento-de-'ii'-+-coclea-bleza-6-de-novembro-22h

GalaDropIICover.jpg
GalaDrop2014WEB.jpg
CocleaWEB2014.jpg

O fantástico quinteto de Lisboa prepara-se para lançar internacionalmente o seu novo album ‘II’ em Novembro, em parceria com a editora nova-iorquina Golf Channel Recordings, dois anos depois do inebriante e aclamado ‘Broda’, disco colaborativo com o norte-americano Ben Chasny (Six Organs of Admittance).
Tecedores de uma música original fascinante, inspirada pela inesgotável riqueza dos campos do rock e da música electrónica de dança, para além da transumância afectiva África - Jamaica celebrada desde o início na identidade da banda, todo o seu caminho até hoje parecia fadado a chegar a ‘II’. Considerado pela banda como o verdadeiro longa-duração sucessor do álbum de estreia homónimo de 2008, ‘II’ é marcado desde logo pelo facto de Jerry the Cat cantar em vários temas e de como isso contribuiu para aprimorarem uma vez mais a identidade autoral dos Gala Drop, desta vez para um novo patamar que até há um par de anos só em sonhos se permitiam conceber. Todas as dimensões que qualificaram esta banda como sendo tão única e realmente interessante de seguir continuam presentes, sendo que agora os seus temas-canção ambicionam, pela sua eligibilidade e inteligibilidade, chegar a novos e mais amplos públicos, no éter, no mundo online, na escala dos concertos ao vivo.
Os Gala Drop são compostos por Afonso Simões (bateria), Jerrald ‘Jerry the Cat’ James (voz e percussão), Nelson Gomes (sintetizadores), Rui Dâmaso (baixo) e, agora, Maria Reis (também da banda Pega Monstro), que substituiu Guilherme Gonçalves no posto de guitarrista, tendo este abandonado o grupo após a gravação do novo disco, e que nesta noite fará as honras de primeira parte com o seu projecto solo em guitarra eléctrica e electrónica, Coclea.

Anúncio do novo disco - http://noisey.vice.com/en_uk/blog/premiere-gala-drop-sun-gun
Bandcamp - http://galadrop.bandcamp.com

Bandcamp - http://cocleapeace.bandcamp.com

Disco + Bilhete para o concerto = 9,99€, CD ou 14,99€, LP. Pré-venda nas lojas FNAC

CD: http://www.fnac.pt/Gala-Drop-II-Acesso-a-concerto-Lisboa-CD-Album/a832405
LP: http://www.fnac.pt/Gala-Drop-II-Acesso-a-concerto-Lisboa-Vinil/a832411

Seg, 3 Novembro 2014
Barry Guy, Culturgest Porto, 1 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/barry-guy-culturgest-porto-1-de-novembro-22h

BarryGuyWEB.jpg

Fundamental figura do jazz britânico, da improvisação europeia, da composição contemporânea, celebrado intérprete de várias outras músicas mais e menos seculares, editor, e tantos outros ofícios que foi criando por necessidade e visão. Parte da primeira geração de aprendizes da figura seminal da improvisação europeia, o músico britânico John Stevens, Barry Guy foi e tem sido, ao lado de outras figuras históricas como Derek Bailey ou Evan Parker, dos grandes e mais conscientes exploradores do que se pode fazer nos territórios novos, que todos os dias se abrem, nos interstícios e para lá das convenções no que concerne à composição e à improvisação. Criou a London Jazz Composers Orchestra no arranque da década de 1970, instituição que ainda hoje se mantém viva e vibrante. Mantém a Barry Guy New Orchestra, que tão notável trabalho tem realizado editorialmente e em palco. Faz há décadas parte de um dos mais importantes trios do jazz contemporâneo, com o supramencionado Parker e Paul Lytton, que permanece incrivelmente vivo e intrépido (cada vez mais, aliás). Contudo, e no que diz respeito mais a esta ocasião em concreto, trata-se de um dos grandes contrabaixistas vivos. O seu trabalho é de enormes riquezas melódicas, harmónicas, rítmicas, tímbricas, texturas e solistas, e ninguém questionará o território que abriu para o instrumento no campo das músicas contemporâneas. Nele, ouve-se tanto do muitíssimo que viveu e aprendeu, ao longo de um percurso que arrancou sério no princípio da adolescência, num bar proletário, onde foi aprendendo tudo o que podia com Champion Jack Dupree ou Sonny Boy Williamson, e outros lendários que por lá passavam. Uma história sem fim em música, que teima em não parar de se escrever, mais rica a cada dia que passa, deste enorme cidadão da música.

Editora - http://www.maya-recordings.com

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/11/barryguy.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Qui, 30 Outubro 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Ruben Costa + Night Musik + F.Ú. dj set, 29 de Outubro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-lounge-ruben-costa-night-musik-29-outubro-22h30

RubenCostaSITE.jpg

NightMusikSITE.jpg

Ruben Costa, ex-membro do duo lisboeta de bateria & electrónica One Might Add, habitual colaborador de Rafael Toral, e engenhoso desenhador e construtor de módulos de sintetizador, é um dos nossos convidados este mês. Ruben planeia deixar o modular em casa e trazer um sequenciador e um sintetizador digital para esta ocasião. Algo diferente dos temas gravados caseiramente que lhe ouvimos no seu soundcloud recém-criado, em que sobressai o trabalho com melodias, no Lounge pretende interpelar os ruídos e 'artefactos digitais' gerados pelo synth, num volume reduzido e intimista, música folk cibernética.
Figura incontornável no underground da última década em Montreal, no Canadá, destacando-se o seu contributo para as formações de estúdio e ao vivo de Dirty Beaches, Shub Roy encabeça a noite com o seu projecto a solo Night Musik. O álbum inaugural 'Transit' foi escrito, gravado e produzido durante o último par de anos passados na estrada (divididos por períodos vividos primeiro em Berlim e, mais recentemente, em Lisboa), "evocando a relação entre tempo e lugar; tempo como um lugar; mesmo tempo como um estado mental. Música para a insónia em noites agitadas. Reflexos em espelhos na pista de dança." O que começou como uma forma de passar o tempo em quartos de hotel desalmados e aeroportos foi guiado pela natureza da vida na estrada: um músico que ganhava competições de guitarra clássica aos 10 anos via-se subitamente limitado a fazer música com pouco mais do que as máquinas à disposição. As atmosferas cinematográficas do LP destilam sombras de techno, industrial e ambient (apesar de nunca resvalar para as convenções de apenas um género) e denunciam os ritmos repetitivos e murmúrios mecânicos dos próprios veículos das viagens. Para adensar ainda mais o globalismo desta edição, o álbum vai ser publicado em formato LP e digital pela Mind Records, uma editora baseada numa parceria entre Paris e Osaka.

Soundcloud - https://soundcloud.com/ruben-costa-35

Bandcamp - http://nightmusik.bandcamp.com

Seg, 13 Outubro 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Famifox & DJ Nunex, DJ Firmeza e DJ Marfox no Musicbox, Sábado, 11 de Outubro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-famifox-nunex-firmeza-marfox-musicbox-11-outubro

11netcomfirmeza.jpg

Noite Príncipe de Outubro estava prevista como a 2ª até hoje a contar com um convidado internacional, desta feita Traxman, um dos pioneiros do Footwork a par de, entre outros, o malogrado DJ Rashad e o seu sócio DJ Spinn, que nos ofereceram uma noite de antologia por esta altura no ano passado. No entanto, o agenciamento do norte-americano acaba de nos comunicar o cancelamento da sua tournée europeia por motivos ainda por devidamente esclarecer mas que nos são totalmente alheios. Sendo assim, teremos:
A abrir a noite, motivo de alegria e prazer mútuo, promovemos a estreia dos Alto Nível Produções, parceria dos produtores Famifox & Nunex criada em 2007 na Quinta do Mocho onde vivem.
De seguida e para substituir o ilustre nativo de Chicago ausente, DJ Firmeza sobe ao palco para nos lembrar porque é um dos mais respeitados e singulares DJs das festas da Príncipe no Musicbox.
A completar o elenco, DJ Marfox toma conta do assunto, que curiosamente em datas ao vivo este ano em Nova Iorque ou L.A. tocou ao lado de outras figuras decisivas do Footwork como RP Boo e DJ Manny, e que continua a promover o seu mais recente EP 'Lucky Punch' editado no início do Verão na Lit City Trax.

Poster por Márcio Matos.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

Alto Nível Produções (DJ Famifox & DJ Nunex) - https://soundcloud.com/dj-nunex-djodjoro

DJ Firmeza - https://soundcloud.com/dj-firmeza

DJ Marfox - https://soundcloud.com/dj-marfox

Seg, 6 Outubro 2014
OUT.FEST 2014, 2 a 5 de Outubro http://filhounico.com/novidades/outfest-2014-2-a-5-de-outubro

OUT.FEST2014posterWEB.jpg

Seg, 29 Setembro 2014
Éme - lançamento de 'Último Siso' + Sallim + Marquez DJ set na Casa Independente, Sexta-feira, 26 de Setembro, 22h http://filhounico.com/novidades/eme-ultimo-siso-sallim-marquez-dj-casa-independente-26-setembro-22h

EMEsite2014.jpg
SallimSITE.jpg

Concerto de lançamento do novo disco do jovem cantor e compositor Éme, 'Último Siso' de seu nome, produzido por B Fachada e com selo da Cafetra Records. Éme será coadjuvado em palco pela banda que juntou para gravar o disco, este Verão em Alvito, no Alentejo: Júlia Reis (Jewels, Pega Monstro, Os Passos em Volta) na bateria, Lourenço Crespo (Iguanas, 100 Leio, Kimo Ameba) nos teclados e Miguel Abras (Putas Bêbadas) no baixo. Nas suas próprias palavras, "fiz as melhores canções da minha vida até agora e trabalhámos tudo bem trabalhado, todos juntos, até ao fim. Não há manifestos por trás, na verdade. Os significados não são fechados e servem vários propósitos, aquele que serve para mim não seria mais nem menos interessante do que para outra pessoa qualquer."

A primeira parte está entregue a Sallim, nome de guerra de Francisca Salem para a sua música fantasmática, e a festa pós-concertos assegurada pelo critério DJ de Pedro Marques.


Éme - Um lugar


Éme - Escolhe o teu veneno

Sallim bandcamp - http://sallim.bandcamp.com

Qui, 25 Setembro 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourenco-set2014

PosterLoungeSetembro2014.jpg

Seg, 22 Setembro 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Iguanas & Kridinhux + Niagara + F.Ú. dj set, 24 de Setembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/filho-unico-apresenta-no-lounge-iguanas-&-kridinhux-+-niagara-+-fu-dj-set-24-de-setembro-22h30

IguanaskridinhuxSITE.jpg
NiagaraSITExx.jpg

Iguanas são Leonardo Bindilatti & Lourenço Crespo, signatários da holding Cafetra que tem vindo a oferecer novos mundos - som, lírica, atitude - ao nosso jardim do habitual. Lançaram em 2013 o álbum de estreia 'Doce', fantástico compêndio de beats & hooks topo de gama que veio ocupar um espaço vazio onde Juan Atkins, UGK, R Stevie ou B Fachada ecoam numa narrativa festiva personalizada e com uma potência desprendida que vinga. Nesta data no Lounge vão retomar a colaboração ao vivo estreada no último Milhões de Festa com os Kridinhux, do mesmo Leonardo e da Maria Reis (Pega Monstro).
Niagara regressam ao Lounge para um live que é sempre uma maravilha apanhar, pela forma singular como geram e montam os seus temas, os nutrem e os alinham ao longo de uma actuação frente a um público ali com eles. Relembramos que o trio lançou em 2013 na Príncipe o seu 12’’ de estreia ‘Ouro Oeste’, pérola soberba de teoria e intuição para a pista de dança que tem vindo a conquistar atenção global dos entusiastas do género, e encontram-se a preparar o seu sucessor para um futuro próximo.

Iguanas soundcloud - https://soundcloud.com/iguanasss

Niagara soundcloud - https://soundcloud.com/niagara-1

Seg, 22 Setembro 2014
Rashad Becker, Culturgest Porto, 19 de Setembro, 22h http://filhounico.com/novidades/rashad-becker-culturgest-porto-19-de-setembro-22h

rashadSITE.jpg

Rashad Becker construiu um nome para si, no circuito dos audiófilos devotos à música electrónica de dança e experimental produzida na última década e meia, devido ao manancial de discos marcantes neste campo a que tem vindo a emprestar os seus méritos enquanto engenheiro de som responsável pelo corte e masterização de vinil na Dubplates & Mastering, em Berlim, a empresa iniciada em 1995 pela editora Basic Channel. Becker iniciou-se na década de 80 a fazer música com experiências de colagem em fita áudio, começando também a gravar outros amigos e músicos pelos 16 anos. Depois avançou para interesses diferentes - esteve numa escola de Belas-Artes, assegura ter formação em assistência de emergência médica - mas regressou a trabalhos de desenho de som ao vivo em teatros e, mais tarde, em montagem em cinema. Custa a acreditar mas só no ano passado viu publicado o seu primeiro longa duração, o notável ‘Traditional Music of Notional Species Vol. I’ na editora PAN. Com faixas divididas no seu título entre ‘Dances’ e ‘Themes’, é um compêndio de arrojadas e inovadoras construções sonoras, moldando sons electrónicos assertivos e de ambígua referencialidade, em formas orgânicas sedutoras e ferozes. Música que parece informada pela questão fracturante do entendimento cartesiano de tempo e espaço, revolvendo sobre o ângulo conceptual do nome do seu disco, numa narrativa sintética abstracta que parece ter ressoado com uma generosa fatia da crítica e do público, conquistando para si um estatuto singular e inspirador no panorama da electrónica contemporânea, em estreia nacional na Culturgest Porto.

Editora - http://p-a-n.org

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/09/becker.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Dom, 7 Setembro 2014
Kimi Djabaté, Sexta-feira, 5 de Setembro, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/kimi-djabate-sexta-feira-5-de-setembro-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

KimiSITEchiado.jpg

Escritor de canções, vocalista, balafonista, guitarrista e crucial embaixador da cultura mandinga e guineense em Portugal e no mundo, Kimi Djabaté - é pacífico dizê-lo - é hoje um dos grandes artistas de palco a residir no nosso país, que também se tornou o seu, já há mais de uma década. Trata as suas canções com profunda noção de ofício, trabalhando-as com a precisão e o critério dos sérios e serenos. É filho de uma família secular de músicos, que se filiou na Guiné Bissau há mais de dois séculos, e é seu assunto vivencial, social e cultural tratar na forma de música as questões e resoluções de sempre e de hoje; a observação do mundo através da oralidade da música, algo que não tem como evitar tornar contemporâneo, sempre devidamente enriquecido por tanta tradição de o fazer. Contos sobre moral, ética, cidadania, honestidade, amor, família e as grandes questões existenciais. E mesmo que as palavras que lhe saiam da boca soem a ouvidos brancos como código, a transparência humana e emocional fala a língua de todos nós. Numa altura em que se dão os últimos toques para a edição do seu próximo álbum, podemos esperar várias canções dos seus anteriores 'Terike' e 'Karam', o último dos quais o seu primeiro álbum com boa distribuição a nível mundial, que lhe rendeu rasgadíssimos elogios da imprensa internacional, e uma constantemente preenchida agenda em palcos na Europa, América e Ásia. É com enorme prazer que o voltamos a receber no Jardim das Esculturas do MNAC, onde já nos ofereceu uma das grandes actuações que tivemos o privilégio de produzir ao longo dos anos para este ciclo.

Bandcamp - http://kimidjabate.bandcamp.com


Vídeo ao vivo no CCVF, Guimarães


Vídeo ao vivo no CCB, Lisboa

Sex, 5 Setembro 2014
Tropa Macaca, Sexta-feira, 29 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/tropa-macaca-sexta-feira-29-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

TropaSITEkk.jpg

Tropa Macaca são André Abel e Joana da Conceição, banda sediada em Lisboa a trabalhar no campo da composição contemporânea eletrónica. Com cerca de sete anos de parceria criativa e actividade pública, editaram a sua música em selos fundamentais do underground europeu e norte-americano como a Qbico e a Siltbreeze, tendo o mais recente 'Ectoplasma' sido lançado na nova-iorquina Software de Daniel Lopatin (Oneohtrix Point Never). Até esse registo a música do duo pautou-se, de um ponto de vista estrutural, na execução de peças de longa-duração. Sempre intrépidas, pareciam, a cada vez, procurar desbloquear um sem número de questões de ordem poética, e progredir ao longo do seu curso ritual no sentido de chegar a sítios inauditos, onde a revelação os aguardava. Em actuações dos últimos tempos, contudo, temos vindo a assistir a novos desenvolvimentos na prática da banda. Temas de duração mais variável apresentam maior quantidade de eventos, que se desenrolam – em escrita e interpretação – de maneiras novas e inesperadas. Surgem espaços mais do que ilustrados, habitados, a meio destas construções, que reordenam noções convencionais de tempo, narrativa e sucessão de eventos. Como sempre tem sido o caso com a Tropa Macaca, torna-se muito complexo fazer referências a outros trabalhos artísticos passados, havendo mais semelhanças do ponto de vista tímbrico e textural (techno, house, os primórdios do catálogo da Warp, guitarras elétricas “fusionistas” dos anos 70 e 80), do que propriamente estruturas musicais familiares. Curiosidade grande para saber como se vão apresentar nesta sua primeira aparição num espaço ao ar livre em algum tempo, sendo que contam com actuações no currículo em eventos como o Serralves Em Festa ou o Boom Festival, deste duo que se sabe sempre inserir para se afirmar no espaço público.

Site oficial - http://tropamacaca.com


Vídeo ao vivo na Culturgest Porto

Seg, 25 Agosto 2014
Timespine, Sexta-feira, 22 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/timespine-sexta-feira-22-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

TimespineSITEchiado.jpg

Timespine são Adriana Sá, John Klima e Tó Trips e editaram este ano o admirável disco de estreia homónimo na Shhpuma. A cartografia musical do trio foi desenvolvida a partir das partituras gráficas de Adriana, versando sobre texturas e densidades, assim como oferecendo notações sobre estrutura, sequenciação e vocabulário. Trata-se de uma música envolvente, de nutrição artesanal e fruição hipnótica, sendo permeada pela improvisação para navegar com propriedade entre os pontos cardeais familiares dos campos da folk e da composição contemporânea. Adriana tem um abnegado percurso na música electrónica experimental, destacando-se o seu consistente trabalho de pesquisa e prática no uso de tecnologia de sensores. Nesta formação opta por centrar-se fundamentalmente na abordagem à ‘zither’, que dedilha e aplica um arco de violino num elegante trabalho de exploração tímbrica do instrumento acústico. Tó Trips, que possui um legado incontornável na música nacional recente, dos Lulu Blind aos cada vez mais globais Dead Combo, ocupa-se aqui do dobro, onde a frase e o silêncio são argamassa de um registo distintivo folk. O californiano e baixista John Klima foi membro do grupo pop Presidents of United States of America, sendo reconhecido o seu trabalho no campo das artes visuais, construindo instalações electro-mecânicas de larga escala operadas por software de jogos 3D que programa de origem, expondo regularmente no panorama internacional.


Vídeo ao vivo em estúdio

Editora - http://shhpuma.com/timespine

Ter, 19 Agosto 2014
Norberto Lobo & João Lobo, Sexta-feira, 15 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/norberto-joao-lobo-15-agosto-noites-verao-museu-chiado

LobosSITEchiado.jpg

Amigos de longa data ligados pela música, tendo feito parte da banda Norman ainda na adolescência, Norberto Lobo e João Lobo concretizaram o seu limiar entendimento simbiótico através da gravação de ‘Mogul de Jade’, o seu album de estreia publicado no Verão do ano passado na editora Mbari. O disco, e os concertos ao vivo pelo nosso país e noutras cidades europeias que se têm seguido, mostram o patenteado estilo abençoado do Norberto, sendo que aqui também se mune da guitarra eléctrica para além do seu domínio magistral na acústica já sobejamente conhecido, assim como evidenciam o trabalho fabuloso do baterista, sediado em Bruxelas, João, com a sua marca singular de percussão tonal e assinalável riqueza textural que lhe granjeam sempre elogios de quem o vê. Vêm ao Jardim das Esculturas oferecer-nos temas fixados no seu valioso disco, assim como novas composições que têm vindo a trabalhar, onde é notório o espírito destemido de dois músicos intuitivamente alinhados em se absterem de confiarem em méritos curriculares, mas antes embarcarem numa discernida procura por novos caminhos e renovadas formas de expressão no campo da música mais livre e desenredada de nomeclaturas.

Bandcamp - http://norbertolobo.bandcamp.com/album/mogul-de-jade


Norberto Lobo na Festa do Outono, Fundação de Serralves


João Lobo nas Magasessions

Dom, 10 Agosto 2014
Ghédalia Tazartès, Sexta-feira, 8 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/ghedalia-tazartes-sexta-feira-8-de-agosto-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

GhedaliaSITEchiado.jpg

Artista francês de origem turca nascido em 1947, Ghédalia Tazartès permanece, ao longo de mais de três décadas de trabalho, uma figura incatalogável no panorama da criação musical. Dono de uma obra singular, tem vindo a empregar técnicas muito suas e constantes ao longo do seu percurso, com alterações relativas de meios. Utiliza gravações de campo cortadas e coladas desde a época da fita, teclados e electrónica para resultados de um grão, estranheza e solenidade que lhe são muito particulares. Com a voz, é ritualisticamente invadido por várias viagens internas, que o levam de um francês real, a um outro inventado, passando por uma série de outras línguas, umas existentes, outras obra dos momentos que decide desenhar. Formalmente, será dos trabalhos de exploração das possibilidades da voz, do discurso e do uso pós-concretista da língua mais visionárioas nas últimas décadas. Procura tradições que incorpora de forma plástica, espiritualmente personalizada, pegando em heranças – frequentemente com pontos em comum, primariamente de ordem humana – que atravessam o planeta, buscando o seu conjunto de formas. Mais do que um trabalho de sobreposição de referências e vocabulários, ou até de uma amálgama amadurecida dos mesmos, cria o seu próprio país de tradições dentro de um outro continente cujo nascimento vai dependendo do seu contributo. Livre de questões de identidade e filiação cultural, livre para ser de uma nova maneira. Em tempos recentes tem mantido actividade discográfica e viajado por cada vez mais palcos, à medida que a lenda - e a sua dimensão - se alastram. Veremos onde vai a viagem neste Verão de 2014.


'Repas Froid I' ('Repas Froid' LP, 2011, PAN)


'Un Amour Si Grand Qu'il Nie Son Object' ('Diasporas' LP, 1979, Cobalt)


'Une Éclipse Totale De Soleil Part 2' ('Une Éclipse Totale De Soleil' LP, 1984, Celluloid)

Sb, 2 Agosto 2014
Josephine Foster & Victor Herrero, Sexta-feira, 1 de Agosto, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/josephine-foster-victor-herrero-1-agosto-19h30-noites-verao-museu-chiado

JosephineVictorSITE.jpg

Música, vocalista e escritora de canções norte-americana excepcional e de percurso igualmente invulgar e independente, actualmente sediada na nossa vizinha Andaluzia. Cantora lírica de formação, dá por si a iniciar o seu percurso público autoral em Chicago vinda do estado do Colorado, a tocar uma canção que vinha tanto do amor pelo repertório da música clássica europeia, dos maravilhosos exemplos dos músicos dos espectáculos de variedades norte-americanos da viragem para o séc. XX, de Karen Dalton, Shirley Collins e de alguns das mais doces pérolas da cultura psicadélica, entre milhentas outras singulares referências. Não soava, nem soa hoje (cada vez menos, aliás) a nenhuma referência exacta. Depois de um par de discos de tiragem altamente caseira, lança o glorioso álbum homónimo do duo Born Heller, com o hoje reputado baixista Jason Ajemian. Nesse documento, víamos já as características que ainda hoje a distinguem – as suas noções de espaço, respiração, dinâmica, métrica e desenho melódico completamente aparte e de equilíbrio harmónico desarmante. Após estreia a solo em maior escala, com 'Hazel Eyes, I Will Lead You' (Locust, 2005) passa por um disco em trio de acid rock discordante; um álbum de lieder de Schubert, Schumann e Brahms, escolhidas a dedo; o regresso à base com 'This Coming Gladness'; em 'Graphic As a Star' pega nos colossais poemas de Emily Dickinson, musicando-os; em 2010 fez um álbum com o seu companheiro Victor Herrero e a sua banda, inteiramente dedicado ao cancioneiro de Lorca, banido em Espanha em 1931. E por aí fora. Um percurso tão idiossincrático, todo ele improvavelmente acessível (tendo em conta o currículo), generoso e reluzente. Nesta ocasião apresentar-se-á acompanhada por Victor Herrero, em guitarra portuguesa.

Bandcamp - http://josephinefoster.bandcamp.com


'I'm a dreamer'


Entrevista

Sex, 1 Agosto 2014
África Negra, B.Leza, 31 de Julho, 22h http://filhounico.com/novidades/africa-negra-bleza-31-de-julho-22h

AfricaNegraSITE.jpg

O início da lenda do ‘Conjunto África Negra’ é oficialmente atribuído ao ano de 1974, quando a formação original da banda mais amada e conhecida além-fronteiras de São Tomé e Príncipe sentiu que tinha chegado a hora de começar a tocar ao vivo no circuito dos ‘fundões’ da capital São Tomé. Os fundões eram os bailes ao ar livre que juntavam as diferentes comunidades locais: os mestiços, descendentes de colonialistas portugueses e escravos africanos, os Angolares, descendentes de escravos angolanos naufragados que se fixaram em comunidades piscatórias na zonal sul, e os descendentes de trabalhadores contratados Cabo-verdianos e Moçambicanos que tinham vindo trabalhar para as plantações de café e cacau da ilha. Ao longo da década de 70, o núcleo criativo da banda constituído por Emídio Vaz, guitarra solo, Leonildo Barros, guitarra ritmo, e João Seria, vocalista, motivaram-se a maturar o seu inimitável estilo de São Tomé Rumba, música de uma languidez paradisíaca devedora do vizinho Soukous, com suaves traços redentores de Highlife, acabando por se tornar num contributo fundamental para a construção cultural da identidade da então jovem nação independente.
O seu reportório original de cerca de 40 a 50 canções foi gravado na Rádio Nacional de São Tomé no início da década de 80, sendo que depois foram editadas em 3 LPs prensados e editados em Portugal pela Iefe Discos. Nessa altura, os estúdios de gravação e emissão da Rádio São Tomé estavam localizados no extremo este da cidade capital São Tomé, numa pequena casa a olhar o oceano. As salas de gravação eram pequenas demais para acomodar um grupo alargado de músicos, por isso os África Negra montaram o seu material no relvado circundante da casa, olhando as ondas que banhavam a costa, e gravaram os temas rodeados pelos seus fãs mais leais. A década de 80 revelou-se a época de expansão do Conjunto África Negra. O grupo tocava regularmente por todo o país natal, fazia visitas regulares a Portugal, visitou Angola nove vezes (em tours pelas províncias de Luanda, Benguela e Cabinda) e foram um sucesso retumbante em Cabo Verde. O icónico epíteto de ‘Mama Djumba’ pelo o qual o seu estilo musical é conhecido entre os fãs, teve origem num concerto em 1981 em Portugal, onde se celebrava o 8º aniversário da independência da Guiné-Bissau. Os África Negra dividiam a noite com os igualmente fabulosos Super Mama Djombo da Guiné-Bissau, com as duas bandas alternando sets tendo atingido 4 horas de espectáculo. Perto do final do serão, perguntaram ao público presente qual a banda que queriam que trouxessem de volta ao palco para fechar a noite. O público maioritariamente guineense preteriu os ‘Super Mama Djombo’ e começou a cantar ‘África Negra’. Os filhos preferidos de São Tomé orgulhosamente regressaram ao palco, e para suavizar a tensão com os seus colegas desolados, a banda arrancou o encore com um tributo aos Super Mama Djombo, entoando a espaços a expressão impromptu ‘África Mama Djumba’. Passado alguns minutos o público começou a repetir esse simples canto. Quando o grupo regressou a São Tomé, as notícias do seu triunfo em Portugal já os tinha precedido, e no seu próximo concerto subiram ao palco ao som do mesmo cântico de ‘África Mama Djumba’. Estes anos dourados dos África Negra chegaram a um fim quando a banda terminou uma digressão das ilhas de Cabo Verde em 1990. A tour teve tamanho êxito que desmembrou a banda. Quando foi altura de regressar a São Tomé, o vocalista João Seria e o baixista Pacheco decidiram ficar em Praia, tal era a adoração de que gozavam. Com uma relativa intermitência na sua actividade ao longo dos últimos 20 anos, os África Negra editaram por meios próprios em 2008 um CD com novas canções originais chamado ‘Cua na Sun Pô Na Buà Fa’ - algo como ‘Mesmo que aches que não vale a pena’ - e mantêm uma regularidade tranquila de actuações em São Tomé, usando o mesmo material antigo que, por qualquer força divina, ainda funciona, como os amplificadores e os processadores de efeitos de guitarra usados originalmente nas gravações dos anos oitenta e que constituem parte do segredo da magia do som e das músicas da banda. Muitas das suas antigas gravações continuam a ser clássicos habitualmente rodados na rádio São Tomense e, no mundo global online, vídeos com a sua música no YouTube prosseguem contabilizando números de visualizações a cada vez que um São Tomense expatriado procura saciar a saudade ou convidar um par para dançar ou um novo miúdo no Brasil descobre a música desta formação abençoada. Estranha-se não terem sido ainda bafejados pela boa fortuna da tendência das reedições, o que custa um pouco a acreditar quando se põe em perspectiva a singularidade da sua identidade musical no contexto da música produzida na África ocidental pós-colonialista, e se constata a ávida procura e especulação à volta dos seus LPs originais no mercado de colecionadores. Actualmente os África Negra são seis pessoas (voz, duas guitarras, bateria, baixo e percussão), sendo que dois dos membros fazem parte da formação original, o vocalista João Seria e o guitarrista Leonildo Barros, e será este grupo que se apresentará em Portugal, pela primeira vez desde a última visita perdida algures na memória dos anos 80. Para todos os lusófonos de coração este Verão, chegou a hora deste reencontro há muito devido com este património vivo da música e cultura São Tomense.


'Angélica'


'Alice'


'Mino bo qua cueda'


'Maia Muê'

Bilhetes disponíveis na Ticketline e na Fnac, Worten, El Corte Inglés , C. C. Dolce Vita, Casino Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Ag. Abreu, A.B.E.P., MMM Ticket e C. c. Mundicenter e U-Ticketline

Número de telefone para reservas e informações: 1820

Dom, 27 Julho 2014
Mdou Moctar, Sexta-feira, 25 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/mdou-moctar-sexta-feira-25-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

MdouSITEchiado.jpg

No concorrido campeonato de guitarristas Tuareg, Mdou Moctar distingue-se com certeza dos seus contemporâneos. Ele é um dos poucos escritores de canções e intérprete decidido a experimentar e a fazer progredir o género, e as suas estratégias estéticas pouco ortodoxas têm-lhe conquistado cada vez mais seguidores tanto no Níger como além fronteiras. Mdou é originário de Abalak, no deserto Azawagh do Níger, e é um auto-didacta desde tenra idade vidrado na guitarra. O seu primeiro album ‘Anar’ foi gravado na Nigéria em 2008, uma colecção vibrante de temas com profuso uso de autotune na voz. O album nunca foi oficialmente editado mas as canções tornaram-se um sucesso popular no Sahel – a faixa territorial de costa a costa de África, divisionária do deserto do Sahara a norte e a savana sudanesa a sul – através de redes de partilha de música em telemóveis. ‘Tahoultine’, uma das faixas mais emblemáticas, foi mais tarde incluída na compilação ‘Music from Saharan Cellphones: Volume 1’, editada pela Sahel Sounds, o que fez expandir o culto na Europa e Estados Unidos. A mesma editora lançou em 2013 ‘Afelan’, o primeiro album com distribuição internacional de Mdou, gravado ao vivo no Níger, em que surpreende pela crueza e ferocidade do trabalho de guitarra eléctrica, ancorada por doces melodias de folk do Sahara. Actualmente encontra-se envolvido como actor principal na produção do primeiro filme falado numa língua Tuareg, numa ficção sobre a contenda de um guitarrista para se afirmar entre pares, enquanto anda pelo deserto numa moto púrpura.

Bandcamp - http://sahelsounds.bandcamp.com/album/afelan


Vídeo 'Anar'


Trailer 'Akounak Teggdalit Taha Tazouhai'

Sex, 25 Julho 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Black + Márcio Matos dj sets, 24 de Julho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/black-marcio-matos-dj-set-24-julho

BLACK_site.jpg
MarcioSITE.jpg

Nelson Gomes (músico e compositor nos Gala Drop, co-fundador e co-editor da Príncipe, Filho Único desde o primeiro dia) lança por esta altura o primeiro 12'' no circuito da música de dança usando o nome Black. Editado pela Interzona13, a nova editora de Tiago Miranda, o vinil oferece-nos 3 edits no limão, disco tribal uptempo no lado A com o funk no lugar (onde dizem, tudo começou), e suavidade midtempo de Verão a estender-se ao longo do lado B.
Estreia então no perfil das sessões 'Filho Único Apresenta no Lounge' para sessão DJ do ínício ao fim, com Black a convidar Márcio Matos (Javenger Dourado R.I.P.) para o b2b fraternal com o sócio na Príncipe e também responsável pela imagem gráfica da editora dos pés à cabeça, para além de manter também o selo discográfico Noisendo, dedicado a publicações no campo da electrónica experimental contemporânea.


Black 'Van III'


Black 'Tabanka'

Interzona13 - http://interzona13.com


Márcio Matos mix

Noisendo - http://noisendo.tumblr.com

Ter, 22 Julho 2014
Chris Corsano, Sexta-feira, 18 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/chris-corsano-sexta-feira-18-de-julho-19h30-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

CorsanoSITEchiado.jpg

Baterista e percussionista que irrompeu na áreas e nos interstícios do jazz, do rock avant-garde e da música improvisada há mais de uma década, Chris Corsano tem criado um impressionante trabalho, em palco e registo gravado. Surgindo em igual medida da tradição punk/rock mais esclarecida do final dos anos 80 e início dos anos 90, foi, contudo, talvez o free jazz feito após o desaparecimento de John Coltrane e Albert Ayler, que mais acaba por formar a espinha do trabalho de Corsano, nas figuras de bateristas visionários como Milford Graves, Rashied Ali, Rashied Sinan ou Beaver Harris. Tem mantido trabalhos regulares com grandes sopristas desta tradição, como são os casos de Paul Flaherty, Joe McPhee ou Evan Parker, encontrando também espaço para colaborações com Thurston Moore, Tony Conrad ou a própria Bjork, artista que acompanhou durante cerca de dois anos. Os seus solos, documentados na sua própria editora, são um verdadeiro tratado sobre todas as propriedade expressivas, tímbricas, frásicas dos materiais técnicos e poéticos que a bateria oferece, e que nas suas mãos, são campo infinito para música de êxtase e descoberta constante.

Site oficial - http://cor-sano.com


'Famously Short Arms'

Entrevista The Quietus - http://thequietus.com/articles/10433-chris-corsano-interview-flower-corsano-duo-supersonic

Ter, 15 Julho 2014
Lau Nau, Sexta-feira, 11 de Julho, 19h30, Noites de Verão no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/lau-nau-11-julho-19h30-noites-verao-museu-chiado

LauNauSITEchiado.jpg

Escritora de canções finlandesa, que vem ao longo da última década a explorar e trabalhar sobre as formas de vocabulários musicais - poder-se-á dizer - indígenas dessa cultura, e o jeito como se podem agregar a tradições do resto do Ocidente. Lau Nau tem tido um percurso marcado por esta atracção magnética ao exterior, mas a vários níveis alicerçada numa muito forte comunidade de músicos e artistas de vários campos baseada nas principais cidades finlandesas. Foi a partir desses laços que, de resto, uma geração de criadores despontou para os radares internacionais em meados da década passada, e que desde então continua, de maneira auto-sustentada, a se desenvolver. De resto, um dos maiores dínamos desta operação contínua, permanece a ser a editora Fonal Records, que novamente publica o mais recente trabalho da cantora, compositora e instrumentista. 'Valohiukkanen' é a primeira aproximação mais marcada de Lau Nau a trabalhos com uma orquestração e produções mais ambiciosas, já vem longe - no que ao ornamento e à escala dizem respeito - dos seus primórdios de gravações consciente e construtivamente amadoras. Óptima ocasião, portanto, para vermos por onde passam hoje em dia as movimentações da mais rebelde e organizada comunidade de escritores de canções da Escandinávia contemporânea, aqui representada por uma das suas figuras mais emblemáticas.

Site oficial - http://launau.com/lau_nau.html


Vídeo 'Valolle'


Windows Have Eyes

Seg, 7 Julho 2014
Filho Único Apresenta Matinée no Pátio da Casa Independente, Domingo, 6 de Julho, 15h - 22h http://filhounico.com/novidades/filho-unico-apresenta-matinee-no-patio-da-casa-independente-domingo-6-de-julho-15h---22h

POSTER_MATINEE_PATIO2_WEB.jpg

Domingo, 6 de Julho, das 15h às 22h e com entrada livre, a Filho Único reincide na proposta festiva para o pátio da Casa Independente, desta feita apresentando valorosos músicos nossos concidadãos e/ou expatriados de Lisboa, para juntos lançarmos uma matinée preenchida por música ao vivo, DJ sets, iguarias de Domingo e copos tranquilos para equilibrarmos o ânimo neste Verão 2014.

NIAGARA | Como escreveu a Flur, na sua newsletter faz por agora um ano “Os sets ao vivo deste trio (António, Alberto e Sara) com base em Loures, em locais como o bar Capela, no Bairro Alto, por exemplo, faziam tremer de prazer quem treme de prazer ao ouvir música de dança gerada ao vivo com mãos a mexer em botões.” Lançaram em 2013 na Príncipe o seu 12’’ de estreia ‘Ouro Oeste’, pérola soberba de teoria e intuição para a pista de dança que tem vindo a conquistar atenção global dos entusiastas do género, justiça feita a esta unidade de out-Jack inigualável a separar o trigo do joio da French Touch e a moldá-lo com abstracções do que mais lhes comoveu do passado recente do techno minimal. - https://soundcloud.com/niagara-1

COCLEA + YAW | Encontro ao vivo em estreia destes dois músicos de uma rara sensibilidade empática que tem tudo para dar certo. Coclea é Guilherme Gonçalves, guitarrista nos Gala Drop que abandonou recentemente a banda, que iniciou este caminho a solo em 2007. As mais recentes prestações ao vivo mostraram um conjunto de composições assentes no trabalho de guitarra e voz densamente processadas do Guilherme, assim tocando emergido e coagido pela tecnologia que sempre a potenciou para novos lanços de trilho para percorrer, ao serviço processual das suas ideias, ânimo e maturação individual. Yaw Tembe é músico (multi-instrumentalista, mas trompetista, principalmente, com inclinação abençoada pelo processamento do som do instrumento para expansão sónica evocativa de um Jon Hassell), escultor, poeta e artista de rua. Nascido na Suazilândia no final dos anos 80 mas radicado em Lisboa, é dos mais promissores e talentosos músicos em território nacional a operar num processo de autoconhecimento e busca de uma linguagem própria, tendo nos últimos anos colaborado com uma miríade de improvisadores portugueses. - http://cocleapeace.bandcamp.com ++ http://vimeo.com/32683385

YONG YONG | Unidade nacional criadora de um embrião vagamente secreto e de pacto proto-transcendentalista, realizado para a produção de música a partir de um teclado-entidade mística (Sr. Yong), e demais tecnologia subterrânea/subterfugiada - pedais, voz, laptop, microfonia carismática, etc. A compleição do duo no espaço, constante motivo de reflexão por parte dos artistas, é sempre nova a cada ocasião; não se surpreendam se se surpreenderem. Música de quarto de dormir fumarento em câmara lenta para a eternidade, numa rara aparição destes jovens idealistas, agora sediados em Glasgow, tendo lançado em Janeiro deste ano o magnífico 2º LP 'Greatest It's', na britânica Night School, depois da estreia com o carismático 'Love' dois anos antes - https://soundcloud.com/nightschool/sets/yong-yong-greatest-its-lssn021

&

Filho Único DJs

Seg, 23 Junho 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourenco-junho-2014

PosterLoungeJunho2014WEB.jpg

Ter, 10 Junho 2014
Filho Único Apresenta no Lounge Gary War + FÚ dj set, 18 de Junho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/lounge-gary-war-18-junho

garywarSITE.jpg

'GARY WAR IS THE FUTURE' tweetou uma vez John Maus, que tal como War também é um carismático ex-membro dos Haunted Graffiti de Ariel Pink, essa escola da vida para estetas subterrâneos que trilham o seu próprio caminho de sonhos pop. Actualmente sediado na Nova Zelândia, o norte-americano tem discografia em nome próprio iniciada em 2008 com o longa duração 'New Rytheonport', lançado na SHDWPLY Records, sendo os capítulos mais recentes o aclamado 'Jared's Lot' na Mego/Spectrum Spools em 2012 e no final do ano passado o LP 'Split' com os Purple Pilgrims na Upset The Rhythm. Neste último disco em concreto, War regressa com 4 novos inspirados temas abonados pela sua admirável roda viva de melodias refractadas que gingam acima das suas signatadas camadas de construções sónicas, aliando um lance de lúnatico alienado, onda 'que chega a fingir que é dor / a dor que deveras sente', a uma aura de inspirado trovador do cosmos. Excepcional música psicadélica contemporânea é o que é, combinando técnicas de colagem em fita e digital, electrónica sintetizada e mil outras linhagens desviantes / inclusivas do rock, daí darmo-nos por sortudos em poder acolhe-lo em concerto na edição de Junho da nossa residência no Lounge.

Site oficial http://www.garywar.com

Soundcloud https://soundcloud.com/gary-war

Vídeo 'Highspeed Drift'

Vídeo 'Advancements In Disgust'


Vídeo ao vivo 'Muscle Dysmorphia'

Dom, 8 Junho 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ Puto Márcio, DJ Firmeza e DJ Marfox, Sexta-feira, 6 de Junho, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-puto-marcio-firmeza-marfox-6-junho

PosterNoitePrincipeJunho2014WEB.jpg

Ainda na ressaca boa da Noite Príncipe de Maio e já nos puxa pelo corpo o apelo da próxima ao virar dos dias, a 6 de Junho com DJ Puto Márcio, DJ Firmeza e DJ Marfox. Puto Márcio é ESTREIA nas festas da editora, ilustre craque da Tia Maria Produções, dividido entre a Amadora e Rennes, em França. Depois de abandonar a crew 'DJs di puro ritmo' formou em 2012 o Tia Maria sozinho, juntando-se amigos até consolidar o grupo na formação actual, composta por ele, YudiFox, b.bOý, Télio e Lý-coOx.
DJ Firmeza, que recentemente esteve no festival MADinBelgrade para infelizmente ver a sua actuação cancelada devido a complicações do severo mau tempo que assolou a Sérvia, toma rédeas da Noite a seguir, com o seu habitual domínio de enredos percussivos do outro mundo do mais pronto para galvanizar a pista do Musicbox.
O comboio da Noite entra depois na recta final comandado pelo patrão DJ Marfox, em altura do lançamento do seu novo e fantástico EP 'Lucky Punch' na editora norte-americana Lit City Trax. Os novos temas têm recebido atenção generosa na imprensa online, para além de celebrados em grande estilo também na festa no Red Bull Music Academy Festival New York a 30 de Maio, com Marfox a estrear-se ao vivo em solo americano, sendo que já está agendado o retorno a 30 de Agosto no MoMA PS1 Warm Up 2014.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

Puto Márcio - https://soundcloud.com/putomarcio

DJ Firmeza - https://soundcloud.com/dj-firmeza

DJ Marfox - https://soundcloud.com/dj-marfox

Poster por Márcio Matos

Mais informação em https://www.musicboxlisboa.com/noite-principe-feat-puto-marcio-dj-firmeza-e-dj-marfox/

Sex, 6 Junho 2014
Poster por Joana da Conceição http://filhounico.com/novidades/poster-por-joana-da-conceicao

PosterArkestraWEB.jpg

Dom, 1 Junho 2014
Sun Ra Arkestra, B.Leza, 2 de Junho, 22h http://filhounico.com/novidades/sun-ra-arkestra-bleza-2-de-junho-22h

sunrawWEB.jpg
marshall-allen-portrait.jpg
ArkestraWEB.jpg

No ano 100 do nascimento da estrela que dá pelo nome de Sun Ra, que aterrou em Birmingham, Alabama, e no 90º aniversário do seu discípulo visionário Marshall Allen, temos a inexprimível honra de apresentar em ocasião mágica a Arkestra, dirigida pelo astral Sr. Allen, ao vivo no palco magnífico do B.Leza, ali à beira-rio. Sendo incrivelmente complexo apresentar a influência, importância e radiância da carreira de Ra e da Arkestra num textito tão curto (tanto já se escreveu e falou sobre o assunto), pensamos importante começar por esclarecer, para quem se perguntar, que esta Arkestra está numa forma olímpica. Tocam para o que está para lá dos céus um dos legados mais importantes da música do século XX, que nas suas mãos continua em avanço e progressão, mesmo que também em homenagem e tributo, para a segunda década depois da viragem de milénio. Sun Ra foi visionário da música no geral, do jazz no geral e no particular, das suas composições, orquestrações, dimensão harmónica, rítmica, solista… pensador, cidadão de enorme lucidez, coragem, dignidade e altruísmo. Construiu verdadeiras famílias nas várias encarnações das suas bandas, que eventualmente dariam nascimento à Arkestra e todas as suas constantes reformações. Morou em e revitalizou bairros difíceis, onde a chegada da Arkestra constituiu uma vida melhor para todos os seus vizinhos. Encenou e criou dança, teatralidade, filmes, textos e poemas de visões de outros mundos para lá daqueles que os olhos vislumbram, sempre tendo em vista a elevar o nível de consciência, criatividade e imaginação daqueles que com ele viajam, e dos que querem entrar nessa mesma aventura. Deu casa, comida, carinho e toda a sua sabedoria para os seus músicos, e àqueles que procuravam uma vida dedicada não só ao ofício da música, como aos assuntos amplos da ética, da moral, da conduta e da generosidade. Tal só foi possível, ao longo de quatro décadas, dos anos 50 até à sua ascensão de volta ao espaço em 1993, pelos avistamentos que conseguiu organizar e erigir em música, por entre viagens pioneiras em concertos ao vivo, edições um pouco por todo o mundo, nomeadamente no seu historicamente caótico selo discográfico El Saturn Records, que "geriu" com o seu íntimo aliado Alton Abraham. Mais do que um insomníaco (por razões médicas e existenciais), foi um incansável aprendiz de conhecimento, lendo e adquirindo informação vastíssima até aí nunca realmente intertextualizada como Ra o fez. Foi sempre um pioneiro do discurso sobre o espaço, não só pelo fôlego da ideia da viagem, como da música, como pela tecnologia (humana e mecânica), que fizeram, entre outras coisas, com que fosse o primeiro músico ligado ao jazz a empregar o uso do sintetizador e de piano eléctrico nesta música (a sua curiosidade pelos avanços na electrónica permaneceu até ao fim da sua presença entre o mundo dos vivos no nosso planeta). Na sua leitura crítica e riquíssima da história, foi até ao que de mais ancestral se sabe, e a partir daí ligou uma leitura do mundo, das coisas e do homem, que não conhecia nem conhece verdadeiro paralelo, pelos interesses e proveniências tão amplos quanto o homem em questão. Da Arkestra, pode-se dizer que contou em quase-exclusivo com dois dos grandes saxofonistas da história do jazz. John Gilmore, que tomou a liderança da Arkestra em 1993 até falecer em 1995, e Marshall Allen, que desde então dirige esta família, das mais lindas da história da música, estão envolvidos com este trabalho desde a década de 50, quando Sun Ra estava radicado em Chicago. Pelo meio, são incontáveis os músicos de enorme valor que passaram pelas várias formações do grupo, que destacar algum ou alguma seria para lá de injusto. Já dúvidas não restam que a admiração, a todos os títulos, pela música que Ra deixou e que aqui segue viva, perpasse várias gerações de músicas e público, e assim continuará até ao infinito. A luz e a resplandecência desta música segue em frente, tal como a dos seus mensageiros, que regressam (os que sobrevivem e os que entretanto se juntaram ao enterprise) a palcos nacionais pela primeira vez depois de três históricas apresentações em Portugal - a primeira em 1982, em Vilar de Mouros, a segunda em 1985, por ocasião do Jazz em Agosto, e na década passada, em 2005, na Casa da Música. A segunda-feira mais cósmica de 2014.


'The Cry of Jazz' (filme completo, 1959)


'Space Is The Place' (excerto do filme de 1974)


'Sun Ra: A Joyful Noise' (excerto do filme de 1980)


Entrevista em Helsínquia, 1971


'Angels and Demons' ao vivo no Uncool Festival, Suiça, 2012


'Rocket Number Nine' ao vivo no Lincoln Center, NYC, 2013

Bilhetes disponíveis na Ticketline e na Fnac, Worten, El Corte Inglés , C. C. Dolce Vita, Casino Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Ag. Abreu, A.B.E.P., MMM Ticket e C. c. Mundicenter e U-Ticketline

Número de telefone para reservas e informações: 1820

Com o apoio na divulgação

Antena2SITE.jpg

Dom, 1 Junho 2014
FÚ Apresenta no Lounge Pega Monstro + Jejuno + FÚ dj set, 29 de Maio, 22h30 http://filhounico.com/novidades/pega-monstro-jejuno-29-maio-lounge

pegaSITE2014.jpg
jejunoSITE.jpg

Pega Monstro, o duo de rock lisboeta das irmãs Maria (voz e guitarra) e Júlia Reis (bateria), regressa ao Lounge para um concerto na residência Filho Único em tempos de entusiasmo e motivação porque entram ainda este mês em estúdio para gravar o aguardado segundo álbum. O novo disco sucederá ao igualmente celebrado e vilipendiado homónimo longa-duração de estreia de 2012; magnífica colecção de canções onde as melodias seduziam, as líricas fascinavam e a atitude que as entregava no limão fazia acreditar que 'estávamos num lugar que desde o começo fora criado para um puro acontecer', como dizia o poeta.
"Jejuno é pseudónimo de Sara Rafael, fotógrafa residente em Lisboa. Desde 2009 que utiliza teclados e delay para fins de exploração de uma identidade exclusivamente sua, fora do linguajar das representações. Quando as suas performances deixaram de ser privadas e chegaram ao ouvido de amigos, e, a propósito de um convite formal para realizar um concerto (no passado Abril, na Galeria Zé dos Bois), estes momentos de exploração interior tomaram o estatuto de trabalho - uma identidade musical que toma forma em Jejuno, êxtase peristáltico que se pretende comum a todos nós." Filipe Felizardo

Pega Monstro bandcamp http://pegamonstro.bandcamp.com


Vídeo 'Homem das Obras'


Jejuno ao vivo na ZDB

Qui, 29 Maio 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourenco-maio-2014

PosterLoungeMaio2014WEB.jpg

Ter, 27 Maio 2014
Filho Único Apresenta Matinée no Pátio da Casa Independente, Domingo, 25 de Maio, 15h - 22h http://filhounico.com/novidades/matinee-no-patio-casa-independente-25-maio

PosterMatineenoPatio.jpg

15h às 22h, entrada livre:

ORPHAN FAIRYTALE (BE) | Electrónica psicadélica efabulada por Eva van Deuren, uma consistente criadora do underground de Antuérpia. Orphan Fairytale tem obra discográfica publicada em editoras como Ultra Eczema, Not Not Fun, Blackest Rainbow, Release The Bats e muitas outras - http://soundcloud.com/orphan-fairytale

TAV EXOTIC (BE) | Tav Exotic são Ernesto Gonzalez (Bear Bones, Lay Low/ Sylvester Anfang II) e Mike Crabbé (Weird Dust). Este duo sediado em Bruxelas combina sintetizadores sequenciados com programações de beats e ocasional trabalho de voz para resultados bem psych motorik groovy - http://youtu.be/f6bSO2PID4w

OUTMODE (US) | Do corrente milieu noise-electrónico-freeform da Flórida vem Josh Plotkin, que gere também o selo discográfico More Records. Com a sua abordagem de livre improvisação ao techno, Outmode tem vindo a congregar mentes curiosas e corpos descomplexados para a sua experiência de dança mutante - http://youtu.be/__eXFlgeey4

FYOELK (BE) | Composições MIDI para sintetizadores, caixas de ritmo e processamento de efeitos, Fyoelk vive também em Antuérpia de onde mantém a editora de cassetes Stenze Quo e é metade do duo de 'freeform beat' (sic) Laser Poodle - http://soundcloud.com/fyoelk

& DJs:

Filho Único
Anastasia Filipovna - http://berlincommunityradio.com/JERK-SAUCE
JM Moser - http://berlincommunityradio.com/BROWN-RICE

Sb, 24 Maio 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Puto Anderson, DJ Lilocox, DJ Maboku e DJ Nigga Fox, Sexta-feira, 23 de Maio, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-puto-anderson-lilocox-maboku-nigga-fox-23-maio

PRINCIPE23MAIOweb.jpg

A nova Noite Príncipe sucede a 23 de Maio, com DJ Puto Anderson, DJ Lilocox, DJ Maboku e DJ Nigga Fox a actuarem na festa que, gostamos de pensar, salva a alma de quem ama dançar. Puto Anderson regressa depois da iluminada estreia em Março, com o seu estilo veloz e suave a misturar, representando a Txiga Produções na Casa. Segue-se Maboku, que recentemente fez estrago do bom na festa KUB x Príncipe no Plano B, no Porto, e está já confirmado no veraneante Festival Bons Sons, em Cem Soldos, com passagem de testemunho ao sempri real Lilocox de Casal de Cambra, ambos tropas da mais que uma produtora, uma união, a CDM. DJ Nigga Fox chega no fim, para mostrar os novos sons que tem vindo a trabalhar, daquele sítio onde a Batida emana vibrações do futuro da música de dança electrónica.

Príncipe - https://soundcloud.com/principepromos

DJ Puto Anderson - https://soundcloud.com/anderson-teixeira

DJ Lilocox - https://soundcloud.com/deejay-lilocox

DJ Maboku - https://soundcloud.com/principepromos/dj-maboku

DJ Nigga Fox - https://soundcloud.com/dj-nigga-fox-lx-monke

Mais informação em https://www.musicboxlisboa.com

Qui, 22 Maio 2014
Laraaji, Culturgest Porto, 21 de Maio, 22h http://filhounico.com/novidades/laraaji-culturgest-porto-21-de-maio-22h

LaraajiSITEcult.jpg

Laraaji (n. Edward Larry Gordon, 1943) é criador de uma música panegírica do cosmos e um convicto promotor da meditação transcendental através do riso, baseado em Nova Iorque. Começou a tocar música nas ruas na década de 70, improvisando temas hipnóticos na sua ‘zither’ personalizada que processa com efeitos electrónicos, motivado pela sua pesquisa pessoal e entendimento de culturas místicas orientais. Editou o primeiro LP ‘Celestial Vibration’ em 1978, ainda usando o seu nome de nascença, numa tiragem muito curta. No ano seguinte Brian Eno viu-o a tocar num parque público e convidou o músico a gravar um álbum para a sua série ‘Ambient’ (‘Ambient 3: Day of Radiance’, editado em 1980). Desde então Laraaji publicou profusamente muita da sua música gravada em casa, vendendo-a em formato cassette (e mais recentemente em CD-R) durante as suas actuações no circuito norte-americano de centros de meditação e yoga, um paradigma de sustentabilidade militante de comunidades em rede paralelo ao negócio rentável do que se tornou o mainstream mais caricaturável da New Age. Em anos recentes tem vindo a colaborar com uma nova geração de músicos, nomeadamente com os norte-americanos Blues Control com quem gravou para a série FRKWYS da editora RVNG Intl. No ano passado a editora All Saints de Brian Eno lançou a compilação ‘Celestial Music 1978-2011’, reeditou os álbuns ‘Essence/Universe’ (1987), e ‘Flow Goes The Universe’ (1992) e ‘The Way Out Is The Way In’ (1995) estes dois últimos agrupados como ‘Two Sides To Laraaji’. Percebe-se que Laraaji vive um tempo de uma justificada apreciação exponenciada do seu trabalho e da forma como nos chegou até aos nossos dias, deslindando-se a evidência que da sua música artesanal sempre emanou uma ‘vibração celestial’ que estava destinada a encontrar-nos.

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/05/laraaji.html

Ter, 6 Maio 2014
Peter Evans, Culturgest Porto, 5 de Maio, 22h http://filhounico.com/novidades/peter-evans-culturgest-porto-5-de-maio-22h

EvansSITE2.jpg

Trompetista radicado em Nova Iorque, Peter Evans tem-se distinguido como um dos produtos mais evoluídos e avançados do estudo, num campo que une as prácticas e as histórias do trompete, do jazz e da composição contemporânea, na direcção do avanço destas formas, instrumentação e escola. Surge já numa fase de maturação avançada da miscigenação destas linhagens, onde a legibilidade melódica e harmónica continua em perene evolução, as estruturas harmónicas se informaram por todo o tipo de colateralidades da era pós-moderna, e os instrumentos de sopro foram informados pelo jazz até Coltrane, e daí – técnica mas também humanamente falando – por Evan Parker, Braxton, e outros visionários desse altíssimo calibre. Evans tanto trabalha com estruturas de grupo, como são o caso das recorrentes colaborações com o supramencionado Parker (um dos ilustres que já passou pelo ciclo de programação da F.Ú. na Culturgest Porto), o “festivalado” ensemble Mostly Other People Do The Killing, e, inclusivamente em território nacional e com prata da casa, com o Motion Trio de Rodrigo Amado, como tem vindo a explorar as várias possibilidades de concretização do seu instrumento numa circunstância solo. Foi justamente nessa prática que iniciou a sua carreira discográfica, e logo na Psi Records de Parker, com ‘More and More’. Distingue-o um controlo assombroso sobre a técnica do instrumento – timbre, dinâmica, volume, velocidade, e controlo sobre todos os interstícios do trompete -, mas (e crucialmente) é o entendimento do papel que este pode ter no encaixe e diálogo com os espaços em que ocupa que o torna um músico tão notável. No particular de estruturas de arquitectura propensas ao desenvolvimento de fenómenos de reverberação rica e carismática, são já vários os trabalhos verdadeiramente dignos de registo de Evans, pelo que podemos esperar uma sessão promissora entre os milhões de cruzamentos frequenciais da “capela” da Avenida dos Aliados.

More is More Records http://www.moreismorerecords.com/peterevans.html

Entrevista Bodyspace http://bodyspace.net/entrevistas.php?ent_id=375

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/05/peterevans.html

Sex, 2 Maio 2014
Poster por Jucifer http://filhounico.com/novidades/poster-jucifer-calvin

CJonhsonWEB2.jpg

Dom, 27 Abril 2014
Calvin Johnson, St. George's Church, 30 de Abril, 22h http://filhounico.com/novidades/calvin-johnson-st-georges-church-30-abril

CalvinSITE.jpg

Como uma vez o semanário Guardian colocou a coisa, Calvin Johnson, um pioneiro do paradigma do que pode ser e significar uma editora de discos independente, o homem de palco excêntrico, o amigo de Kurt Cobain, é um exemplo de um poderoso paradoxo: realeza indie. Como fundador e doutrinário da K Records - uma plataforma multiforme iniciada em 1982 (edição de discos em cassette e mais tarde vinil, organização de concertos e projecção de filmes, e contando com o Dub Narcotic Studio desde 1993, onde gravou nomes como Beck, Mirah, Make-Up ou Built to Spill) e orientada inicialmente para a comunidade local da sua cidade Olympia - assim como através das suas bandas Beat Happening e Dub Narcotic, provou que a música 'independente' ou 'alternativa' de finais de 80 e dos anos 90 não era uma lamentável afiliação de indigentes sem talento ou motivação mas um movimento de emancipação de estilo, e um campo social construído propício para indivíduos com personalidade carismática brilharem e seduzirem mais gente a abraçarem a proposta de descentralização criativa do punk rock. Há já alguns anos que Calvin tem viajado apresentando-se a solo num formato minimal e primitivista - a sua voz barítono, guitarra, um ou outro elemento de percussão, como quando subiu ao palco do TAGV em Coimbra faz agora uma década - , subvertendo o formato 'acústico' domesticado e previsível, optando por tocar de pé e potenciar uma atmosfera espontânea de partilha entre público e performer (há falta de termo justo em português) num tipo de concerto avesso à contemplação passiva do artista. Esta atitude revela a paixão que nutre pela natureza primordial do rock and roll e da country e os seus espectáculos perante uma audiência, no período em que a amplificação eléctrica das bandas ainda não era uma realidade adquirida, e o afecto que partilha pela dimensão extra-ordinária que a interpretação de canções ao vivo pode e deve tomar. Como sugerido por Calvin, reservamos a anglicana Igreja de St. George, ao Jardim da Estrela, para a noite de estreia em Lisboa deste inquieto criador e produtor que contribuiu indelevelmente para a definição do panorama da música independente contemporâneo.

K Records
Entrevista no Soft Focus


'I'm Down'


Ao vivo em Glasgow


Ao vivo em Melbourne


Vídeo 'Bewitched' dos Beat Happening

Bilhetes disponíveis na Ticketline e na Fnac, Worten, El Corte Inglés , C. C. Dolce Vita, Casino Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Ag. Abreu, A.B.E.P., MMM Ticket e C. c. Mundicenter e U-Ticketline

Número de telefone para reservas e informações: 1820

Dom, 27 Abril 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourenco-lounge-abril14

PosterLoungeAbril2014WEB.jpg

Qui, 17 Abril 2014
FÚ Apresenta no Lounge Ondness + Van Ayres + FÚ dj set, 24 de Abril, 22h30 http://filhounico.com/novidades/ondness-van-ayres-fu-dj-set-24-abril

OndnessSITE.jpg

Van-AyresSITE.jpg

Noite de concertos no Lounge antes da alvorada de 25 de Abril, com Ondness, Van Ayres e um sócio FÚ nos pratos, em mais um serão em que se celebra o poder da auto-determinação e partilha pela Música. Ondness é o projecto solo de Bruno Silva (Sabre, Olive Troops SOS, Canzana, etc) que após um longo período sabático voltou à esfera pública de forma assertiva no ano passado. Como o próprio partilha no limão, o substracto conducente da sua obra parece informado pelos "desígnios da paranóia, cosmologia, realidades paralelas e demais matéria de intriga, vazio e sonho". Esta teia de interesses e fascínios tem vindo a ser tornada operante numa música electrónica rizomática de produção artesanal, com uma coerência processual que faz pandã com a diversidade dos resultados, de vinhetas ambientais pantanosas a temas com batida e arranjos tecnóides, publicadas em edições cuidadas em cassetes por editoras como Adventures in Dubbing ou Birkhouse, e inclusão do carismático tema 'A Mantra For 2013' na compilação de Verão na Opal Tapes.
Van Ayres é uma das faces musicais do labiríntico Rafael Ayres, moço formado na António Arroio com um trabalho visual multimedial, do desenho ao vídeo, e já com uma obra generosa publicada de forma independente, nomeadamente fanzines e BDs. Começou a gravar música por si há dois anos e pouco, em casa, mostrando-a online através de vídeos editados pelo próprio, ou então apenas com uma imagem e som, sob o nome 'Ulimwengu', entretanto informalmente encurtado para 'Uli'. Ao Lounge vem estrear-se com o renovado epíteto Van Ayres, para apresentar temas "ao piano e guitarra, com e sem batidas", com certeza não verdadeiramente insular do que se conhece de Uli, reportório amador e promissor de música de câmara de sobrevivência na sombra, leal ao seu ethos 'Keep it Fake'.

Ondness soundcloud

'Bike Cruise to an Absolute Elsewhere' Mix


'A Mantra for 2013'

Uli/Van Ayres

Van Ayres bandcamp


Uli/Van Ayres ao vivo na Feira Morta

Seg, 14 Abril 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ Blacksea Não Maya, DJ Firmeza e DJ Nervoso, Sexta-feira, 11 de Abril, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-blacksea-nao-maya-firmeza-nervoso-11-abril

PosterNoitePrincipeAbril2014WEB.jpg

Abril, dia 11, é a data para a próxima Noite Príncipe. Vamos poder contar com os Blacksea Não Maya, do Bairro da Cucena na Margem Sul, ou sejam DJ Kolt, DJ Noronha e DJ Perigoso, um triunvirato fenomenal sempre pronto a elevar a fasquia do campeonato, como nos bate sempre que acabamos de dançar ao som dos seus vibrantes sets sempre renovados com material novo. Segue-se o jovem Cílio Manuel, mais conhecido na Quinta do Mocho e em qualquer parte do globo a quem a sua música possa tocar, como DJ Firmeza, presença regular nas festas no Musicbox da família Príncipe, porque simplesmente percebe da poda como ninguém no que toca a seduzir uma pista para o seu fantástico estilo de som e de mistura ao vivo. A fechar quem dirige é o senhor Edney Magalhães, o único e inimitável DJ Nervoso, que da última vez que pisou o palco na Noite Príncipe - na festa do 2º Aniversário, em despique de saúde com DJ Marfox - levou todo o mundo ao delírio com os seus hinos de batida tecnóide que há anos o guetto conhece, e cada vez mais outros novos dançam extravagantemente como novidade.

Príncipe
Blacksea Não Maya
DJ Firmeza
DJ Nervoso

Sex, 4 Abril 2014
Excepter, Culturgest Porto, 3 de Abril, 22h http://filhounico.com/novidades/excepter-culturgest-porto-3-de-abril-22h

ExcepterSITEcult.jpg

“Excepter é uma banda de protesto sintética construída para eliminar diferenças culturais através de confusão polarizada", de acordo com o seu carismático líder John Fell Ryan - músico, editor, designer visual, DJ, ex-membro da emblemática No-Neck Blues Band, e reconhecido estudioso de Stanley Kubrick. Com o regresso aos discos no final de 2013 com o EP ‘Christisland’, uma digressão europeia primaveril agendada e o novo album ‘Familiar’ anunciado para breve, poder-se-ia dizer que o agora quarteto, referência da música electrónica de vanguarda na última década, obstinado em quebrar, analisar e taxidermizar todas as leis da física postuladas sobre o como e o porquê de sons se organizarem em música, está mais activo que nunca. Este colectivo nova-iorquino despontou para a actividade pública em 2002, apresentando-se ao vivo com tácticas performativas que ora sublinhavam ou obscureciam os propósitos conceptuais que o motivava. Na altura como agora, definir o seu som, batida e orgânica de arranjos é tão difícil como responder à pergunta se os Excepter são criação, descontrução ou auto-destruição. Habitualmente celebrados e desconsiderados pelas mesmas noções de coerência e aleatoriedade na análise crítica da sua obra, do iniciático ‘KA’ ao pico de exposição em ‘Debt Dept’ lançado na Paw Tracks dos Animal Collective, o seu espectro estético vai do trabalho de sintetizadores rumo ao infinito (entre Charlemagne Palestine e Mr. Fingers) ao electro de pendor mais nocturno e criminoso. A magia da sua música parece nutrida na esfera da invocação de momentos, acidentes conjurados, quase que como um produto de um ritual de uma seita religiosa a realizar-se em tempo real, pacientemente descortinando o âmago poderoso do feitiço que cativa uma plateia.

Site oficial http://www.excepter.net

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/04/excepter.html

Seg, 17 Maro 2014
FÚ Apresenta no Lounge Ignatz + FÚ dj set, 15 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-lounge-ignatz-15-de-marco

ignatzendestervendehondenSITE.jpg

Há já quase uma década que o belga Bram Devens usurpou o nome Ignatz - do pérfido rato da BD 'Krazy Kat' criado por George Herriman no início do século XX - para começar a realizar aquilo que imaginava seu a contribuir para o cânone comunitário da música que brotou do blues norte-americano. Tornou-se desde então um guitarrista elogiado e elegível no underground europeu e norte-americano, tocando extensivamente nos dois lados do Atlântico, ao lado de boa gente como Six Organs of Admittance, LSD March ou Heatsick, enquanto foi alimentando uma discografia representativa do seu estilo de escrita de canções, cinzeladas com uma espontaneidade crua, uma calma luminosa, justificada até na sua experimentação a nível de arranjos. Após os discos de estética primitivista que favorece, como assim os Velvet Underground o caucionaram, 'III' de 2008 e 'I Hate This City' de 2011 na Kraak, editou no ano passado na finlandesa Fonal o refinado 'Can I Go Home Now?', já gravado na sua nova residência na zona rural de Landen, para onde rumou quando se fartou de Bruxelas. É um disco assente numa linguagem folk desprendida e familiar, ecoando ícones como Dylan ou Jandek, caloroso na forma como a sua voz deslocada e a instrumentação estóica nos canta momentos de beleza rude partilhada. Visita-nos no Lounge acompanhado pelos irrepreensíveis De Stervende Honden, com Eirk Heestermans na bateria e Tommy Denys no baixo, a sua banda de suporte com quem gravou novo LP a sair no decorrer deste ano.*

*Por motivos alheios à Filho Único, Ignatz irá afinal apresentar-se a solo nesta data.

Site oficial


Entrevista

Sb, 15 Maro 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Puto Anderson, DJ Maboku e DJ Marfox, no Musicbox, Sexta-feira, 14 de Março http://filhounico.com/novidades/noite-principe-puto-anderson-maboku-marfox-musicbox-14-marco

PosterNoitePrincipeMarco2014.jpg

A Noite Príncipe de Março traz como feliz novidade a estreia da Txiga Produções no cartaz da mensalidade, com DJ Puto Anderson, do Bairro dos Fetais, como ilustre representante do colectivo e do seu estilo, pronto para convencer sem problema na pista do Musicbox. O grupo da Txiga formou-se no Verão de 2011 e é constituído actualmente para além de Puto Anderson por DJ Nino, DJ K30 e DJ Wayne. Seguir-se-á um dos habituais magníficos, DJ Maboku, da Casa da Mãe Produções (CDM) que partilha com DJ Lilocox, crew que teve uma clara influência na génese e direcção da Txiga. DJ Marfox assume o comando para a última parcela da noite, numa altura em que se avizinha o lançamento do novo e colossal EP 'Lucky Punch' na norte-americana Lit City Trax, que tem vindo a editar música de nomes como DJ Rashad, Visionist ou Traxman.

Príncipe


DJ Puto Anderson - Tarraxo do Frio


DJ Maboku - Laranjas


DJ Marfox mix na DAZED

Seg, 3 Maro 2014
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-pedro-lourenco-fev-2014

PosterLoungeFEV2014.jpg

Seg, 24 Fevereiro 2014
O Cão da Morte + Moxila + FÚ dj set, Lounge, 27 de Fevereiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-lounge-cao-da-morte-moxila-27-fevereiro

CaodaMorteSITE.jpg

MoxilaSITE.jpg

A residência da Filho Único no Lounge regressa em Fevereiro com 2 concertos; O Cão da Morte e Moxila. Luís Gravito tem sido O Cão da Morte desde circa 2007, e apesar do nome de guerra lúgubre oferece-nos uma música pop ametista, de vagar lo-fi sumptuoso e dolente, tomando o seu tempo acertado a envolver-nos no seu ânimo e refrões cifrados. Tocando ao vivo regularmente pelo país há já alguns anos, é figura destacada de uma comunidade persistente que conquistou pelo próprio pulso experiência na autoria, gravação e produção de canções pelos meios angariados e desenvolvidos, tocando em discos uns dos outros e partilhando palcos pelas principais cidades do país. Vem com certeza mostrar-nos temas novos e do mais recente 'Fim de Verão', que gravou com a ajuda do cúmplice próximo Filipe Sambado e de pares da corporação Cafetra. A Mariana, de Braga, é Moxila, que partilhou ao mundo no seu bandcamp no Verão passado um conjunto de 10 canções sob o mesmo nome, e lançou o álbum 'A Mariana é a Futura Varredora de Rua' em Dezembro na Gentle Records, download gratuito. O signo é o mesmo sentimento caseiro mas a instrumentação e arranjos das canções mais crus e minimais, com uma entrega desprendida looney tão fascinante como os universos secretos de irrisão em idade jovem conseguem ser. Estreou-se a tocar ao vivo em Lisboa no final do ano passado, na Feira Morta no Centro Comercial Imaviz, e vem ao Lounge mostrar a sua pop acústica de categoria, entre o sonho e o demencial, cheia de potencial transformador.

O Cão da Morte 'Fim de Verão'

Moxila 'A Mariana é a Futura Varredora de Rua'

Moxila bandcamp

Seg, 24 Fevereiro 2014
NOITE PRÍNCIPE 2º ANIVERSÁRIO, Musicbox, Sexta-feira, 21 de Fevereiro http://filhounico.com/novidades/noite-principe-2-aniversario-musicbox-21-fevereiro

2ANIVERSARIOPRINCIPEmailz.jpg

Sexta-feira, 21 de Fevereiro, a Príncipe – a editora e promotora das Noites homónimas mensais acolhidas no aliado fundamental, desde o primeiro dia, Musicbox - celebra o seu segundo aniversário (com direito a bolo e tudo) numa epopeia nocturna recheada com o seu quadro de honra de artistas que tem vindo a produzir alguma da mais vibrante e inovadora música de dança alguma vez produzida em Portugal, para fruição do planeta, como se tem vindo a comprovar. Nesta festa, DJ Marfox vs DJ Nervoso, Blacksea Não Maya DJs, DJ Nigga Fox, DJ Firmeza vs DJ Liofox, DJ Maboku vs DJ Lilocox e Niagara, todos subirão ao palco para a extravaganza mais certa a viver numa Noite. Agora, como quando brindamos ao primeiro aniversário, reiteramos o convite ainda mais convictos do seu valor: a todos os nossos amigos que resistem e sobrevivem na capital do outrora dito Império, a todos os curiosos e os de visita, seja qual for a vossa idade, cor de pele, orientação sexual, dinheiro na carteira, roupa no corpo: as Noites Príncipe são para todos os que vêm para dançar música daqui e agora noite adentro esquecendo o mundo lá fora. Saúde!

PRÍNCIPE
DJ MARFOX
DJ NERVOSO
BLACKSEA NÃO MAYA
NIAGARA
DJ LILOCOX & DJ MABOKU
DJ FIRMEZA
DJ LIOFOX
DJ NIGGA FOX

Sb, 8 Fevereiro 2014
Sonic Boom / Experimental Audio Research, Teatro Maria Matos, 6 de Fevereiro, 22h http://filhounico.com/novidades/sonic-boom-ear-teatro-maria-matos-6-fevereiro

EAR1.jpg

Pete “Sonic Boom” Kember (n. 1965) é um instigador e um lendário sobrevivente do psicadelismo no campo do rock, desde que formou os indomáveis Spacemen 3 em 1982 com Jason Pierce (Spiritualized). Para além dos concertos intensos que sulcaram memórias e carácteres criativos desde então, tem vindo a produzir uma quantidade muito substancial de música que marcou, indelevelmente, a produção sonora independente dos anos 80 em diante. Ao longo de discos notáveis enquanto Spectrum e Experimental Audio Research (E.A.R.), Kember mantém-se permanentemente na procura de novas formas de comunicação da transcendência, explosão metafísica e comunicação cósmica através de som, rito e hipnose. Nos últimos anos a esta parte tem vindo a ser redescoberto pelas gerações mais jovens, criadores e ouvintes, muito devido ao seu comando nas misturas de ‘Tomboy’ de Panda Bear – com quem se apresentou ao vivo na promoção do mesmo – e funções de produtor em ‘Congratulations’ dos MGMT, para além do trabalho de masterização em discos de Sun Araw, Peaking Lights, Wooden Shjips e das reedições recentes de Red Crayola. Desde a criação desta sua alteridade E.A.R. em 1990, Kember tem tocado com um diverso mas criterioso grupo de músicos ao longo do tempo, tanto em estúdio como ao vivo, de Eddie Prévost a Kevin Shields, passando por Delia Derbyshire ou Thomas Köner, dado que entende o conceito por si desenhado tanto como um veículo individual solitário como prevê ensembles colaborativos.
"Numa altura em que se associa, uma vez mais, a Panda Bear para produzir o sucessor de Tomboy, e que colabora criativamente com os Peaking Lights, Sonic Boom criará um concerto especial para a nossa sala, mergulhado em imagens hipnóticas e cruzando as suas canções e canções de outros ― Laurie Anderson, Kraftwerk ou Suicide, por exemplo ― com o detalhe expansionista, transcendental e psicadélico de Experimental Audio Research, deixando-nos informação importante sobre seu próximo álbum, em preparação." in http://www.teatromariamatos.pt/pt/prog/musica/2013-2014/sonicboom

Site oficial http://www.sonic-boom.info

Entrevista Soft Focus http://www.vice.com/soft-focus/soft-focus-at-atp-uk-pete-kember


Vídeo ao vivo, versão de 'Hall of Mirrors' dos Kraftwerk


Vídeo ao vivo, versão de 'Walking & Falling' de Laurie Anderson


Vídeo ao vivo em Nantes

Em colaboração com o Teatro Maria Matos

Mais informação em http://www.teatromariamatos.pt/pt/prog/musica/2013-2014/sonicboom

Bilhetes disponíveis na bilheteira física e online do TMM

Dom, 2 Fevereiro 2014
NOITE PRÍNCIPE c/ Príncipe DJs + DJ Kolt & DJ Perigoso (B.N.M.) + DJ Maboku & DJ Lilocox + Niagara (live act), Sexta-feira, 31 de Janeiro, 00h00 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-blacksea-nao-maya-maboku-lilocox-niagara-31-janeiro

PosterNoitePrincipeJaneiro14.jpg

A primeira Noite Príncipe de 2014 acontece no próximo dia 31 de Janeiro, última Sexta-feira do mês. Reunamos em festa para saudar um novo ano a augurar prósperas avenidas de acção e expressão para a editora Príncipe e os artistas que são a razão da sua existência e relevância, cada vez mais apoiada por tanta boa gente a vir às Noites Príncipe, a comprar os discos, vinil ou digital, ouvindo em casa e rodando nas suas festas locais, um pouco pelo globo fora.
A festa de Janeiro terá início pelas 00h00 e trará um alinhamento composto por Príncipe DJs num aquecimento suave, seguido de um novo Blacksea Não Maya DJ set, desta feita por DJ Kolt com DJ Perigoso. Depois será hora do regresso de DJ Maboku & DJ Lilocox ao palco do Musicbox, terminando a festa com um raro e especial live act dos Niagara, "música de dança gerada ao vivo com mãos a mexer em botões" Flur dixit.

Príncipe soundcloud


Blacksea Não Maya - Bifes De Momento


DJ Lilocox & DJ Maboku - Africanamente


Niagara - Conde

Príncipe no programa 'Spun Out' da rádio NTS

Mais informação em http://www.musicboxlisboa.com/noite-principe-djmaboku-djlilocox-blacksea-nao-maya-djset-niagara/

Dom, 19 Janeiro 2014
Samara Lubelski, Culturgest Porto, 17 de Janeiro, 22h http://filhounico.com/novidades/samara-lubelski-culturgest-porto-17-de-janeiro-22h

SamaraSITE2014.jpg

Não raras vezes descrita como uma música predilecta dos músicos, Samara Lubelski, novaiorquina nada e criada, é uma das mulheres com maior impacto no universo independente de produção de música mais arrojada. Criada no Lower East Side da Big Apple (antes da gentrificação) e rodeada de arte por todos os lados desde muito jovem, Samara Lubelski já viu décadas passar na cidade onde as décadas condensam o que noutro sítio poderiam ser séculos de acontecimentos, sempre com um juízo crítico apuradíssimo e o maior dos entusiasmos por todos os que arriscam com destreza e engenho. Co-fundadora dos Hall Of Fame, baluartes locais do ruído e da canção anglo-saxónica desmontada, parte integrante e colaboradora regular vai para mais de 15 anos nos Tower Recordings e em outras formações do guru Matt Valentine, gravou uma série de discos importantes do rock underground - de 'Arrived in Gold' dos Sightings, a 'Blueberry Boat’ dos Fiery Furnaces. Hoje em dia toca activamente com Thurston Moore nos seus Chelsea Light Moving, quarteto que o ex-Sonic Youth criou após a hibernação da sua banda de sempre, e que editou em 2013 o seu homónimo álbum de estreia na Matador Records, precedido e sucedido por tournées um pouco por todo o Ocidente e Oceania. Nesta sua actuação solo na Culturgest Porto, Samara vem apresentar o seu trabalho para violino acústico amplificado e processamento de efeitos, para esculpir momentos em paisagem sonora, que remontam para o clássico 'Catch Wave' de Takehisa Kosugi (pelo timbre e instrumentação), como para a escola psicotrópica de uns Taj Mahal Travellers, pela maleabilidade molecular do som, e pela invulgar ordem sucessiva dos acontecimentos no movimento da música, muito para lá dos exercícios mântricos do minimalismo. Com ‘In The Valley’ editado em 2003 na Eclipse, como ponto de referência deste seu registo de violino solo, Samara verá sair em breve novo LP neste formato na belga Ultra Eczema.

Site oficial http://www.samaralubelski.com


’Speedway Of The Winged Shuttle To The The Southern Hemisphere (clip)’ de ‘In The Valley’ (2005, Eclipse)


Marcia Bassett & Samara Lubelski - 'Sunday Night (excerpt)’ de 'Sunday Night, Sunday Afternoon' LP (2012, Kye)


Vídeo 'Jammage Cruiser’

Mais informação em http://www.culturgest.pt/arquivo/2014/01/samara.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Seg, 30 Dezembro 2013
Noite Príncipe c/ Blacksea Não Maya DJ set, DJ Nigga Fox e DJ Marfox, Sábado, 28 de Dezembro, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-naomaya-niggafox-marfox-sabado-28-dezembro-01h30

PosterNoitePrincipeDez13WEB.jpg

2013 foi um ano de exponenciação admirável da estrutura editorial da Príncipe, desde logo pelo reconhecimento cada vez mais alargado à música dos artistas editados, e promovidos na festa mensal Noite Príncipe no Musicbox. 2014 trará consigo ainda mais desenvolvimentos relativos à consolidação internacional do projecto, sendo prova disso a recente nomeação do 12'' 'O Meu Estilo' do DJ Nigga Fox no Top 'Critical Beats' do número actual da revista Wire, dedicado a distinguir o que de melhor se passou nos diferentes quadrantes do panorama musical independente em 2013. A próxima e última Noite Príncipe deste ano acontece Sábado dia 28 de Dezembro no Musicbox e contará com um alinhamento composto por um Blacksea Não Maya DJ set, conduzido por DJ Kolt e DJ Noronha, seguido de DJ Nigga Fox e capítulo final pelo DJ Marfox.

Príncipe


B.N.M. / P.D.D.G. 's/t' 12'' (2013, Príncipe)


B.N.M. 'Flautista Agressivo' (2013, Príncipe Digital Exclusive)


DJ Nigga Fox 'O Meu Estilo' Mix


DJ Marfox 'Distortion Ass' Mix

Mais informação em http://www.musicboxlisboa.com/post.php?id=1306&cat=2

Qui, 19 Dezembro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-dez-2013

PosterLoungeDezembro13WEB.jpg

Dom, 15 Dezembro 2013
FÚ Apresenta no Lounge Os Passos Em Volta, 18 de Dezembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-os-passos-em-volta-18-de-dezembro-22h30

PassosEmVoltaWEB.jpg

A Cafetra termina o ano em corpulenta vibração do seu postulado existencial: ainda ressoa a corrosão/irrisão abençoada das Putas Bêbadas, em LP e ao vivo; a sua recente Noite Fetra & Amigos foi um sucesso de assunto em dia de livre exame e inspiração; as Pega Monstro em breve entrarão em estúdio para gravar novo álbum; e Os Passos Em Volta, banda primordial da comandita, regressa à mensalidade da Filho Único no Lounge no último mês de 2013 para um concerto há muito devido à cidade que informa e nutre as suas canções. Rock sem caução conceptual, mas de pose e substância conceptualmente abertas, e alcance ilimitado, como muitos almejam mas só poucos têm a força e clareza da persistência, ‘vai ser fetra até morrer’.

Bandcamp http://ospassosemvolta.bandcamp.com


Vídeo 'Fetra'


Vídeo de tema novo ao vivo na Ericeira

Dom, 15 Dezembro 2013
Poster por Bjorn Copeland http://filhounico.com/novidades/poster-por-bjorn-copeland

PosterGreenRayPandaBearWEB.jpg

Ter, 10 Dezembro 2013
GREEN RAY Curated By PANDA BEAR, Lux Frágil, 13 de Dezembro, 23h http://filhounico.com/novidades/green-ray-panda-bear-lux-fragil-13-de-dezembro

PandaBearGreenRaySITE.jpg

Incontornavelmente considerado como um dos escritores de canções mais importantes da década passada e do tempo presente, a solo ou nos Animal Collective, Panda Bear tornou pública música e letra que tomou a sua vez no cânone da música popular universal. Vê-lo é sempre uma experiência beatífica e profundamente benigna, e preciosa oportunidade para como obsessiva e construtivamente reestrutura peças recentes e antigas, desenhando também as suas canções futuras, que o começam a ser, realmente, à nossa frente. Desenvolvimentos recentes incluem a sua participação no blockbuster ‘Random Access Memories’ dos Daft Punk, e até final do ano enfiar-se-á em estúdio lisboeta para gravação do muito aguardado sucessor de ‘Tomboy’ de 2011.


Vídeo ‘You Can Count On Me’


Daft Punk | Random Access Memories | The Collaborators: Panda Bear

ActressSITE.jpg

Actress (Live)

Nome de guerra de Darren Cunningham, produtor britânico de uma música de dança electrónica arrojada e reverenciada como tal, desde que em 2004 lançou o seu primeiro 12’’, na sua própria editora Werkdiscs (onde também lançou nomes como Zomby ou Lukid). Após os aclamadíssimos longa-durações ‘Splazsh’ e ‘R.I.P.’ na Honest Jon’s de Damon Albarn, tem vindo a tocar imenso por todo o mundo, em clubes, festivais, e abraçando projectos especiais, como a apresentação ao vivo comissionada pela Tate Modern, como parte da exposição de Yayoi Kusama. Até ao final do ano está prometida a edição do novo LP ‘Ghettoville’, especulada sequela do seu álbum de estreia ‘Hazyville’.


Boiler Room x adidas Originals DJ Set no Primavera Sound


Vídeo ‘Voodoo Posse Chronic Illusion’

BDGSITE.jpg

bEEdEEgEE (Live e DJ set)

Membro original e liderante dos Gang Gang Dance, o músico e prolífico artista visual Brian DeGraw é um produtor compulsivo de renovadas encarnações e manifestações públicas ao longo da última década e meia. Amplamente reconhecido como um DJ carismático e distintivo, muito em breve estrear-se-á com o seu disco a solo ‘SUM/ONE’, a sair na 4AD no início de Dezembro. Com um elenco de vocalistas convidados que inclui Lovefoxxx (Cansei de Ser Sexy), Alexis Taylor (Hot Chip) e Lizzi Bougatsos (companheira de armas nos GGD), o registo promete consolidá-lo como um produtor de música que intrepidamente renega questões como a pureza estilística, na sua nóbel demanda por uma pop audaciosa.


‘Bricks’

Editora http://4ad.com/news/7/10/2013/introducingbeedeegeesumoneoutindecember

GalaDropDJsSITE.jpg

Gala Drop (DJ set)

Paralelamente ao processo de produção do sucessor de ‘Broda’, Afonso Simões e Nelson Gomes, os arquitectos basilares do som do quinteto de Lisboa, têm vindo no último ano a ganhar uma reputação admirável enquanto DJs em festas e clubes da capital. Inspirados pela inesgotável riqueza dos campos do rock e da música electrónica de dança, para além da transumância afectiva África - Jamaica celebrada desde o início na identidade da banda, os seus sets ilustram generosamente o seu amor pela Música, sempre em favor da partilha e do espírito de festa comunal.

Soundcloud https://soundcloud.com/gala-drop

NiagaraSITE.jpg

Niagara (Live)

Como escreveu a Flur, na sua newsletter em Julho passado “Os sets ao vivo deste trio (António, Alberto e Sara) com base em Loures, em locais como o bar Capela, no Bairro Alto, por exemplo, faziam tremer de prazer quem treme de prazer ao ouvir música de dança gerada ao vivo com mãos a mexer em botões.” Lançaram recentemente na Príncipe o seu 12’’ de estreia ‘Ouro Oeste’, pérola soberba de teoria e intuição para a pista de dança que tem vindo a conquistar atenção global dos entusiastas do género, justiça feita a esta unidade de out-Jack inigualável a separar o trigo do joio da French Touch e a moldá-lo com abstracções do que mais lhes comoveu do passado recente do techno minimal.

‘Ouro Oeste’ no Soundcloud da Príncipe https://soundcloud.com/principepromos/sets/p003-niagara-ouro-oeste-vinyl


Vídeo ‘Sessão Caseira’ para a ÓRFÃO

PittmanSITE.jpg

Marcellus Pittman (DJ set)

Membro do colectivo essencial 3 Chairs, com Rick Wilhite, Theo Parrish e Kenny “Moodymann” Dixon, este nativo de Detroit teve um papel fundamental no desenvolvimento da segunda vaga do Techno da Motor City na década de 90 em diante, tanto a nível estético como organizacional. ‘Essential Selections, Vol. 1’, na editora Sound Signature de Theo Parrish, é um dos marcos discográficos iniciais mas ao longo do tempo tem editado clássicos como o fantástico ‘Midwestern Advocates EP Part One’ no seu próprio selo Unirhythm, ou o imaculado 12’’ de 2005 na FXHE de Omar S. Como DJ, tem um patenteado estilo de mistura cru que brilha com as selecções de soul, electro-funk e house, amiúde italo e catálogo basic channel, que vence qualquer resistência insalubre na pista.

Podcast na XLR8R http://www.xlr8r.com/podcast/2011/09/marcellus-pittmans-new-forms-mix

FACT Mix http://www.mixcloud.com/FACTMixArchive/fact-mix-201-marcellus-pittman

EricCopelandSITE.jpg

Eric Copeland (Live)

Membro dos seminais Black Dice, Eric Copeland tem vindo a trilhar simultaneamente caminho em nome próprio, com edições discográficas de diferenciado alcance, residências artísticas na Europa e séries de datas conjuntas com amigos músicos, como Avey Tare ou Panda Bear dos Animal Collective à cabeça. Este ano lançou novo álbum a solo e o primeiro na editora DFA, ‘Joke in the Hole’, consumando assim um regresso à casa que outrora acolheu a sua banda-mãe. Um punk no coração para sempre, Eric recorre instintivamente ao excesso não-consumível pela máquina pop, o detrito e o desviante, para matéria a trabalhar musicalmente, combinando humor e sordidez série z no seu retalho sonoplasta que com o tempo tem conquistado cada vez mais aderentes e entusiastas.

Soundcloud DFA https://soundcloud.com/dfa-records/sets/dfa2382


Vídeo ‘Fun Dink Death’

RonMorelliSITE.jpg

Ron Morelli (DJ set)

A partir do seu apartamento de Brooklyn, há dois anos que Ron Morelli tem vindo a edificar a sua editora L.I.E.S., editando a um ritmo consistente séries limitadíssimas de vinis 12’’ de house e techno cru e desarmante, numa amplitude que toca desde o visceral até ao psicadélico. Obstinadamente independente e insolente na sua operação estética e política, que fascinou os atentos e os aborrecidos do já adulto mundo da música de dança, o sócio-gerente único da L.I.E.S., desenhada à sua imagem e medida, é também um DJ e produtor por direito próprio. Só com um 12’’ editado, sob o nome U-202, verá em breve o longa duração debutante ‘Spit’ ser lançado na editora Hospital Productions, de Dominic Fernow (Prurient, Vatican Shadow, Cold Cave).

Soundcloud L.I.E.S. https://soundcloud.com/l-i-e-s

‘At Home With: Ron Morelli of L.I.E.S’. na FADER http://www.thefader.com/2012/04/03/at-home-with-ron-morelli-of-l-i-e-s

Uma co-produção do Lux Frágil e da Filho Único

Bilhetes disponíveis na Ticketline e locais habituais

Qui, 28 Novembro 2013
Poster por Pedro Barateiro http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-barateiro

PosterLonnieHolleyporPedroB.jpg

Seg, 25 Novembro 2013
Lonnie Holley, Sala dos Espelhos do Palácio Foz, 26 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/lonnie-holley-sala-dos-espelhos-do-palacio-foz-26-de-novembro-22h

LonnieSITEz.jpg

Lonnie Holley (n. 1950) é um artista plástico e músico afro-americano de Birmingham, Alabama, que cria esculturas integrando lixo e objectos encontrados, e cuja música partilha a mesma sensibilidade improvisadora e visionária da sua aclamada arte bruta. Holley canta sobre o amor, sobre bebés a arder e crianças a chorar e de um mundo tecnológico contemporâneo onde tudo parece perdido. A sua produção musical é alicerçada em recursos radicalmente minimais: um teclado hi fi, tecendo drones electrónicos e elementos percussivos, e a sua voz plena de alma e dona de um vibrato expressivo, capaz de transformar o seu estilo lírico espontâneo e repetitivo num processo hipnótico encantatório. ‘Just Before Music’ lançado no ano passado apresenta as suas primeiras gravações de estúdio, uma colecção impactante de temas que nos fascinam para o enigma temporal que se revela a sua catalogação, simultaneamente futurista e nostálgica, na melhor tradição da expressão artística negra dos EUA, evocativa do trabalho organista celestial idiossincrático de Sun Ra, do som soul/folk de Terry Callier ou do hip hop DIY da Screwed Up Click. Oriundo de um contexto sócio-cultural rude e desfavorecido, a sua primeira obra de arte foi um memorial no final da década de 70, um par de lápides para duas sobrinhas que morreram num incêndio de uma casa. Nos anos 90 o seu trabalho foi exposto na Casa Branca, ao tempo da administração Clinton, e seleccionada para representar o país nos Olímpicos de 96 em Atlanta, e em 2003 uma retrospectiva significativa tomou lugar no Birmingham Museum of Art. Este mês de Setembro, a admirável editora folk arquivista Dust-to-Digital voltou a publicar novo álbum de Lonnie, ‘Keeping a Record of It’, que inclui a participação dos convidados Cole Alexander (Black Lips), Bradford Cox (Deerhunter) e da artista visual Lilian Blades, e nas primeiras semanas de Outubro foi o artista de abertura na presente tour de Bill Callahan nos EUA.

Editora http://www.dust-digital.com/lonnie-record

Vídeo ao vivo no Whitney Museum

Vídeo ‘All Rendered Truth’


Vídeo ‘Six Space Shuttles and 144,000 Elephants'

Entrevista FADER http://www.thefader.com/2013/03/27/just-before-music-lonnie-holleys-knotty-life/

Bilhetes disponíveis no Palácio Foz e nas lojas Flur e Matéria Prima (Lisboa)

Seg, 25 Novembro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-novembro-13

PosterLoungeNovembro2013WEB.jpg

Sex, 15 Novembro 2013
FÚ Apresenta no Lounge Helena Espvall + Hisham Mayet (Sublime Frequencies) DJ set + FÚ dj set, 21 de Novembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-helena-espvall-+-hisham-mayet-sublime-frequencies-dj-set-+-fu-dj-set-21-de-novembro-22h30

HelenaSITE.jpg

Hisham

Helena Espvall é uma violoncelista de origem sueca que passou os últimos anos largos nos Estados Unidos, e que está a viver perto de nós em Lisboa em tempos recentes – um privilégio. Emergindo como uma das vozes dos excelentes Espers, parte crucial do boom de trabalhos na música independente norte-americana de meados da década passada que se dedicou a uma actualização das formas folk anglo-saxónicas, tem vindo calmamente a construir um percurso discográfico e em palco, em âmbitos mais ligados a uma improvisação altamente melódica – a senhora Espvall tem um ouvido caríssimo para construções harmónicas espontâneas. Entre trabalhos a solo regulares, editou dois óptimos discos em duo com o mítico Masaki Batoh, líder dos Ghost (ambos pela Drag City); estabeleceu uma colaboração regular com Eugene Chadbourne, tendo feito também alguns trabalhos em formações com o artista português David Maranha, entre tantos outros encontros. Nos seus registos a solo mais recente encontramo-la a desenhar lindas tecituras hipnóticas, nas quais encontra sempre aberturas melódicas fascinantes, numa busca incessante pelas possibilidades da frase num âmbito pós-clássico e telúrico.

Após o concerto, Hisham Mayet, co-fundador e editor do selo Sublime Frequencies, repartirá o cargo de DJ da noite com um membro da Filho Único.

Bandcamp http://helenaespvall.bandcamp.com

Editora http://www.sublimefrequencies.com
Mix de Hisham Mayet para a revista WIRE http://thewire.co.uk/audio/on-air/sublime-frequencies-mix

Qua, 13 Novembro 2013
Tropa Macaca, Culturgest Porto, 8 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/tropa-macaca-culturgest-porto-8-de-novembro-22h

TropaCulturgestFinn.jpg

Tropa Macaca são André Abel e Joana da Conceição, banda sediada em Lisboa a trabalhar no campo da composição contemporânea electrónica. Com cerca de seis anos de parceria criativa e actividade pública, editaram a sua música em selos fundamentais do underground europeu e norte-americano como a Qbico e a Siltbreeze, tendo o mais recente ‘Ectoplasma’ sido lançado na nova-iorquina Software de Daniel Lopatin (Oneohtrix Point Never). Até esse registo a música do duo pautou-se, de um ponto de vista estrutural, na execução de peças de longa-duração. Sempre intrépidas, pareciam, a cada vez, procurar desbloquear um sem número de questões de ordem poética, e progredir ao longo do seu curso ritual no sentido de chegar a sítios inauditos, onde a revelação os aguardava. Em actuações dos últimos meses largos, contudo, temos vindo a assistir a novos desenvolvimentos na prática da banda. Temas de duração mais variável apresentam maior quantidade de eventos, que se desenrolam – em escrita e interpretação – de maneiras novas e inesperadas. Surgem espaços mais do que ilustrados, habitados, a meio destas construções, que reordenam noções convencionais de tempo, narrativa e sucessão de eventos. Como sempre tem sido o caso com a Tropa Macaca, torna-se muito complexo fazer referências a outros trabalhos artísticos passados, havendo mais semelhanças do ponto de vista tímbrico e textural (techno, house, os primórdios do catálogo da Warp, guitarras eléctricas “fusionistas” dos anos 70 e 80), do que propriamente estruturas musicais familiares. Depois de no início deste ano terem levado a cabo uma extensa digressão europeia, esta apresentação feita especificamente para o espaço da Culturgest, é a sua primeira data no Porto em 2013.

Site oficial http://tropamacaca.com


Vídeo ‘Ectoplasma’


Vídeo ‘Balada dos que já nascem mortos’

Entrevista http://www.artecapital.net/musica.php?ref=19

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/03/16-tropamacaca.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Qua, 6 Novembro 2013
Dean Blunt, Teatro Maria Matos, 5 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/dean-blunt-teatro-maria-matos-5-de-novembro-22h

DeanBluntSITE.jpg

Por força do seu disco ‘The Redeemer’, e da carreira construída com os Hype Williams, Dean Blunt impôs-se como um dos artistas pop contemporâneos mais fascinantes a produzir música e renovadas formas de a comunicar. Um caso raro nos nossos dias, tal é tamanha a sua influência edificante a operar fora do negócio corporativo da música, em estreia nacional.


Felony / Stalker 7


Dean Blunt - Track 2 Feat Inga Copeland (Narcissist II)


Papi (The Redeemer)

Editora http://hipposintanks.net

Bilhetes disponíveis na bilheteira do TMM e na sua bilheteira online

Em Colaboração com o Teatro Maria Matos

Ter, 5 Novembro 2013
Poster por Filipe Felizardo http://filhounico.com/novidades/poster-por-filipe-felizardo

PosterNorbertoLoboBLezaMAIL.jpg

Sex, 25 Outubro 2013
Norberto Lobo, B.Leza, 31 de Outubro, 22h http://filhounico.com/novidades/norberto-lobo-bleza-31-de-outubro-22h

Fotos_por_Sérgio_Hydalgo.jpg

Como escrevemos com convicção há alguns anos, "na música de Norberto Lobo, um original e um independente, reside uma qualidade rara nas progressões estéticas da criação sonora dos dias de hoje. A ideia nova, a busca pelo inaudito, coexiste nela com a composição e a interpretação enquanto exercício pessoal de comunicação e de desbravamento em comunhão com o público. Norberto Lobo não pertence a nenhuma escola mas estará seguro que terá muito a aprender com praticamente todas (senão todas mesmo), nem qualquer tentativa de descrição do seu trabalho estará minimamente completa se a associar a uma ou outra linhagem em particular." Daí que foi com plácida naturalidade que aceitou o convite da Galeria Zé dos Bois para uma residência artística em Cabo Verde durante o mês de Setembro, acompanhado do amigo e programador da ZDBmüzique, Sérgio Hydalgo, tendo visitado várias ilhas do arquipélago lusófono, conhecido muitos músicos locais, e até apresentado um concerto no Centro Cultural do Mindelo. Para já ainda ouvimos parcimoniosos relatos da sua estadia e viagens, mas com certeza episódios familiares de reacções à sua música e modo como se conduz nesta vida terão ocorrido. Como o elogio que músicos lhe têm tributado - alguns com mais anos de carreira e notabilidade, outros iniciados a fortalecer os primeiros passos - e público do nosso país e do Velho Continente, rendidos e inspirados pelo sentimento de dignidade pessoal, a meditação, a arte e a poesia do Norberto. A lucidez transcendental com que discorre até ao derradeiro alento de um concerto seu, a franqueza honrada, sem sofismas nem subterfúgios, com que acolhe e examina a toponímia e a metafísica da guitarra, instrumento em que é soberano e exerce um magistério da sobrevivência e da natureza da alma, é algo que nenhum inimigo do obscurantismo, ninguém verdadeiramente possuído do amor da verdade, se coíbe nunca de expressar um sinal claro de respeito. Na noite de 31 de Outubro deste ano, final de dia farto em títulos e simbologias associado, do clássico 'Halloween' a 'Dia Mundial da Poupança', apostamos que Norberto preferiria apoiar a causa brasileira do 'Dia do Saci', e é com enorme satisfação que saudamos o seu primeiro concerto em nome próprio na magnífica sala do B.Leza, à beira-Tejo, para nos apresentar clássicos do seu reportório e novas composições em primeira mão.

Bandcamp http://norbertolobo.bandcamp.com

Editora http://www.mbarimusica.com

'STROKKUR' de João Salaviza http://creative.arte.tv/en/community/joao-salaviza-strokkur


Ao vivo no Palácio Foz

Bilhetes disponíveis no B.Leza (4ª a Domingo, 22h30 - 4:00) e nas lojas Flur e Matéria Prima

Com o apoio
Antena3WEB2013.jpg

Sex, 25 Outubro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-outubro-2013

PosterLoungeOutubro2013.jpg

Seg, 21 Outubro 2013
Filho Único Apresenta no Lounge Tsembla + FÚ dj set, 23 de Outubro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/tsembla-fu-dj-set-23-de-outubro

TsemblaSITE.jpg

Tsembla é Marja Johansson, uma artista sueco-finlandesa a viver em Turku, na Finlândia. Marja faz uso e configurações desassombradas de instrumentos, electrónica e objectos para construir uma música timbrada pelo seu rico mundo interior, num jogo de sombras e refracções de significação com legados de campos estilísticos como o ambient e a folk. Na primavera lançou o seu terceiro disco, o longa-duração ‘Nouskaa henget’ (algo como ‘Espíritos, ascendam!’), na editora New Images de Matt Mondanile (Ducktails, Real Estate), depois da estreia com um 7’’ no selo Vauva de Jan Anderzén (Kemialliset Ystävät, Tomutonttu) e do LP ‘Fauna’ na Ikuisuus em 2011. As suas composições, instrumentais DIY exóticos reunindo melodias truculentas, ritmos e texturas mutantes, com um sentido de narrativa evocativo de um Moondog de quarto e não rua, oferecem uma perspectiva exclusiva de um lugar onde Jon Hassell atacaria um volume dos ‘Soothing sounds for baby’ de Raymond Scott, para assim renovar a firmeza de ânimo na perenidade da imaginação humana.

Site oficial www.tsembla.com

Tumblr http://tsembla.tumblr.com

Soundcloud https://soundcloud.com/tsembla

Vídeo ‘Viikunakatedraali’

Seg, 14 Outubro 2013
OUT.FEST 2013, 8 a 12 de Outubro, Barreiro http://filhounico.com/novidades/outfest-2013-8-a-12-de-outubro-barreiro

OF2013site.jpg

Seg, 7 Outubro 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Lilocox, DJ Dadifox e DJ Marfox, 4 de Outubro, Musicbox, 00h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-lilocox-dadiox-marfox-4-de-outubro-musicbox

PosterNoitePrincipeOut2013W.jpg

Depois da festa de arromba em Setembro, com Maboku, Rashad & Spinn e Marfox, todos com uma enorme onda e prestações incríveis para perdurar na memória de muitos dos presentes que lotaram o Musicbox, a Noite Príncipe de Outubro acontece já na primeira Sexta do mês.

O arranque será perpetrado pela estreia nas Noites Príncipe – e, dizem-nos, em qualquer ocasião social enquanto DJ – de Lilocox, produtor fundamental do som e alma dos Piquenos DJs Do Guetto, crew que vê o seu 12’’ pela Príncipe prestes a rebentar em Novembro. Seguir-se-á DJ Dadifox, também sócio da PDDG, e que subiu ao palco do Musicbox pela primeira vez na Noite Príncipe do passado mês de Julho, em despique jubilatório com Liofox, e aqui se fortalece para tomar conta do assunto por conta própria, ele que é parco em palavras mas letal nos tarraxos que tem vindo a produzir. Como manda a tradição da ainda jovem casa Príncipe, DJ Marfox pega depois no comboio da noite para o conduzir à sua última estação de destino, o fim da festa, que é também o início de um novo dia.
Poster por Márcio Matos.

Casa da Mãe Produções https://soundcloud.com/cdm-beats

DJ Dadifox https://soundcloud.com/dadifox

DJ Marfox https://soundcloud.com/dj-marfox

Príncipe http://principediscos.wordpress.com

Sex, 27 Setembro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-set-2013

PosterLoungeSetembro2013WEB.jpg

Sex, 20 Setembro 2013
Filho Único Apresenta no Lounge Go Suck a Fuck + FÚ dj set, 26 de Setembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/go-suck-a-fuck-26-de-setembro-lounge

GoSuckAFuckSITE.jpg

Go Suck a Fuck são Leonardo Bindilatti e Tiago Pestana, parte fundamental da casa que a Cafetra construiu. Estrearam-se em disco em Janeiro de 2012 com o EP ‘Para o Seu Marido’, 20 temas com duração média a rondar o minuto, um valoroso compêndio de experimentação pop de baixa fidelidade, algures entre o oferecido pelo avatar sénior R Stevie Moore, a escola da K Records e o espectro dos My Bloody Valentine por perto a segredar. Seguiram-se concertos e a série ‘Maiorga Tapes’ disponibilizada no bandcamp do projecto, entusiasmo profícuo com certeza propulsionado pelo Fostex Multitracker XR-7 (por ventura agora baptizada ‘Proxeneta’) que passaram a usar para gravar e produzir. No regresso da mensalidade da Filho Único ao Lounge em Setembro, é com muito gosto que acolhemos a oportunidade de se tornarem públicas as mais recentes contaminações e avanços para um dos imaginários highhhhh mais lúcido em actividade na música por cá.

Bandcamp http://gosuckafuck.bandcamp.com

Vídeo ‘Bolota de Heroína’

Vídeo ‘Cool Tape’

Sex, 20 Setembro 2013
Sei Miguel Unit Core com Aki Onda, Culturgest Porto, 19 de setembro, 22h http://filhounico.com/novidades/sei-miguel-unit-core-com-aki-onda-culturgest-porto-19-de-setembro-22h

SeiSITECult2013.jpg

AKIONDASITE.jpg

Compositor e trompetista há mais de três décadas radicado em Lisboa, Sei Miguel tem mantido um trabalho em curso com Aki Onda, cidadão japonês a viver em Nova Iorque, também ele compositor, figura maior da electrónica contemporânea, artista visual e sonoro.
Sei e Aki encontraram-se pela primeira vez em palco no Museu do Chiado, no Outono de 2008, aí então para uma actuação em trio em trio com César Burago, percussionista que acompanha Miguel desde há muito. Esta ocasião evidenciou dois mundos marcadamente pessoais, que natural e curiosamente não se repelem, mas criam sim uma beleza envolvente, produto de um natural e profundo cosmopolitismo poético. Neste retomar público do trabalho entre os músicos, Sei apresenta o seu Unit Core, banda constituída pelos seus músicos mais próximos, voltando pela terceira e definitiva vez a uma peça cuja estreia remonta a 2009. 'As Casas de Orfeu', nas palavras do seu criador, trata-se de uma "peça-mistério em 8 quadros", que nos conta, de maneira "suave e alucinante, como é 'descer aos infernos por uma boa razão'". Inicialmente apresentada em duo, e posteriormente em trio, será em quinteto que encontra o seu estado final, com a colaboração estreita de Aki Onda, num terreno que caminha entre várias das músicas que unem estes dois músicos, e, talvez como em nenhum outro trabalho de ambos, assimila todos os vocabulários que costumam manusear, mas assumindo e criando espaços e imagens vívidas para lá do género, onde o tempo parece ainda não ter chegado. Esta apresentação insere-se no ciclo do Teatro Maria Matos e da Culturgest Porto, dedicado à apresentação de trabalho de Sei Miguel.

Sei Miguel - trompete ‘pocket’
Fala Mariam - trombone alto
Pedro Gomes - guitarra eléctrica
César Burago - percussão
Aki Onda - electrónica


Vídeo do Sei Miguel Unit Core ao vivo


Vídeo reportagem d’O Carro de Fogo de Sei Miguel no FMM Sines 2013

Site oficial http://www.akionda.net


Vídeo entrevista com Aki Onda sobre ‘Cassette Memories’

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/03/06-seimiguel.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Outras apresentações: 17 de Setembro, Teatro Maria Matos

Seg, 16 Setembro 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Maboku, DJ Rashad & DJ Spinn e DJ Marfox, 14 de Setembro, Musicbox, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-maboku-rashad-spinn-marfox-14-setembro-musicbox-01h30

principe14setembro2013WEB.jpg

Entra em dia a primeira Noite Príncipe com um nome internacional, e a primeira depois do lançamento nacional e internacional dos discos de Niagara e DJ Nigga Fox.

O início da festa será conduzido pelo jovem prodígio DJ Maboku, membro dos Piquenos DJs Do Guetto / CDM Produções, crew que em breve verá música sua firmada em vinil pela Príncipe.

Seguir-se-ão os convidados DJ Rashad & DJ Spinn, nomes fundamentais no desenvolvimento e evolução da música Juke e cultura Footwork de Chicago, numa genealogia estóica que inclui nomes como Paul Johnson, DJ Gant-Man, DJ Manny, DJ Godfather, Traxman ou Jammin Gerald. A sua visão prismática de ghetto house, disco, juke e ghetto-tech tem sido editada na Dancemania, Juke Trax, Planet Mu ou Hyperdub, para além do trabalho iniciado com a Lit City, selo editorial e club night dinamizada por J-Cush com o apoio de Rashad e a crew Teklife, colectivo convicto a representar fidedignamente a cultura de onde emana esta música, e suas mais recentes manifestações que estejam a fazer mexerem-se os footworkers. Esta atitude e conduta de progressão tecnológica, artística e cívica facilmente gerou empatia na família Príncipe, reconhecendo os pontos em comum com o que se propôs a construir. Rashad & Spinn têm assim vindo a angariar um gradual e consistente apoio online de entusiastas pela sua música, o que lhes possibilitou atacar de forma intenta a cena internacional de clubes e festivais de música de dança e electrónica com os seus lives cada vez mais impiedosamente aprimorados.

Após os filhos de Chi-town, DJ Marfox chega livre de enredos e focado no compromisso de nos levar a Noite para aquele último patamar de festa até ao raiar do dia nas ruas.

Príncipe http://principediscos.wordpress.com

Casa da Mãe Produções https://soundcloud.com/cdm-beats

DJ Rashad https://soundcloud.com/dj-rashad

DJ Spinn https://soundcloud.com/dj-spinn-1

Lit City https://soundcloud.com/litcity

DJ Marfox https://soundcloud.com/dj-marfox


DJ Maboku @ Noite Príncipe


DJ Rashad & DJ Spinn ‘We Trippy Mane’


DJ Rashad & DJ Spinn ‘Just Jam 51’


DJ Rashad ‘I Don’t Give a Fuck’


DJ Marfox @ Noite Príncipe

Seg, 2 Setembro 2013
JP Simões nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 30 de Agosto, 19h30 http://filhounico.com/novidades/jp-simoes-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-30-de-agosto-19h30

JPSimoesWEB.jpg

Para alguns ainda lembrado como o guitarrista nos Pop Dell’Arte por alturas de Sex Symbol, o mediatismo na música chegou a JP Simões por via do seu estatuto icónico de vocalista dos marcantes Belle Chase Hotel. Mais tarde formou o Quinteto Tati e de seguida iniciou carreira a solo, com a edição de ‘1970’, destacado clássico da canção contemporânea portuguesa. Tem vindo a escrever contos, letras de canções, argumentos para cinema e participou activamente como músico e actor em filmes, tendo o seu libreto para a ‘Ópera do Falhado’, um celebrado projecto pessoal de alcance nacional, sido levado a cena em vários palcos do nosso país em 2003 e editado no ano seguinte em livro. Acaba de lançar o novo disco ‘Roma’, que como ele próprio descreveu “é um disco de festa em tempos difíceis, inspirado em muitos géneros e autores musicais que aqui são naturalmente homenageados e contextualizados no que poderei chamar a minha música, feita de tanta gente, de tantas paisagens e estados de espírito.” Talvez o conjunto de canções do compositor mais imbuídas na vida quotidiana portuguesa, cantadas em italiano, inglês e francês para além da língua mãe, e que pelo seu engenho e empenho se prestam generosamente a contribuir para a ilustração, reflexão e discussão social e intelectual da comunidade onde foi originada.

Blog http://jpsimoes.blogspot.pt

Seg, 26 Agosto 2013
Mû nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 23 de Agosto, 19h30 http://filhounico.com/novidades/mu-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-23-de-agosto-19h30

MuWEB.jpg

Mû nasceu para o mundo na Guiné-Bissau. Como 'cantautor', como gosta de se definir, tem vindo a trabalhar ao longo dos anos entre Portugal e Espanha, estando sediado em Barcelona. O seu currículo vasto e eclético incluí contributos como cantor no grupo Gospel 'The Negro Spiritual' de Kathy Autrey, a formação e liderança do trio de jazz qbamba que mantém activo, vocalista e percussionista do grupo de jazz-fusão Candelaria, colaboração vocal com Manu Dibango em espectáculos da companhia catalã de dança contemporânea Iliacan, a participação em discos de músicos e compositores espanhóis como Rosa Zaragoza, Jose Luis Monton ou Simão Félix, e trabalho em diversas composições por encomenda. O seu grande interesse pela música Balanta - do grupo étnico maioritário da Guiné-Bissau e também significativamente expressivo nos vizinhos Senegal e Gâmbia - levou-o ao mestre Kmuda, que o iniciou na música e na construção do instrumento típico desse povo, o simbi. A partir dessa base começou a investigar e a construir instrumentos que têm como caixa de ressonância a cabaça, de um mono-cordio a uma harpa de 25 cordas. Em tempos recentes tem vindo a tocar ao vivo com maior frequência no nosso país, quer a solo quer acompanhando Lula Pena em espectáculos, em que a sua voz grave e o timbre sereno do simbi ou do tambor de água expressam a sua clara harmoniaespiritual em música e palavras.

Vídeo ao vivo http://youtu.be/sn-PcNxF3WA

Seg, 19 Agosto 2013
Tó Trips nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 16 de Agosto, 19h30 http://filhounico.com/novidades/to-trips-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-16-de-agosto-19h30

TTripsSITE.jpg

Co-fundador de marcos da recente música nacional, como é o caso dos Lulu Blind ou Dead Combo, e membro da fase final dos Santa Maria Gasolina em Teu Ventre, Tó Trips viu em 2009 o lançamento do seu primeiro álbum a solo, ‘Guitarra 66’, pela Mbari. Lindo registo de música crua, aberta, generosa, de espírito nomádico, encaixa as pistas e materializações que Trips dava já nos Dead Combo. O meta-fado de Paredes, a música de fantasminhas da boémia lisboeta, a tradição cubana como vista por Marc Ribot, o lado mais lírico do western spaghetti de Ennio Morricone ou o encontro ibero-árabe do flamenco, deixando-nos com uma linguagem que entretece todos estes vocabulários e o torna uma língua sua, real como só os verdadeiramente bons e honestos o conseguem ser. Guitarrista do melancólico e do luminoso, transforma em som um homem que é profundamente português, fascinado pelas viagens - reais, internas, imaginárias e impossíveis.
Óptima altura no campeonato para escutar e conhecer os mais recentes caminhos da sua música, na intimidade comunal doJardim das Esculturas.

Myspace http://www.myspace.com/totripsguitar

Seg, 12 Agosto 2013
Guilherme da Luz nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 9 de Agosto, 19h30 http://filhounico.com/novidades/guilherme-da-luz-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-10-de-agosto-19h30

GuilhermedaLuzWEB.jpg

Marcado na adolescência, no final dos anos 70, pela música cósmica alemã dessa época que ouvia no programa de rádio “Em órbita”, Guilherme da Luz deu por si no final da década de 80 a comprar sintetizadores analógicos, atraído pela complexidade e liberdade modular, pois os seus sons tinham uma vibração semelhante “à do meu ser: dark mas com uma luminosidade e profundidade misteriosa com os quais era possível uma ligação muito física e directa, sem grandes pensamentos/programações”. O seu caminho musical foi e é o de um auto-didacta, por declarada convicção na liberdade de processos e recompensa dos seus resultados, tendo decidido há alguns anos espartilhar as diferentes vertentes que via no seu trabalho em distintos projectos. Daí que para além da sua natural expressão em nome próprio em que produz música de viagem cósmica flutuante, do qual o concerto nas Noites de Verão será um perfeito exemplo, criou os heterónimos Kosmichurch, onde toca órgão de igreja (espaços onde têm ocorrido estes seus concertos) e minimoog sintetizador, Kosmicmeditation (reduzido quase exclusivamente a sintetizadores modulares), Kosmicdream (teclados, percussão e guitarras, para uma viagem mais “extrema, mas serena”), além do formato banda completa, os Mahamudra, com certeza influenciados pela sua passagem pelo rock progressivo na 2ª geração da mítica banda Tantra.

Myspace www.myspace.com/guilhermedaluz

Seg, 5 Agosto 2013
Manuel Mota e Afonso Simões nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 2 de Agosto, 19h30 http://filhounico.com/novidades/manuel-mota-e-afonso-simoes-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-2-de-agosto-19h30

ManuelMotaAfonsoSimoesWEB.jpg

Duo em guitarra eléctrica e bateria, por músicos que têm vindo a trabalhar em colaboração vai por meia dúzia de anos, tanto em duo como na entretanto adormecida banda Curia, com David Maranha e Margarida Garcia. Com discografia iniciada, num registo ao vivo, na editora Dromos Records em 2010, os concertos desta formação têm sido esporádicos mas pautados por claros desenvolvimentos na busca de novas formas de expressão na música improvisada, proporcionados pela proximidade de preocupações de ordem estética que partilham.
Manuel Mota é versado em guitarra eléctrica e acústica, firme na afiliação no jazz e nos blues, com discografia vasta, grande parte lançada na sua própria editora, Headlights, e com louvores da crítica e pares internacionais para além da dúvida, num percurso público de actividade riquíssima já um pouco acima das duas décadas. Afonso Simões é baterista e compositor nos Gala Drop, com obra editada a solo no campo da electrónica e trabalho com sintetizadores, para além de manter um currículo de colaborações em estúdio e ao vivo com músicos e compositores das áreas musicais plurais que o informam e entusiasmam.

Vídeo ao vivo no Teatro de Ensaio do Barreiro http://youtu.be/HkjUu8Bg5cI

Seg, 29 Julho 2013
J. Braima Galissá nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 25 de Julho, 19h30 http://filhounico.com/novidades/j-braima-galissa-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-25-de-julho-19h30

GalissaSITE.jpg

Nascido no seio de umafamilia de griots da cultura mandinga, e um verdadeiro embaixador da música e da cultura da Guiné Bissau em Portugal,Braima Galissá é um virtuoso absoluto da kora, a harpa africana de 22 cordas. A música tradicional griot, que emergiu com seus ancestrais na região Ocidental de África, é produto das famílias de poetas-cantores cujas canções de louvor e histórias de mitos e lendas constituem um papel fundamental na vida musical e cultural de África. Galissá começou a aprender o instrumento em meados de 1970, através do seu pai, e na década seguinte foi responsável e compositor do Ballet Nacional da Guiné-Bissau, para além de professor de kora na Escola Nacional de Música José Carlos Schwarz durante 11 anos. Em 1998 chega a Lisboa para viver, e logo forma a banda Bela Nafa. Ao longo dos últimos anos realizou vários cursos para alunos da Escola Superior de Educação de Lisboa e Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa sobre música, literatura e cultura guineense, um empenho e comprometimento com as suas raízes e sua validade contemporânea verdadeiramente inalienável. Tem vindo a colaborar também como músico em peças de teatro, e em trabalhos discográficos de João Afonso, Amélia Muge, Blasted Mechanism ou Sara Tavares, entre outros.
Neste concerto nas ‘Noites de Verão’ apresentar-se-á a solo, em voz e kora, num registo que muitos lisboetas felizmente já tiveram o privilégio de testemunhar, e que sempre produz uma genuína serenidade entre a plateia.

Vídeo entrevista http://youtu.be/UEL5Y7vFZmw

Sex, 26 Julho 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-julho-2013

PosterLoungeJulho2013WEB.jpg

Seg, 22 Julho 2013
Filho Único Apresenta no Lounge Spacin' + FÚ dj set, 24 de Julho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-spacin-fu-dj-set-24-julho

SpacinWEB.jpg

Spacin’ é uma banda de Filadélfia formada por Jason Killinger (também dos Birds of Maya, que partilha com Mike Polizze dos Purling Hiss), Sean Hamilton no baixo, Paul Sukeena em guitarra solo, e a esposa de Killinger, Eva, na bateria. O seu álbum de estreia ‘Deep Thuds’ saiu em Maio na Richie Records, e andam na estrada a fazê-lo valer às pessoas, depois da recepção entusiasmante da crítica um pouco por todo o lado em que o rock ainda é tido como um campo vital de acção e discurso. O disco é um valente vício em dia, uma hidra rock ‘n’ roll de duas cabeças complementares mas mutuamente exclusivas; por um lado composto por malhas de rock minimais directas e fortes, com valores de produção de sedução rude na mouche a adornar os riffs certeiros, por outro alinhando malhas de dinâmica espacial e divagante, de grooves afro-cêntricos hipnotizantes a explorações psicadélicas planantes, com duração mais longa. Entre as ruas e a estratosfera, os Spacin’ já conheceram o peso do departamento legal dos Rolling Stones que lhes caiu em cima pela subversão do famoso logo da boca na capa de ‘Deep Thuds’, e vêm à mensalidade da Filho Único no Lounge (antes da pausa em Agosto, regressamos em Setembro) mostrar o melhor da sua fórmula vencedora de trips internas e ginganço sério e generoso.


Vídeo 'Sunshine, No Shoes'

Vídeo ao vivo

Seg, 22 Julho 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ Kolt vs Joker + Liofox vs Dadifox + Marfox, 19 de Julho, Musicbox, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-kolt-joker-liofox-dadifox-marfox-19-julho-musicbox

NoitePrincipeJulho2013.jpg

Chegados a este Julho abençoado pelo calor das noites de verão, acontece a última Noite Príncipe antes da pausa em Agosto e regresso em força em Setembro. Os próximos lançamentos na Príncipe, Niagara com o seu 'Ouro Oeste' 12'' e Nigga Fox com o seu 'O Meu Estilo' 12'' estão prestes a rebentar internacionalmente e para a festa deste mês temos um elenco inédito e com uma estreia. Kolt e Joker a abrir, da crew Blacksea Não Maya do Bairro da Jamaica, na Margem Sul, vêm mostrar os mais recentes – e empolgantes – desenvolvimentos das suas produções, seguidos de outra dupla, desta feita da Casa da Mãe Produções / Piquenos Djs Do Guetto, Liofox e Daddyfox, este último a subir ao palco do Musicbox pela primeira vez na nossa mensalidade - expectativas em alta. No final, saudamos o regresso do patrão DJ Marfox, para levar a Noite para aquele último patamar de festa até ao raiar do dia nas ruas.

Para os ainda não iniciados, a Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos. Há um ano e cinco meses que a editora promove mensalmente uma Noite homónima para celebrar esta música e atitude que toma lugar no cúmplice inexcedível Musicbox.

Agora, a entrada tem duas modalidades:

entre a 01h e as 03h - 5€ c/ 2 senhas de consumo

entre as 03h e as 06h - 8€ c/ 2 senhas de consumo

Poster por Márcio Matos.


Joker vs Kolt @ Noite Príncipe #9


DJ Firmeza & DJ Liofox & DJ Dadifox


DJ Marfox & DJ Puto X - Laki Laki (BOOTLEG)

Qui, 18 Julho 2013
Aldina Duarte nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 19 de Julho, 19h30 http://filhounico.com/novidades/aldina-duarte-nas-noites-de-verao-no-museu-do-chiado-19-de-julho-19h30

AldinaWEB.jpg

Aldina Duarte chegou no seu próprio tempo ao fado. Com uma voz profusamente elogiada com a mesma intensidade que a própria parece casar o sentido das notas com a melodia das palavras nas suas interpretações, sustentada por uma densidade poética à escala da sua paixão pela literatura, Aldina atribui ao encontro com Beatriz da Conceição o início da sua imersão no fado (“Aquilo para mim era como estar a dois metros da Billie Holiday”). ‘Apenas o Amor’ (2004), ‘Crua’ (2006), ‘Mulheres ao Espelho’ (2008) e ‘Contos de Fados’ (2011) são os quatro álbuns de Aldina editados até ao momento, um corpo de obra invejável alicerçado num repertório limitado aos fados estróficos, à imagem da preferência e conduta de Alfredo Marceneiro ou de Maria Teresa de Noronha, com textos que foi encomendando a cúmplices e amigos, bem como da sua própria pena, definindo uma personalidade artística e um estilo onde é claro o seu entendimento da dimensão de tradição estruturalmente viva do fado, como talvez nenhuma outra fadista contemporânea.

Blog http://aldinaduarte.blogspot.pt

Ter, 16 Julho 2013
Carlos “Zíngaro” + Carlos Santos nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 12 de Julho, 19h30 http://filhounico.com/novidades/carlos-zingaro-carlos-santos-noites-verao-museu-do-chiado-12-de-julho

ZingaroSantosWEB.jpg

Carlos “Zíngaro” Alves é reconhecido como um dos violinistas contemporâneos mais importantes na comunidade global da música experimental e improvisada, conquista de uma actividade que se estende já por mais de 4 décadas. Em 1967 formou os Plexus, um dos primeiros grupos portugueses a integrar linguagens modernas de experimentação conceptual no campo do rock. De 1975 em diante, “Zíngaro” torna claro o seu interesse pioneiro no nosso país nas relações som / movimento e na “composição imediata”, e inicia um percurso colaborativo com criadores das áreas da dança, teatro e do cinema que perdura até hoje. Em palco, um pouco por todo o mundo em concertos e festivais mas também em estúdio, colaborou com músicos e compositores de referência como Fred Frith, Peter Kowald, DerekBailey, Otomo Yoshihide, Christian Marclay, Evan Parker, Keith Rowe, entre outros.
Carlos Santos estudou pintura com o artista plástico António Sena mas acabou por transferir a sua criatividade para o campo do som, especializando-se na “electrónica live e na manipulação de gravações de campo e found sounds” a partir do início da década de 90. Com Paulo Raposo ou Ernesto Rodrigues, utiliza o computador e software desenvolvido em Max/MSP em situações de improvisação electroacústica, difusão acusmática ou instalação. Tocou igualmente com figuras como Carlos “Zíngaro”, Birgit Ulher, Rhodri Davies, Stéphane Rives, Wade Matthews, Emídio Buchinho, Nuno Torres ou João Silva, com quem mantém uma regular colaboração em projetos site-specific. Para esta actuação os dois músicos apresentam um concerto para violino e processamento electroacústico em tempo real.

Myspace http://www.myspace.com/carloszingaro

Site oficial http://www.soniclandscape.org

Seg, 8 Julho 2013
Lula Pena nas Noites de Verão no Museu do Chiado, 5 de Julho, 19h30 http://filhounico.com/novidades/lula-pena-noites-de-verao-museu-do-chiado-5-de-julho

LulaWEB.jpg

Lula Pena, a incomparável e por muitos amada phadista de Lisboa, é cada vez mais um tesouro partilhado de todos os lusófonos de coração, fruto da sua fascinante abordagem à Canção popular global, radicada numa expressão artística singular que entretece tantas tradições de música, som e palavra, e que a tem levado no último par de anos a expandir a sua actividade ao vivo para fora de portas, na Europa e no Brasil. Sabemos que no passado estudou desenho,parou, tocou nas ruas em Barcelona, partiu para Bruxelas, onde actuou em bares e em clubes de jazz. Tocou na Alemanha, França, Itália, Holanda e para o Rei Mohammed V em Marrocos, depois da Orquestra Real e com Rabih Abhou-Khalil por perto. Faz-lhe confusão a velocidade que considera ser "uma coisa que nãoé humana" e que o seu é um "trabalho que vem de dentro para fora – [o de] tentar perceber a tecnologia humana". Cada concerto seu prima pela partilha única com o público, uma comunhão ritual da descoberta da criação, de momentos e reacções que existam exclusivamente numa ocasião. Continua serena e confiante a apresentar e transformar ao vivo o seu laureado último disco, ‘Troubadour’, de 2010, bem como oferecendo novas pistas sobre um próximo registo, algo que deverá acontecer neste seu regresso ao Museu Nacional de Arte Contemporânea.


Vídeo ao vivo em Lanzarote

Bandcamp http://lulapena.bandcamp.com

Seg, 1 Julho 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Firmeza, DJ Nigga Fox e Niagara, 29 de Junho, Musicbox, 01h30 http://filhounico.com/novidades/noite-principe-firmeza-nigga-fox-niagara-29-de-junho-musicbox

PosterNoitePrincipeJunhoWEB.jpg

A Noite Príncipe de Junho é redobradamente especial porque inclui os artistas cujos próximos lançamentos na Príncipe se aproximam a passos largos: Niagara com o seu 'Ouro Oeste' 12'' e Nigga Fox com o seu 'O Meu Estilo' 12''. Um longo mas recompensador hiato entre o primeiro par de máxis e este se deveu a todo um processo humano de aprendizagem mútua entre editores e artistas, entre a música e o público. E aqui chegamos com uma fenomenal edição dupla na calha, dos fabulosos Niagara, uma unidade de out-Jack inigualável e brilhantemente desconcertante a separar o trigo do joio da French Touch e a moldá-lo com abstracções do que mais lhes comoveu do passado recente do techno minimal, e Nigga Fox, extra-ordi-nário produtor a subverter traços da tradição da música de dança europeia por via da sua herança angolana para um novo patamar revolucionário. Clips dos discos já disponíveis em https://soundcloud.com/principepromos e cópias físicas a chegar às lojas muito em breve!

Na mesma Noite, saudamos o regresso do prodigioso DJ Firmeza, dos Piquenos Djs Do Guetto.

Para os ainda não iniciados, a Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos. Há um ano e quatro meses que a editora promove mensalmente uma Noite homónima para celebrar esta música e atitude que toma lugar no cúmplice inexcedível Musicbox.

Agora, a entrada tem duas modalidades:

entre a 01h e as 03h - 5€ c/ 2 senhas de consumo

entre as 03h e as 06h - 8€ c/ 2 senhas de consumo

Poster por Márcio Matos.

P004 - NIGGA FOX - "O Meu Estilo" (Vinil 12'' e digital, edição em Julho)

P003 - NIAGARA - "Ouro Oeste" (Vinil 12'' e digital, edição em Julho)


DJ FIRMEZA - Mix Láá Familia ALCANTRA


NIAGARA Ouro Oeste teaser

Qua, 26 Junho 2013
JAGWA MUSIC, Anfiteatro Ao Ar Livre da Fundação Calouste Gulbenkian, 28 de Junho, 22h http://filhounico.com/novidades/jagwa-music-anfiteatro-ao-ar-livre-da-fundacao-calouste-gulbenkian-28-de-junho-22h

JagwaWEB.jpg

Oriundos de Dar es Salaam, na Tanzânia, os JAGWA MUSIC são de há vinte anos para cá uma banda em constante renovação de elenco, hoje constituída por 8 jovens que tocam uma música contemporânea de baile conhecida como Mchiriku. Proveniente da confluência de vários géneros de música de dança popular da região, acoplada-se a um uso de um teclado de baixo custo, na melhor tradição do highlife original – de certa forma devolvendo a máxima punk de "três acordes e a verdade" ao continente onde os blues existem, desérticos e primordiais, de há séculos para cá.
A sua música assenta em polirritmias tão modestas quanto transbordantes de vida, desenhadas a partir de percussões tradicionais e improvisadas, complementados por solismos do mais simpático voodoo num teclado Casio antigo e batido, e três incansáveis performers: dois fabulosos dançarinos e um carismático vocalista e mestre de cerimónia, a perfilhar canções sobre sobrevivência no labirinto urbano envolvente, amantes infiéis e a transcendência luminosa das mais variadas circunstâncias trágicas da vida. Trata-se de trabalho que brota de uma equação minimal de recursos num contexto social duro, mas de onde brilha uma música com um total apelo universalista.

Apresentam-se ao vivo no Anfiteatro ao Ar Livre da Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do programa Próximo Futuro.

Ao vivo nas ruas de Dar es Sallam


Ao vivo no festival Roskilde

Seg, 17 Junho 2013
Experimental Audio Research (E.A.R.), Culturgest Porto, 14 de Junho, 22h http://filhounico.com/novidades/experimental-audio-research-ear-culturgest-porto-14-de-junho

EARweb.jpg

Pete “Sonic Boom” Kember (n. 1965) é um instigador e um lendário sobrevivente do psicadelismo no campo do rock, desde que formou os indomáveis Spacemen 3 em 1982 com Jason Pierce (Spiritualized). Para além dos concertos intensos que sulcaram memórias e carácteres criativos desde então, tem vindo a produzir uma quantidade muito substancial de música que marcou, indelevelmente, a produção sonora independente dos anos 80 em diante. Ao longo de discos notáveis enquanto Spectrum e Experimental Audio Research (E.A.R.), Kember mantém-se permanentemente na procura de novas formas de comunicação da transcendência, explosão metafísica e comunicação cósmica através de som, rito e hipnose. Nos últimos anos a esta parte tem vindo a ser redescoberto pelas gerações mais jovens, criadores e ouvintes, muito devido ao seu comando nas misturas de ‘Tomboy’ de Panda Bear – com quem se apresentou ao vivo na promoção do mesmo – e funções de produtor em ‘Congratulations’ dos MGMT, para além do trabalho de masterização em discos de Sun Araw, Peaking Lights, Wooden Shjips e das reedições recentes de Red Crayola. Desde a criação desta sua alteridade E.A.R. em 1990, Kember tem tocado com um diverso mas criterioso grupo de músicos ao longo do tempo, tanto em estúdio como ao vivo, de Eddie Prévost a Kevin Shields, passando por Delia Derbyshire ou Thomas Köner, dado que entende o conceito por si desenhado tanto como um veículo individual solitário como prevê ensembles colaborativos. Nesta ocasião na Culturgest Porto, Kember apresentar-se-á a solo neste projecto que idealizou e tem vindo a dar consequência para o seu trabalho em domínios mais abstractos, produzindo peças arquitectadas maioritariamente em sintetizadores modulares.

Site oficial http://www.sonic-boom.info

Entrevista Soft Focus http://www.vice.com/soft-focus/soft-focus-at-atp-uk-pete-kember

Vídeo de E.A.R. ao vivo em Nantes

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/02/14-ear.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Sex, 7 Junho 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-junho

PosterLoungeJunho2013WEB.jpg

Seg, 3 Junho 2013
FÚ Apresenta no Lounge Fictional Boys, 5 de Junho, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-fictional-boys-5-de-junho-22h30

FictionalBoysMAILZ.jpg

Fictional Boys foram formados em Los Angeles por Jack Name (também conhecido por John Webster Johns) para pôr em prática a sua 'rock-and-roll-fiction', citando o próprio. Por mais de uma década Jack Name tem estado activo no underground de Los Angeles como um compositor, intérprete e produtor, colaborando com pares ilustres como White Fence, Ariel Pink, Nora Keyes, Cass McCombs, Women and Children, Don Bolles (dos Germs) e muitos outros. O seu último álbum 'Light Show' é um livro rock 'n' roll em aúdio sobre a guerra entre os gangs rivais The Shadows e The Wooly-Bully Clan, e vem ao Lounge em duo mostrar a sua música glamorosa e decadente, como se o Johny Thunders se atirasse a versionar o 'For Your Pleasure' dos Roxy Music com um 4 pistas.

Site oficial


'My Own Electric Ladyland'


'Pure Terror'


'Trans America'


Vídeo ao vivo na Hyperion Tavern

Seg, 27 Maio 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ DJ Maboku, DJ Nigga Fox e DJ Marfox, 24 de Maio, Musicbox, 01h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-maboku-nigga-fox-marfox-maio

PosterNoitePrincipeMaio.jpg

A 24 de Maio a Noite Príncipe é feita com o regresso do fantástico Maboku, da Casa Da Mãe produções, segunda vez de Nigga Fox depois da estreia estrondosa em Abril, e pelo desfecho sempre esperado que só Marfox sabe entregar.

Para os ainda não iniciados, a Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos. Há um ano e três meses que a editora promove mensalmente uma Noite homónima para celebrar esta música e atitude que toma lugar no cúmplice inexcedível Musicbox.

Agora, a entrada tem duas modalidades!

entre a 01h e as 03h - 5€ c/ 2 senhas de consumo

entre as 03h e as 06h - 8€ c/ 2 senhas de consumo

Poster por Márcio Matos.


DJ MABOKU 'PDDG MIX'


DJ NIGGA FOX 'MEU ESTILO MIX'


DJ MARFOX - DISTORTION ASS MIX

PRÍNCIPE

Sex, 24 Maio 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-maio

PosterLoungeMaio2013WEB.jpg

Seg, 20 Maio 2013
FÚ Apresenta no Lounge CAVEIRA, 22 de Maio, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-caveira-22-de-maio-22h30

CAVEIRAsite.jpg

Banda formada em inícios da década passada, actualmente composta do trio de Pedro Gomes e André Abel em guitarras eléctricas, e de Gabriel Ferrandini na bateria. Trabalha um vocabulário nascente do blues, do rock e do jazz, no sentido do inaudito, para lá da primeira escuridão, balanceado para os futuros, encarando a cara da morte. As primeiras actuações desta nova formação, no passado Dezembro, no Porto e em Lisboa, tiveram uma reacção fortíssima da parte do público. Aqui estarão em evidência novos desenvolvimentos desta música.

Ao vivo na ZDB

Seg, 20 Maio 2013
Living Grateful (Ryan Sambol dos Strange Boys), Lounge, 18 de Maio, 22h30 http://filhounico.com/novidades/living-grateful-ryan-sambol-dos-strange-boys-lounge-18-de-maio-22h30

RyanSambolSITE.jpg

Ryan Sambol é o líder e voz dos agora extintos Strange Boys, banda de Austin, Texas, que na viragem da década lançaram o soberbo ‘The Strange Boys and Girls Club’ na In the Red, vogando depois para a Rough Trade para os subsequentes ‘Be Brave’ e ‘Live Music’ para superior frescura global do rock dos últimos anos. Ryan volta à In The Red com a sua nova e recém-formada banda Living Grateful, que nos disse estar a produzir a melhor música que já lhe saiu até hoje, e que o nome reflecte a sua grata visão de por cá andar vivo e gozar o mistério de não saber por quanto mais tempo. O mano estreou-se a solo ao vivo a 2 de Janeiro de 2010 no Lounge e em vésperas de arrancar com a sua nova banda volta ao local do crime para um ensaio geral descarnado das canções que aí virão. Sábado à noite, entrada livre. E continuam a dizer que o rock morreu.

Strange Boys


Entrevista


‘Walking Two By Two’ solo

Ter, 14 Maio 2013
William Basinski, Culturgest Porto, 13 de Maio, 22h http://filhounico.com/novidades/william-basinski-culturgest-porto-13-de-maio-22h

BasinskiLoftSITE.png

Músico e compositor nova-iorquino (n. 1958), possui um percurso extremamente raro nos meandros da composição, trabalho ao vivo e da edição. Com um longo percurso na produção artística, a sua música vê maior reconhecimento aquando do lançamento da sua obra-prima, 'The Disintegration Loops', série constituída por quatro volumes, que começam a ser lançados no início da década passada, um curto espaço de tempo depois da queda das Torres Gémeas, no 11 de Setembro. Basinski passou esse Verão a tentar salvaguardar algumas fitas antigas que tinha em casa, loops feitos duas décadas antes, que se encontravam em avançadíssimo estado de decomposição - algumas só sobreviveriam a mais uma reprodução até à degradação final. Ao testemunhar a queda das torres a partir do terraço do seu prédio, Basinski decidiu então deixar que estes pedaços lânguidos, elegíacos, magníficos da música mais lenta do mundo (nessa tradição melódica de Gavin Bryars e de Brian Eno), se revelassem e extinguissem por si só, aí tornando-se, verdadeira e finalmente, peças acabadas. Antes desse momento e desde ele, contudo, Basinski tem vindo a criar várias obras notáveis em continuidade com esta prática, que lidam com a melancolia da finitude e do esquecimento e simultânea imersão na viagem e poética da mortalidade. Abrindo caminho para portas líricas e estruturais no minimalismo contemporâneo como pouquíssimos, formalmente, o fazem, Basinski colaborou na edição recente de uma caixa luxuosa de edição limitada comemorativa do 10º aniversário da edição original do primeiro volume de ‘The Disintegration Loops’, complementada por um par de gravações ao vivo de apresentações re-arranjadas para orquestra, no Metropolitan Museum of Art de Nova Iorque e na 54ª Bienal de Veneza.
Neste concerto na Culturgest Porto, Basinski apresentará trabalho do seu anunciado novo disco ‘Nocturnes’, constituído por uma peça "psicadélica" de piano preparado que data do final da década de 70, e uma peça de 20 minutos editada a partir da sua contribuição musical para a ópera ‘The Life and Death of Marina Abramovic’ de Robert Wilson, que percorreu a Europa recentemente.

Site oficial http://www.mmlxii.com

Entrevista e excerpto audio de 'Nocturnes' http://pitchfork.com/features/update/8983-william-basinski


‘The Disintegration Loops’ Box Set Trailer

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/02/09-basinsky.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Nota: William Basinski também se apresentará em concerto no Teatro Maria Matos em Lisboa no dia 11 de Maio

Seg, 29 Abril 2013
Lula Pena, Culturgest Porto, 26 de Abril, 22h http://filhounico.com/novidades/lula-pena-culturgest-porto-26-de-abril-22h

LulaPenaWEBbook.jpg

Lula Pena (n. 1974) regressou à esfera pública nacional com a edição do seu disco ‘Troubadour’ em 2010, depois de cerca de doze anos de relativa discrição, desde o período do primeiro disco ‘Phados’. ‘Troubadour’, e os seus concertos desde então assim o têm confirmado, tornou claro o estádio admirável de transformação "em autora (de) alguém que nasceu como intérprete", como afiançava a editora Mbari à altura do lançamento do novo registo. A intuição e prazer da citação que tinha sido sua marca processual emblemática, parece ter mutado para um plano maturado de identidade autoral insofismável. No fundo, todos aqueles anos distantes da arena pública foram anos também da evolução de um estilo próprio, oferecendo ecos do fado, da bossa, da canção francesa ou do tango, de toda e qualquer maresia geográfica que se lhe aprece matéria para o seu trabalho que parece partir do "pasmo essencial que tem uma criança se, ao nascer, reparasse que nascera deveras", como dizia Pessoa. A sua gestão do silêncio é esmagadoramente singular, a técnica apurada da voz e (à) guitarra tocante, tendo-se vindo a tornar cada vez mais um tesouro partilhado de todos os lusófonos de coração, e que a tem levado justamente no último trio de anos a expandir a sua actividade ao vivo para fora de portas, na Europa e no Brasil.
Sabemos que no passado estudou desenho, parou, tocou nas ruas em Barcelona, partiu para Bruxelas, onde actuou em bares e em clubes de jazz. Tocou na Alemanha, França, Itália, Holanda e para o Rei Mohammed V em Marrocos, depois da Orquestra Real e com Rabih Abhou-Khalil por perto. Faz-lhe confusão a velocidade que considera ser "uma coisa que não é humana" e que o seu é um "trabalho que vem de dentro para fora – [o de] tentar perceber a tecnologia humana". Cada concerto seu prima pela partilha única com o público, uma comunhão ritual da descoberta da criação, de momentos e reacções que existam exclusivamente numa ocasião. Nada menos nobre que isto podemos esperar nesta noite do seu regresso há muito querido à cidade Invicta.

Bandcamp http://lulapena.bandcamp.com


Vídeo ao vivo em Tenerife

Entrevista Ípsilon http://ipsilon.publico.pt/Musica/entrevista.aspx?id=260401

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/02/05-lulapena.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, Ticketline e locais habituais

Seg, 22 Abril 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ Niagara, DJ Nigga Fox e DJ Marfox, 19 de Abril, Musicbox, 01h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-c/-niagara-dj-nigga-fox-e-dj-marfox-19-de-abril-musicbox-01h

PosterNoitePrincipeAbril13W.jpg

Abril sempre, Noite Príncipe a 19. O elenco da Noite é como sempre uma fera modelada para a festa, com a abertura entregue à frescura do trio Niagara, seguindo-se a estreia do talentoso produtor Nigga Fox na nossa mensalidade e a última quadra entregue ao único e inimitável DJ Marfox. Niagara muito em breve verão o seu fabuloso 12’’ inaugural editado pela Príncipe, DJ Marfox ainda celebra o seu recente lançamento pela Enchufada do EP ‘Subliminar’, e a novidade da chegada da vez de Nigga Fox no PA do Musicbox vai tornar tudo ainda mais maravilhoso.

Para os ainda não iniciados, a Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos. Há um ano que a editora promove mensalmente uma Noite homónima para celebrar esta música e atitude que toma lugar no cúmplice inexcedível Musicbox.

Agora como antes, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.

Poster por Márcio Matos.

NIGGA FOX - Meu Estilo (Mix for Noite Principe - April 19 - Musicbox Lisboa)


NIAGARA - 2Eivissa - Niagara Edit


DJ MARFOX - Subliminar EP


DJ MARFOX @ NOITE PRÍNCIPE

PRÍNCIPE

Sex, 12 Abril 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-abril

PosterLoungeAbril2013WEB.jpg

Seg, 1 Abril 2013
Poster por Rudi http://filhounico.com/novidades/posters-por-rudi-pedro-lourenco

pedrolourenzoparodyzWEB.jpg

Seg, 1 Abril 2013
FÚ Apresenta no Lounge Yong Yong + DJ Fitz, 11 de Abril, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-yong-yong-+-dj-fitz-11-de-abril-22h30

YongYong2013SITE.jpg

DJFITZsite2013.jpg

Yong Yong é o nome para dois parceiros a fazer música e a concretizar formas revigoradas de imaginação de a complementar, e comunicar, em apresentações públicas e na vida online. Estrearam-se ao vivo na mensalidade Filho Único há cerca de dois anos, onde tocaram escondidos debaixo de uma mesa revestida a cortiça trazida pelos próprios, imagem alegórica especulativa para o poder de absorção luso de influências exteriores com perspectivas de as transformar, mais do que a costela insular do ‘orgulhosamente sós’ atávico. Regressam em Abril para mostrar novo trabalho, depois da merecida atenção que o notável longa-duração ‘Love’, editado em cassette na Night School tem recebido, e pouco antes da subsequente fita ‘Yong Yong Meet Lord Prince Infinito’ na Goaty Tapes, na linha do mundo singular de colisão e desdobramento da genealogia de música urbana electrónica que têm vindo a construir, com inigualável sedução, a partir de cá.
Depois do concerto, a nossa já habitual visita de amigo DJ Fitz intensifica-se em regularidade e é ele o mestre a tomar conta dos discos a noite toda. O Sr. John Fitzgerald é agente europeu de bandas como Wooden Shjips, Cass McCombs ou Black Dice, um connoisseur e coleccionador incomparável de música psicadélica de latitudes recônditas e universos confluentes de matilhas divergentes e, o mais bonito disso tudo, um óptimo e expansivo dj de festa.


‘Love’ Soundcloud


Lord Prince Infinito Soundcloud

'Material'


Yong Yong Meet Lord Prince Infinito “party”

Site oficial http://djfitz5000.com

DJ Fitz - Cachupa (Cabo Verde Mix)

Qua, 27 Maro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-marco

PosterLoungeMarco2013.jpg

Qua, 20 Maro 2013
FÚ Apresenta no Lounge Rodrigo Amado & Gabriel Ferrandini + FÚ dj set, 21 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-rodrigo-amado-gabriel-ferrandini-21-de-marco

AmadoFerrandiniDuoWEB.jpg

Rodrigo Amado (saxofonista) e Gabriel Ferrandini (baterista) são dois cúmplices já com um bom açoite de anos a tocar juntos, no Motion Trio (com Miguel Mira), no quarteto de Amado (com Hernâni Faustino e Manuel Mota) ou no projecto Hurricane (com DJ Ride), que lhes tem merecido um amplo e transnacional reconhecimento enquanto exímios e vibrantes instrumentistas, partilhando um plano de entendimento de referência em música improvisada sob o signo do jazz. Na mensalidade FÚ no Lounge de Março visitam-nos enquanto duo, que em tempos recentes tanta recompensadora estrada tem percorrido, desde a inspiradora tour nacional de final do ano passado em muitas das principais salas independentes do nosso país, até à saborosa estadia e digressão no Brasil que aconteceu por alturas do último Carnaval.
Rodrigo Amado progressivamente afirmou-se como das figuras mais constantes, activas e dinamizadoras no panorama do jazz nacional de há três décadas à actualidade, enquanto Gabriel Ferrandini (também agente nos CAVEIRA, ACRE, duo com Pedro Sousa, entre outros) irrompeu na cena jazz e da improvisação livre portuguesa nos últimos anos como um paladino da técnica aliada ao coração, continuamente curioso e aberto a novas experiências colaborativas. Das conquistas partilhadas mais próximas destaca-se também a qualificação do disco 'Burning Live At Jazz Ao Centro', assinado como Rodrigo Amado Motion Trio & Jeb Bishop, como álbum do ano na categoria de 'Melhores Lançamentos de 2012' da New York City Jazz.


Ao vivo no SESC Belenzinho, São Paulo


Vídeo ao vivo na Casa do Alentejo


Vídeo ao vivo no 49 da ZDB, no lançamento do livro "Un Certain Malaise" de Rodrigo Amado

Seg, 18 Maro 2013
Poster von Calhau! http://filhounico.com/novidades/poster-von-calhau

PosterCalhauCarpeDiemWeb.jpg

Qua, 13 Maro 2013
Calhau! apresentam ‘MAGNETO LUMINOSO CONDUTOR SOMBRA’, Carpe Diem - Arte e Pesquisa, 16 de Março, 22h30 http://filhounico.com/novidades/calhau-carpe-diem-arte-e-pesquisa-16-de-marco-22h30

CALHAU2013site.jpg

Há dois anos lançaram o seu primeiro LP, ‘Quadrologia Pentacónica’, na editora nacional Rafflesia, e nesta ocasião celebram e apresentam o seu novo álbum MAGNETO LUMINOSO CONDUTOR SOMBRA, novamente em vinil 12'' mas desta feita em edição de autor. Do que já nos foi dado a ouvir, estamos em crer que a música nova foi convictamente construída sobre a música anterior, renovada ferocidade em palmilhar novas avenidas para a canção pagã de substracto electro-acústico, munida por uma engenharia conceptual como poucas outras no globo. Em actividade e operando sob o nome Calhau! e capciosas derivações desde 2006, o casal sediado no Porto, Marta Ângela e João Alves, têm vindo a desenvolver um admirável corpo de trabalho transdisciplinar em artes visuais, filme e música. A sua produção de serigrafias, instrumentos musicais, textos, guarda-roupa & caracterização, e apresentação pública de projecções de filmes, concertos, performances e lectures, evocando referências que vão desde Lygia Clark a Raymond Roussel bem como evidenciando um fascínio pelo “elitismo, às vezes esotérico, de certas manifestações da cultura popular (rural)” como qualificava João César Monteiro, em entrevista por alturas de ‘Veredas’, interpelam-nos a considerar as fabulosas dimensões fasciculadas que compõem a sua cosmologia calhauística. Aceites como sedutoramente bizarros no seio da música independente, e eticamente comprometidos com o humor e o ‘saber fazer em contingência’ no tecido das artes visuais, o par prossegue o seu percurso perpassado por constante arrojo e pertinência. Co-fundadores do estúdio de artes gráficas Oficina Arara na Invicta, apresentaram-se ao longo dos últimos anos em reputados festivais de síntese performática medial, como o portuense Trama ou o italiano NETMAGE. Em complemento destacam-se a sua participação criteriosa nas Residências ZDB de 2009 ou na 10ª edição do Prémio União Latina - no mínimo, memorável, com a sua peça musical com recurso a um coro levada à cena no Centro Cultural de Cascais - assim como a residência artística no Atelier MTK em Grenoble, onde adquiriram vasto conhecimento de trabalho em película para proveito da sua produção fílmica. Será com enorme prazer que acolheremos este par singular de artistas, na apresentação pública inaugural de uma nova obra, no que também constituirá a estreia da produção de concertos da Filho Único no Carpe Diem - Arte e Pesquisa, sito na Rua de O Século, no belíssimo e antigo Palácio Pombal.

Site oficial

Vídeo ao vivo no Festival Circular

Excertos do filme ‘AVESSO’

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima, e no Espaço Múltiplo do Carpe Diem - Arte e Pesquisa

Qua, 13 Maro 2013
NOITE PRÍNCIPE c/ Príncipe DJs, DJ Joker, DJ Liofox e DJ Marfox, 9 de Março, Musicbox, 01h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-joker-liofox-e-marfox

PosterNoitePrincipeMarcoWEB.jpg

Depois da insanamente BOA festa de aniversário do mês passado, as Noites Príncipes continuam no Sábado 9 de Março. Desta feita o alinhamento é composto pelo habitual aquecimento Príncipe DJs, seguido de DJ Joker, DJ Liofox no vagão seguinte e DJ Marfox até ao cortar da meta. Para os ainda não iniciados, a Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos. Há um ano que a editora promove mensalmente uma Noite homónima para celebrar esta música e atitude que toma lugar no cúmplice inexcedível Musicbox.

Agora como antes, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.

Poster por Márcio Matos.


DJ JOKER @ NOITE PRÍNCIPE


DJ LIOFOX @ NOITE PRÍNCIPE


DJ MARFOX @ NOITE PRÍNCIPE


DJ LIOFOX - 125


DJ MARFOX - DISTORTION ASS MIX

As escolhas de DJ Marfox no Mesa de Mistura

PRÍNCIPE

Qui, 28 Fevereiro 2013
FÚ Apresenta no Lounge Dolphins Into The Future, Floris Vanhoof e City Hands + FÚ dj set, 13 de Fevereiro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-dolphins-into-the-future-floris-vanhoof-city-hands

DolphinsIntoTheFutureMAILZ.jpg

cityhandsSITE.jpg

FlorisSITE.jpg

A Benelux tem sido dos terrenos mais férteis na última década, para tudo quanto concerne o absurdismo, o ritual, o sagrado e o ridículo nas músicas electrónicas contemporâneas. Com uma tradição de largas décadas de recepção, análise e produção nos terrenos do avant-garde de espírito mais punk, entre a electro-acústica mais exigente e a cerveja mais barata, belgas e holandeses têm levado o DIY com a ironia dos mais sérios. Deste universo temos o prazer de vos apresentar três dos maiores trunfos da área. Dolphins Into The Future, cuja evolução temos vindo a ter o privilégio de assistir em Portugal, será porventura o nome mais reconhecível. A sua última presença, o ano passado no Jardim das Esculturas do Museu do Chiado, veio na senda do seu ''Canto Arquipélago'', união de tecituras mornas e turvas, e gravações de campo feitas durante meses nos Açores. Quando o ouvimos no último Verão, porém, estava a trabalhar numa ópera partindo desses dois procedimentos técnicos; o que escutámos foi magia - Hugh LeCaine nas ilhas. Floris Vanhoof é um menino prodígio das sintetizações e do processamento de sinal na hora, com efeitos dramáticos de nota, e uma espontaneidade no trabalho sobre a matéria de som moldável que tem tudo a ver com as experimentações mais felizes dos pioneiros da electrónica de meados do séc. XX - para adeptos do "Williams Mix" do Cage e do dodecafonismo quando aprendeu a rir de si próprio. Estreia! A arrancar a noite, o projecto a solo do mítico Manuel Padding, nobre vadio das ruas de Den Haag, e co-fundador dos Mean Motion (c/ Christelle Gualdi/Stellar Om Source), tem aqui espaço para as suas mercuriais ruminações entre o pulso dos selvagens e o ruído dos bravos, com as mãos a tratar objectos, electrónica e um microfone calibrado para melhor enaltecer o uivo dos bravos.


Trailer para “Canto Arquipélago” de Dolphins Into The Future


Floris Vanhoof ao vivo no Espace Papillon


City Hands - Free Ride

Ter, 12 Fevereiro 2013
Príncipe - Primeiro Aniversário, Sábado, 9 de Fevereiro, Musicbox, 1h http://filhounico.com/novidades/principe-primeiro-aniversario-sabado-9-de-fevereiro-musicbox-1h

Posteraniversarioprincipe2013.jpg

Sábado, 9 de Fevereiro, a Príncipe – a editora e promotora das Noites homónimas mensais acolhidas no cúmplice inexcedível Musicbox - celebra o seu primeiro aniversário (com direito a bolo e tudo) numa extravaganza recheada com o seu quadro de honra que em 2012 tanta alegria, frescura e vibrância tornou estas noites de clubbing um fenómeno tão único e acarinhado na noite lisboeta. A todos os nossos amigos que resistem e sobrevivem na capital do outrora dito Império, a todos os de visita e curiosos, seja qual for a vossa idade, cor de pele, orientação sexual, dinheiro na carteira, roupa no corpo, estas Noites são para todos os que vêm para dançar música daqui e agora noite adentro esquecendo o mundo lá fora. Aproveitamos a ocasião especial para dois dias antes da festa disponibilizarmos online gratuitamente no Soundcloud da Príncipe (streaming e link para download) um dos primeiros e mais importantes registos de sempre de Batida editadas por cá – a compilação que a antiga crew de DJ Marfox, DJ Marfox, DJ N.k., DJ Pausas, DJ Fofuxo e DJ Jesse lançou em 2006, "Djs Di Guetto Vol.1".

A partir da 1h, com entrada a valer 8€ com direito a duas bebidas consumíveis.

Poster por Márcio Matos.

Príncipe

Musicbox

Qua, 6 Fevereiro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-haino

PosterHAINOweb.jpg

Sb, 2 Fevereiro 2013
Keiji Haino, Sala dos Espelhos do Palácio Foz, 5 de Fevereiro, 22h http://filhounico.com/novidades/keiji-haino-sala-dos-espelhos-do-palacio-foz-5-de-fevereiro-22h

HainoWEB.jpg

Keiji Haino (n. 1952, em Chiba, Japão) é um dos músicos e performers mais extraordinários dos nossos dias. Não conhecemos ninguém que, em palco, consiga transportar de uma maneira tão milagrosa, aparentemente impossível e forte, a experiência da actuação do artista perante o público.

Com uma carreira com mais de quatro décadas, falamos de alguém que é um dos paradigmas nas linguagens da improvisação livre e do rock mais avançado, alicerçando-se na sua devoção ao poder dos blues primordiais, que transfigura em monumentais exorcismos, que parecem ir para lá de todas as possibilidades que dizem respeito ao contexto de um concerto, de um ritual, e daquilo que parece possível. Há sempre, seja qual for a opinião de quem assistiu a estas cerimónias, um antes e um depois de vermos Haino ao vivo.

Desde 1970, quando forma a seminal banda Lost Aaraaf que abandonaria a meio da década, evoluiu para vários projectos a solo (Aihiyo e Nijiumu), em grupo (Knead, Fushitsusha – das grandes bandas da história do rock - e Vajra) e frequentes colaborações com outros músicos e grupos (Derek Bailey, Jim O’Rourke, Peter Broetzmann, Fred Frith, Faust, Boris ou Loren Mazzacane Connors, entre muitos outros) bem como com poetas, coreógrafos e bailarinos, como Min Tanaka e Kazuo Ohno. Coleccionador de instrumentos etnográficos, tem exemplos na sua extensa discografia de registos conduzidos em electrónica solista (como o theremin digital ou o ‘air synth’) e uma parcela generosa dedicada somente a um único instrumento (percussão, guitarra acústica, sanfona). O seu nome é reconhecido primordialmente como um dos mais explosivos e iconoclastas guitarristas do planeta, ao que importa sempre relevar o seu protagonismo como um dos mais inventivos vocalistas na música improvisada, com um espectro de interesses e concretizações que vão de um indescritivelmente assombrado canto melódico às suas idiossincráticas convulsões guturais a plenos pulmões.

Por influência do magnífico álbum ‘Un Autre Chemin Vers L’Ultime’ de 2011, cuja gravação central da obra o fixou em voz e reverberação natural nas profundidades de uma gruta na vila francesa de La Haye de Routot, desafiámos o mestre nipónico dos black blues para uma performance vocal a solo na Sala dos Espelhos do Palácio Foz – mesmo que nos antípodas do espaço de gravação desse registo, trata-se de uma das melhores acústicas que já ouvimos em Portugal, e que entusiasmaram o artista. Há muito tempo que queríamos voltar a mostrar-vos o Sr. Haino ao vivo; chegou o dia. Imperdível, pode parecer inacreditável, é dizer pouco.

Site não-oficial

Entrevista Time Out Tóquio, 2012

Entrevista halana, 1996

Editora


Trailer "Document Haino Keiji"

Bilhetes disponíveis no Palácio Foz e nas lojas Flur e Matéria Prima

Evento integrado nas comemorações dos 470 anos de amizade entre Japão e Portugal

LogoJapaoX.jpg

Qua, 30 Janeiro 2013
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-samara-por-pedro-lourenco

PosterSamaraLounge.jpg

Sex, 25 Janeiro 2013
Samara Lubelski, 29 de Janeiro, Lounge, 22h30 http://filhounico.com/novidades/samara-lubelski-29-de-janeiro-lounge-22h30

lubelski05.jpg

Não raras vezes descrita como uma música predilecta dos músicos, Samara Lubelski, novaiorquina de gema, é das grandes senhoras do universo independente de produção de som mais arrojado. Criada no Lower East Side da Big Apple (quando aquilo parecia Beirute) e rodeada de arte por todos os lados desde miúda, Samara Lubelski já viu décadas passar na cidade onde as décadas condensam o que noutro sítio poderiam ser séculos de acontecimentos, sempre com um juízo crítico apuradíssimo e o maior dos entusiasmos por todos os que arriscam com destreza e engenho. Co-fundadora dos Hall Of Fame, baluartes locais do ruído e da canção desmontada, parte integrante e colaboradora regular vai para mais de 10 anos nos Tower Recordings e em outras formações do guru Matt Valentine. Produziu uma catrefada de discos importantes do rock underground - de 'Arrived in Gold' dos Sightings, a 'Slow Globes' dos Mouthus. Hoje em dia toca activamente com Thurston Moore nos seus Chelsea Light Moving, quarteto que inclui também dois membros dos Sunburned Hand of the Man, Keith Wood (mais conhecido pelo moniker Hush Arbors) e John Moloney, e que tem viajado por todo o mundo. Participação que nasce de uma relação com alguns anos e que já havia dado frutos: Samara foi violinista nos dois últimos discos a solo de Thurston Moore e, consequentemente, companheira de estrada nas suas últimas digressões. Além disso, Thurston produziu o seu álbum anterior, 'The Future Slip', que foi editado na Ecstatic Peace, editora do mítico guitarrista. 'Wavelength' é o sexto longa-duração em nome próprio da senhora Lubelski, e marca o regresso à De Stijl, selo de inatacável relevância no domínio independente norte-americano. A carreira a solo de Samara distingue-se pela sua capacidade em entregar-nos algo de novo pelos mesmos processos e nas várias linguagens que utiliza. Cada álbum é resultado de uma longa maturação e de um amadurecimento de ideias que expressam a sua abordagem singular à canção. 'Wavelenght' é mais um capítulo numa discografia marcada por coerência e aprimoramento, Samara é uma esteta que sabe expressar bem as suas mais valias: uma colocação e presença vocal monotónica, impávida, um trono solene de onde vai operando toda a rica mecânica e harmónica dos instrumentos, arranjados com um requinte exemplar. Como é habitual, Samara conta com a habitual participação de amigos para a construção do seu reino onde habitam os imaginários da melhor Marianne Faithful do início, das meninas esfíngicas da canção francesa (Birkin, Hardy, Lafôret) ou da Nico de 'Chelsea Girl'. PG Six, Helen Rush (ambos seus colegas nos Metal Mountains), Steve Shelley (Sonic Youth), Mortiz Finkbeiner, Willie Lane, Brian Sullivan, são alguns dos nomes que ajudam-na a erguer este riquíssimo monumento da pop livre do ano passado. Um raríssimo caso de perseverança, paz interior e calma em canção, de alguém que continua a ter a gloriosa dose certa de liberdade e curiosidade, para continuar a fazer o que lhe bem apetece, cada vez melhor a cada ano que passa.

Site oficial


"Wavelength"


Vídeo para “Jammage Cruiser”


Vídeo para “Field the Mine”

Sex, 25 Janeiro 2013
1ª NOITE PRÍNCIPE de 2013 c/ DJ Firmeza, DJ Marfox, Niagara, 5 de Janeiro, Musicbox, 02h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-2013-dj-firmeza-dj-marfox-niagara-5-de-janeiro-musicbox

PosterNoitePrincipeJANWEB.jpg

Logo no primeiro Sábado do novo ano regressa a Noite Príncipe, na senda vibrante do construído ao longo de 2012 e marco de partida para um 2013 pleno de actividade da editora lisboeta.

Começa pelas 2h00 da manhã com Príncipe DJs a oferecer a suave antecâmara para o início das hostilidades pela mão de DJ Firmeza, mago da equipa Casa da Mãe Produções, seguido do merecidamente aclamado DJ Marfox, e o trio Niagara (uma das próximas edições da Príncipe!) em dj set a assumir a festa até final.

A Príncipe é uma editora de Lisboa, inteiramente dedicada a editar música de dança contemporânea 100% real a ser produzida nesta cidade, nos seus subúrbios, bairros sociais e guetos. Novos sons, formas e estruturas com o seu próprio código de poética e identidade cultural. Queremos certificar-nos que o trabalho incrível que está a ser produzido aqui, seja em house, techno, kuduro, batida, kizomba, funaná, tarrachinha ou noutro novo desenvolvimento estético ainda inominável, deixe de permanecer desconhecido fora dos nossos clubes, telemóveis e quartos.

Agora como antes, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.

Poster por Márcio Matos.


DJ FIRMEZA @ NOITE PRÍNCIPE #6


DJ MARFOX @ NOITE PRÍNCIPE #10


NIAGARA - PANTERA


DJ FIRMEZA - ARRET ARRET


DJ MARFOX - DISTORTION ASS MIX

As escolhas de DJ Marfox no Mesa de Mistura


NIAGARA - BIGGIE TAPES

PRÍNCIPE

Seg, 31 Dezembro 2012
NOITE PRÍNCIPE #10 c/ DJ Liofox vs DJ Maboku, DJ Marfox, DJ Joker, Príncipe DJs, 14 de Dezembro, Musicbox, 01h http://filhounico.com/novidades/noite-principe-10-liofox-vs-maboku-marfox-joker-principe-djs-14-dezembro

PosterNoitePrincipe10WEB.jpg

Esta Sexta-feira dia 14 de Dezembro acontece a décima Noite Príncipe, a última deste 2012 inaugural para a editora de Lisboa. Começa pela 1h00 da manhã com o tag team electrizante de DJ Liofox vs DJ Maboku, seguido do regresso do cada vez mais colossal DJ Marfox, sócio de calibre DJ Joker no encalço, e Príncipe DJs a amenizar a noite com critério até ao silêncio de um novo dia no sistema da sala. DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Foram 10 felizes meses que o Music Box acolheu a club night da Príncipe e que seguiremos a colaborar para 2013, sendo a de Dezembro plena e nova confirmação do poderio sedutor da qualidade excepcional das irmandades de produção de dança electrónica da Grande Lisboa que temos acolhido, o clã Blacksea Não Maya – representados por Joker – e a equipa Casa da Mãe Produções, com Liofox e Maboku a representar.

Como em todas as nossas noites ao longo do ano, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.
Poster por Márcio Matos.
It's all way live! #10


DJ LIOFOX @ NOITE PRÍNCIPE #8


DJ MABOKU @ NOITE PRÍNCIPE #9


DJ MARFOX @ NOITE PRÍNCIPE #7


DJ LIOFOX - 125


DJ MABOKU - KIBULO GRANDE


DJ MARFOX - DISTORTION ASS MIX

As escolhas de DJ Marfox no Mesa de Mistura

PRÍNCIPE

Sex, 14 Dezembro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-dezembro

PosterLoungeDezembro12.jpg

Ter, 11 Dezembro 2012
FÚ Apresenta no Lounge Loosers + DJ Fitz, 13 de Dezembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-loosers-+-dj-fitz-13-de-dezembro-22h30

LoosersSITE2012.jpg

FITZsite.jpg

Os Loosers, para os livros tidos como os incontornáveis instigadores, e homens de acção, da música nacional experimental revigorada do novo século, desde o seu início, são actualmente Jerry the Cat, Rui Dâmaso e Zé Miguel. Recebendo o louvor e incentivo devido das campanárias influentes do underground internacional, no que ao rock e mestiçagens Experimenta DIY ® afectas é relevante, logo a partir da edição do seu clássico LP de estreia ‘For All The Round Suns’, os Loosers na sua encarnação original com Tiago Miranda na formação empreenderam 3 tours europeias e construiram uma discografia a cada tomo desafiadora e renovadora de expectativas e processos, entre o seu núcleo criativo e aquela imensa minoria global que os seguiam e ouviam. Voltam agora a repetir a data febril do ano passado com DJ Fitz no Lounge pela mesma altura, onde se comprovou que os Loosers continuam ser os “bárbaros eruditos com um olho nos céus”, como Julian Cope uma vez proclamou ao mundo online.

O nosso amigo DJ Fitz regressa então para a sua residência anual na nossa residência mensal no Lounge (tá ligado?) para tomar conta dos discos a noite toda. O Sr. John Fitzgerald é agente europeu de bandas como Wooden Shjips, Cass McCombs ou Black Dice, um connoisseur e coleccionador incomparável de música psicadélica de latitudes recônditas e universos confluentes de matilhas divergentes e, o mais bonito disso tudo, um óptimo e expansivo dj para uma festa.

Facebook http://www.facebook.com/loosersarefree


Vídeo ao vivo no MANA no Mercedes, Porto

Site oficial http://djfitz5000.com/
DOODcast http://doodcast.net/DOODcast/episodes.html

Ter, 11 Dezembro 2012
Poster por B Fachada http://filhounico.com/novidades/poster-por-b-fachada

PosterNorbertoPalacioFozWEB.jpg

Qua, 5 Dezembro 2012
Norberto Lobo Apresenta \'Mel Azul\', Sala dos Espelhos do Palácio Foz, 5 e 6 de Dezembro, 22h http://filhounico.com/novidades/norberto-lobo-apresenta-mel-azul-palacio-foz-5-e-6-de-dezembro

NorbPalacioFozWEB.jpg

Imenso é o privilégio, não tenhamos dúvidas, de ter Norberto Lobo a funcionar no auge das suas capacidades no nosso tempo nesta magnífica e impossível Lisboa. 'Mel Azul', o seu mais recente registo, é dos nossos favoritos dos quatro que o Sr. Lobo já lançou desde que se mostrou ao mundo há pouco mais de meia década. Agora devidamente sediado no Golden Pony como o seu primordial espaço para gravações, encontramos o titular mel com um verniz, uma cor e uma definição mais linda que as outras conseguidas em registos anteriores. Fosse só isso e já estávamos bem, dado os milagres que o Norberto consegue erigir a cada disco, mas graças a deus nosso senhor estamos ainda melhor.
'Mel Azul' está cheio de clássicos, um a seguir ao outro, cheios de vida auspiciosa, luz e timbre, cheios de amor e humor, etc e etc, e todos os outros clássicos. Está cá o Sr. Bonfá, os melhores do ragtime norte-americano, e está a aparentemente inverbalizável Lisboa, cheia de contradições e das melhores coisas inconciliáveis no meio de tanto desrespeito, resplandecente.
Estar a nomear uma ou outra faixa deste disco precioso seria crime, pelo que teremos que nos dar por testemunhas com benefits com o facto de podermos ver o Sr. Norberto Lobo a tocar na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, um dos sítios mais bonitos e com melhor acústica desta nossa capital, a saltar de clássico contemporâneo para clássico contemporâneo, entre dourados, espelhos e candelabros. Soa bem porque é bem. 'Mel Azul' é a sério dos nossos grandes testemunhos, de nós que vivemos esta Lisboa e este tempo; vê-lo em carne e osso é um transporte necessário para acreditarmos mais do que realmente acontece. Estejamos juntos, por hoje e amanhã.


Lúcia Lima (Mel Azul, 2012)

Valsa da Greve Geral (Mel Azul, 2012)

Bandcamp

Facebook

Editora

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima, e no local nas noites dos espectáculos

Com o apoio

dont_resize

Qua, 5 Dezembro 2012
Poster por Maria Reis http://filhounico.com/novidades/poster-por-maria-reis

Poster-Ariel-Pink-Pega-Mons.jpg

Sb, 1 Dezembro 2012
Ariel Pink\'s Haunted Graffiti + Pega Monstro, Lux Frágil, Sábado, 1 de Dezembro, 23h http://filhounico.com/novidades/ariel-pink\'s-haunted-graffiti-+-pega-monstro-lux-fragil-sabado-1-de-dezembro-23h

Ariel12WEB.jpg
PegaMonstroARielSITE.jpg

Regresso de Ariel Pink e de sua banda Haunted Graffiti a Lisboa, no encalço do novo álbum ‘Mature Themes’, lançado na 4AD a 20 de Agosto após a estreia na editora com ‘Before Today’ há 2 anos. Produzido pela própria banda na baixa de Los Angeles, é um disco resultante de um maior processo colaborativo do grupo, e do especial contributo do ex-membro Cole MGN que acedeu a um retorno episódico para trabalho de estúdio. Ostentando um refinamento natural da sua assinatura deste seu novo período hi-fi, irremediavelmente fetichista por estratégias em arquivo de arquitectura e engenharia de escrita e produção de canções, é soberbamente mais do mesmo, o mesmo sensual e delicioso pódium Ariel. Os ‘temas maduros’ líricos que aborda foram irradiados da paisagem mainstream há largo tempo, e a intensidade autoral que os expressa induz a confusão que os nutriu e assim continuamente. Escapismo de várias faces e extensões, vulgar e épico em harmonia fágica por vezes na mesma canção, ‘Mature Themes’ é fruto de um rock and roller de Beverly Hills e a imaculada banda que reuniu para viajar o mundo a excitar mentes e cativar físicos.
Na primeira parte vamos ter o privilégio de contar com as Pega Monstro, o duo das irmãs Júlia e Maria Reis e banda ponta de lança da família da Cafetra Records, que este ano editou um dos discos de estreia mais fulminantes e certeiros na história da música nacional.


Vídeo ‘Only In My Dreams’


Vídeo ‘Witchhunt Suite For WWIII’

Editora
‘In the Studio’ na revista SPIN


Vídeo 'Homem das Obras'

Bandcamp das Pega Monstro
Entrevista na brasileira Revista O Grito

Bilhetes disponíveis na Ticketline, lojas Flur e Matéria Prima, e nos locais habituais

INFORMAÇÃO/RESERVAS: Ligar 1820 (disponível 24 horas)

Sb, 1 Dezembro 2012
Oren Ambarchi, Culturgest Porto, Quinta-feira, 29 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/oren-ambarchi-culturgest-porto-quinta-feira-29-de-novembro-22h

OrenSITE.jpg

Oren Ambarchi é um compositor e multi-instrumentista australiano, vocacionado a novas estratégias para transcender abordagens convencionais a instrumentação e estruturas musicais. Foi pelo seu trabalho em guitarra eléctrica que se notabilizou, desenvolvendo nesse âmbito uma pesquisa em configuração harmónica e reverberação, recorrendo a pedais de efeitos, loops e tecnologia de estúdio para produzir, com assinatura tonal grave e alienígena, desenhos de som fluidos, exponenciados por uma fisicalidade bem vívida. Esta demanda proporcionou-lhe um novo campo abstracto pleno de potencialidades, que tem vindo a concretizar na sua discografia a solo para selos como a Southern Lord, Table Of The Elements ou Tzadik, sendo que preserva com a editora britânica Touch uma relação iniciada com ‘Insulation’ em 1999, até ao ‘Audience of One’ do início deste ano, disco em que parece sincretizar de forma cabal as várias escolas e caminhos de música e som que o informaram. Nele encontramos ecos do minimalismo pulsante de Steve Reich em diálogo com o seu inveterado amor pelo rock, do clássico ao marginal, e a precisão psico-acústica em conjuração de frequências digna do vocabulário doom metal, numa narrativa sensível em que sobressai o equilíbrio singular entre o trabalho de guitarra e a instrumentação acústica gentil que tem vindo a integrar. Para esta depuração estilística e técnica contribuíram decisivamente as suas colaborações com ilustres progressistas do instrumento, como Keiji Haino ou Keith Rowe, bem como com músicos de áreas concêntricas aos seus interesses como Merzbow, Fennesz, Evan Parker ou Dave Grohl. Além disso mantém uma frutuosa colaboração com os Sunn O))), tendo participado em tournées e vários registos da banda incluindo o último ‘Monoliths & Dimensions’.

Site oficial
excerto de 'Sagittarian Domain', 2012, Editions Mego
Tema de 'In The Mouth A Hand', disco com os Fire! de Mats Gustafsson
Preview de 'Imikuzushi', disco com Keiji Haino e Jim O'Rourke

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/03-24-oren.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, na Ticketline e locais habituais

Qua, 28 Novembro 2012
CICLO FILHO ÚNICO E GOETHE-INSTITUT - Como identificar o benigno, genuíno e emancipador na música Conversa informal para uma ciência impossível http://filhounico.com/novidades/ciclo-filho-unico-e-goethe-institut---como-identificar-o-benigno-genuino-e-emancipador-na-musica-conversa-informal-para-uma-ciencia-impossivel

goetheposterfotoSITE.jpg

Debate informal e moral e eticamente sério, sobre como intuir a transparência e o benigno na música, à primeira e à enésima audição. O painel é constituído por alguns dos jornalistas mais relevantes em Portugal neste âmbito de intuição estética e humana: João Moço (Diário de Notícias), Luís Filipe Rodrigues (TimeOut Lisboa) e Mário Lopes (Público). A moderação estará a cargo da Filho Único.

Qui, 22 Novembro 2012
CICLO FILHO ÚNICO E GOETHE-INSTITUT - Música de libertação hoje em Portugal, Debate, com Allen Halloween e B Fachada, Terça-feira 13 de Novembro, 18h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/ciclo-filho-unico-goethe-institut-musica-debate-allen-halloween-b-fachada

PosterDebateHalloweenFachad.jpg

Debate sobre todas as mecânicas de libertação, expansão cívica, revolução e ataraxia na música portuguesa pós-25 de Abril, com alguns dos seus intervenientes contemporâneos actuantes de maior preponderância no Portugal de hoje. Conversa com os convidados Allen Halloween e B Fachada, com moderação a cargo da Filho Único, sobre todos os tempos em que fomos inoperantes ou altruístas, e as possibilidades de emancipação popular construtiva daqui em diante.

Poster por Márcio Matos.

Seg, 12 Novembro 2012
NOITE PRÍNCIPE #9 c/ DJ Maboku, DJ Joker vs DJ Love, DJ Nervoso, 10 de Novembro, Music Box http://filhounico.com/novidades/noite-principe-maboku-joker-love-nervoso

PosterNoitePrincipe9WEB.jpg

Dia 10 de Novembro acontece a nona Noite Príncipe, penúltima do ano. Começa pela 1h00 da manhã com o habitual aquecimento Príncipe DJs, seguindo-se DJ Maboku pelas 2h, clash fraterno DJ Kolt vs DJ Love na sucessão, e DJ Nervoso a tomar conta do assunto até o som se recatar no sistema da sala. DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Há 9 felizes meses que o Music Box acolhe a club night da Príncipe, sendo a de Novembro uma vez mais entregue às mais invigorantes irmandades de produção de dança electrónica da Grande Lisboa, clã Blacksea Não Maya com Kolt e Love na casa, e equipa Casa da Mãe Produções, com Maboku a representar. Depois troço final da viagem pelo tratamento de DJ Nervoso, pioneiro kudurista em solo nacional, para fechar com chave de ouro a mensal experiência comunal no escuro ao som de Lisboa AGORA.
Como habitualmente, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.
Poster por Márcio Matos.
It's all way live! #9


DJ LOVE & DJ KOLT @ NOITE PRÍNCIPE #6


BLACKSEA NÃO MAYA - PUCHA


DJ NERVOSO - TOU CA

PRÍNCIPE

Music Box

Sb, 10 Novembro 2012
Calhau!, Culturgest Porto, Sexta-feira, 9 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/calhau!-culturgest-porto-sexta-feira-9-de-novembro-22h

CalhauesvuraSITE.jpg

Em actividade e operando sob o nome Calhau! e capciosas derivações desde 2006, o casal sediado no Porto, Marta Ângela e João Alves, têm vindo a desenvolver um admirável corpo de trabalho transdisciplinar em artes visuais, filme e música. A sua produção de serigrafias, instrumentos musicais, textos, guarda-roupa & caracterização, e apresentação pública de projecções de filmes, concertos, performances e lectures, evocando referências que vão desde Lygia Clark a Raymond Roussel bem como evidenciando um fascínio pelo “elitismo, às vezes esotérico, de certas manifestações da cultura popular (rural)” como qualificava João César Monteiro, em entrevista por alturas de ‘Veredas’, interpelam-nos a considerar as fabulosas dimensões fasciculadas que compõem a sua cosmologia calhauística. Aceites como sedutoramente bizarros no seio da música independente, e eticamente comprometidos com o humor e o ‘saber fazer em contingência’ no tecido das artes visuais, o par prossegue o seu percurso perpassado por constante arrojo e pertinência. Co-fundadores do estúdio de artes gráficas Oficina Arara na Invicta, apresentaram-se ao longo dos últimos anos em reputados festivais de síntese performática medial, como o portuense Trama ou o italiano NETMAGE. Em complemento destacam-se a sua participação criteriosa nas Residências ZDB de 2009 ou na 10ª edição do Prémio União Latina - no mínimo, memorável, com a sua peça musical com recurso a um coro levada à cena no Centro Cultural de Cascais - assim como a residência artística no Atelier MTK em Grenoble, onde adquiriram vasto conhecimento de trabalho em película para proveito da sua produção fílmica. No ano passado lançaram o seu primeiro LP, ‘Quadrologia Pentacónica’, na editora nacional Rafflesia.
Nesta ocasião o duo irá apresentar uma peça em estreia absoluta e imaginada para o espaço da Culturgest Porto, A CONDUÇÃO CEGA, que afirmam não saberem ainda que forma e proporção definida tomará. Nas palavras dos próprios, “saberemos quando a fizermos ou nunca saberemos... Conduzidos seremos mais do que conduziremos.”

Site oficial
Vídeo entrevista
Vídeo ao vivo no Museu do Chiado
Vídeo ao vivo no Festival RIAM, em Marselha

Mais informação em http://www.culturgest.pt/actual/03-19-calhau.html

Bilhetes disponíveis na Culturgest, na Ticketline e locais habituais

Qui, 8 Novembro 2012
NOITE FETRA CONTINUA, esta Sexta-feira, 9 de Novembro, no Lounge http://filhounico.com/novidades/noite-fetra-continua-esta-sexta-feira

PosterNoiteFetraCONTINUA.jpg

Depois da Noite Fetra na Barraca, Cafetra e Filho Único decidiram repor o resto da noite, para as bandas que não tiveram oportunidade de tocar.
Deste modo a Noite Fetra Continua conta com os Kimo Ameba, Os Passos em Volta, Putas Bêbadas e Sabre.

É já esta sexta-feira no Lounge.

ENTRADA LIVRE

Qui, 8 Novembro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-novembro

PosterLoungeNovembro12.jpg

Seg, 5 Novembro 2012
FÚ Apresenta no Lounge Feltro & Luís Desirat + FÚ dj set, 7 de Novembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-feltro-luis-desirat-7-de-novembro

FeltroWEB.jpg

André Gonçalves, criativo celebrado no campo intermedia, da instalação e da produção de som, regressa à nossa mensalidade no Lounge desta feita sob o seu pseudónimo Feltro e na companhia do superlativo baterista Luís Desirat. Duo de sintetizador modular analógico e bateria, nascido do encontro nos trabalhos de O Carro de Fogo de Sei Miguel, há cerca de ano e meio, e que tem vindo a mostrar ao vivo uma música imbuída de uma empatia crepuscular, uma espécie de chill orgânica e rugosa, consequente do contexto urbano que a investe.

Site oficial http://www.andregoncalves.info

Vídeo ao vivo na ZDB

Seg, 5 Novembro 2012
Poster por Carlos Gaspar http://filhounico.com/novidades/poster-por-carlos-gaspar

POSTERnoitefetraWEBfinal.jpg

Qua, 31 Outubro 2012
NOITE FETRA N\'A BARRACA, Sábado, 3 de Novembro, 22h http://filhounico.com/novidades/noite-fetra-n\'a-barraca-sabado-3-de-novembro-22h

NoiteCAFETRAsite.jpg

Um ano depois de uma noite de fundraising absolutamente transparente e inspiradora na comunidade da música independente em Lisboa, a família Cafetra regressa ao Teatro d'A Barraca para uma 'Noite Fetra' que se quer instaurar como anual daqui para a frente. Com um alinhamento de músicos centrado na casa mãe, d'Os Passos Em Volta, Pega Monstro a Kimo Ameba já com longas duração nas lojas este ano, passando por ménes a solo como Éme e Smiley Face cada vez mais rodados ao vivo ao longo dos últimos meses, e bandas de salubre mais extremado como Putas Bêbedas ou Go Suck a Fuck, a Fetra estende novamente convite a pares onde se revê na atitude e postura, para além do afecto pela música, para uma constelação estelar da música mais generosa a acontecer no nosso país.

BANDAS
Os Passos em Volta
Kimo Ameba
Pega Monstro
100 Leio
Go Suck a Fuck
Éme
Smiley Face
Putas Bêbadas

CONVIDADOS
Sabre
Rudolfo
Musgo

Sex, 26 Outubro 2012
Poster por Márcio Matos http://filhounico.com/novidades/poster-por-marcio-matos-sei

PosterSEIgoetheWEB.jpg

Ter, 23 Outubro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-outubro

PosterFULoungeOutubro.jpg

Ter, 23 Outubro 2012
FÚ Apresenta no Lounge Alek Rein + FÚ dj set, 24 de Outubro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-alek-rein

AlekReinSITE.jpg

Alek Rein é um escritor de canções carismáticas na melhor tradição do psicadelismo folk de estirpe britânica, de um recorte e garbo clássico ao alcance de poucos, e que sucede ser uma concretização de uma ideia do seu intérprete Alexandre Rendeiro. Desenvolveu-o em exposição pública aparentemente balizando-o entre a heteronímia de Fernando Pessoa e a alteridade pop de Ziggy Stardust, descontando a indumentária glam, e vem ao Lounge mostrar-nos os mais recentes desenvolvimentos pós-EP 'Gemini', edição inaugural de autor de há dois anos.

"Alek Rein é uma personagem que surge em 2010 como pseudónimo de Alexandre Rendeiro, embora seja agora considerado um heterónimo, visto ter biografia, estilo e fisionomia distintas das do seu criador. Alexandre Rendeiro, artista multidisciplinar de 23 anos a trabalhar em Lisboa, considera-se o intérprete das canções de Alek Rein, adoptando a abrangente estética do psych-folk. O projecto "Alek Rein" é uma tentativa de construção de personagem / persona, em que os elementos do universo desta são revelados através das canções e do seu recheio verbal e melódico. Outros tempos, outras vidas, outros mundos!" Texto do Artista

Bandcamp

Entrevista Ípsilon

Ter, 23 Outubro 2012
CICLO FILHO ÚNICO E GOETHE-INSTITUT Sei Miguel Cantata Mussurana Para quatro vozes e pequena orquestra, Ensaio aberto, Segunda-feira, 18h30, Entrada Livre http://filhounico.com/novidades/ciclo-filho-unico-e-goethe-institut-sei-miguel-cantata-mussurana-para-quatro-vozes-e-pequena-orquestra-ensaio-aberto-segunda-feira-18h30-entrada-livre

SeiMiguelWEB2012.jpg

Na proposta do Goethe Institut para o programa KulTüren, rapidamente se tornou claro para nós inclinarmo-nos para Sei Miguel como o músico com capacidades e qualidades mais auspiciosas no âmbito de um programa que se queria intertextual e participante do ponto de vista da pluralidade artística, cívica e social. A sua música, contínua e coerentemente trabalhada e em expansão, no sentido de edificar uma obra que una vários vocabulários, focos sociais e direcções artísticas numa música vibrante e humanamente harmónica, não encontra par em Portugal. Esta orquestra, sonhada desde há alguns anos para cá, tem então a sua estreia numa formação alargada, abarcando músicos de vários campos e meios, do jazz, ao rock, à electrónica e à composição contemporânea, numa hibridização de formas, timbres e mecanizações que têm vindo a ser matéria essencial do meio criativo de Sei Miguel.

4 vozes:
Sei Miguel – trompete “pocket”
Kimi Djabaté – voz
Ernesto Rodrigues – viola de arco
Rafael Toral – electrónica

Orquestra:
Fala Mariam – trombone alto
Nuno Torres – saxofone alto
Pedro Gomes – guitarra eléctrica
Pedro Lourenço – baixo eléctrico
César Burago – percussão
Monsieur Trinité – percussão
Luís Desirat – bateria

Seg, 22 Outubro 2012
Poster por Márcio Matos http://filhounico.com/novidades/poster-por-marcio-matos-joe

POSTERjosephinefoster.jpg

Seg, 15 Outubro 2012
Josephine Foster, 17 de Outubro, 22h, B.Leza http://filhounico.com/novidades/josephine-foster-17-de-outubro-22h-bleza

josephinefosterSITE.jpg

Música norte-americana absolutamente excepcional e de percurso igualmente invulgar e independente, acaba de lançar o óptimo 'Blood Rushing', primeiro álbum de originais seus em demasiado tempo. Cantora lírica de formação, hoje residente na Andaluzia, dá por si a iniciar o seu percurso público autoral em Chicago vinda do estado do Colorado a tocar uma canção que vinha tanto do amor pelo repertório da clássica europeia, dos mais maravilhosos exemplos dos músicos dos medicine shows norte-americanos mais tardios, de Karen Dalton, Shirley Collins e de alguns dos mais doces nuggets da cultura psicadélica, entre milhentas outras singulares referências. Não soava, nem soa hoje (cada vez menos, aliás) a nada. Depois de um par de discos de tiragem altamente caseira, lança o glorioso álbum homónimo do duo Born Heller, com o hoje reputado baixista Jason Ajemian, pela à época vibrante Locust Music. Música de grande carga humana, traduzida em leveza praticamente impossível, carregada por uma voz raríssima, profundamente livre e transparente, a espalhar a mais discreta das bondades. Nesse documento, víamos já as características que ainda hoje a distinguem – as sua noções de espaço, respiração, dinâmica, métrica e desenho melódico completamente aparte e de equilíbrio harmónico desarmante. Após estreia a solo em maior escala, com 'Hazel Eyes, I Will Lead You' (Locust, 2005) passa por um disco em trio de psych rock discordante; um álbum de lieder de Schubert, Schumann e Brahms, escolhidas a dedo; o regresso à base com 'This Coming Gladness'; em 'Graphic As a Star' pega nos colossais poemas de Emily Dickinson, musicando-os (!); em 2010 fez um álbum com o seu companheiro Victor Herrero e a sua banda, inteiramente dedicado ao cancioneiro de Lorca, banido em Espanha em 1931. E por aí fora. Um percurso tão idiossincrático, todo ele improvavelmente acessível (tendo em conta o currículo), profundamente benigno, generoso e reluzente, que neste 2012 encontra uma simbiose fascinante, entre tanta música de tanta proveniência diferente (presente e passada; real e sonhada), e que no seu novo trabalho (gravado por Andrija Tokic, que trabalhou no LP dos Alabama Shakes) demonstra uma artista que segue miscigenando, com enorme dignidade, visão e arrojo, a benção de cada dia que passa, no seu sítio tão amplo e uno. Quarteto de luxo no palco do B.Leza, ao qual regressamos - nas suas maravilhosas novas instalações - com o maior dos prazeres. Josephine Foster e o seu Victor Herrero na guitarra, Paz Lechantin (!) (A Perfect Circle, Entrance, RTX) no baixo e o sempre encantador Alex Neilsen (Six Organs of Admittance, Will Oldham) na bateria. Canção de gente viva e de muitas e boas viagens, ali à beira rio.

Josephine Foster - guitarra e voz
Victor Herrero - guitarra clássica e eléctrica
Paz Lenchantin - baixo, violino e voz
Alex Neilson - bateria


Child of God (2012, Blood Rushing)


Blood Rushing (2012, Blood Rushing)

Myspace http://www.myspace.com/josephinefoster
Editora http://www.firerecords.com/site/index.php?page=artists&artistid=00000000285
Vídeo ao vivo no Porto http://www.youtube.com/watch?v=h5ZMu25kPZA
Vídeo entrevista http://www.youtube.com/watch?v=uuy2Ft4daAw

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima

NOTA: Josephine Foster apresentar-se-á também em concerto no Passos Manuel, no Porto, na Quinta-feira dia 18 Outubro.

Seg, 15 Outubro 2012
OUT.FEST 2012, de Quarta dia 10 a Sábado dia 13, Barreiro http://filhounico.com/novidades/outfest-barreiro

PosterOutFest2012WEB.jpg

Seg, 8 Outubro 2012
NOITE PRÍNCIPE #8 c/ DJ Joker, DJ Liofox, DJ Nervoso e DJ Marfox, 6 de Outubro, Music Box http://filhounico.com/novidades/noite-principe-#8-c/-dj-joker-dj-liofox-dj-nervoso-e-dj-marfox-6-de-outubro-music-box

PosterNoitePrincipe8WEB.jpg

Dia 6 de Outubro acontece a oitava Noite Príncipe, primeira festa deste Outono que desponta. Começa pela 1h00 da manhã com o habitual aquecimento Príncipe DJs, seguindo-se o renascido DJ Joker (ex-DJ Love) pelas 2h, regresso de DJ Liofox uma hora depois, DJ Nervoso a seguir e por fim o final inescapável com DJ Marfox a tomar conta do assunto até o som se recatar no sistema da sala. DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Há 8 felizes meses que o Music Box acolhe a club night da Príncipe, sendo a de Outubro entregue aos jovens prodígios DJ Joker (clã Blacksea Não Maya) e DJ Liofox (equipa Casa da Mãe Produções). Depois troço final da viagem pelo cuidado e afecto de DJ Nervoso e DJ Marfox, a auto-intitulada dupla terrível, aqui em sets individuais, e para fechar com chave de ouro a mensal experiência comunal no escuro ao som de Lisboa AGORA.

Como habitualmente, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€. Poster por Márcio Matos. It's all way live! #8


DJ LOVE (c/ DJ KOLT) @ NOITE PRÍNCIPE #6


DJ LIOFOX - 125


DJ NERVOSO - TOU CA


DJ MARFOX - DISTORTION ASS MIX

PRÍNCIPE

Seg, 1 Outubro 2012
B Fachada, 28 de Setembro, 22h, Passos Manuel http://filhounico.com/novidades/b-fachada-28-de-setembro-22h-passos-manuel

BFachadaCrioloSITE.jpg

Neste momento B Fachada já não precisará de grandes apresentações, nem será rebatível que é o maior cantautor da sua geração em Portugal, e um dos grandes desde a revolução de Abril. Autor e intérprete já de uma discografia muito considerável, tem mantido a promessa dos dois discos ao ano sem qualquer desvio de rota e enchido salas de Norte a Sul com essa raridade que é uma canção portuguesa que não pede desculpa por ser como é, por falar verdades que ficaram silenciadas durante tempo demais. Que soa eminentemente daqui mas em expansão de olhos a brilhar, sem coisas de postal para o turismo autofágico, como demasiadas vezes fizemos nas últimas décadas. Está lá a tradição, voltaram a reivindicação e a proposta concreta; dispensou-se o pudor em cantigas sobre intimidade, com o requinte próprio dos cavalheiros existencialistas e o vigor de um homem que sabe dançar, no seu encantador balanço angolano-beirão.

O seu novo registo de Verão que baptizou de ‘Criôlo’ acaba de chegar, à semelhança do ensaiado em 2010 com “Há Festa na Moradia” e em 2011 com “Deus, Pátria e Família”, cumprindo o seu programa de delírio estival, possivelmente o seu álbum melodicamente mais imediato, ritmicamente mais social e processualmente mais simples de sempre, de corpo e alma apontado aos terreiros e às pistas de dança, sem por um segundo perder uma vibrante, distinta e fracturante assinatura. Para ambos os concertos espera-nos o B mais dançável até hoje consumado público, no pico do aprimoramento do seu novo set up de voz, programações e teclados. Na despedida do Verão, e numa das últimas oportunidades de o apanhar em concerto na Invicta antes do anunciado ano sabático em 2013, o reportório do concerto incluirá todo o recente ‘Criôlo’ acrescido de uma revisão generosa do seu brilhante catálogo, reconfigurado para uma nova vida de arranjos electrónicos que justificam claramente a festa e a celebração no melhor som e conforto em auditório independente do Porto.

B Fachada - vozes, programações e teclados

‘Criôlo’ em escuta integral http://bfachada.bandcamp.com/album/cri-lo


Vídeo oficioso para ‘Afro-Xula’

Bilhetes disponíveis no Passos Manuel e na loja Matéria Prima (Porto)

Ter, 25 Setembro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-setembro

PosterLoungeSetembro12.jpg

Seg, 24 Setembro 2012
FÚ Apresenta no Lounge Sonny & The Sunsets + FÚ dj set, 24 de Setembro, 22h30 http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-sonny-the-sunsets

sonnysunsetsSITE.jpg

Sonny Smith começou a tocar versões de Jimmy Yancey (progenitor do boogie-woogie) ao piano em clubes de pequenas terras das montanhas do Colorado pelos 18 anos. Abraçou sem remorsos a verve do busking, levando-o à América Central e outras paragens da mente ao longo dos anos. Em 2000 escreveu e realizou a sua primeira curta-metragem ‘Kid Gus Man’, e o diletantismo artístico impeliu-o para residências em centros de arte performativas onde escreveu e encenou peças de teatro, escreveu para jornais e viu publicados contos da sua autoria em revistas literárias. Nos seus trintas tardios em 2009, depois de um single e um EP, os Sonny & the Sunsets por si liderados editam o seu primeiro longa-duração ‘Tomorrow is Alright’ na Fat Possum, a que se seguiu ‘Hit After Hit’ dois anos depois. Tal como outras notabilizadas bandas californianas das últimas temporadas, como os Girls, Dum Dum Girls ou os seus companheiros de tournée Best Coast, Sonny and the Sunsets palmilham aquela linha ambígua entre sincera e despretensiosa frescura da ingenuidade e intuição da música pop, e o cínico e calculado decalque aural do simulacro. Sem dúvida esta tensão é produtiva e contornada ou esquecida por canções memoráveis, recheadas de progressões melódicas espertas e estofo de entrega de uma classe impecável, independentemente se nos soam com o humor no ponto ou ridículas, honestas ou irónicas.
Ao Lounge na reentrée de Setembro, Sonny & the Sunsets vêm promover o seu terceiro LP ‘Longtime Companion’, na Polyvinyl Records, um tratado de garage pop via country twang a reiterar a sua peculiar visão autoral que acolhe e procura as contradições entre o autêntico e a recriação.


Dried Blood (2012, disco 'Longtime Companion' na Polyvinyl Records)

Site oficial http://www.sonnysmith.com
Bandcamp http://sonnyandthesunsets.bandcamp.com
Videografia http://www.youtube.com/sonnysunsets

Seg, 24 Setembro 2012
Poster por Norberto Lobo http://filhounico.com/novidades/poster-por-norberto-lobo

PosterBFachadaLuxWEB.jpg

Sex, 21 Setembro 2012
B Fachada, 21 de Setembro, 23h, Lux Frágil http://filhounico.com/novidades/b-fachada-21-de-setembro-23h-lux-fragil

BFachadaCrioloSITE.jpg

Neste momento B Fachada já não precisará de grandes apresentações, nem será rebatível que é o maior cantautor da sua geração em Portugal, e um dos grandes desde a revolução de Abril. Autor e intérprete já de uma discografia muito considerável, tem mantido a promessa dos dois discos ao ano sem qualquer desvio de rota e enchido salas de Norte a Sul com essa raridade que é uma canção portuguesa que não pede desculpa por ser como é, por falar verdades que ficaram silenciadas durante tempo demais. Que soa eminentemente daqui mas em expansão de olhos a brilhar, sem coisas de postal para o turismo autofágico, como demasiadas vezes fizemos nas últimas décadas. Está lá a tradição, voltaram a reivindicação e a proposta concreta; dispensou-se o pudor em cantigas sobre intimidade, com o requinte próprio dos cavalheiros existencialistas e o vigor de um homem que sabe dançar, no seu encantador balanço angolano-beirão.

O seu novo registo de Verão que baptizou de ‘Criôlo’ acaba de chegar, à semelhança do ensaiado em 2010 com “Há Festa na Moradia” e em 2011 com “Deus, Pátria e Família”, cumprindo o seu programa de delírio estival, possivelmente o seu álbum melodicamente mais imediato, ritmicamente mais social e processualmente mais simples de sempre, de corpo e alma apontado aos terreiros e às pistas de dança, sem por um segundo perder uma vibrante, distinta e fracturante assinatura. Para ambos os concertos espera-nos o B mais dançável até hoje consumado público, no pico do aprimoramento do seu novo set up de voz, programações e teclados. Na despedida do Verão, e numa das últimas oportunidades de o apanhar em concerto na capital antes do anunciado ano sabático em 2013, o reportório do concerto incluirá todo o recente ‘Criôlo’ acrescido de uma revisão generosa do seu brilhante catálogo, reconfigurado para uma nova vida de arranjos electrónicos que justificam claramente a festa e a celebração na melhor pista e PA de Lisboa.

B Fachada - vozes, programações e teclados

‘Criôlo’ em escuta integral http://bfachada.bandcamp.com/album/cri-lo


Vídeo oficioso para ‘Afro-Xula’

Bilhetes disponíveis na Ticketline, lojas Flur e Matéria Prima, e nos locais habituais // INFORMAÇÃO/RESERVAS: Ligar 1820 (disponível 24 horas)

Sex, 21 Setembro 2012
Poster por Jucifer http://filhounico.com/novidades/poster-por-jucifer

PosterBlackDiceWeb.jpg

Seg, 17 Setembro 2012
Black Dice, 20 de Setembro, 22h30, Music Box http://filhounico.com/novidades/black-dice-20-de-setembro-22h30-music-box

BlackDiceWEB.jpg

Com um percurso de mais de 15 anos, os Black Dice são das bandas mais influentes e reverenciadas da aparentemente infinita escola de auto-suficiência e visionarismo norte-americana. Regressaram às edições no início de Abril com o invigorante novo disco ‘Mr Impossible’, na Ribbon Music, e embarcam no mês de Setembro numa nova tour europeia, com data única nacional no Music Box.
Fizeram-se à pista em 97 com o guitarrista Bjorn Copeland + o ex-baterista Hisham e o ex-baixista Sebastian, à época estudantes na Rhode Island School of Design, ecossistema fértil de bizarrias comunais arty e farol do underground da música e artes visuais DIY em anos consequentes. Após a viagem aural de ‘Beaches & Canyons’ na DFA, que tantas cabeças rachou lá atrás em 2002, seguido do sedutoramente exótico ‘Creature Comforts’, o baterista Hisham Bharoocha deixou a banda, tendo a formação estabilizado na actual de Bjorn, o irmão Eric Copeland e Aaron Warren. Desde o último e decisivo ‘Broken Ear Record’ na DFA, em 2005, passando pelo período na Paw Tracks dos últimos 5 anos, com ‘Load Blown’ e ‘Repo’ pelo caminho, consolidou-se a sua imagem de unidade cibotrónica ímpar com uma tarimba de anos na estrada, aviando pomada em clubes glossy a celeiros no meio do nada, de caves bafientas a museus de arte contemporânea. Têm simplesmente o som, imagem e espectáculo ao vivo mais doente da paisagem, insaciavelmente alto e denso, continuamente a pelarem-se para encontrarem sons novos e encaixes texturais e tímbricos frescos aos seus ouvidos maconheiros, e a fazerem disso insígnia maior da sua marca intocável no panorama actual da música independente.

Site oficial http://blackdice.net


Vídeo para ‘Pigs’


Ao vivo num buffet Chinês em Queens, NY

‘Outer Body Drifter’ para a Pitchfork.tv

Bilhetes disponíveis nos locais habituais e em http://blueticket.pt/site/EventoDetalhe.aspx?ecomm=1&eventoId=1441&idiomaid=1&op=0

Seg, 10 Setembro 2012
NOITE PRÍNCIPE #7 c/ Niagara, DJ Kolt, DJ Firmeza e DJ Marfox, 7 de Setembro, Music Box http://filhounico.com/novidades/noite-principe-7-niagara-dj-kolt-dj-firmeza-e-dj-marfox-7-de-setembro-music-box

PosterNoitePrincipe7WEB.jpg

Dia 7 de Setembro acontece a sétima Noite Príncipe, Sexta à noite de luxo justo na sala nobre do Cais do Sodré, no regresso após a pausa de Agosto. Começa pela 1h00 da manhã com o habitual aquecimento Príncipe DJs, seguindo-se a primeira vez dos Niagara pelas 2h, nova jorna de DJ Kolt desta vez solo uma hora depois, regresso de DJ Firmeza às 4h15 e por fim o patrão DJ Marfox a tomar conta do assunto até nos expulsarem lá para fora para a luz ainda calorenta de Sábado!
DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Há 7 felizes meses que o Musicbox acolhe a club night da Príncipe, sendo a de Setembro distribuída pela estreia do trio de estratégias oblíquas à House Niagara, num dj set preenchido só por produções suas, pelo talento e arrojo de DJ Firmeza, fabuloso produtor da Quinta do Mocho da crew Casa Da Mãe Produções (C.D.M.), e pelo cabedal a solo de DJ Kolt da crew soberana do Bairro da Jamaica, no Seixal, a Black Sea Não Maya Produções (B.N.M.). Troço final da viagem pelo cuidado e afecto de DJ Marfox, mais uma vez para fechar com chave de ouro a mensal experiência comunal no escuro ao som de Lisboa AGORA.

Como habitualmente, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.
Poster por Márcio Matos.
It's all way live! #7


NIAGARA - ONDA BLUE


DJ KOLT (c/ DJ LOVE) @ NOITE PRÍNCIPE #6


DJ FIRMEZA - LOVE U MANO HERSON #


DJ MARFOX - HUM

PRÍNCIPE

Ter, 4 Setembro 2012
Norberto Lobo DJ Set, 23 de Agosto, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/norberto-lobo-dj-set-23-de-agosto-19h30-entrada-livre-museu-do-chiado

NorSITEChiado.jpg

Norberto Lobo é o aclamado músico e guitarrista a quem já começam a escassear os superlativos para atribuir à sua música e percurso, desde que se estreou em disco com o clássico ‘Mudar de Bina’, em 2007. Estando já gravado, e em vésperas de conhecer data de edição, o seu ansiado por muitos quarto álbum a solo, ‘Mel Azul’ de seu nome, o Norberto brindar-nos-á no Jardim das Esculturas com uma selecção de música que deverá evocar o amor devoto do músico à bossa e MPB de terras de Vera Cruz, ao universo amplo do Jazz e outras paragens inesperadas que lhe são caras.

Bandcamp http://norbertolobo.bandcamp.com

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Sex, 17 Agosto 2012
João Pestes DJ Set, 16 de Agosto, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/joao-pestes-dj-set-2-de-agosto-19h30-entrada-livre-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas

JoaoPesteSITEult.jpg

Mentor e vocalista dos Pop Dell’Arte, co-fundador e editor do selo discográfico Ama Romanta, João Peste agraciar-nos-á com a sua presença para um DJ set com certeza tão singular como o mapa referencial e de interesses, na Arte e na Música, que tem expressado ao longo de uma carreira pública que prossegue há mais de 25 anos.

Ficha na Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Peste

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Seg, 13 Agosto 2012
Rui Miguel Abreu DJ Set, 9 de Agosto, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/rui-miguel-abreu-dj-set-9-de-agosto-19h30-entrada-livre-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas-do-mnac

RMAnews.jpg

Com um currículo vasto e preponderante no panorama nacional da edição, crítica e divulgação de música, Rui Miguel Abreu é também nosso estimado convidado em Agosto para uma selecção e partilha de discos. Jornalista (BLITZ, Parq, Jazz.pt, entre outros), radialista (Antena 3, RDP África) e digger, entre outros signos, RMA define a sua relação com a música – na sua multiplicidade estilística, geográfica, de herança e afirmação cultural, bem como de objecto físico e táctil – como ‘quando se ama o universo, não há galáxia que chegue’.

Blog http://www.33-45.org

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Qua, 8 Agosto 2012
Slight Delay DJ Set, 2 de Agosto, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/slight-delay-dj-set-2-de-agosto-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas-do-mnac-museu-do-chiado

SlightDelayWEB.jpg

Slight Delay são Tiago e Alcides, parte da fina flor da elite de DJs lisboetas, conhecendo-se há largos anos mas cuja parceria efectiva é mais recente. Começaram por fazer as Unight (noites mensais no Lux) e daí avançaram para os Slight Delay, nome sob o qual assinam e lançam os seus miraculosos edits. Em 2008 o influente selo norte-americano Rong editou-lhes o 12” ‘Sufi Surfer’, e eis que rapidamente se esgotou a tiragem do vinil e se deu um levantamento global de falatório e entusiasmo, entre aficionados das pistas de dança e DJs reputados internacionalmente. Para cortar a fita para a segunda etapa das ‘Noites de Verão’, o DJ set dos Slight Delay percorrerá a onda descontraída, mas enigmática, dos corredores menos óbvios de música fixada em disco, sua assinatura de referência.

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Ter, 31 Julho 2012
NOITE PRÍNCIPE #6 c/ DJ Firmeza + DJ Love vs DJ Kolt + DJ Marfox, 27 de Julho, Music Box http://filhounico.com/novidades/noite-principe-6-dj-firmeza-dj-love-vs-dj-kolt-dj-marfox-27-de-julho-music-box

PosterNoitePrincipe6.jpg

Dia 27 de Julho acontece a sexta Noite Príncipe, Sexta à noite de luxo justo na sala nobre do Cais do Sodré, e com mais um alinhamento representativo da fenomenal música de dança electrónica a operar abaixo do radar Lamestream da capital.
Começa pela 1h30 da manhã com o habitual aquecimento Príncipe DJs, seguindo-se o regresso de DJ Firmeza pelas 3h, encalço inaugural de DJ Love vs DJ Kolt e por fim o patrão DJ Marfox a tomar conta do assunto até nos expulsarem lá para fora para a luz calorenta de Sábado!
DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Há 6 felizes meses que o Musicbox acolhe a club night da Príncipe, sendo a de Julho distribuída pelo talento e arrojo de DJ Firmeza, fabuloso produtor da Quinta do Mocho da crew Casa Da Mãe Produções (C.D.M.), e pela estreia da crew soberana do Bairro da Jamaica, no Seixal, a Black Sea Não Maya Produções (B.N.M.). Troço final da viagem pelo cuidado e afecto de DJ Marfox, mais uma vez para fechar com chave de ouro a mensal experiência comunal no escuro ao som de Lisboa AGORA.

Como habitualmente, a entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.
Poster por Márcio Matos.
It's all way live! #6


DJ FIRMEZA - TARRAXO DE LEVE


DJ MARFOX - HUM

PRÍNCIPE

Qua, 25 Julho 2012
Éme, 26 de Julho, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/eme-26-de-julho-19h30-entrada-livre-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas-do-mnac-museu-do-chiado

eme1WEB.jpg

O Éme é uma das bravas faces e corações da editora Cafetra e 1/5 precioso dos fundamentais Os Passos em Volta, que se estrearam na recta final do ano passado em disco com ‘Até Morrer’, tratado de arrojo e frescura para a canção pop nacional bastarda de electricidade enferma. Prossegue também o seu caminho a solo, ruminando em canções à guitarra destaques de momentos de grande impacto e densidade emocionais, assistindo à trivialidade com transcendência e com olhos a brilhar para o novo e o complexo - a fortaleza no delicado sempre teve grande charme. Tendo-se feito à viagem no ano passado com o lançamento do EP de estreia ‘Passa-se Alguma Coisa Estranha Aqui’, percebeu-se que subiu a parada este Junho com o longa duração ‘Gancia’, primeiro álbum de um escritor de canções a solo no seio da Cafetra e disco em que eleva a sua idiossincrasia suave para um patamar de sedução mais amplo, suportada por uma folk-pop de arranjos no ponto certo da ponte vígilia-sono, e cujo o espaço ao ar livre do Museu do Chiado irá acolher na sua plenitude.


Vídeo ao vivo no Lounge, em Lisboa

Bandcamp http://oeme.bandcamp.com
Editora http://cafetrarecords.blogspot.pt

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Este concerto conta com o apoio
LogoBCPsite.jpg

Seg, 23 Julho 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco-julho

POSTERLoungeJULHOmailzWeb.jpg

Seg, 16 Julho 2012
FÚ Apresenta no Lounge Os Passos em Volta, 18 de Julho http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-os-passos-em-volta-18-de-julho

OsPassosemVoltaWEB.jpg

Mensalidade FÚ no Lounge de Julho, última antes da pausa de Agosto e regresso em Setembro, é entregue aos incorruptíveis contra o tédio Os Passos em Volta. Ainda fresco na memória o seu longa duração de estreia 'Até Morrer', posto cá fora no final do ano passado sem apelo nem agrado para os incautos à Nova Vaga cafetriana da canção em português. Razia lírica do quarto para a rua e de volta outra vez, estratégias sónicas lo fi na ponta da língua e do coração, que bom vai ser poder apanhá-los nas férias grandes.

    

Bandcamp http://ospassosemvolta.bandcamp.com

Vídeo oficial 'Fetra'

Seg, 16 Julho 2012
Dolphins Into The Future, 19 de Julho, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/dolphins-into-the-future-19-de-julho-19h30-entrada-livre-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas-do-mnac-museu-do-chiado

DolphinsIntoTheFutureMAILZ.jpg

Dolphins Into The Future é o alter ego de Lieven Martens, um indivíduo pró-activamente intrigante e determinante no seio da cosmogonia de um emancipado underground da música norte-americana e centro-europeia da última década, sensivelmente. A operar, a acreditar no mito urbano, a partir da sua base em Antuérpia que consiste num tanque flutuante, Lieven é responsável pelas editoras Cetacean Nation Cassettes e Dreamtime Taped Sounds, que foram patronos de edições em cassette de gente como James Ferraro ou Oneothrix Point Never, e são casa-arquivo-difusoras das suas experiências para paisagens sonoras virtuais. Para os seus resultados ao vivo e em disco, o belga faz uso de instrumentação electrónica e acústica, mas é reconhecido o seu uso de gravações de ondas do mar, sons de passáros e outras evocações do cânone New Age, muitas vezes registada sob a austeridade conceptual de auto-infligidas condições físicas extremas (privação de sono à cabeça) ou em sítios específicos para residências artísticas ad hoc. Tal é o caso do seu mais recente e elogiado LP ‘Canto Arquipélago’, lançado na Underwater Peoples Records, que foi gravado e produzido nos Açores, e em que o autor cita também o pintor romântico alemão Caspar David Friedrich como inspiração central para a obra, ao nível da filosofia e metodologia análoga empregue.

Facebook http://www.facebook.com/pages/Dolphins-Into-The-Future/117090171657468
Editora http://cetaceannationcommunications.blogspot.pt

Vídeo trailer para ‘Canto Arquipélago’

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Este concerto conta com o apoio
LogoBCPsite.jpg

Sb, 14 Julho 2012
IKB, 12 de Julho, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/ikb-12-de-julho-19h30-entrada-livre-noites-de-verao-no-jardim-das-esculturas-do-mnac-museu-do-chiado

IKBgrupo.jpg

“A cor International Klein Blue criada pelo artista plástico Yves Klein, serve de ponto de partida para a criação do ensemble IKB, como uma afirmação estética mais vasta da criação musical contemporânea. Esta formação composta por 14 músicos foi constituída por Ernesto Rodrigues, incansável dinamizador no tecido da música improvisada nacional, e responsável pela editora Creative Sources. Trata-se de um ensemble que privilegia o espaço arquitectónico, a escuta activa e o timbre. Através da disposição instrumental, da escolha das texturas e gestos musicais que os seus membros colocam em evidência durante a performance, a pausa e o silêncio criam contraponto com a produção sonora, mais, são parte vital da mesma. Com instrumentação mista, acústica e electrónica, utilizada de um modo eclético, explora a noção de espaço composicional numa perspectiva reducionista, partindo de linhas simples que se vão complexificando dando lugar a tensões e desenvolvimentos.” Texto dos Artistas
Neste concerto o IKB ensemble irá lançar o seu primeiro disco ‘monochrome bleu sans titre’, pela Creative Sources, que estará à venda no local.

Formação:

Ernesto Rodrigues - harpa, piano
Guilherme Rodrigues - violoncelo
Miguel Mira - contrabaixo
Rogério Silva - trompete
Eduardo Chagas - trombone
Bruno Parrinha - clarinete, clarinete alto
Nuno Torres - saxofone alto
Pedro Sousa - saxofone tenor e barítono
Abdul Moimême - guitarra eléctrica preparada
Carlos Santos - computador
Ricardo Guerreiro - computador
Monsieur Trinité - percussão
Nuno Morão - percussão
José Oliveira - percussão


"monochrome bleu sans titre" track:IKB2 (excerpt)

Editora http://www.creativesourcesrec.com/index.html

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Este concerto conta com o apoio
LogoBCPsite.jpg

Seg, 9 Julho 2012
B Fachada, 5 de Julho, 19h30, entrada LIVRE, Noites de Verão no Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/b-fachada-5-de-julho-noites-de-verao-no-museu-do-chiado

FachadaSITE11.jpg

Neste momento B Fachada já não precisará de grandes apresentações, nem será rebatível que é o maior cantautor da sua geração em Portugal, e um dos grandes desde a revolução de Abril. Autor e intérprete de uma discografia já muito considerável, tem mantido a promessa dos dois discos ao ano sem qualquer desvio de rota e enchido salas de Norte a Sul com essa raridade que é uma canção portuguesa que não pede desculpa por ser como é, por falar verdades que ficaram silenciadas durante tempo demais. Que soa eminentemente daqui mas em expansão de olhos a brilhar, sem coisas de postal para o turismo autofágico, como demasiadas vezes fizemos nas últimas décadas. Está lá a tradição, voltaram a reivindicação e a proposta concreta; dispensou-se o pudor em cantigas sobre intimidade, com o requinte próprio dos cavalheiros existencialistas e o vigor de um homem que sabe dançar, no seu encantador balanço angolano-beirão.
Data de Dezembro último o seu mais recente e celebrado disco, ‘B Fachada’, mas é já público que o seu novo registo de Verão está aí a chegar, ‘Criôlo’, que com certeza marcará presença nesta data inaugural das ‘Noites de Verão’, no Jardim das Esculturas do Museu do Chiado, amiúde a habitual revisitação e interpelo ao seu distinto catálogo.

          

Bandcamp http://bfachada.bandcamp.com
Editora http://www.mbarimusica.com
Vídeo oficial para o tema ‘Tó-Zé’ http://vimeo.com/33224308

Mais informação no site do Museu do Chiado em
http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/pt/node/1347

Este concerto conta com o apoio
LogoBCPsite.jpg

Seg, 2 Julho 2012
NOITE PRÍNCIPE #5 c/ DJ Liofox + DJ Maboku + DJ Nervoso + DJ Marfox, 29 de Junho, Music Box http://filhounico.com/novidades/noite-principe-5-dj-liofox-dj-maboku-dj-nervoso-dj-marfox

PosterNoitePrincipe5.jpg

Dia 29 de Junho acontece a quinta Noite Príncipe, desta feita uma Sexta à noite de luxo na sala nobre do Cais do Sodré, e com o elenco mais vasto e dinâmico que já tivemos desde o arranque em Fevereiro. Começa pela 1h30 da manhã com o habitual aquecimento Príncipe DJs, seguindo-se a estreia de Liofox pelas 3h, segunda ronda de Maboku às 4h, regresso de Nervoso às 5h e por fim Marfox às 6h até nos expulsarem lá para fora para a luz de Sábado! DJ Marfox com o seu 'Eu Sei Quem Sou EP' e Photonz com 'WEO / Chunk Hiss' marcaram as duas primeiras edições da editora nacional no início deste ano. Há 5 felizes meses que o Musicbox acolhe a club night da Príncipe, sendo a de Junho inéditamente distribuída pelo talento e arrojo de DJ Liofox e DJ Maboku, jovens fabulosos produtores da Quinta do Mocho da crew Casa Da Mãe Produções (CDM). Seguem-se os padrinhos cúmplices DJ Nervoso e DJ Marfox, mais uma vez para nos carregar a todos para outro plano de experiência comunal no escuro ao som de Lisboa AGORA.

A entrada dá direito a duas bebidas pelo preço de 8€.
Poster por Márcio Matos.
It's all way live! #5


DJ MABOKU - EU SOU DA MÃE

Casa Da Mãe Produções (DJ Liofox e DJ Maboku, entre outros) http://soundcloud.com/cdm-beats
DJ Nervoso http://soundcloud.com/dj-nervoso
DJ Marfox http://soundcloud.com/dj-marfox
PRÍNCIPE http://principediscos.wordpress.com

Épicidade em vídeo na Noite Príncipe #4

Seg, 25 Junho 2012
O Novo Ofício, Museu Coleção Berardo, 20/06 a 26/08 http://filhounico.com/novidades/o-novo-oficio-museu-colecao-berardo

Webcard_ONovoOficio.jpeg

Na próxima Quarta-feira 20 de Junho, pelas 19h, inaugura no Museu Coleção Berardo a exposição ‘O Novo Ofício’, comissariada pela Filho Único.

Trata-se uma exposição centrada em música; na dimensão objectual e espacializada que ela pode tomar no espaço e contexto expositivos; na pertinência e aberturas de novas avenidas criativas que daí podem decorrer. Esta mostra atravessa uma visão retrospectiva viva de obras intrinsecamente interligadas ao longo do tempo pelas qualidades visionárias que possuem, e pela indivisibilidade da música e do objecto.
Trabalhos decisivos, partindo desde o final do séc. XIX até ao passado recente, terminando com uma última secção inteiramente constituída por novas obras realizadas para a ocasião por artistas dos nossos dias.

O website http://onovooficio.museuberardo.pt foi criado por ocasião da realização da exposição para cumprir uma tripla função como catálogo, arquivo e agenda do evento. Nele irão sendo publicados conteúdos até ao encerramento da exposição, no dia 26 de agosto de 2012.

Qua, 20 Junho 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-julho-por-pedro-lourenco

PosterLoungeJunho12.jpg

Sex, 8 Junho 2012
FÚ Apresenta no Lounge ACRE, 14 de Junho http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-acre-14-de-junho

acre.jpg

ACRE são um trio composto pelo baterista Gabriel Ferrandini (RED trio, Rodrigo Amado Motion Trio), o saxofonista Pedro Sousa (Falaise, Canzana, Pão) e o guitarrista Filipe Felizardo (HüsqVarna, Bandeira Branca).
Juntos têm desenvolvido durante o último par de anos um trabalho orientado para o concerto ao vivo, apesar de já existirem gravações de onde consideram uma edição futura, e são os nossos convidados da mensalidade FÚ de Junho. Do melhor que o nosso país produziu nos últimos tempos em trio bárbaro com intelecto e espírito ávido pela exploração, no istmo onde o jazz e a improvisação livre abraçam a contemporaneidade.


ACRE - The Golem has a cough (excerpt)


Ao vivo na Trem Azul

Qui, 24 Maio 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-maio-por-pedro-lourenco

PosterLoungeMaio12.jpg

Qui, 10 Maio 2012
FÚ Apresenta no Lounge Pedro Magina, 23 de Maio http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-eme-+-smiley-face-14-de-marco

MaginaLounge2012Web.jpg

Regresso de Pedro Magina à residência da Filho Único no Lounge, onde se estreou ao vivo com a sua aventura a solo há dois anos, aquando do lançamento do seu EP inaugural ‘Nazca Lines’. Desde então sucedeu-se a cassette ‘Nineteen Hundred And Eighty Five’ na Not Not Fun, no ano passado, assim como uma tour europeia com os Gala Drop e nova edição de autor com o disco ‘Gecko’.
Tem passado os últimos tempos dividido entre concertos da sua banda aquaparque e trabalho caseiro de produção, imerso no plano de um novo longa duração de originais, bem como dando resposta ao desafio de convites para remisturas que a editora Mental Groove (desde 89 a operar sob desígnios electro e techno, com nomes díspares como Miss Kittin, Tiefschwartz, Michael Mayer ou Sun Araw no catálogo) lhe lançou, pouco tempo antes da esperada re-edição de ‘Gecko’ neste selo suíço. De esperar assim, neste serão, temas novos e em estreia de génese recente deste compositor instintivo, que tem vindo a trilhar caminho com a patine e grão do seu Casio complementada ultimamente com estratégias de Midi über-romântico.

Myspace http://www.myspace.com/memagina
Vídeo para ‘Minor Romance’ http://www.youtube.com/watch?v=UeorlrVGyds
Vídeo ao vivo no Club Mother, Estocolmo http://youtu.be/jLDdgWxVDd0

Seg, 7 Maio 2012
Putas Bêbedas + FÚ dj set, 5 de Maio, no 13º Aniversário do Lounge http://filhounico.com/novidades/putas-bebedas-+-fu-dj-set-5-de-maio-no-13º-aniversario-do-lounge

PutasBebedasSITE.jpg

Dia 5 de Maio o Lounge comemora o seu 13º Ano de Vida. A Filho Único aceitou de bom grado o convite para se juntar à festa de aniversário que estão a preparar e, pelas 22h30, assenta arraiais com um concerto das Putas Bêbedas, seguido de dj set por 2 manos FÚ. Consultem o cardápio da extravaganza toda em http://www.loungelisboa.com.pt/blog

Putas Bêbedas é o trio do Leio, Sushi e Abras, banditagem punk cara da Cafetra. Tocam alto, com volume grato de selvajaria e sem cerimónia de conforto técnico, sacudindo o tédio para canto. Saúde!

’Bater Uma’ na ‘Compilação’ (2012, Cafetra) http://cafetrarecords.bandcamp.com/track/bater-uma
Facebook http://pt-br.facebook.com/pages/Putas-B%C3%AAbadas/194149377273858
Vídeo ao vivo na Severa http://www.youtube.com/watch?v=S7zMhbtIano

Sex, 27 Abril 2012
Poster original da tour Strange Boys ‘Live Music’, adaptado por Márcio Matos http://filhounico.com/novidades/poster-por-strange-boys-com-letra-de-marcador-por-marcio-matos

PosterStrangeBoysWEB.jpg

Seg, 23 Abril 2012
The Strange Boys + 100 Leio, 24 de Abril, Music Box http://filhounico.com/novidades/the-strange-boys-100-leio-24-de-abril-music-box

SttrrangeWEB.jpg
100leioWEB.jpg

Potentíssima máquina de soul e blues via Rimbaud (como o quis a tia Patti), os Strange Boys de 2012 têm já três discos para trás, e nesta instância cavalgam até Lisboa no seu chariot texano com um fantástico álbum de canções editado no ano passado. Só o single de abertura "Me and You" servia para entrar - ainda mais adentro - nos cânones do que se pode fazer hoje com a energia do rock e com a força da verdade benigna (para todos, para todos), partindo para todas as lutas (tinha que ser) com um riquíssimo conhecimento da música norte-americana de bares de beira da estrada, manifestações em massa por mundos melhores, Carnegie Halls e um impressionante número de noites atiradas ao ar a pensar no amor (ou a pragmaticamente tratar do assunto). Ryan Sambol é um grande da sua geração, e da última vez que os tivemos por cá foi show à séria. Desta vez ainda vai ser melhor. Confiem.
Primeira parte com pontos de interrogação radioactivos de algum do melhor teen angst poético-escatológico que já ouvimos, cortesia de um ícone Cafetra - f*****' 100 Leio. Basta verificar o Bandcamp do campeão e ouvir a estreia 'Enganei-me e Fui Para Casa' para entender que estamos aqui a lidar com clássicos lisboetas instantâneos de canção eléctrica de quarto de dormir. Desde o combo guitarra raio de sol + bateria Moe Tucker à 'You Walk Alone' do Jandek de "1 Conto de Mofino", ao barbárico anti-hino stoner "Edson Mandela", 100 Leio é um garante de positiva e radiante insuportabilidade para arrancar com real dignidade esta noite de cantautores carismáticos.

Site oficial http://strange-boys.com
Editora http://www.roughtraderecords.com/strangeboys
Vídeo ‘Me and You’ http://www.youtube.com/watch?v=G2KRB30HVX4

Bandcamp http://100leio.bandcamp.com
Editora http://cafetrarecords.blogspot.com
Video ao vivo no Liceu Camões http://www.youtube.com/watch?v=Pm3zile84Pg&feature

Bilhetes disponíveis nos locais habituais e na Blueticket em http://blueticket.pt/site/EventoDetalhe.aspx?ecomm=1&eventoId=1360&idiomaid=1&op=0

Seg, 23 Abril 2012
Poster por Márcio Matos http://filhounico.com/novidades/poster-por-marcio-matos

Poster-Hurley-WEB.jpg

Qua, 18 Abril 2012
Michael Hurley, 18 de Abril, Kolovrat 79 - Roof http://filhounico.com/novidades/michael-hurley-18-de-abril-kolovrat-79-roof

MichaelHurley4SITE.jpg

Cantor absolutamente crucial da canção norte-americano, dá ideia que já fez tudo o que havia para fazer na vida mas a estrada segue infinita – são assim os bravos. Editou a sua estreia ‘First Songs’ pela monumental Folkways (onde nem Bob Dylan entrou), fez clássicos em todas as décadas desde aí, passando por ‘Armchairboogie’ (Cat Power fez 3 versões deste álbum), ‘Hi-Fi Snock Uptown’, até ao recente ‘Blue Hills’ (Mississipi Records, 2010). Andou na estrada e na noite com os Unholy Modal Rounders, com quem gravou o icónico ‘Have Moicy!’, álbum que Jagger e Richards disseram tratar-se de um dos discos cruciais dos anos 70; casou-se muitas vezes, e parece ter uma quantidade variável de filhos a cada vez que lhe falamos. Desenhador cartoonista mestre, tem um ideário de ilustração que está em todas as suas capas, e que adensa ao universo maravilhoso da sua vida, da sua solidão, bonomia e espírito invencível. À medida que os anos passam a sua mestreia na guitarra, o seu saber dar concertos de uma vida uns atrás dos outros, onde o ridículo e o sublime se sucedem e confundem em radiância, tornam incontornável o facto de que estamos perante essa raridade de uma lenda viva, no topo de uma impossível lucidez, visão e arrojo aos 71 anos. 71 anos. Morrer gostando de música sem um dia nunca se ter visto Hurley a uivar para a lua é triste demais. Vivam felizes.

Site oficial http://www.snockonews.net
Myspace http://www.myspace.com/snock07
Editora http://www.gnomonsong.com/michaelhurley/
Vídeo 'the rue of ruby whores' http://www.youtube.com/watch?v=gL6_pMdMhlQ

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima (Lisboa)

Ter, 17 Abril 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/poster-por-pedro-lourenco

PosterR&KLoungeAbrilmailz.jpg

Qui, 5 Abril 2012
FÚ Apresenta no Lounge Ritchaz Y Keky, 11 de Abril http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge-ritchaz-y-keky-+-fu-dj-set-11-de-abril

R&Kweb.jpg

Ritchaz Y Keky, duo de origem caboverdiana que tem inflamado as margens de Lisboa nos últimos anos, regressa aos palcos da metrópole, demasiado tempo desde a última vez. Dos seus hinos de kizomba/zouk um pouquinho mais speedado que a batida original, saem do romântico meloso típico do género para fazer trabalho de crítica social e festa completamente longe de caridades e entendimentos Benetton, respectivamente. Quando recentemente ouvimos material novo dos rapazes, percebemos que tinham transposto o vibe Martin Hannett dos PALOP para funanás espectralistas completamente aparte, e coerentes em absoluto com a evolução das tradições da terra. Produções cada vez mais impactantes e singulares, flow mais afinado e mais anos de palco em cima. Verdadeiros tropas da Outorela a fazer da música mais mágica e progressista em Portugal.

Soundcloud http://soundcloud.com/ritchaz-y-keky

Ter, 3 Abril 2012
Poster por Sofia Berti Rojas http://filhounico.com/novidades/poster-por-sofia-berti-rojas

PosterBluesControlLaraaji.jpg

Qua, 28 Maro 2012
Blues Control & Laraaji & Arji, 12 de Abril, Kolovrat 79 - Roof http://filhounico.com/novidades/blues-control-laraaji-kolovrat-79

BCLaraajiWEB.jpg

Encontro cósmico de músicos da mais fina estampa para périplo europeu selecto de concertos, que os traz ao sótão da Kolovrat a Lisboa (e ao CCVF em Guimarães, um dia depois), na senda do lançamento no ano passado do celebrado Vol. 8, que os reuniu em disco, da série FRKWYS da editora nova-iorquina RVNG. Esta discográfica é afamada por desafiar e promover discos colaborativos de músicos que se desconheciam a nível pessoal até então, mas notoriamente ligados por laços estéticos latentes comuns. Após o convite lançado à banda Blues Control pela editora, cedo surgiu o nome de Laraaji como eventual par a contactar para discussão de ideias e consequente reunião em estúdio. Laraaji (n. Edward Larry Gordon, em 1943) é uma referência marcante no imaginário inicial dos Blues Control, bem como de outros cabecilhas do underground norte-americano que entretanto emergiram (Emeralds, OPN, assim à cabeça) que ainda há pouco tempo saciavam com avidez o seu fascínio sobre o passado da música psicadélica do ramo New Age, e cedo se aperceberam do catálogo passado de Laraaji. Para muitos, Laraaji é reconhecido pelo seu impressionante disco de 1980 ‘Ambient 3: Day of Radiance’, gravado com Brian Eno para a sua série ‘Ambient’ após o britânico o ter ‘descoberto’ a tocar na rua, no qual amplificava a um público mais alargado a sua apropriação da ‘zither’, instrumento acústico de cordas oriundo da Europa de Leste, alimentada pela sua pesquisa pessoal e entendimento de culturas místicas orientais. O disco proporcionou-lhe uma elevada atribuição de valor no mercado do género ‘ambient’ então a florescer, apesar de um disco que o precede como ‘Celestial Vibration’ (reeditado entretanto pela Soul Jazz) ou o intitulado ‘Essence / Universe’ de 1987, transcenderem qualquer tipo de etiquetas, práticas esotéricas com incenso manhoso ou sessões de tratamento com cristais, no seu impacto e alcance no objectivo de lançar os seus ouvintes para um outro plano de consciência.
O disco que então os Blues Control e Laraaji, mais ainda a sua ‘amiga musical’ inseparável Arji, nos legaram e que agora vêm promover, assombra pelo universo conjurado ao longo das suas 4 longas faixas (+2 bónus), que primam por uma dimensão de entrosamento e fluidez de processos e discurso verdadeiramente notável, contribuindo para um resultado final misteriosamente arrebatador. Um portento de intimidade de escolhas e caminhos, que ao vivo vêm mostrar-nos como se ilumina a olho nu.

Myspace http://www.myspace.com/bluescontrol
Blog oficial http://laraaji.blogspot.com
Editora http://igetrvng.com/discography/113/
Entrevista http://blogs.philadelphiaweekly.com/music/2011/11/11/qa-blues-controls-russ-waterhouse-talks-laraaji-new-age-music-and-the-importance-of-laughter/

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima (Lisboa)

Qua, 28 Maro 2012
Poster por Grim Reaper http://filhounico.com/novidades/poster-por-grim-reaper

PosterMcPhee.jpg

Sex, 16 Maro 2012
Joe McPhee Survival Unit III, 21 de Março, Kolovrat 79 - Roof http://filhounico.com/novidades/joe-mcphee-survival-unit-iii

McPheeWEB.jpg

Nascido em Miami em 1939 e trompetista desde os 8 anos de idade, Joe McPhee é um verdadeiro testamento vivo, ainda bem no pico (crescente!) das suas capacidades, do que pode ser o jazz hoje, reflectindo com o poder da coerência e da honestidade, uma parte do que continua a poder ser feito com esse fascinante e riquíssimo vocabulário e tradição, e que tantas vezes é brutalizado ao ponto do esquecimento ou da mediocridade.
Multi-instrumentista em todo o tipo de saxofones, clarinete, trombone e piano, é a partir de finais dos anos 1960 que arranca para a música que o começou a definir enquanto artista. Influenciado por Coltrane, Ayler e Ornette (figura essencial no arranque do seu percurso), Joe McPhee é um dos mais relevantes espíritos livres e transgressores da forma e do vocabulário do jazz e de áreas que ele mesmo ajudou a tornar adjacentes. Colaborando desde cedo com músicos com preocupações estéticas e espirituais semelhantes, em direcção ao desconhecido e ao vibrante, trabalhou com a nata do jazz mais esclarecido norte-americano e europeu, assim como com a vanguarda da música electrónica dos anos de 1970, da Deep Listening Band de Pauline Oliveros, até aos seus álbuns fabulosos nessa mesma década com John Snyder para sopros e sintetizador.
O currículo de McPhee conta com mais de meia centena de álbuns, entre os quais muita obra em seu nome próprio na editora HatHut, fundada precisamente para lançar a sua música. Trabalhou com uma lista interminável de artistas seminais da música das últimas quatro décadas, destacando-se trabalho regular com Evan Parker, Jimmy Giuffre, Peter Brötzmann, Dominic Duval, Raymond Boni ou Chris Corsano.
Esta terceira encarnação da sua Survival Unit, título de formação cujo início remonta ao final dos 60s/início dos 70s, vê McPhee acompanhado por dois músicos fabulosos com muita história em Chicago na última vintena de anos (aproximadamente), nas pessoas de Fred Lonberg-Holm (violoncelo) e Michael Zerang (bateria). A Survival Unit tem sido, efectivamente, a sua working band (o ofício da sobrevivência, para bom entendedor), e plataforma de criação e expressão sem rodeios do "real assunto sério". Música sem cosmética, feita de uma vida a seguir o caminho da boa tradição, do som, da frase, da ordem e da luz, no meio da escuridão do inaudito.

Site oficial http://www.joemcphee.com
Vídeo ao vivo http://youtu.be/jbTZC8LB7aA

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima (Lisboa)

Sex, 16 Maro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/filho-unico-apresenta-no-lounge

PosterFULoungeMarco.jpg

Qua, 14 Maro 2012
FÚ Apresenta no Lounge Éme + Smiley Face, 14 de Março http://filhounico.com/novidades/fu-lounge-eme-smiley-face

EMEWeb.jpg
SmileyFaceWEB.jpg

Dois escritores de canções de excepção do fulminante acampamento Cafetra, numa double-bill da grande canção nacional adolescente. O Éme vai até aqui ruminando destaques de momentos de grande impacto e densidade emocionais, assistindo à trivialidade com transcedência e com olhos a brilhar para o novo e o complexo - a forteleza no delicado sempre teve grande charme. Smiley Face faz haikus DIY sobre absolutos do mundano, do metafísico e do filosófico, a caminhar entre o abismo existencial como quem fica no sofá a vegetar e malhar Doritos. Meio inacreditável que isto exista, e duas poderosas razões para ajudar a justificar esta Lisboa cada dia mais irrepetível.

Bandcamp http://oeme.bandcamp.com
Editora http://cafetrarecords.blogspot.com
Entrevista http://www1.ionline.pt/conteudo/138447-cafetra-records-para-todos-os-efeitos-somos-putos-fazer-musica
Vídeo ao vivo no Clube Setubalense http://www.youtube.com/watch?v=uwHfPfabkgE

Tumblr http://stupidbones.tumblr.com
Vídeo teaser para ‘Desgarradas D’amor..’ http://www.youtube.com/watch?v=tpvFveiMORc
Smiley Face no Clube da Palavra do Canal Q http://videos.sapo.pt/J8bTlGcbUUiOQV3az8vA

Qua, 14 Maro 2012
Poster por Pedro Lourenço http://filhounico.com/novidades/pega-monstro-+-putas-bebedas

PosterPegaMonstroWEB.jpg

Seg, 5 Maro 2012
Pega Monstro + Putas Bêbedas, 10 de Março, Kolovrat 79 - Roof http://filhounico.com/novidades/pega-monstro-putas-bebedas-kolovrat-79

PEGAMONSTROsite.jpg
PutasBebedasSITE.jpg

Está perfeitamente claro para que nós que o disco homónimo que aí vem das Pega Monstro, duo de Maria e Júlia Reis, é cara podre dos grandes discos de rock da história de Portugal, produzido em registo garage visionário por B Fachada. Preparem-se para não quererem ouvir outra coisa durante meses (pelo menos). Na primeira parte do lançamento do álbum das Pega, o trio sentimentalista delinquente Putas Bêbedas abre as hostilidades desta cerimónia a favor da beatificação de todo o elenco Cafetra.

Bandcamp http://pegamonstro.bandcamp.com
Editora http://cafetrarecords.blogspot.com
Vídeo ao vivo no Milhões de Festa http://www.youtube.com/watch?v=efXU6gHQw5s&feature

Facebook http://pt-br.facebook.com/pages/Putas-B%C3%AAbadas/194149377273858
Vídeo ao vivo na Severa http://www.youtube.com/watch?v=S7zMhbtIano

Bilhetes disponíveis nas lojas Flur e Matéria Prima (Lisboa)

Seg, 5 Maro 2012
Ferraro http://filhounico.com/novidades/ferraro

Esta Quinta-feira no Kolovrat 79 - Roof, o fascinante James Ferraro vem rocar a infraestrutura devidamente. Yong Yong abrem a noite pelas 22h, bilhetes disponíveis nas estimadas Flur e Materia Prima, bem como na noite no local.

Seg, 6 Fevereiro 2012
Esta 5ª, primeiro Filho Único Apresenta no Lounge de 2012 http://filhounico.com/novidades/primeiro-filho-unico-apresenta-no-lounge-de-2012

pLfilhounicoposterjaneiro20.jpg

poster por Pedro Lourenço

Ter, 10 Janeiro 2012
B Fachada e Norberto Lobo, 21 de Dezembro, Grande Auditório do CCB http://filhounico.com/novidades/b-fachada-e-norberto-lobo-21-de-dezembro-grande-auditorio-do-ccb

posterbfachadanorbertoloboA1WEB.jpg
Poster por Gabriel Barbi

Bilhetes disponíveis na bilheteira online e física do CCB e na Ticketline, FNAC e locais habituais

Qua, 14 Dezembro 2011
Negócio do Além, http://filhounico.com/novidades/negocio-do-alem

em slang paulistano. Concerto de última hora que confirmámos o mais rapidamente possível dos fantásticos Shabazz Palaces, esta Segunda 28 Novembro, no Music Box. Este projecto fez, quanto a nós, o disco de hip hop mais importante em praticamente meia década, na sua estreia este ano em longa duração, ‘Black Up’, editado pela Sub Pop. Os bilhetes são baratíssimos, estão preçados a 6€ e podem ser adquiridos através da Blueticket em http://www.blueticket.pt , bem como na FNAC, Worten e restantes locais habituais, assim como no Music Box na própria noite a partir das 22h. Até lá!

Qui, 24 Novembro 2011
R Stevie Moore + Os Passos em Volta, 22 de Novembro, Music Box http://filhounico.com/novidades/r-stevie-moore-os-passos-em-volta-22-de-novembro-music-box

PosterRStevie.jpg
poster por B Fachada

Sex, 18 Novembro 2011
Fundraising CAFETRA&AMIGOS no Café-concerto do Teatro d\'A Barraca http://filhounico.com/novidades/fundraising-cafetra-amigos-no-cafe-concerto-do-teatro-da-barraca

PosterCAFETRAsite

Festa de barriga cheia de concertos na noite de Halloween, no nobilíssimo Teatro d’A Barraca, que nós planeamos com o pessoal da Cafetra. Trata-se de uma ocasião especial, pelo preço simbólico de 5€, com vista a angariar fundos para a primeira edição da Cafetra em CD, o primeiro álbum d’Os Passos em Volta – grandes ausentes da noite, mas com os seus elementos espraiados em várias entidades que vão subir ao palco nesta véspera de feriado, como o Éme ou as Pega Monstro. Além disso contam com AMIGOS que partilham da alegria de ajudar a edificar tão valente propósito, como B Fachada, entre outros.

ALINHAMENTO:

Éme – 2 músicas - 15min
Smiley face – 10 min
Putas Bêbadas – 10 min
No love – 1 música (Max. 2) – 5 min
100 Leio – 20 min
Pega Monstro – 20 min
O Cão da Morte – 15 min
Go suck a fuck – 10 min
B Fachada – 20 min
Rabu Mastah – 10 min
Cochaise – 20 min
Kimo Ameba – 20 min

Macaco by Pega Monstro

Seg, 24 Outubro 2011
Hoje, 12 de Outubro de 2011 http://filhounico.com/novidades/hoje-12-de-outubro-de-2011

pLfilhounicoposteroutubro

poster por Pedro Lourenço

Qua, 12 Outubro 2011
Hoje, 14 de Setembro de 2011 http://filhounico.com/novidades/hoje-14-de-setembro-de-2011

pLfilhounicoSETEMBRO

poster por Pedro Lourenço

Qua, 14 Setembro 2011
A fome era negra http://filhounico.com/novidades/a-fome-era-negra

Avizinha-se a 8ª edição do Out.Fest, Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro, que decorrerá de 4 a 8 de Outubro. O certame é organizado pela Out.Ra e co-programado pela Filho Único, e conta este ano com um magno cartaz agraciado com as estreias nacionais dos Oneida (que também tocam no dia 9 no Passos Manuel, no Porto), Dieter Moebius, Sei Miguel Unit Core c/ Norberto Lobo, Kwjaz, Part Wild Horses Mane on Both Sides, o Network de Damo Suzuki pela primeira vez com os Sunflare, e os regressos do Schlippenbach Trio (Alex von Schlippenbach, Evan Parker e Paul Lovens) - pela primeira vez desde um monumental concerto no Grande Auditório da Gulbenkian no âmbito do Jazz em Agosto - Bill Orcutt, Stephen O’Malley (Sunn O))), Tropa Macaca e EITR. Um fartote pleno da música mais nuclear à face do globo, palavra de honra.

cidadedoBarreiro

Qua, 14 Setembro 2011
Six Organs of Admittance http://filhounico.com/novidades/six-organs-of-admittance

Sexta-feira na Culturgest Porto e Sábado no Teatro Maria Matos. Bilhetes para o Porto aqui e para Lisboa aqui.

Seg, 5 Setembro 2011
Rombudagem nas \'Noites de Verão no MNAC\' http://filhounico.com/novidades/rombudagem-nas-noites-de-verao-no-mnac

calhauveracortes

Calhau! em concerto esta Quinta-feira no regresso do Ciclo 'Noites de Verão no MNAC', no Jardim das Esculturas do Museu do Chiado, pelas 19h30 e com entrada GRATUITA.

Qua, 3 Agosto 2011
por Ana Maria http://filhounico.com/novidades/por-ana-maria

animalcollectiveposter

Sex, 15 Julho 2011
Filho Único Apresenta no Lounge http://filhounico.com/novidades/fu-apresenta-no-lounge

FelizardoSiteNova

Filipe Felizardo é o artista para a nossa mensalidade no Lounge neste Julho. Toca dia 20, na próxima 4ª feira, com dj set filho único antes e depois do concerto. Portas abrem às 22h, o Filipe pega nas seis cordas às 22h30, a noite a termina às 04h. A entrada é LIVRE.
Show de guitarra sem pedais e sem rede, nesta nova fase do trabalho sonoro do artista que se adivinha mais próxima do abismo onde tudo e nada acontecem no infinito.

Sex, 15 Julho 2011
Rafael Toral Space Collective 5 - dia 14 de Julho, 5ª feira, com entrada gratuita no Museu do Chiado http://filhounico.com/novidades/rafael-toral-space-collective-5-dia-14-de-julho-5-feira-com-entrada-gratuita-no-museu-do-chiado

As 5ªs no Museu do Chiado continuam este dia 14 com o Space Collective 5 de Rafael Toral, data que marca a apresentação oficial de 'Space Elements Vol. III' (Staubgold / Taiga), álbum fresquíssimo do Sr. Toral nesta sua exploração pelo Space Program, e que conta com participações de Afonso Simões, César Burago, Riccardo Dillon Wanke, Tatsuya Nakatani, Victor Gama, Marco Franco e Toshio Kajiwara. A impressionante banda que se vai apresentar ao vivo daqui a um par de dias conta com a

Ter, 12 Julho 2011
5ªs no Museu do Chiado 2011 começam esta semana http://filhounico.com/novidades/5s-no-museu-do-chiado-2011

Sempre às 19h30, com entrada GRATUITA, no Jardim das Estátuas do Museu do Chiado / MNAC, ali na R. Serpa Pinto. (se chover em algum destes dias chover estaremos no átrio). A programação é constituída somente por artistas cruciais deste nosso Portugal, e por um trio de rockeiros turcos provenientes do caldeirão psicadélico mais profundo. Só temos óptimas memórias das edições de anos anteriores, pelo que estamos certos que nos aguardam alguns dos melhores fins de tarde que Lisboa poderá oferecer este ano, no bonito Jardim do MNAC. Atenção que arrancamos já a dia 7, com o fantástico Norberto Lobo, em mais um solo para a história. Se ainda não têm o 'Fala Mansa', que a Mbari lançou há pouquíssimo tempo, aproveitem o bilhete gratuito para o comprarem directamente à editora a um preço especial, certos que lá dentro só vão encontrar pérolas.

Norberto Lobo - 7 de Julho
Rafael Toral Space Collective - 14 de Julho
Hayvanlar Alemi - 21 de Julho
Calhau! - 4 de Agosto
RED Trio - 11 de Agosto
Sei Miguel Quarteto - 18 de Agosto

O Museu do Chiado é aqui

Ter, 5 Julho 2011
Site novo cheio de funcionalidades para o vosso iCoiso-viral http://filhounico.com/novidades/site-novo-cheio-de-funcionalidades-para-o-vos

E ainda profundamente incompleto (estamos cheios de trabalho e a tratar do assunto), como podem ver, mas já com toda a nossa programação para este Verão. Em breve teremos todo o nosso arquivo de concertos, posters, e a nossa página de booking / agenciamento completa. Até lá podem subscrever-nos no nosso feed de RSS, assinar a nossa newsletter (que está também ela refeita – talvez agora não apareça só no vosso spam), e fazer uma data de coisas modernas. Estejam à vontade.

Ter, 5 Julho 2011